fbpx
Conecte-se agora

Você já almoçou no Restaurante Popular?

Publicado

em

Acreanos de todos os cantos de Rio Branco são os personagens de mais um video-selfie bem humorado de Kennedy Santos; assista

video

Propaganda

Destaque 2

Pesquisa Big Data mostra Minoru como preferido para a prefeitura de Rio Branco

Publicado

em

O pré-candidato Minoru Kinpara, indicado pelo PSDB, alcançou a preferência de 26% do eleitorado rio-branquense e lidera a disputa pela prefeitura de Rio Branco, conforme nova pesquisa de intenções de voto divulgada nesta segunda-feira, 17, pela TV Gazeta, durante o programa Gazeta Alerta. O levantamento é do Instituto RealTime Big Data, responsável pela elaboração de pesquisas da Rede Record em todo o país.

Se a eleição fosse hoje, os dados apontam que a atual prefeita, Socorro Neri, do PSB, ficaria em segundo lugar no terceiro cenário do levantamento, com 16% dos votos. Já o candidato do MDB, Roberto Duarte, aparece em terceiro colocado, com 14% das intenções de voto, todos na modalidade estimulada.

Neste mesmo cenário, Alysson Bestene (PP) e Vanda Milani (Solidariedade) obtiveram 5% das intenções de voto e aparecem empatados em quarto lugar. O mesmo aconteceu com Daniel Zen (PT) e Fernando Zamora (PSL). Ambos aparecem com 2% dos votos, na quinta colocação. Jarbas Soster (Avante) foi o menos votado no terceiro cenário da pesquisa estimulada, com 1% dos votos.

Votaram em branco ou nulo 7% dos participantes da pesquisa de opinião pública. Não souberam ou não responderam somaram 22% dos votos. A avaliação do cenário eleitoral em Rio Branco é cadastrada com REG/AC 06953/2020 e ocorreu no período de 12 a 13 de fevereiro de 2020, ouvindo 800 pessoas. A margem de erro é de 4,0 pontos e o nível de confiança é de 95%.

A avaliação do primeiro cenário eleitoral na votação estimulada indica que Minoru Kinpara recebeu 27% dos votos e Raimundo Angelim 17%. Roberto Duarte, nesta modalidade, ficou com 14% das intenções de voto enquanto que Socorro Neri obteve 13%. Thiago Caetano recebeu 2% neste cenário. Votaram em branco ou nulo 6% dos entrevistados. Não souberam ou não responderam somam 21%.

No segundo cenário da pesquisa estimulada Minoru Kinpara recebeu 27% das intenções de voto enquanto que Roberto Duarte e Socorrei Neri tiveram 15%. Rogério Wenceslau recebeu 7% dos votos e Alysson Bestene 5%. DanielZen aparece com 3% neste cenário. Votaram em branco ou nulo 6% dos eleitores e 22% não souberam ou não responderam.

Na pesquisa espontânea, Socorro Neri teve 8% dos votos e Minoru Kinpara 7%. Jorge Viana aparece com 3% e Marcus Alexandre também com 3% dos votos. Roberto Duarte ficou com 2% da preferência e Emerson Jarude, Gladson Cameli 1%, Mara Rocha e Raimundo Angelim receberam 1% dos votos. A opção “outros” teve 5% da escolha dos eleitores. Votaram em branco ou nulo 12% e não souberam ou não responderam 56% dos participantes.

Continuar lendo

Destaque 2

Exportações de milho no Acre superam a de carne e derivados bovinos em janeiro de 2020

Publicado

em

Uma recente pesquisa divulgada pelo Observatório do Fórum Permanente de Desenvolvimento do Acre sobre o comércio exterior aponta o saldo de janeiro de 2020 com relação às exportações e importações do estado. A balança comercial indica que o total acumulado no último mês com as exportações foi de R$ 15.842.749,02 e R$ 937.75 referentes às importações. A tabela ainda atesta que, até agora, o milho foi o terceiro produto mais exportado este ano, ficando a frente, inclusive, da carne bovina.

Os valores significam que as exportações aumentaram 27,9% em janeiro deste ano em comparação ao mês anterior, dezembro de 2019 . No entanto, também indicam que caíram 2,7% com relação ao mesmo período do ano anterior (janeiro de 2019). Se tratando das importações, também houve uma redução de 2,4% em relação a dezembro do ano passado e um saldo negativo de 39,4% se comparado a janeiro do ano anterior.

Os quatro principais países de destino e participação das exportações do Acre nesse último mês de janeiro foram Peru, Bolívia, China e Hong Kong. Peru teve 29,5% do total de exportações do estado. Bolívia foi o segundo país que mais consumiu produtos locais, ficando com 26,1% das exportações. Em terceiro ficou a China, que arrecadou 10,3% do total de exportações em janeiro. O quarto país, Hong Kong, obteve 9,7% do total de exportações até então.

Os produtos mais exportados do Acre em janeiro de 2020 foram madeira, carvão vegetal, obras de madeira, castanha-do-Brasil, milho e carnes e derivados bovinos e outros alimentos. A surpresa nesse mês veio com a colocação do milho, terceiro produto mais exportado, mais até que a própria carne bovina. A madeira, carvão vegetal e obras de madeira foram os materiais mais exportados do Acre, representando 27, 9 % do total.

A castanha- do- Brasil (com casca e sem casca) foi o segundo produto mais comprado por outros países, totalizando 26,4% do todo. O milho exportou 15,6%. Já as carnes e miudezas e outros comestíveis somaram apenas 9,7% das exportações.

As exportações do milho cresceram 229,7% em relação ao mesmo período do ano passado. O fato superou o valor das exportações de carne e derivados de bovinos, que mostraram um crescimento de apenas 10,2% no período de um ano. Já os principais países de origem e participação no total das importações nesse mês de janeiro de 2020 foram China, Índia, Argentina e Peru. China importou 43,0% de produtos para o Acre; a Índia 30,5% do todo; Argentina importou 15,2% do total e Peru 6,6%.

Entre os produtos mais importados em janeiro estão: pneus e outros pneumáticos (30,8%); sulfatos (30,5%); farinha de trigo (15,2%) e policloreto de vinila (11, 4%).

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas