Conecte-se agora

Prefeita Socorro Neri apresenta lei do uso de aplicativos no transporte da cidade de Rio Branco

Publicado

em

A prefeita Socorro Neri apresentou a vereadores e técnicos da Prefeitura de Rio Branco a proposta de lei que regulamenta o uso de aplicativos no transporte privado de passageiros na capital. Da reunião para apresentação do documento nesta quarta-feira (4) participaram integrantes da comissão que elaborou a proposta, entre eles os presidentes dos Sindicatos dos Mototaxistas de Rio Branco, Luiz Araújo, e dos Taxistas do Acre, Esperidião Teixeira. Os vereadores Juruna, Rodrigo Forneck, Eduardo Farias, Elzinha Mendonça, Raimundo Neném, Raílson Correia e Artêmio Costa também participaram. Estavam presentes ainda o diretor de trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTRANS), Jô Luiz e o superintendente da RBTRANS, Gabriel Forneck.

A elaboração do documento contou com apoio da Procuradoria Jurídica do Município. A prefeita agradeceu o esforço dos presentes e o trabalho da comissão. Em síntese, a lei regulamenta o serviço por meio do Operador de Tecnologia de Transporte com fundamento na lei federal 13.640, sancionada em 26 de março de 2018 alterando a Lei 12.587/12 (Lei de Mobilidade Urbana) para conceituar e disciplinar o transporte remunerado privado individual de passageiros. “Estamos contentes em ter participado da construção dessa lei”, disse Luiz Araújo, do Sindmotos. “Pedimos celeridade no andamento desse projeto”, completou Espiridião Teixeira, do Sindicato dos Taxistas. O projeto será protocolado na Câmara de Vereadores para apreciação das Comissões e do Plenário.

Propaganda

Destaque 6

Acre perdeu 711 postos de trabalho, revela Caged

Publicado

em

O número de desempregados aumentou no Acre em dezembro do ano passado. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, e atestam a contratação de 1.362 pessoas e a demissão de outros 2.073 trabalhadores.

Em novembro, o estado acreano já tinha pedido cerca de 350 postos ocupados. Agora, a baixa no número de trabalhadores empregos continua aumentando. Mais que dobrou o quantitativo em 30 dias. Números que assustam o comércio e o poder público, afinal, menos dinheiro circula na praça.

Rio Branco é a cidade que mais perdeu postos, sendo 510 vagas. Na sequência, Feijó e Sena Madureira tiveram baixas de quatro postos, e Cruzeiro do Sul, a segunda maior cidade, apresentou saldo positivo de seis vagas.

Continuar lendo

Destaque 6

“A minha caneta está sem tinta”, diz Rocha no comando do Acre

Publicado

em

Com a ausência do governador do Acre Gladson Cameli (Progressistas) até a noite desta terça, 22, o comando do Estado vem sendo exercido pelo vice, Major Rocha (PSDB), desde o último sábado (19). O tucano, ao que tudo indica, vem apenas esquentando a cadeira de Gladson enquanto ele cumpre a agenda em Brasília.

Desde ontem o Diário Oficial não traz nenhum ato assinado pela governadoria ante a ausência do titular do cargo. Decretos com novas nomeações, atos de gestão, cessão de servidor, medidas de austeridade, todos estes atos palacianos parecem ficar praticamente paralisados quando Gladson Cameli não se encontra por terras acreanas.

A minha caneta está sem tinta”, diz o vice. A afirmação não é sobre o esvaziamento de suas atribuições enquanto no exercício de governador. A resposta foi dada quando perguntado sobre se já havia demitido os secretários, prática que era recorrente na política do Acre da década de 1990.

Mas a resposta do tucano pode, sim, cair como uma luva diante da perda de poder quando no comando temporário do governo. A situação chama a atenção quando se comparada com as gestões petistas.

Na ausência de Sebastião Viana (PT) em agendas fora do estado, era comum a sua vice, Nazareth Araújo (PT), assinar pequenos atos administrativos para não comprometer o andamento da gestão.

Desde o início do novo governo, em 1º de janeiro, Rocha assumiu o Palácio Rio Branco em duas ocasiões, sendo essa a mais longa. Em nenhuma delas a caneta tucana pode desfrutar de deslizar pelos papéis oficiais do poder.

Continuar lendo

Destaque 6

Iapen demite dois agentes e determina afastamento de outros

Publicado

em

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre demitiu nesta segunda-feira, 21, os agentes penitenciários Marivaldo Vitor da Silva e Josimar dos Santos Ferreira. A portaria de demissão dos Agepens consta no Diário Oficial e é assinada pelo diretor-presidente Lucas Bolzoni.

De acordo com apuração de ac24horas, Marivaldo Vitor da Silva, preso em fevereiro de 2018 ao tentar entrar no Presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro, em Rio Branco, com munição de uso restrito. As investigações apontaram que Marivaldo possuía envolvimento com uma facção criminosa, tendo sido encontradas cartas com pedidos de presos, que teriam tido os materiais solicitados entregues pelo agente, que integrava a turma de servidores do ano de 2012.

Já Josimar foi preso em julho de 2017 após deixar dois celulares na ventilação de uma das celas da unidade prisional Evaristo de Morais, em Sena Madureira. O delegado que investigou o caso, Marcos Frank, informou que o agente confessou o crime e afirmou que estava sendo ameaçado pelos presos. Ele também foi condenado pela justiça, o que ocasionou sua demissão.

Além das portarias de demissões, foram publicadas no diário oficial também 4 portarias investigando agentes penitenciários que no documento tiveram apenas suas iniciais divulgadas. Esses agentes também foram afastados de suas funções pelo prazo de até 60 dias, até o fechamento de processo administrativo.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.