Conecte-se agora

Videomaker do ac24horas mostra o trabalho da Equipe do Samu de uma forma inusitada

Publicado

em

Vinte e três anos depois de ter sido criado no Brasil, o Samu chegou ao Acre. Desde que foi implantado goza de excelente prestígio público. Com uma estrutura considerada simples, para os padrões burocráticos de saúde pública, o órgão atua no estado desde de 2003, quando foi implantado pelo então governador Jorge Viana.

Com sede no centro da cidade, para facilitar o deslocamento até os pontos de chamada, seus atendentes ficam em escalas de plantão. O número de contato é o 192.

Mesmo com um trabalho de conscientização quase que diário, os trotes ainda são um dos maiores problemas enfrentados pela instituição. Todos os dias o Samu recebe uma média de vinte telefonemas, teoricamente feitos por crianças. “É na hora do meio dia que eles mais ligam” – disse Priscila Lopes, que é atendente da Regulação.

O órgão atende casos de urgência e emergência. O tempo médio de atendimento da chamada ao atendimento do Samu acreano está dentro da média brasileira, que é de 8 a 15 minutos.

Durante o momento em que a equipe do ac24horas acompanhou as chamadas, esse tempo estava bem abaixo da média nacional.

Segundo a Coordenadora do Serviço de Urgência e Emergência, Lúcia Carlos Paiva, o Acre conta com 23 Ambulâncias de Suporte Básico Tripulado por condutor de veículo e técnico de enfermagem, 03 unidades de suporte avançado e 02 Centrais de Regulação.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas