Conecte-se agora

Em dia irreconhecível, Atlético Acreano é goleado pelo Juazeirense

Publicado

em

Em um confronto onde o líder do grupo A esteve em uma tarde irreconhecível, a Juazeirense goleou o Atlético Acreano por 4 a 0, no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, no interior da Bahia, neste sábado (14), pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. O Cancão atropelou o líder Galo Carijó em menos de 30 minutos do primeiro tempo, definindo o jogo com os atacantes Salatiel e Toni Galego, que marcaram duas vezes cada e ajudaram a equipe baiana e respirar na briga contra o rebaixamento e ainda sonhar com uma vaga no G-4.

O resultado não muda a situação do Atlético Acreano no grupo A. O Galo Carijó se mantém na liderança com 26 pontos, mas pode ver a diferença cair de quatro para um ponto para o Náutico, vice-líder, que tem 22 e joga contra o Salgueiro, fora de casa, nesta segunda-feira (16). A Juazeirense ganha uma posição e está em oitavo, provisoriamente, com 16 pontos, fora da zona de rebaixamento. O Cancão, no entanto, pode voltar para o nono lugar caso o Salgueiro, que tem 15 pontos, vença na rodada.

A Juazeirense volta a campo no próximo sábado (21), para enfrentar o Náutico, na Arena de Pernambuco, no Recife, capital pernambucana, pela 15ª rodada da Série C, às 16h (de Brasília). O Atlético-AC recebe o Globo FC, no domingo (22), às 18h (de Brasília), no estádio Florestão, em Rio Branco, capital do Acre.

O Jogo – A partida iniciou com os dois times marcando forte. Muito modificado, o Atlético-AC ainda buscava o melhor entrosamento, enquanto a Juazeirense tentava evitar dar espaços para o setor ofensivo do líder. O time baiano marcava em cima e aos 12 minutos, após uma roubada de bola, o lado de direito de ataque teve espaço e a bola foi cruzada para Salatiel, que completou para o fundo do gol de Ruan, abrindo o placar. Dois minutos depois, o Atlético-AC ainda se ajustava e em nova roubada de bola, Capone fez a jogada pelo lado direito de ataque para Salatiel marcar o segundo do Cancão. O Atlético-AC sentiu o golpe e o setor defensivo não conseguia se encontrar. Aos 19, em mais uma jogada pela direita, Juninho Tardelli cruzou e o Toni Galego antecipou a defesa e desviou a bola para vencer Ruan e marcar o terceiro. O Atlético-AC, irreconhecível, não criava ofensivamente e aos 24 tomou o golpe fatal. Toni Galego recebeu a bola no ataque e finalizou com categoria, no ângulo do goleiro Ruan: 4 a 0. O Galo Carijó não conseguia trocar passes no meio-campo e perdia a posse de bola com frequência ao tentar ligações diretas ao ataque. Aos 34, por pouco Jussimar não marcou o quinto da Juazeirense, após perder oportunidade na pequena área. Quando consegui chegar ao ataque, o Atlético-AC acabava esbarrando na boa atuação do setor defensivo baiano. Aos 46 minutos, o zagueiro Emílio, do Cancão, cometeu falta e tomou cartão amarelo. Sem concordar com a decisão da arbitragem, reclamou, reclamou, reclamou e acabou recebendo um segundo cartão amarelo e em seguida o vermelho, deixando os donos da casa com um a menos na partida antes do intervalo.

Com a boa vantagem garantida nos 45 minutos iniciais e com um jogador a menos em campo, a Juazeirense deixou o Atlético-AC tomar a iniciativa do jogo e apostou nos contra-ataques para tentar ampliar o marcador. O Galo Carijó bem que tentou, até teve algumas oportunidades para diminuir o prejuízo, mas não estava em um dia inspirado e não consegui tirar o zero do placar. O Cancão ainda conseguiu algumas jogadas ofensivas em contra-ataques, no entanto, não conseguiu mais vazar o goleiro Ruan e o placar ficou como terminou no primeiro tempo.

Propaganda

Cotidiano

Presos que fugiram do FOC fizeram buraco na parede e pularam muralha com lençóis

Publicado

em

IMAGEM ILUSTRATIVA DA FUGA ANTERIOR

A Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública emitiu uma nova nota pública na manhã desta segunda-feira, 20, após a fuga em massa de cerca de 25 detentos da unidade penitenciária Francisco D’Oliveira Conde (FOC), em Rio Branco. Os presos fugiram nessa madrugada. Segundo os policiais penais, os detentos fizeram um buraco na parede da cela e com lençóis, confeccionaram cordas para escapar pela muralha.

A segurança pública afirma que todas as forças de segurança do Estado foram acionadas e várias medidas operacionais estão sendo realizadas para captura dos foragidos. – Acionamento da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Rondônia e do Amazonas para implantação de barreiras e fiscalização nas áreas de fronteira e rodovias federais.

O governo diz que acionou a Polícia Federal para apoio com equipes de inteligência para avaliação das circunstâncias de fuga, bem como o apoio de fiscalizações em aeroportos. Entre as medidas anunciadas, estão: acionamento do Centro Integrado Regional de Inteligência para apoio quanto à produção de conhecimento sobre o ocorrido; acionamento dos corregedores da Polícia Militar e Polícia Penal para instaurar apuração imediata de eventuais responsabilidades pela fuga no aspecto administrativo, visto que a Polícia Civil irá atuar no aspecto penal e solicitação de apoio do Ministério Público e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), para acompanhar as ações de investigação durante as ações que vão apurar eventuais responsabilidades pela fuga dos detentos.

A Polícia Penal realizou contagem dos presos que fazem parte do pavilhão L e cumprem pena em regime fechado naquela unidade e realiza ações para evitar possíveis novas fugas. Além disso, barreiras policiais na capital e municípios em rodovias federais foram instaladas na tentativa de recapturar os detentos.

Continuar lendo

Cotidiano

Segurança Pública lembra que população pode ligar no 181 para fazer denúncias

Publicado

em

O sistema de Segurança Pública do Acre está tentando esclarecer a chacina ocorrida neste sábado (18) na Estrada Transacreana, em Rio Branco. O delegado encarregado da investigação, Mardilson Vitorino, disse que desde o conhecimento do caso a Polícia Civil e seus peritos estiveram no local coletando dados que possam ajudar a esclarecer o crime. “Temos alguns informe e estamos diligenciando. Estamos trabalhando algumas linhas de investigação e não há nada descartado”, disse Vitorino.

O delegado-geral da Polícia Civil, José Henrique, destaca o uso do telefone 181 para receber informes da população acerca de suspeitas de pessoas ou ações criminosas ocorridas no Estado do Acre.

O Disque Denúncia: 181 é o numero pode ser usado para efetuar denúncias anônimas sem a necessidade de identificação, mantendo o sigilo total do denunciante.

(Aldeia FM)

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas