Conecte-se agora

Em dia irreconhecível, Atlético Acreano é goleado pelo Juazeirense

Publicado

em

Em um confronto onde o líder do grupo A esteve em uma tarde irreconhecível, a Juazeirense goleou o Atlético Acreano por 4 a 0, no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, no interior da Bahia, neste sábado (14), pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. O Cancão atropelou o líder Galo Carijó em menos de 30 minutos do primeiro tempo, definindo o jogo com os atacantes Salatiel e Toni Galego, que marcaram duas vezes cada e ajudaram a equipe baiana e respirar na briga contra o rebaixamento e ainda sonhar com uma vaga no G-4.

O resultado não muda a situação do Atlético Acreano no grupo A. O Galo Carijó se mantém na liderança com 26 pontos, mas pode ver a diferença cair de quatro para um ponto para o Náutico, vice-líder, que tem 22 e joga contra o Salgueiro, fora de casa, nesta segunda-feira (16). A Juazeirense ganha uma posição e está em oitavo, provisoriamente, com 16 pontos, fora da zona de rebaixamento. O Cancão, no entanto, pode voltar para o nono lugar caso o Salgueiro, que tem 15 pontos, vença na rodada.

A Juazeirense volta a campo no próximo sábado (21), para enfrentar o Náutico, na Arena de Pernambuco, no Recife, capital pernambucana, pela 15ª rodada da Série C, às 16h (de Brasília). O Atlético-AC recebe o Globo FC, no domingo (22), às 18h (de Brasília), no estádio Florestão, em Rio Branco, capital do Acre.

O Jogo – A partida iniciou com os dois times marcando forte. Muito modificado, o Atlético-AC ainda buscava o melhor entrosamento, enquanto a Juazeirense tentava evitar dar espaços para o setor ofensivo do líder. O time baiano marcava em cima e aos 12 minutos, após uma roubada de bola, o lado de direito de ataque teve espaço e a bola foi cruzada para Salatiel, que completou para o fundo do gol de Ruan, abrindo o placar. Dois minutos depois, o Atlético-AC ainda se ajustava e em nova roubada de bola, Capone fez a jogada pelo lado direito de ataque para Salatiel marcar o segundo do Cancão. O Atlético-AC sentiu o golpe e o setor defensivo não conseguia se encontrar. Aos 19, em mais uma jogada pela direita, Juninho Tardelli cruzou e o Toni Galego antecipou a defesa e desviou a bola para vencer Ruan e marcar o terceiro. O Atlético-AC, irreconhecível, não criava ofensivamente e aos 24 tomou o golpe fatal. Toni Galego recebeu a bola no ataque e finalizou com categoria, no ângulo do goleiro Ruan: 4 a 0. O Galo Carijó não conseguia trocar passes no meio-campo e perdia a posse de bola com frequência ao tentar ligações diretas ao ataque. Aos 34, por pouco Jussimar não marcou o quinto da Juazeirense, após perder oportunidade na pequena área. Quando consegui chegar ao ataque, o Atlético-AC acabava esbarrando na boa atuação do setor defensivo baiano. Aos 46 minutos, o zagueiro Emílio, do Cancão, cometeu falta e tomou cartão amarelo. Sem concordar com a decisão da arbitragem, reclamou, reclamou, reclamou e acabou recebendo um segundo cartão amarelo e em seguida o vermelho, deixando os donos da casa com um a menos na partida antes do intervalo.

Com a boa vantagem garantida nos 45 minutos iniciais e com um jogador a menos em campo, a Juazeirense deixou o Atlético-AC tomar a iniciativa do jogo e apostou nos contra-ataques para tentar ampliar o marcador. O Galo Carijó bem que tentou, até teve algumas oportunidades para diminuir o prejuízo, mas não estava em um dia inspirado e não consegui tirar o zero do placar. O Cancão ainda conseguiu algumas jogadas ofensivas em contra-ataques, no entanto, não conseguiu mais vazar o goleiro Ruan e o placar ficou como terminou no primeiro tempo.

Anúncios

Cotidiano

Pandemia impede festa da Revolução e aniversário do 6 de Agosto

Publicado

em

A pandemia do coronavírus provocou uma cena inédita neste dia 6 de agosto em Rio Branco: pela primeira vez em cerca de 35 anos, não se tem uma festa em comemoração da Revolução Acreana e ao aniversário do primeiro bairro da capital acreana.

O Mercado Municipal do bairro, que é palco de todas as festas de aniversário do bairro e comemoração da Revolução, ficou vazio e sem o tradicional bolo. A cerimônia precisou ser adiada para evitar aglomerações em meio ao risco de contaminação da Covid-19.

Muitos moradores também lamentam a perda de pessoas importantes para o bairro que acabaram perdendo a luta para o vírus nesta pandemia. A Revolução Acreana, liderada pelo coronel José Plácido de Castro, é um momento histórico para o Acre.

