Conecte-se agora

Medo da violência em Cruzeiro do Sul não afasta fiéis do Novenário de Nossa Senhora da Glória

Publicado

em

O tradicional Novenário de Nossa Senhora da Glória de Cruzeiro do Sul está completando cem anos. As celebrações noturnas na Catedral têm atraído milhares de fiéis, apesar do clima de medo provocado pela violência. Devido a acontecimentos recentes, os organizadores do evento religioso achavam que as pessoas pudessem temer sair de casa para participarem da Novena e das Missas das nove noites da celebração à Nossa Senhora da Glória.

A coordenadora da organização Liziane Negreiros garante que quase dois mil fiéis têm participado dos ofícios espirituais na Catedral. Além de quatro mil que circulam todas as noites pelo arraial do Novenário.

“Muito nos alegra ver a participação dos fiéis. A Catedral todas as noites, desde a abertura do Novenário, está sempre lotada. O sentido real da festa que é a evangelização está acontecendo e temos tido uma imensa participação. Inclusive, superior ao que nós esperávamos. Não por ser o Novenário Centenário, mas por conta de todo esse contexto social de violência que nós vivemos. Era uma preocupação que isso afetasse a presença de fiéis nas noites do Novenário. A gente tinha o receio das pessoas não saírem de casa para virem, mas a fé soou mais forte. A cidade está cheia, a igreja também e a evangelização está chegando ao coração das pessoas,” afirmou Liziane.

Luz para vencer o medo
Liziane explica que o momento do Novenário é um alento espiritual para as pessoas sitiadas pelo medo da violência.

“Esse espírito de insegurança instala-se na gente inevitavelmente. Não que todo mundo tenha vivido uma circunstância de violência. Mas a mídia nos informa do que está acontecendo e o medo acaba invadindo os nossos corações. Assim precisamos despertar a esperança das pessoas, tocá-las com a fé e esse momento é adequado para isso,” argumentou a organizadora.

O padre Francisco, um dos sacerdotes que tem celebrado as missas, também sugere a força da fé espiritual como uma forma infalível para vencer o medo da violência.

“Nesse contexto de violência é a fé que vai mover as famílias. Porque se a gente ficar só em casa não vai resolver muita coisa. Então, através desse fortalecimento da nossa fé, mesmo em meio a tanta violência, a palavra de Deus vai nos orientando e nos fortalecendo pra gente conseguir conviver com essa situação que atualmente faz parte da realidade da nossa cidade. Sem a intimidade com Deus e uma espiritualidade firmada as pessoas vão ter mais medo ainda de saírem de casa. A partir do momento que gente se envolve com o Espírito Santo e a Eucaristia, encontramos forças para enfrentar esses obstáculos,” apregoou o padre.

Conscientização dos políticos
Uma das tradições do Novenário, considerado a segunda maior festa religiosa da Região Norte, é a presença de políticos. Sobretudo, em ano eleitoral, os candidatos peregrinam para o Juruá nas últimas noites do evento em busca de fortalecimento espiritual, mas também de conseguirem notoriedade entre os fiéis que possa ser transformada em votos. O padre Francisco comenta essa revoada de candidatos no Novenário.

“A vinda dos políticos ao Novenário é o direito de cada um.  Mas eu os aconselho a virem não só como políticos, mas como cristãos. Agora, a gente espera que os candidatos que vão estar aqui no período do Novenário fortaleçam a fé e, aqueles que forem eleitos, possam assumir o verdadeiro papel de um político de estar ao lado dos pobres, da sociedade e não virarem às costas depois de eleitos. Eles devem aproveitar a visita ao Novenário para se fortalecerem espiritualmente e eleitos exercerem com dignidade aquilo que vão prometer durante a campanha,” aconselha o sacerdote.

Uma procissão de milagres
O ápice do Novenário será no próximo dia 15, quarta-feira, quando acontece a procissão em honra à Nossa Senhora da Glória. São incontáveis os casos de fiéis que alcançaram graças com promessas à Padroeira do Juruá. A peregrinação pelas ruas de Cruzeiro do Sul costuma atrair mais de 30 mil pessoas de diversas partes do país. A procissão se inicia depois da Santa Missa na Catedral, às 17 hs, por volta das 18h30. Os fiéis caminham pela cidade com suas velas iluminando a fé da renovação e devoção à Santa Maria, Mãe de Jesus, até chegarem novamente à Catedral. Ao final da procissão haverá um show do Padre Devair Cueva, com músicas gospel.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas