Conecte-se agora

Fase importante da campanha

Publicado

em

A campanha entra numa das suas fases mais importantes que é o espaço liberado para os candidatos a governador apresentarem ao eleitorado os seus projetos, opiniões, e de que forma vão atacar e resolver os problemas de um Estado pobre, que não decolou na economia, e continua na dependência do FPE e eventuais liberações de emendas parlamentares. Um novo componente importante surge nesta campanha, que são as redes sociais. O ac24horas, disparado o Site mais acessado do Acre, dá a sua contribuição inovando com entrevistas com 1 hora de duração, ao vivo, com todos os candidatos  ao Governo. E com a participação de perguntas dos internautas. É uma novidade nesta eleição. O primeiro entrevistado, da série que começa nesta segunda-feira às 19.30horas, será o Coronel Ulisses Araújo (PSL) que será sabatinado pelos jornalistas do ac24horas. O foco principal é fazer questionamentos que fujam das entrevistas tradicionais, perguntando o que de fato o eleitor quer saber. Ganha a democracia com a decisão da direção do Site. Uma certeza: a liberdade expressão será total.

SURRA NAS REDES SOCIAIS
O Marcus Alexandre (PT) tem levado uma surra nos debates das redes sociais. Um pequeno contingente de defensores ferrenhos da sua candidatura; continua brigando, mas a disparidade é grande, por ser o número de apoiadores do Gladson Cameli (PROGRESSISTA), muito superior. E que surra! Parece que bateu uma apatia até na sua comunicação, que era eficiente.

NOMES SURGINDO
Na medida em que a campanha avança nomes começam a se destacar na disputa de deputado estadual e deputado federal. Na forte chapa PSDB-DEM, anotem: o Sargento PM, Cadmiel Bonfim (PSDB), entrou na disputa. Na última eleição quase só, ele bateu na casa dos 1.500 votos Nesta eleição tem parte do nicho da Assembléia de Deus e as associações dos militares PMs na sua candidatura.

TORCIDA GRANDE
Comentei neste espaço, mas como é situação recorrente, volto a fazê-lo. Com políticos da FPA com os quais converso continua a manifestação de torcida para que o Coronel Ulisses Araújo (PSL) ajude com sua votação a levar a eleição ao segundo turno. Acham difícil reverter a vantagem do Gladson Cameli (PROGRESSISTA) no primeiro turno sobre o Marcus Alexandre (PT).

A TURMA DO ULISSES PENSA O CONTRÁRIO
Mas os apoiadores da candidatura do Coronel Ulisses Araújo (PSL) pensam o contrário. Eles apostam na hipótese de que o candidato Marcus Alexandre (PT) tende a cair mais e que estarão no segundo turno enfrentando o candidato Gladson Cameli (PROGRSSISTA).

 REFERENCIAL EM COMUM
A maioria das candidatas a deputada federal tem um referencial de qualidades e experiência nos embates políticos. Charlene Lima (PTB), Vanda Denir (SD), Rosana Nascimento (PPS), Jéssica Sales (MDB), Silvia Monteiro (PMB), Perpétua Almeida (PCdoB), Antonia Lúcia (PR) e Daniela Paiva (PSL) também têm bom nível de escolaridade. É salutar para a política acreana.

NÃO ESTÁ MORTO QUE PELEJA
Este ditado gaúcho se aplica à ferrenha disputa pelas duas vagas ao Senado, com cinco candidatos embolados em diferenças pequenas entre eles. Cobras criadas como Sérgio Petecão (PSD), Márcio Bittar (MDB), Jorge Viana (PT), Ney Amorim (PT) e no meio se esgueirando das picadas, o candidato do REDE, Minoru Kinpara. O jogo não está jogado.

ELEITORADO INDECISO
Ainda é muito grande o número de indecisos para o Senado e Câmara Federal. Boa parte do eleitorado nem sabe quais são os candidatos. E quem não investiu em divulgação para massificar o nome entrou mancando. Quem já foi candidato leva vantagem por ser conhecido.