O governador Gladson Cameli usou as redes sociais para celebrar os 118 anos do início da Revolução Acreana. O gestor aproveitou para pedir apoio da população em prol da luta contra o vírus.

Fotos: Reprodução/RedeAmazônica Acre

Continuar lendo

Cotidiano

Arasuper emite pesar pela morte de funcionária que atuava há 7 anos na empresa

Publicado

em

A Rede Arasuper de supermercados em Rio Branco divulgou uma nota de pesar na tarde desta quinta-feira, 6, após o trágico acidente que vitimou uma de suas funcionárias, Jonhliane Paiva de Souza, de 30 anos. A mulher estava dirigindo uma motocicleta modelo Biz, a caminho do trabalho, quando foi violentamente atingida por um carro modelo BMW, cujo condutor estava participando de um racha.

Jonhliane trabalhava no Arasuper localizado no bairro Seis de Agosto, no Segundo Distrito de Rio Branco. A vítima era colaboradora da empresa desde 2013. “Ela parte deixando muitas saudades e lições de competência”, diz a Rede.

“As pessoas são insubstituíveis em sua existência, e quando são especiais, além da falta que fazem àqueles que as amam, deixam o mundo mais pobre. Pedimos a Deus que conforte o coração de todos nesse momento de dor”, publicou o supermercado.

Continuar lendo

Cotidiano

Campanha da OAB/Acre combate o abandono de animais domésticos na pandemia

Publicado

em

A Comissão de Defesa e Proteção dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Acre (OAB/AC) iniciou nesta primeira semana de agosto a campanha “Não Esqueça o seu Melhor Amigo”, que visa conscientizar as pessoas sobre o abandono e os maus-tratos de cães, gatos e outros animais domésticos no período pandêmico. A intenção é distribuir cartazes em pontos estratégicos de Rio Branco.

A presidente da Comissão, Vanessa Facundes, declara que houve um aumento preocupante do número de casos de negligência nos últimos meses. “Pessoas têm abandonado os seus bichos e maltratado nessa pandemia por falta de recursos financeiros, por ficarem doentes e não se preocuparem com o bem-estar do animal e por medo deles transmitirem a Covid-19”, disse a advogada. A entidade alerta que essa atitude é crime.

Segundo a legislação brasileira, abandonar o animal doméstico é crime ambiental. Na Lei n° 9.605/98 consta que a pena pode variar entre detenção de 3 meses a 1 ano e multa, sendo aumentada de um terço a um sexto caso ocorra a morte do bicho. As instituições ambientais orientam a quem presenciar atos de crueldade e descuido, que denuncie pelos números 68 3227-5095 (Polícia Ambiental), 68 99227-1128 e 68 3228-5765 (Secretaria Municipal do Meio Ambiente).

“As pessoas devem lembrar que os animais não nos abandonam em circunstância alguma e nessa quarentena são nossos principais parceiros, até porque não transmitem o vírus. Cuidem dos seus melhores amigos”, advertiu Vanessa. A iniciativa conta com o apoio da Caixa de Assistência dos Advogados do Acre (CAA/AC), Promotoria do Meio Ambiente do Ministério Público do Acre (MPAC), organizações não governamentais (ONGs) e entidades protetoras dos animais.

Continuar lendo

Cotidiano

Seringueiro consegue remarcar audiência online para presencial por não ter acesso à internet

Publicado

em

O Juizado Especial Cível de Cruzeiro do Sul expediu liminar determinando que dois bancos suspendam a cobrança de empréstimos, que estão sendo descontados de benefício previdenciário de um trabalhador rural. A decisão foi publicada na edição n° 6.647 do Diário da Justiça Eletrônico e estabeleceu prazo de cinco dias para o cumprimento da ordem, sob pena de multa diária no valor de R$ 100,00.

De acordo com os autos, o idoso reclama de duas instituições financeiras, afirmando ambas realizaram vários empréstimos e concederam reserva de margem para cartão de consignado sem sua autorização. O requerente enfatizou que não passou qualquer procuração a terceiros e não assinou nenhum documento, ainda mais considerando o fato de ser um analfabeto funcional.

Em seu pedido à Justiça, solicitou que seu nome não fosse negativado, porque as cobranças são ilegais. Solicitou também que as audiências sejam realizadas de forma presencial, pois não possui smartphone e sinal de internet para assim participar de videoconferência, modalidade adotada pelo TJAC, como medida de prevenção ao contágio de Covid-19.

Posto isso, a juíza de Direito Evelin Bueno, titular da unidade judiciária, entendeu que a continuidade das cobranças questionadas gera prejuízo ao seringueiro, que recebe apenas um salário mínimo de aposentadoria para seu sustento.

Os bancos devem apresentar o ônus da prova sobre os empréstimos que o idoso afirma não tem contratado, “por seu turno, esses estariam incorrendo em enriquecimento ilícito”. Além disso, ao deferir a liminar, a magistrada determinou o cancelamento da audiência de conciliação por videoconferência que estava agendada, assim a audiência terá nova designação quando for possível realizar presencialmente.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas