Conecte-se agora

Vaza conversa em grupo de whatsapp onde delegados do Acre rejeitam vice de Gladson e exaltam Emylson Farias

Publicado

em

Um debate no grupo no WhatsApp da Adepol (Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Acre) revela o posicionamento de delegados a favor do candidato governista Marcus Viana por causa de seu vice, o também delegado, ex-secretário de Segurança Pública, Emylson Farias (PDT), e uma rejeição, com ar de antiga rivalidade entre instituições policiais, ao candidato da oposição devido ao seu vice, o deputado federal Major Rocha (PSDB), oficial da Polícia Militar do Acre. Os prints das postagens foram enviados à redação de ac24horas.

O delegado Ariosto comenta: “Se a oposição ganhar as eleições nós vamos enfrentar situações piores que essa. Esse filme já passou no Acre. Eu já vi. Dizem que o Rocha é quem vai mandar na Segurança Pública. Não gosto do PT. Mas a oposição é um lixo”.

Abaixo, o delegado Josemar Pontes avalia que a postagem de seu colega “é bastante objetiva e lúcida. Esse é o quadro”, afirma.

Procurado, o delegado Josemar não quis comentar o conteúdo. Se resumiu a dizer que “todas as postagens que eu faço no grupo, eu faço como associado, não como gestor”.

A delegada Sônia Ribeiro também aparece dando sua opinião no grupo. Ela é a favor do corporativismo político. “Nós temos que lutarmos pelo fortalecimento da nossa classe, enquanto delegados de polícia, temos que nos unirmos e tomarmos uma posição, senão estaremos fadados ao desaparecimento dos delegados de polícia. A união faz a força e a diferença.”

A delegada disse ao ac24horas que sua opinião foi no sentido de torcer por melhorias de sua categoria. Ela afirmou que sequer tem candidato e só vai decidir em quem vai votar a partir dos debates na TV.

“Eu quero o melhor para o nosso Estado. Quando eu falei que nós estávamos fadado é sobre a valorização do delegado em nível nacional. Eu vou aguardar os debates para me decidir sobre meu candidatos.”

O presidente da Adepol, Cleilton Videira, afirmou que a associação enquanto instituição representativa dos delegados não têm candidatos, mas que cada membro tem o direito, como cidadão, de manifestar suas preferências políticas.

“Em tese a Adepol não faz campanha política, mas é composta de pessoas que tem seus posicionamentos”, afirmou.

ROCHA PAZ E AMOR

O candidato a vice-governador, Major Rocha, disse que não tem nenhuma intenção de revanchismo com os delegados de polícia e que os interesses da segurança Pública estão acima de qualquer questão política. Ele lembrou que há necessidade da união de todos contra a violência que toma conta do Acre.

Também disse que não tem nenhum interesse em ser secretário de Segurança, de Polícia Civil ou comandante da PM.

“Eu respeito a decisão de eles apoiarem quem eles quiserem. Isso é parte da democracia. O que quero dizer é que nós temos problemas graves de estrutura nas delegacias, quartéis, Ise, Iapen e Detran, e o que queremos é encontrar soluções pra esses problemas. Nós não temos sentimento de revanche. O que nós queremos é devolver a tranqüilidade às pessoas. Os delegados vão ter um papel importante na resolução desse problema grave que é a insegurança pública. Eu não faço parte de nenhuma briga institucional”, salientou Rocha ao lembrar que há vários delegados lhe declarando apoio.

Propaganda

Destaque 6

Governador revela conversa com dono da Havan sobre investimentos no Acre

Publicado

em

O governador do Acre, Gladson Cameli, relevou nesta segunda-feira, 24, que recebeu nos últimos dias uma ligação do proprietário da Havan, o empresário Luciano Hang. Uma filial da loja já está instalada no Estado, mas segundo Cameli, a conversa pairou sobre futuros novos investimentos do empresário a serem injetados no Acre.

“Ele está entusiasmado com a política no Estado”, declarou Gladson, durante o quadro ‘Fale com o Governador’, transmitido pela Rádio Aldeia FM.

Gladson não foi específico sobre quais possíveis investimentos o empresário estaria se referindo, mas garantiu que a parceria será muito bem vinda.

Hang é conhecido nacionalmente por seu envolvimento na política e declarou, abertamente, ser a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro, motivo pelo qual sofre ataques até hoje, por meio de seus perfis nas redes sociais.

Continuar lendo

Destaque 6

Gonzaga que responsabilizar alunos que depredam escolas

Publicado

em

O deputado estadual Luiz Gonzaga (PSDB) quer tentar diminuir o índice de vandalismo nas escolas públicas do Acre. É com essa preocupação que o parlamentar tucano apresenta na sessão dessa terça-feira, 24, da Assembleia Legislativa um projeto de lei que propõe a responsabilização de alunos que cometam atos de depredação contra os bens públicos.

Atualmente, é o Estado quem arca com todas as despesas na recuperação de um patrimônio público escolar avariado por um ato de vandalismo.
Além dos estudantes, os pais dos alunos infratores também serão responsabilizados.

“Não é admissível que alguns alguns depredem as escolas e não sejam responsabilizados. Patrimônio público precisa ser preservado e não pode, de jeito nenhum, alguém não responder pelos seus atos. No caso dos alunos serem menores, os pais também vão ser responsabilizados”, explica Gonzaga.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.