Conecte-se agora

Petecão e Jorge Viana batem boca no senado por discordância sobre intervenção federal no Acre

Publicado

em

Nas últimas duas semanas foram registrados no Acre 20 assassinatos e várias tentativas de homicídio. A insegurança que causa pavor na população levou o senador Petecão (PSD) a clamar por intervenção federal no Acre.

Para ele, o governador Sebastião Viana precisa ter humildade e pedir ao governo Michel Temer ajuda das forças federais.
“O Acre está pior que o Rio de Janeiro”, disse.

Petecão informou que a Secretaria de Segurança do Estado perdeu recursos oriundos de bancada por não ter apresentado projeto.

“O assunto segurança mexe com famílias. Se existe um caos é aonde nós chegamos. E aqui eu fiz o que pude, não só eu como toda a bancada, para liberar esse recurso. Tive lá com o secretário de Segurança para saber o porquê dessa demora. O dinheiro já foi empenhado. O problema é que o governo do Estado não apresentou os projetos. Quem me disse isso foi o secretário de Segurança. O nosso secretário de Segurança, ainda bem que ele teve a humildade de dizer: ‘Gente, nós vamos ter que nós acostumar com essa situação’. Mas eu não vou me acostumar com essa situação, não.”

Em seguida, Petecão apelou: “Eu quero fazer um apelo ao ministro Raul Jungmann que ele não espere mais pelo governador Tião Viana. O que tá faltando é humildade. O governador tem que ter a humildade de dizer assim: ‘Governo federal pelo amor de Deus me ajude. Faça o que fez o Rio de Janeiro’. Deixou de ser guerra de facção. Estão morrendo jovens, pessoas inocentes. O Acre tá pior de que o Rio de Janeiro, o Acre tá pior de que o Ceará. Façam uma intervenção no Acre urgente”, pediu.

Embate com Jorge Viana

O discurso de Petecão acabou gerando discussão com o senador Jorge Viana (PT), irmão de Sebastião Viana. Ao interferir na fala de Petecão, Viana pediu a ao senador do PSD que fosse mais justo com o governador do Acre e completou que Sebastião promoveu uma reunião no Acre para debater segurança e convidou o “presidente golpista”, que não compareceu.

“Vossa excelência não podia ser um pouco justo com o governador Tião Viana. Você não acha que é humildade um governador marcar uma reunião com um presidente golpista e convidar para ele ir lá no Acre pra ajudar a resolver?”

Petecão replicou: “Essa história de golpista não vai resolver. O senhor não está preocupado porque o senhor tem segurança, o seu irmão tem segurança. Eu não tenho segurança”.

Propaganda

Destaque 2

Ex-vereador do PT do Acre é condenado a devolver mais de R$ 150 mil aos cofres públicos

Publicado

em

A comarca de Plácido de Castro condenou o ex-vereador petista Tarciso Soares de Brito e o contador Djalma Eduardo Cardoso por grave prejuízo aos cofres públicos numa sentença de Ação Civil de Improbidade Administrativa movida pelo Ministério Público do Acre.

A juíza de Direito Isabelle Torturela, titular da unidade judiciária, responsabilizou Tarciso e Djalma por atentarem contra os princípios da Administração Pública, de forma reiterada, no ano de 2013. A magistrada ressaltou que o ex-vereador já ocupou o cargo de secretário de finanças do município, tendo certa experiência na gestão pública, assim como o segundo réu é capacitado para a função que exercia.

Nos autos, destaca-se o reajuste dos subsídios do presidente, secretários e vereadores da Câmara Municipal. O aumento foi aprovado em 45,8% sobre a remuneração, por meio da Lei Municipal n° 468. Desta forma, foi infringido o artigo 29, VI, da Constituição Federal e gerado dano ao erário.

Responsáveis pela gestão de recursos do Poder Municipal, os réus ainda foram denunciados por aplicar o dinheiro público de forma inadequada, utilizando-o no pagamento de empréstimos consignados, contraídos por servidores e membros da Câmara de Vereadores.

Em decorrência desse ato de improbidade, ocorreu falha na comprovação de que esses descontos foram feitos em folha de pagamento, de forma integral.

Outro ato ilícito foi a ausência de retenção de encargos patrimoniais e do INSS, o que gerou desequilíbrio da relação previdenciária. Também por executar despesas sem apresentar processo licitatório ou dispensa de licitação, além de comprovadas irregularidades e inconsistências em outras licitações.

O político teve multa civil arbitrada em R$ 151.009,30, o montante repõe 100% do dano ao erário gerado pelo reajuste salarial indevido. “As práticas do ex-gestor dilapidaram economicamente o orçamento e esse valor será integralmente ressarcido”, determinou a juíza de Direito.

Outras sanções aplicadas ao ex-vereador foram a suspensão de seus direitos políticos pelo prazo de oito anos e proibição de ser contratado pelo Poder Público, ou receber benefícios, ou incentivos fiscais e creditícios, ainda que por intermédio de pessoa jurídica, pelo prazo de cinco anos.

A falha na assessoria contábil do outro réu gerou a suspensão dos direitos políticos por três anos e por esse mesmo período está proibido de ser contratado pelo Poder Público. Mais o pagamento de multa civil estipulada em cinco vezes o valor da remuneração que ele recebia enquanto funcionário público. Da decisão cabe recurso.

Continuar lendo

Destaque 2

Homens armados fazem arrastão, invadem residência e ferem jovem com 3 tiros

Publicado

em

O jovem Ricardo Júnior Nascimento, de 25 anos, foi ferido a tiros dentro de sua residência na noite desta quinta-feira (21), na rua Dr. Sérgio Bruno, no Conjunto Jequitibá, no bairro Calafate, em Rio Branco.

Segundo informações policiais, a vítima foi ferida após seis homens armados chegarem no conjunto e fazerem um arrastão e roubarem os pertences de várias pessoas que estavam em via pública. Os criminosos se deslocaram até a casa de Ricardo e a invadiram efetuando vários tiros, sendo que três dos projeteis o atingiu, um no rosto e dois no peito, e como se não bastasse os ferimentos, um dos bandidos ainda desferiu uma facada no braço do jovem.

Segundo moradores, os acusados,após a tentativa de homicídio, fugiram do local e durante a fuga pela rua eles efetuaram vários disparos em via pública.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.