Conecte-se agora

Marcus Viana diz não à florestania e fala em investir no agronegócio

Publicado

em

O candidato a governador pelo PT, Marcus Alexandre Viana, foi o segundo dos concorrentes ao Palácio Rio Branco a ser sabatinado ao vivo pelo ac24horas na noite desta terça-feira, 21.

A sabatina começou às 19h30. Durante uma hora, os jornalistas Fábio Pontes, Luiz Carlos Moreira Jorge e Nelson Liano Junior, do ac24horas, fizeram perguntas diversas e sobre o plano de governo do candidato para as áreas de educação, saúde, agricultura, infraestrutura, habitação, segurança e economia.

O primeiro tema perguntado ao candidato pelos jornalistas foi sobre segurança pública.

Marcus falou em executar ações nas fronteiras do Acre com o Peru e a Bolívia por meio da criação de um comando de operações da fronteira e acrescentou que seu plano tem eixos definidos de ação com foco em “investimento em reaparelhamento,
tecnologia e valorização”.

Sobre a valorização e equiparação salarial entre PMs e policiais civis, Marcus falou em reduzir “paulatinamente a distância salarial entre as polícias civil e militar”.

“Nós temos que fazer um debate com o pé na realidade. O Estado tem um orçamento hoje que é quase o dobro na Segurança”, disse.

Sobre o sistema penitenciário, o candidato governista disse que “não trabalha na linha da privatização”.

“Vamos vincular o Iapen à Secretaria de Segurança, que hoje é vinculada à Secretaria de Direitos Humanos.”

Na área da Segurança, Marcus respondeu sobre seu vice, o delegado Emylson Farias, ex-secretário do setor. Ele elogiou seu companheiro de chapa.

“É um delegado de carreira, um homem de coragem. Eu tenho a honra de ter o Emylson do lado.”

Saúde

Marcus Viana quer reduzir as “filas das cirurgias na Saúde”. Ele destaca a necessidade de promover a descentralização dos atendimentos hospitalares
por meio, por exemplo, da conclusão do Hospital Regional de Brasileia, que deve atender toda a região do Alto Acre. Marcus também citou a conclusão das obras de verticalização do Pronto Socorro e da UPA de Cruzeiro do Sul.

Viana falou em “fixação dos especialistas” para regulação e estruturação” para reduzir as filas de cirurgias.

O candidato, ao ser perguntado sobre o Pró-Saúde, disse que não seria irresponsável em dizer que vai readmitir o pessoal do setor.

“Não vou aqui fazer nenhuma promessa. A minha posição é lutar para que não haja demissão. Temos que buscar amparo legal, para que a gente encontre uma solução.”

Educação

Marcus fala em construir em Sena Madureira e em Cruzeiro do Sul escolas de tempo integral, experiências que vem dando certo em unidades com esse modelo já existentes em Rio Branco.

“A construção de uma escola de tempo integral em cada uma das regionais. É um avanço porque você usa o horário ampliado para várias atividades”, disse.

O petista lembrou que em suas gestão na prefeitura da capital foram construídas 14 creches em Rio Branco, além da criação de cinco mil novas vagas na educação infantil.

O petista falou em aumentar o número de colégios militares e ampliar o Quero Ler, programa executado pelo atual governo com o objetivo de reduzir o analfabetismo.

“As escolas militares em Rio Branco foram um sucesso, pois trabalha a questão da disciplina e a educação. Também vamos dar sequência ao Quero Ler, que é um sucesso.”

Economia

O candidato a governador do PT não vai repetir a florestania dos governos da Frente Popular. Quer incentivar o agronegócio.

“Nós não vamos construir indústrias para incentivar a cadeia produtiva. Florestania é mais um conceito. Queremos ampliar áreas de agricultura para dobrar a produção. E ainda unificar as secretarias na
Secretaria de Produção Abastecimento.

Marcus lembrou que o Acre tem 2, 3 milhões de hectares de áreas abertas prontas para investimentos no agronegócio.

Ao falar sobre a ZPE, a Zona de Processamento de Exportação, projeto fracassado do atual governo, Marcus não descartou a possibilidade de transformar espaço em um espaço de pólo logístico.

Temas diversos: cargos em comissão, Lula e processos

Ao ser perguntado sobre a relação de seu eventual governo com os cargos em comissão, Marcus disse que vai manter sua fidelidade aos partidos e que suas escolhas são baseadas em critérios técnicos e políticos.

Para ele, o número de comissionados não é tão representantivo.

Segundo Marcus ocupantes de cargos em comissão devem “funcionar e trabalhar”.

“Pra indicar pessoas pra trabalhar comigo, tem trabalhar muito. Temos que respeitar essa aliança.”

Marcus disse que 80% dos processos contra ele foram arquivados. “Restam nove, agora”, acrescenta.

Sobre uma eventual eleição de um presidente não petista, Viana acrescentou que “entende que quem ganha a eleição tem governar pra todo mundo. Eu espero, caso eleito, que tenhamos um presidente para todos. Cada governador enfrentou o desafio do seu tempo”.

“Eu vou fazer o que tenho no meu coração. Acho que temos que ter a humildade de reconhecer as nossas falhas”, completou.

Para Marcus, Lula “foi o presidente que mais ajudou o nosso Estado”.

video

Propaganda

Destaque 3

População terá poucos momentos para visualizar o ministro Sérgio Moro no Acre

Publicado

em

A população de Rio Branco terá poucos momentos em que poderá visualizar o ministro Sérgio Moro. Por medidas de segurança, as agendas serão cumpridas em ambientes fechados, para poucos convidados e forte esquema de segurança.

Na chegada do Aeroporto de Rio Branco, quem estiver no espaço do mirante poderá ver o ministro no momento do desembarque no avião da Força Aérea Brasileira (FAB). O cerimonial institucional ainda não informou se Moro segue até o saguão principal para poder ter acesso ao veículo que o conduzirá até o Memorial dos Autonomistas, no centro da capital.

Pela agenda divulgada no início da noite, a caravana com o ministro, o governador Gladson Cameli, o vice-governador Major Rocha, senadores da República, deputados federais, secretários e convidados deverá gastar cerca de 30 minutos entre o aeroporto e centro da cidade. O carro de Sérgio Moro será escoltado por batedores da Polícia Rodoviária Federal.

A chegada do ministro no Memorial dos Autonomistas é outro momento em que ele poderá ter contato com o público, mesmo que de longe. Grades isolaram o acesso entre o Palácio Rio Branco e o Memorial dos Autonomistas já na manhã deste domingo.

A cerimonia de condecoração da Ordem Estrela do Acre (OEA) tem duração prevista de 40 minutos, deve começar as 11h40. Sérgio Moro e o governador Gladson Cameli, o vice-governador Major Rocha e as demais autoridades fazem o caminho entre o Memorial dos Autonomistas e o Palácio Rio Branco andando.

Esse deverá ser o maior momento em que o público poderá visualizar Sérgio Moro mais de perto. Ele deverá passar na escadaria do lado direito do Palácio Rio Branco (pela avenida Getúlio Vargas) até se posicionar no dispositivo de honra para a segunda cerimonia do dia, a entrega de 127 viaturas para o Sistema Público de Segurança do Acre.

Toda frente e laterais do Palácio Rio Branco foram isoladas por grades e o espaço da Fonte Luminosa estará ocupado por viaturas policiais. A rua Porto Leal, acesso pela Assembleia Legislativa estará com acesso somente para carros oficiais.

Depois da entrega das viaturas, Moro e um grupo restrito de autoridades sobem as escadarias do Palácio Rio Branco para conceder entrevista coletiva à imprensa. O ministro almoça antes de se deslocar até o aeroporto e viajar para Cruzeiro do Sul.

Continuar lendo

Acre 01

Deslocamento de Sérgio Moro e comitiva não será de helicóptero em Rio Branco e Cruzeiro

Publicado

em

O deslocamento do ministro Sérgio Moro entre o Aeroporto internacional de Rio Branco e o Palácio Rio Branco, não será de helicóptero. Moro e o governador Gladson Cameli virão de carro com auxílio de batedores até o centro da cidade onde participam de duas cerimônias.

A secretaria de segurança pública do Acre não informou se os helicópteros Harpia 1 e Harpia 3 participarão das estratégias de segurança do ministro. Sérgio Moro deve almoçar em Rio Branco antes de embarcar para Cruzeiro do Sul, onde cumprirá a segunda parte de sua agenda no estado. Sérgio Moro vai de voo particular para Brasília e depois vem ao Acre no avião da FAB

O ministro Sérgio Moro embarca as 5h50 [Horário de Brasília] de Curitiba onde reside para a base aérea do Força Aérea Brasileira (FAB) onde pega um jatinho com destino a Rio Branco. A aeronave faz um pouso estratégico para abastecimento na cidade de Vilhena (RO) e tem previsão de chegar em Rio Branco por volta das 10 horas de segunda-feira, dia 18.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.