Conecte-se agora

Jenilson Leite participa da 4ª vivência cultural e espiritual dos Huni Kui do Caucho, em Tarauacá

Publicado

em

O deputado estadual Jenilson Leite (PCdoB) esteve presente em mais uma edição do “Vivência Cultural e Espiritual dos Huni Kui do caucho”. Esta é a quarta edição do evento cujo objetivo é o fortalecimento cultural tradicional, potencialidade turísticas, econômicas e culturais dos povos indígenas da etnia Kaxianawá, na aldeia do igarapé do Caucho, próximo à cidade Tarauacá.

A IV edição teve início no dia 09 e sua conclusão é no dia 14 de julho. Participam do evento turistas de diversas regiões do Brasil e do exterior, como por exemplo, um grupo de holandeses. Essas pessoas vêm em busca de conhecer a culturas do huni kui, comungar o chá ayahuasca, fazer o uso do rapé e caminhar na floresta nativa.

Como o próprio nome sugere, é um momento de demonstração da cultura desse povo, bem como difundir o conhecimento tradicional que passa de geração para geração por meio da tradição oral. Além disso, a vinda de pessoas para dentro da aldeia aquece a economia dos huni kui com a venda de artesanatos e o pagamento de ingressos para participarem.

A participação do parlamentar na IV edição atendeu ao convite dos caciques Nasso Kaxinawá e Antônio Kaxinawá. O parlamentar também esteve presente nas edições anteriores. Além disso, Jenilson apresentou uma indicação à mesa diretora da ALEAC para que a Secretaria de Estado de Turismo do Acre inclua a data do evento no calendário cultura do Estado.

Para o deputado, o evento é um momento de valorização da cultura indígena, do resgate das tradições. “É um evento extraordinário que os povos indígenas do caucho promovem, um momento de valorização dessa cultura e de resgate das tradições. Aqui vem gente de vários lugares do Brasil e da Europa conhecer e vivenciar a cultura huni kui”, comentou Leite.

O cacique da Aldeia e vereador Nasso Kaxinawá agradeceu a presença de todos os visitantes que vieram conhecer as tradições culturais dos huni kui do Caucho. “Para nós é um momento muito especial, pois temos a oportunidade de fortalecer e difundir os conhecimentos do nosso povo”.

A turista Camila Queiroz, que participa do evento desde a primeira edição, destaca o momento como gratificante. “Ter contato com a medicina tradicional, com a cultura desse povo, é algo que traz renovação espiritual, é muito gratificante participar dessa festa”, enfatizou.

O vereador Carlos Thadeu (PCdoB), presidente da Câmara de Tarauacá, também participou do evento destacando suas potencialidades.

Propaganda

Destaque 6

Procuradora-geral reúne-se com juiz e promotores eleitorais para tratar de demandas das eleições de 2018

Publicado

em

A procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, reuniu-se com o juiz eleitoral da 1ª Zona Eleitoral de Rio Branco, Anastácio Lima de Menezes Filho, para discutir demandas do período eleitoral. O encontro ocorreu na sede da Procuradoria Geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC).

O aparelhamento do MP para fazer frente à necessidade do chamado poder de polícia, no que diz respeito à fiscalização da propaganda eleitoral irregular e atos abusivos durante o pleito foram alguns dos temas discutidos, juntamente com o coordenador do Grupo de Apoio à Atuação Eleitoral (Gaae), procurador de Justiça Carlos Maia, os promotores eleitorais Alessandra Garcia Marques e Getúlio Barbosa e o assessor especial da Procuradoria Geral, promotor Almir Branco.

“Eu fiquei surpreso porque as demandas que encaminhamos à doutora Kátia, ela já havia, junto com doutor Carlos Maia, se adiantado, e já tinha, de certa forma, atendido e muito às nossas expectativas”, disse o juiz eleitoral.

Também esteve em pauta, a necessidade de provimento de promotores eleitorais para auxiliarem na fiscalização no dia do pleito.

“Mediante o que será decidido com o doutor Fernando José Piazenski, que é o procurador regional eleitoral, essas demandas serão devidamente encaminhadas”, disse Kátia Rejane.

André Ricardo – Agência de Notícias do MPAC

Continuar lendo

Destaque 6

Audiência entre Sebastião Viana e perito da PF que chamou o governador de “babaca” termina sem acordo

Publicado

em

A audiência de conciliação entre o governador Sebastião Viana e o perito da Polícia Federal, Roberto Feres, nesta segunda-feira, 13, no Juizado de Pequenas Causas, na Cidade da Justiça em Rio Branco, terminou sem acordo. Sebastião pede R$ 20 mil de indenização por ser chamado de “babaca” no Facebook pelo agente federal em abril passado.

A audiência foi curta, durou entre 10 e 15 minutos. Acompanhado de um advogado, Viana falou pouco. Fez questão de falar, entre outras coisas, que quando deixar o cargo de chefe do Palácio vai continuar exercendo a atividade de médico nos hospitais do Acre e dar aula na universidade. A defesa do governador foi a responsável por argumentar, como fez no documento enviado ao juiz, que seu cliente considerou a ofensa relevante porque partiu de um policial federal e figura conhecida.

“Não fiz nada excepcional que tenha que me retratar”, disse Roberto Feres ao se defender.

Para Roberto, Viana é uma figura pública que se expõe publicamente, e sobre a qual ele se considera apto a manifestar sua opinião publicamente. Coube ao advogado Mauricio Hohenberger fazer a defesa do servidor federal.

A nova audiência deve ocorrer em 2019 quando Sebastião Viana não estará mais no cargo de governador do Acre.

Entenda o caso

O comentário de Roberto Feres que resultou na ação de Sebastião Viana foi feito em 19 de abril deste ano na conta do Facebook do jornalista Altino Machado, que publicara naquele dia uma foto do governador e um breve texto sobre a torcida do petista por Gleici Damasceno na final do Big Brother Brasil, o reality vencido pela acreana: “O governador Tião Viana, que em protesto não assiste nenhum programa da TV Globo há mais de três anos, já se posicionou de costas para um telão para torcer por Gleice, a acreana finalista do BBB1 8 . Está no bar Ponto Alto, em Cruzeiro do Sul, no Morro da Glória”. Abaixo do post de Altino, Roberto Feres comenta: “É um bastião babaca…”.

Em documento enviado ao Juizado Especial de Rio Branco, a defesa de Sebastião informara que o “ato delituoso provocou sentimentos de raiva, aborrecimento, indignação e repúdio no espírito do requerente, que se sentiu verdadeiramente atingido em sua honra, principalmente pela expressão utilizada pelo ofensor/ requerido e por tal ter se dado de forma imotivada e gratuita, já que o requerente nunca o ofendeu”.

O documento afirmara que o termo “babaca” “atingiu diretamente a autoestima e a dignidade” de Sebastião, “expondo-o ao ridículo também perante a toda comunidade daquela rede social”.

A defesa chegou a consultar o dicionário para mostrar no processo que a palavra babaca significa “idiota, parvo, tolo, simplório, burro, insignificante, ingênuo, trouxa”.

Viana, por meio de advogado, argumentara que Roberto Feres é “uma pessoa esclarecida, da sociedade e perito da Polícia Federal, que, em razão de dever funcional, deveria coibir a prática de crimes, e não praticá-los e incentivá-los”.

Para Roberto, Viana é uma figura pública que se expõe publicamente, e sobre a qual ele se considera apto a manifestar sua opinião publicamente. Coube ao advogado Mauricio Hohenberger fazer a defesa do servidor federal.

Continuar lendo

Destaque 6

Emoção marca final do Festival Estudantil da Canção 2018

Publicado

em

A etapa final do Festival Estudantil da Canção – FEC 2018, nesta sexta-feira (10), na Praça da Juventude, na Cidade Nova, emocionou candidatos e o público presente. A competição que este ano envolveu também universitários reuniu mais de 300 candidatos. Na última etapa, 33 disputaram a premiação, 23 estudantes do Ensino Médio e 10 universitários.

A grande final contou com a Participação Especial de Isaac Santos, estudante da escola Gloria Peres. Exemplo de superação, Isaac mostrou que para a arte não há limites.

No corpo de jurados estavam os cantores e compositores, Camile Castro e Eudimar Bastos, os músicos Bruno Damasceno e Marcos Neri, e a cantora Sandra Melo. Sob o olhar atento dos jurados, os candidatos interpretaram variados gêneros e foram avaliados nos quesitos letra, harmonia, presença de palco, sintonia, originalidade e ritmo.

Na categoria intérprete, representando o Instituto de Educação Lourenço Filho(IELF), Raísa Stefany conquistou o primeiro lugar com a canção ‘Tempo de Vencer’. Na modalidade Universitários, Katarina Barros Margarida, aluna do IFAC/ Baixada, encantou o público com sua ‘Flor das Águas’ e foi a grande vencedora da categoria Autoral.

Filha de músicos, veterana no FEC, tendo conquistado o terceiro lugar no festival em 2017, Raísa se dedicou para evoluir na competição. ”Analisei as músicas, performances, busquei me preparar melhor, ensaiei mais, e deu certo. Conquistar o primeiro lugar entre tantos talentos é uma emoção indescritível, muito gratificante”.

Na modalidade Universitários, a vencedora foi Gleysla Carvalho, aluna da UNIP que brindou o público com a interpretação de “Lugar Secreto. A melhor música autoral foi ‘Idas e vindas’, composição de Vitoria Batista Crispim, também estudante da UNIP.

Estreante na competição, Gleysla não imaginava chegar tão longe, feliz pela nova conquista a aluna da UNIP disse estar pronta para novos desafios.

Cinco dos ganhadores da final do FEC já estão classificados para a Etapa Estadual do festival que acontece no dia 26 de agosto.

Premiação

Realizado pela Prefeitura de Rio Branco, por meio da secretaria de Juventude (SEJUV) com apoio da Fundação Garibaldi Brasil (FGB) e Governo do estado por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE) e Assessoria da Juventude, o FEC objetiva promover a interação ente os estudantes, revelar novos talentos e contribuir para a consolidação de uma cultura de paz.

A premiação em dinheiro inclui prêmio no valor de R$ 3 mil para os primeiros colocados, R$ 2 mil para os segundo e R4 mil para os classificados em terceiro lugar, além de R$ 500,00 para o vídeo mais curtido e melhor música autoral.

Na avaliação do secretário da Juventude de Rio Branco, Daniel Alves a realização do FEC foi “mais uma edição de sucesso, com mais de 300 inscritos, sendo mais de 50 na modalidade Universitários, grande novidade deste ano. Nosso sentimento é de alegria e gratidão a todos que nos ajudam a realizar esse grande evento’, declarou.

Vencedores

Modalidade Ensino Médio – categoria Intérprete

1º Lugar – Raísa Stefany –IELF

2º Lugar – Jamile Carvalho – Meta

3º Lugar – Brunna Cristina Sales – IELF

Fernando Luiz Bezerra de Oliveira – CEBRB – Classificado para Etapa Estadual

Kemile Vasco Mesquita – Leôncio de Carvalho – Classificado para Etapa Estadual

Modalidade Ensino Médio – categoria Autoral

Katarina Barros – IFAC/Baixada – Música ‘Flor das Águas’

Com 47 pontos o Instituto de Educação Lourenço Filho foi a Escola mais atuante.

Modalidade Universitários- categoria Intérprete

1º lugar – Greysla de Lima Carvalho – UNIP

Tahlyta Silva Souza- UNIP

Lídia Moraes – UNIP

Modalidade Universitários – categoria Autoral

Vitoria Batista Crispim – UNIP

 

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.