Conecte-se agora

Após relatos de assaltos a trabalhadores e passageiros, presidente da Câmara pede presença policial em terminais

Publicado

em

A violência em Rio Branco está insuportável. Esse foi o tema da sessão desta quinta-feira, 09, na Câmara de Vereadores.

O presidente da Casa, vereador Manuel Marcos (PRB), informou que foi comunicado por trabalhadores de empresas de ônibus sobre uma enorme quantidade de roubos, assaltos e furtos nos terminais de integração de Rio Branco.

As vítimas são passageiros e os próprios trabalhadores. Há relatos de que nesses espaços não há policiamento o que, obviamente, facilita a ação dos bandidos.

Manuel Marcos solicitou uma reunião com o secretário de Segurança do Acre para pedir a presença imediata da polícia nos terminais.

“Nós recebemos um grupo de pessoas, e elas pediram reforço policial por conta da insegurança nos terminais de integração. Junto com o sindicato dos trabalhadores das empresas de ônibus e o RBTrans nós vamos procurar o secretário de Segurança para pedirmos policiamento nos terminais de integração.”

Os vereadores Roberto Duarte (MDB) e Emerson Jarude (sem partido) também fizeram relatos sobre a insegurança, a quantidade de assaltos, roubos e homicídios em Rio Branco que vem assustando a população.

Propaganda

Destaque 7

Câmara terá 10 dias para dá posse a suplente de vereador cassado

Publicado

em

A presidente da Câmara Municipal de Jordão (AC), Meire Sérgio (PCdoB), enviou Nota à redação do ac24horas, na qual informa o recebimento do Ofício Nº 63/2018, expedido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE/AC), assinado pelo Juiz Eleitoral da 5ª Zona, Guilherme Aparecido do Nascimento Fraga.

O documento foi recebido pela presidente do Legislativo Municipal as 13h46m desta sexta-feira (19), horas depois da publicação de matéria jornalística questionando a permanência do vereador Tom Sérgio (PDT) no cargo, após condenação de perca de mandato em última instância.

Meire Sérgio fez questão de esclarecer que a permanência do Vereador no cargo se dava em virtude da ausência da determinação judicial por parte da Justiça Eleitoral. Agora que foi notificada estará obedecendo as determinações.

Ela ressaltou que entrou em contato na manhã da quinta-feira, 18, com servidores da 5ª Zona Eleitoral de Tarauacá (AC) pedindo agilidade no envio do documento, uma vez que opositores estavam a acusando de manter o vereador indevidamente no cargo.

“Sabíamos da decisão, mas administrativamente precisávamos aguardar a tramitação final, que é concluída com a determinação, por escrito, por parte da Justiça Eleitoral. Agora, que recebi o documento (Ofício), estarei dando início ao processo interno de declaração de extinção do mandato de Tom Sérgio e, em seguida, dentro de um prazo de 10 dias será dado a devida posse do Suplente, Deodato Maia Kaxinawá, conforme estabelece o documento”.

ENTENDA O CASO: o Ministério Público Eleitoral (MPE) apresentou denúncia contra o vereador Tom Sérgio pedindo a cassação do mandato por incidir as normas constitucionais. Ele havia tornado -se inelegível por ser cunhado do então prefeito do município, Elson Farias, quando concorreu nas Eleições de 2016. Em parecer, o Ministério Público Eleitoral se manifestou pela procedência do pedido formulado. A decisão de recurso coube ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que manteve a condenação.

SAIBA MAIS

Vereador cassado continua participando de sessões na Câmara Municipal de Jordão

 

 

Continuar lendo

Destaque 7

Prêmio do MPAC: Acadêmicos de Publicidade poderão participar

Publicado

em

O Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) chega à sua 9ª edição com mais uma novidade. Foi acrescentada ao concurso a categoria ‘Destaque Acadêmico em Publicidade’, que vai permitir a participação de estudantes de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda.

Nas edições anteriores, o edital permitia apenas a participação de acadêmicos de Jornalismo. O anúncio foi feito na noite de quinta-feira, 18, na Faculdade Meta, em Rio Branco, atualmente, a única do estado que oferece o curso na plataforma presencial.

“Acredito que, de forma bastante criativa, os acadêmicos irão dar visibilidade para o trabalho do Ministério Público do Acre, contribuindo para que a sociedade conheça melhor a instituição. Para os estudantes, será uma oportunidade de aliar teoria à prática, o que é muito importante para a formação profissional”, comenta a diretora de Comunicação, Kelly Souza.

Com uma proposta inovadora de reconhecimento ao trabalho da imprensa local e nacional, o prêmio traz como tema: ‘Segurança Pública e Direitos Humanos – A vida em pauta’. A proposta do prêmio é estimular a publicação de reportagens com enfoque no debate sobre segurança pública e direitos humanos, associados à promoção da Justiça.

Os trabalhos devem ser inscritos nas seguintes categorias: Jornalismo Impresso, Telejornalismo, Radiojornalismo, Webjornalismo, Fotojornalismo, Destaque Acadêmico de Jornalismo e, agora também, Destaque Acadêmico de Publicidade.

As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de novembro. O formulário e o regulamento do concurso estão disponíveis no site premiodejornalismo.mpac.mp.br. Já a entrega da premiação ocorrerá durante cerimônia marcada para o dia 13 de dezembro deste ano, quando serão conhecidos os primeiros colocados de cada categoria.

André Ricardo – Agência de Notícias do MPAC

Continuar lendo

Destaque 7

“Eu queria ver ele demitir os marajás dele”, sugere Duarte

Publicado

em

O líder da oposição na Câmara Vereadores, Roberto Duarte (MDB), questionou na manhã desta quinta-feira, 18, o modelo de cortes financeiros e exonerações no governo de Sebastião Viana a pouco menos de três meses do fim da gestão petista. O emedebista desafiou Viana a exonerar seus assessores especiais, a quem ele chamou de “marajás”.

“Eu queria ver ele demitir os marajás dele. Eu queria ver ele demitir os assessores especiais dele, os marajás, mas ele está demitindo o pessoal da base que trabalha, os trabalhadores. É perseguição e essa perseguição acaba no final de 2018 e se Deus e o povo quiserem nunca mais vai voltar.”

Mais de 20 pessoas foram exoneradas de cargos diversos no Estado desde a segunda-feira, 08 de outubro, coincidentemente após as eleições em que o petista Marcus Viana, colega de partido de Sebastião, saiu derrotado.

De acordo uma reportagem veiculada na Agencia de Notícias do Acre, as exonerações e cortes são medidas administrativas relacionadas ao custeio em todos os segmentos, inclusive de pessoal, e serão adotadas, haja vista que a legislação é rigorosa ao não permitir a transferência de despesas de um governo para outro.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.