Conecte-se agora

Apontados por Sebastião como críticos, rios do Juruá têm pouca presença do Estado

Publicado

em

Foto: Fábio Pontes

Vizinho a uma das principais regiões produtoras de cocaína do Peru, o Vale do Juruá, no Acre, tornou-se um dos territórios mais disputados pelas facções criminosas pelo controle das rotas de tráfico. Comunidades ribeirinhas e indígenas são assediadas por traficantes para servirem de base para a atuação dos “mulas” e esconderijo de drogas.

Os rios são as estradas que levam a cocaína peruana para os grandes mercados consumidores. Por via fluvial ou andando dias pela mata fechada, os “mulas” tentam transportar a droga a centros como Cruzeiro do Sul ou Manaus, e de lá embarca-la para o mercado nacional e internacional.

Quando não são presos pela polícia, muitos são mortos ao cruzar o caminho de facções rivais. O problema dos rios do Juruá já é de conhecimento das autoridades, sendo reconhecido pelo próprio governador Sebastião Viana (PT) como de situação crítica.

Em entrevista à imprensa no último dia 12, Viana afirmou que o rio Juruá-mirim “está fortemente contaminado pelas facções”. “Nós temos o rio Juruá, o Juruá-mirim, o Paraná dos Mouras, o rio Azul, o rio Tejo, o rio Breu, o rio Amônia e aqui o rio Iaco, o rio Purus e o rio Acre dando passagem”, explicou o governador sobre as “rotas hidrográficas” do tráfico.

Mesmo assim, a presença do Estado nestas regiões é bastante tímida. Por estar em uma zona de fronteira, a responsabilidade de sua fiscalização é do governo federal. O único sinal da presença do governo brasileiro são as bases do Exército.

Para todo o Vale do Juruá, contudo, só há a existência de dois destacamentos para proteger todos estes rios e uma linha de fronteira a se perder de vista. A região está sob responsabilidade do 61º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS).

Na margem direita do rio Moa, em Mâncio Lima, fica o Destacamento Especial de Fronteira de São Salvador. O manancial dá acesso ao Parque Nacional da Serra do Divisor, sendo a serra o limite da fronteira entre Brasil e Peru. Em Marechal Thaumaturgo há outra base militar, onde fica a única pista de pouso do município.

Pela São Salvador, todas as embarcações são obrigadas a parar para ser revistadas, e os passageiros obrigados a apresentar documento de identidade.

Fora essa presença, mais as operações militares esporádicas, a região fica livre para a passagem de drogas e a prática de crimes ambientais. É comum caso de peruanos que invadem o território brasileiro para retirar madeiras nobres. A ausência do Estado nesta região estratégica contribui para que o crime organizado atue sem mais perturbações.

Propaganda

Destaque 2

“Eu quero que o Acre deixe de ser o rabo para ser a cabeça do cavalo”, diz Gladson no lançamento da ExpoAcre 2019

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Na manhã desta segunda-feira, 15, o governador Gladson Cameli lançou oficialmente a Expoacre 2019, em solenidade realizada na Sede do Sebrae, na Avenida Ceará, em Rio Branco. Focada no agronegócio, indústria, comércio e entretenimento, a feira ocorrerá entre os dias 27 de julho a 5 de agosto.

Responsável pela aberta da solenidade, a secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique destacou que a feira terá movimento durante o dia. “Teremos uma novidade que é o Galpão Institucional, onde o gabinete do governador e toda a sua estrutura estará despachando durante os nove dias de feira. Ou seja, a partir das 9h da manhã às instituições e secretarias estarão funcionando também no parque”, destacou a gestora.

Outro ponto é o retorno da cavalgada clássica onde os animais estarão novamente na pista que ocorrerá no dia 27. A Cavalgada ocorrerá da Gameleira até o estacionamento do Estádio Arena da Floresta.

Os principais shows da feira ficarão por conta da dupla sertaneja Jorge e Mateus, que se apresentará no dia 28 e no dia 31 a festa fica por conta da cantora Marília Mendonça. Para os amantes da música eletrônica, o palco será comandado pelo DJ Religare que junto com DJs acreanos comandará a Ecofest, que segunda a secretária Eliane Sinhasique será uma espécie de Tomorrowland, maior de música eletrônica do mundo.

FOTO: SÉRGIO VALE

De acordo com a organização, a expectativa é movimentar cerca de R$ 50 milhões fora os investimentos das instituições bancárias com operações de crédito. Além dos stands que os visitantes já estão acostumados a visitar, a novidade desse ano ficará por conta do Stand das Confecções que reunirá 12 expositores.

O superintendente do Sebrae, Marcos Lameira, um dos principais parceiros para realização do evento, disse que na edição deste ano, a instituição está fazendo mais com menos recursos. ” Estamos superando os desafios fazendo mais com menos. Em relação ao ano passado, serão 9 dias gastando o mesmos recursos do ano passado e reaproveitando boa parte da estrutura que será utilizada também na Expojuruá”, sugerindo ainda que a estrutura do Parque de Exposições seja usada durante todo ano com variados eventos. “É um desafio que lanço ao governo”, frisou.

O presidente da Fieac e do Conselho Deliberativo do Sebrae, José Adriano, enfatizou o uso de pessoas certas e nos lugares certos. ” Ressalto o trabalho em curto prazo e apesar da dificuldade precisamos ter a motivação para trabalharmos nessa feia que gera emprego e renda no Estado. Nós mudamos um pouco a forma patriarcal de como a feira era realizada. É importante usarmos o espaço mais vezes para o investimento feito por empresários possa valer a pena”, destacou.

O governador Gladson Cameli destacou a parceria do Sebrae, por meio do Sistema S, enfatizando que o Estado está com “o queijo e a faca na mão”. “Eu quero tocar a feira deste ano como vi no Rondônia Rural Show. É importante o movimento durante o dia. O tempo é o senhor da razão. Não podemos perder tempo. Peço que os secretários desburocratizem suas pastas durante o evento”, disse.

Gladson enfatizou ainda que os secretários do Meio Ambiente, da Fundação de Tecnologia e Agricultura e Pecuária estão trabalhando para elaboração da lei ambiental que deverá ser analisada no segundo semestre deste ano.

“Eu vi que me chamaram de Rei da Soja. Eu fiquei todo importante. Espero que dê certo no futuro. Eu quero que o Acre deixe de ser o rabo para ser a cabeça do cavalo”, brincou Cameli sobre a matéria do Intercept Brasil que o classificou como “Barão da Soja”, em extensa reportagem neste final de semana que foi reproduzida pelo ac24horas.

Continuar lendo

Destaque 2

Justiça eleitoral cassa mandato de Ilderlei Cordeiro

Publicado

em

O juiz da 4º Vara Eleitoral, Erik da Fonseca, cassou o mandato do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (Progressistas) e de seu vice, Zequinha Lima. O magistrado acatou o pedido do Ministério Público Eleitoral. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (11) no Diário Eletrônico da Justiça Eleitoral, porém, o gestor poderá recorrer no cargo.

O magistrado acatou os argumentos da investigação do MPE que apontou que o então chefe do gabinete do executivo do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Mário Neto, e o presidente do diretório do PSDB na cidade, Edson de Paula, foram presos pela Polícia Federal, em agosto de 2016, sob suspeita de corrupção ativa. De acordo com a denúncia, Neto estaria pagando candidatos a vereador para desistirem da candidatura com o intuito de apoiarem a chapa “Juntos por Cruzeiro”, do candidato Ilderlei Cordeiro, apoiada pelo então prefeito Vagner Sales (PMDB).

A coligação “Juntos por Cruzeiro” foi apoiada pelo PMDB e por Vagner Sales.

As prisões ocorreram após o candidato a vereador Clebisson Freire denunciar que tentaram comprar sua candidatura fazendo com que ele desistisse em troca de R$ 5 mil, quantia que teria sido oferecida pelo prefeito do município. Freire disse ainda que teria recebido proposta de trabalho do dirigente do PSDB. Para confirmar sua denúncia, o candidato reproduziu um áudio, que teria sido gravado com mais de uma hora e meia de duração, em que é possível ouvir a articulação.

A chefe de gabinete e irmã do prefeito Ilderlei Cordeiro, Idelcleide Cordeiro, confirmou a cassação do mandato dele em primeira instância e disse Ilderlei continua no mandato.

Na próxima quarta-feira, ele vai entrar com recurso no Tribunal Regional Eleitoral.

Idelcleide disse que o “prefeito está tranquilo e nós já esperávamos por isso por isso fizemos tanta questão de eleger o Clodoaldo Rodrigues como presidente da Câmara Municipal”.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.