Conecte-se agora

Pesquisa registrada no TSE mostra números para governo, senado e deputado federal no Acre

Publicado

em

Bom dia! Boa tarde! Boa noite!

Segundo o portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) duas pesquisas eleitorais foram registradas nos últimos dias de um total de cinco após a exigência do registro para divulgação. Uma delas é do Instituto Data Control, com data de 11 de julho, que os números ainda não foram divulgados e a segunda do Pontual Pesquisas, com registro no dia 25 de junho, com os números propagados pelo próprio instituto de pesquisa em seu portal na internet. No levantamento realizado pelo instituto, que tem sede em Manaus, não aparece o nome do pré-candidato David Hall, que disputa o governo pelo (Avante). Acreditem se quiserem, meus três leitores.

De acordo com o Pontual Pesquisas, o pré-candidato ao governo do Acre, Gladson Cameli (Progressistas) estaria colocando uma pequena vantagem de cinco pontos percentuais sobre o pré-candidato da Frente Popular do Acre (FPA), o ex-prefeito de Rio Branco, Marcus Viana, do PT. O resultado é parecido com o que foi divulgado pelo Instituto Delta em pesquisa divulgada no início de junho, quando Gladson Cameli aparecia com 36,08%, Marcus Viana com 31,41%, Coronel Ulysses Araújo (PSL) registra 5,83%, Janaina Furtado (REDE) com 1,91%, Lyra Xapuri (PRTB) com 0,41% e David Hall com 0,33%.

Confira os números divulgados na última terça-feira pelo Pontual Pesquisas:


Dados da pesquisa
De acordo com as informações do Pontual Pesquisas, o levantamento foi realizado no período de 09 a 26 de junho, em 21 municípios do Acre e na capital Rio Branco. Foram 6.333 entrevistas em todo o Estado, com questionário, formado por variáveis de interesse sobre a disputa eleitoral para os cargos de governo, senado, deputado federal e outros. As entrevistas foram realizadas presencialmente por equipes de pesquisadores treinados previamente. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob número 00987/2018.

Cadê Minoru Kinpara, Sanderon Moura e Paulo Pedrazza?
Um ponto questionável do levantamento do Pontual Pesquisas é que o instituto não traz os números com os nomes dos pré-candidatos Minoru Kinpara (REDE), Sanderson Moura (PRTB) e Paulo Pedrazza (PSL). Na última pesquisa divulgada pelos veículos de comunicação do Estado pelo Instituto Delta, Minoru aparecia com 12,41%, Sanderson Moura com 6,33% e Paulo Pedrazza 1,91%. Na ponta, segundo o Delta, estaria Jorge Viana (PT) com 39,25%, Sergio Petecão (PSD) 32,58%, Marcio Bittar (MDB) 31,41% e Ney Amorim (PT) com 22,08%. Abaixo, os números do Pontual Pesquisas:


Os favoritos para deputado federal
Se as eleições fossem hoje, segundo o Pontual Pesquisas, os oito eleitos seriam: Jéssica Sales (MDB), Antônia Lúcia (PR), Alan Rick (DEM), Perpétua Almeida (PCdoB), Tião Bocalom (PSL), Flaviano Melo (MDB), Léo de Brito e Raimundo Angelim, ambos do PT. O folclórico Sibá Machado (PT) e o eterno vice das chapas majoritárias da FPA, César Messias (PSB) estariam fora. Abaixo, o gráfico disponibilizado pelo instituto de pesquisa em seu portal na internet:


Questionamentos de todos os lados
A divulgação da pesquisa do Pontual não agradou a oposição e muito menos a situação. Nos grupos de mensagens os apoiadores de Gladson Cameli afirmam que a vantagem do progressista seria maior. Já a militância do PT e dos partidos que integram a Frente Popular dizem que o levantamento é mais uma “fake news” patrocinada supostamente por dirigentes e políticos de partidos do bloco de oposição a Marcus Viana, do PT. Os petistas afirmam que o dado apontando que Gladson ganha em 20 dos 22 municípios seria totalmente fora da realidade de suas pesquisas internas que apontam a polarização da disputa pelo governo.

Dúvidas também em relação ao Senado


Os apoiadores dos pré-candidatos que disputam as duas cadeiras do Senado também discordam dos números apresentados pelo Pontual. Os que menos reclamaram foram aqueles que defendem o nome de Jorge Viana, mesmo assim, eles acreditam que a vantagem do petista é maior. Do lado de Petecão, o questionamento ficou por conta do destaque que o senador ganhou com a polêmica que gerou em torno da segurança pública. Já os apoiadores de Bittar, mesmo comedidos, comemoraram o suposto segundo lugar. Quem apoia Ney Amorim, o pré-candidato que mais cresceu nas últimas pesquisas, suspeita de manipulação dos números. A enxurrada de criticas ficou por conta do esqueceram de mim 1 e 2 no caso de Minoru Kinpara e Sanderson Moura não serem citados na pesquisa.

Apanha porque gosta


O senador Jorge Viana, do PT, apanha nas redes sociais porque gosta. Ele já deveria saber que seus releases pró-Lula geram revolta de internautas e uma exposição desnecessária que acaba gerando o desgaste natural para sua candidatura à reeleição. Não precisa pagar pesquisa para saber a opinião dos eleitores (apesar de JV não abrir a mão para gastar com eleição) basta observar os comentários na matéria que ele divulgou sobre a visita dos membros da CCJ do Senado ao ex-presidente Lula na carceragem da Polícia Federal. Os internautas não perdoam. Lembre-se disso companheiro JV.

Propaganda

Blog do Ray

Quase uma briga de casal no exercício do poder

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Ray

Vagner Sales acredita que não haverá disputa no voto para escolher dirigentes da Aleac

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Ray

Daniel se mantém Zen e deputado mesmo sem os votos de Nil Figueiredo

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.