RECUADA ESTRATÉGICA
O candidato a governador pelo PT, Marcus Alexandre, deu uma recuada vista em relação às críticas que vinha fazendo contra aquele que os petistas consideram o adversário a ser batido, o senador Gladson Cameli (PROGRESSISTA). Além do ataque não ser sua praia, não dá votos.

LEGADO PESADO
Não foi o responsável pelo PT no Acre chegar ao desgaste que se encontra, isso deve ser debitado aos seus aliados, mas o Marcus Alexandre (PT) terá um legado pesado para carregar e defender no curso da campanha. Não é fácil ter no colo pautas negativas numa eleição.

DANIEL ZEN
Quem apostar contra vai perder e feio. O deputado Daniel Zen (PT), com a campanha bem estruturada na qual ancora a sua reeleição, deverá estar no pelotão de elite dos mais votados nesta eleição. Zen é vida inteligente na Assembléia Legislativa. Não ficou restrito aos debates do plenário no qual se destacou, mas também apresentou projetos. Tem sido bom deputado.

DOIS ÂNGULOS
Os números mostram que, a ação dos integrantes do sistema de segurança pública de manter a polícia sempre presente nas ruas baixou os índices de violência e deu mais confiança à população. Mas é uma luta árdua a correção de rumos, era para ter começado no primeiro mandato do governador. Se a estratégia atual acontecesse antes, a violência seria menor.

ANTES TARDE DO QUE NUNCA
Mas, antes tarde do que nunca, diz o ditado. E que continue assim até o fim do governo.

FIGURA RESPEITADA
O senador Sérgio Petecão (PSD) acertou em cheio na escolha da ex-deputada Maria das Vitórias (PSD) para ser a sua primeira suplente. Vitórias vem de uma família de políticos. O saudoso João Tota, seu marido, foi prefeito de Cruzeiro do Sul e deputado federal. O cunhado Luiz Elosman foi prefeito de Mâncio Lima. E, ela é uma figura respeitada em Cruzeiro do Sul.

O SISTEMA SERÁ BRUTO
Não é tarefa fácil. Os candidatos do PCdoB a deputado estadual, Edvaldo Magalhães e Jenilson Lopes, não vão voar em céu de brigadeiro por vagas na coligação PT-PCdoB. A aliança tende a eleger quatro. Não é mamão com mel derrotar os deputados petistas Daniel Zen, Lourival Marques, Jonas Lima, Leila Galvão e o vereador Jackson Ramos. O sistema será bruto.

VOLTA PELA JUSTIÇA
Caso a Câmara Municipal de Tarauacá consiga cassar a prefeita Marilete Vitorino (PSD), apenas pelos motivos que vem expondo, sem uma prova forte de corrupção, não tenho nem dúvida que, ela voltará pela via judicial. A justiça exige motivos robustos quando se trata de cassação.

PERITO EM SER ENGANADO
O ex-vereador Pelé Campos (PSDB) abriu mão de disputar uma vaga de deputado estadual em cima de um acordo de que será candidato de consenso a prefeito de Feijó, em 2020. Na eleição passada fez acerto semelhante e lhe deram uma bruta rasteira. Fique de olho aberto.

VOTO SEDIMENTADO
As pesquisas têm mostrado que, o eleitorado mais sedimentado para presidente é o do candidato Jair Bolsonaro (PSL). Significa que, bater na sua candidatura não lhe tira votos. A campanha de desmoralização que a grande mídia lhe move, não consegue baixar sua popularidade.

NÃO SE MODIFICARAM
Conversando na semana que passou com o dono de um instituto de pesquisa com larga experiência e acertos nas eleições do campo majoritário, ouvi que, pelos novos levantamentos que estão sendo feitos, não está havendo modificação nas colocações da última publicação.

PESQUISA DO IBOPE
Vamos aguardar os números da pesquisa do IBOPE que, serão divulgados dia 22 próximo.

APERTADOS PARA CAIR EM CAMPO
Secretários passaram a semana sendo chamados no gabinete do governador para ouvir de uma emissária que, precisam se empenhar mais na campanha com os seus cargos de confiança. E com uma recomendação especial pela candidatura do senador Jorge Viana (PT).

RESTRITO AO TRIO
Dando uma olhada na chapa para deputado federal da coligação PSL-PATRIOTAS-PSC, não se vêm nenhum nome com densidade maior que o trio Tião Bocalom, N. Lima e Jamil Asfury.

TRIO FECHADO
Um trio fechado em Sena Madureira. Deputados Géhlen Diniz (PROGRESSISTA), Nelson Sales (PROGRESSISTA), apoiando Márcio Bittar (MDB) ao Senado. Géhlen será candidato á reeleição e Nelson a deputado federal. Ambos estão sendo bons deputados, muito ativos na ALEAC.

CANDIDATOS A ESTADUAL
Franesi Ribeiro (DEM), Dedé da Baixada (PROGRESSISTA), Dr. Jeferson Pururuca (PTB), Francineudo Costa (PSDB), Thiago Machado (PDT), Gêmil Junior (PDT), Meire Serafim (MDB), Mauricio Hoheberger (PSL), Pastora Sandra Asfury (PSC), Carla Brito (PSB), Nésio Carvalho (DEM), candidatos a deputado estadual que não tem mandatos.

LAMENTAÇÃO DE FOGO AMIGO
“A Secretaria de Habitação do Governo teve dois anos -início da invasão – para demolir 15 casas que estavam em área de proteção ambiental na Apolônio Sales. Demoliram agora no auge da eleição e com o nosso candidato atrás nas pesquisas. Como querem que o Marcus Alexandre ganhe, Crica”? Zap recebido. Minha resposta ao leitor: quem pariu Mateus, que o embale. Vocês do PT que se entendam. Mais um porco espinho para o Marcus acariciar.

JOGANDO COM A VERDADE
Quando você olha para os investimentos com as emendas parlamentares para Rio Branco, não pode deixar de reconhecer que o deputado federal Alan Rick (DEM) foi democrático, destinando valores para obras da PMRB na Capital, para a Segurança Pública, mesmo sendo para governos de adversários. Isso é democracia! Uma pena que os beneficiados omitam estas ajudas.

NÃO HÁ COMO CONTESTAR
Não votei no Alan Rick (DEM), mas nem por isso deixo de reconhecer que, mesmo sendo de primeiro mandato, é um dos nossos melhores parlamentares desta legislatura. Os números da sua atuação parlamentar são incontestáveis. É um dos que pode reivindicar a reeleição.

CURTO E ANIMADO
Ainda não dá para avaliar quais os jingles que devem cair no gosto popular desta campanha, porque não escutei todos. Uma música de campanha tem de ter letra curta, ser animada, e com um refrão fácil que o povo grave. Desde que aconteceu a primeira eleição no Acre para governador até hoje, os jingles que marcaram época foram o do ex-governador Edmundo Pinto, com o refrão “eu vejo/eu sinto/o nosso candidato/ é o Edmundo Pinto…”; o do candidato a prefeito de Rio Branco, Luiz Pereira, com a musiquinha “eu tô com Luiz Pereira/eu tô com Luiz Pereira/Luiz Pereira/candidato para ganhar/ eu vou, eu vou, eu vou votar/ Luiz Pereira/ candidato popular..” e, recentemente, o Jingle do então candidato ao Senado, Sérgio Petecão (PSD) com “eu sou Petecão/de novo..”, que foi alegre e o Hit da última eleição. Jingle é um bom divulgador de campanha. Mas o que ganha mesmo eleição é o contato com o eleitor.

Propaganda

Blog do Crica

BR-364, uma fábrica de enxugar gelo

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Mailza: a voz da mulher no Senado

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

A verba da mídia e PM

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.