Conecte-se agora

Concurso Polícia Federal: Edital para 500 vagas sairá pelo Cebraspe

Publicado

em

Agora é oficial: sai nos próximos dias o edital do novo concurso público da Polícia Federal em 2018 (concurso PF 2018). Por meio do Diário Oficial da União de 08 de junho, o Departamento da PF divulgou extrato de dispensa de licitação contratando o Cebraspe para coordenar o novo concurso para 500 vagas. Serão 150 vagas para Delegado, 60 para Perito Criminal Federal, 80 para Escrivão, 30 para Papiloscopista Policial Federal e 180 de Agente de Polícia Federal. O edital de abertura do concurso sairá em junho, segundo o diretor-geral da PF, Rogério Galloro.

A nova pasta do Ministério Extraordinário da Segurança Pública reúne a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária e a Secretaria Nacional de Segurança Pública, todos os órgãos antes vinculados ao Ministério da Justiça.

O Cebraspe vinha sendo o mais cotado para coordenar a seleção, informação confirmada no Diário Oficial de 08/06 – veja abaixo.

Concursos PF e PRF
Na Polícia Federal, Raul Jungmann anunciou que o número de agentes em fronteiras será dobrado. Segundo o ministro, o combate à corrupção e ao crime organizado serão considerados prioritários, “não sendo excludentes”. Questionado sobre a operação Lava Jato, afirmou que ela terá “todo o apoio em todas as suas necessidades”.

Na Polícia Rodoviária Federal, onde mais 500 vagas serão ofertadas em breve, será fortalecido o programa Alerta Brasil, que funciona com videomonitoramento. Até o fim do ano a promessa é que os postos cheguem a 330. No Rio de Janeiro, o intento é multiplicar por seis os postos atuais.

Em janeiro, a Federação Nacional dos Policiais Federais (FENAPEF) entrou em contato com a diretoria-geral, ainda sob o comando de Fernando Segóvia, pedindo mais esclarecimentos sobre a distribuição das vagas e sobre o cargo de escrivão, que não seria contemplado no futuro certame. A diretoria informou na ocasião que aguardava a unificação dos cargos de escrivão e de agente, já que o pedido faz parte do plano de reestruturação da carreira. Como isso não aconteceu até o momento, o cargo de Escrivão foi confirmado neste novo concurso. Assim, as 500 vagas foram distribuídas, agora oficialmente, entre os seguintes cargos:

– 180 para Agente de Polícia Federal
– 150 para Delegado de Polícia Federal
– 30 para Papiloscopista Policial Federal
– 60 para Perito Criminal Federal
– 80 para Escrivão de Polícia Federal

Ainda segundo Luís Antônio Boudens, presidente da Fenapef, que esteve reunido com Rogério Galloro, o edital será antecipado e sairá até o fim deste semestre.

Carreiras na PF
A carreira na Polícia Federal possui duas áreas de atuação: Policial e Administrativa. Este novo concurso servirá para provimento de cargos na área policial, sabendo que a última seleção da área administrativa tem vigência até 2018 e pode nomear ainda os aprovados do último certame realizado. Todas as últimas seleções da área policial já não têm mais validade e o último certame aconteceu em 2014 para o cargo de Agente.

Para o cargo de Delegado de Polícia Federal é necessário possuir diploma de curso de graduação de nível superior de bacharel em Direito, e as atribuições envolvem: instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação, orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de ilícitos penais, participar do planejamento de operações de segurança e investigações, entre outras funções do tipo. O salário do cargo em início de carreira é de R$ 22.672,48 e chegará a R$ 23.692,74 no início de 2019.

Já o cargo de Perito Criminal Federal tem exigência também de escolaridade de nível superior, com as especialidades alternando de acordo com a área de cada função. Os servidores deste cargo executarão funções pertinentes à sua especialização, que pode ser nas áreas de Engenharia, Física, Geologia, Farmácia, Ciências Contábeis, Biomedicina, Medicina, Odontologia, entre outras – são 18 no total – que devem ser reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Assim como para Delegados, o salário inicial de um Perito da PF é de R$ 22.672,48, passando para R$ 23.692,74 em 2019, após aprovação do projeto que reajusta as remunerações da carreira.

O Agente de Polícia Federal deve possuir formação superior em qualquer área reconhecida pelo MEC e irá atuar em investigações e operações policiais na prevenção e na repressão a ilícitos penais, dirigir veículos policiais, cumprir medidas de segurança orgânica, entre outros. A remuneração do cargo é de R$ 11.983,26, passando para R$ 12.522,50 em 2019.

O Escrivão de Polícia Federal também deve ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em nível de graduação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação. Os empossados atuam no cumprimento às formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, observando os prazos necessários ao preparo, à ultimação e à remessa de procedimentos policiais de investigação; acompanhar a autoridade policial, sempre que determinado, em diligências policiais, dirigir veículos policiais; cumprir medidas de segurança orgânica; atuar nos procedimentos policiais de investigação; desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas. A remuneração inicial também é de R$ 11.983,26.

Além do salário básico, todos ainda recebem o auxílio alimentação de R$ 458,00 e têm plano de carreira envolvendo diversas classes. Os Delegados e Peritos, por exemplo, assumem o cargo na terceira categoria e podem alcançar a classe especial, que tem salário fixado em R$ 30.936,91. Já os Agentes e Escrivães da classe especial têm vencimentos de R$ 17.848,60.

Fonte: Ache Concursos

Propaganda

Cidades

“Ambiente de guerra civil e tragédia”, diz Sebastião Viana sobre conflito no quartel da polícia boliviana na fronteira

Publicado

em

“Ambiente de guerra civil e tragédia”. Essa é a definição dada pelo governador Sebastião Viana ao conflito entre integrantes de uma facção criminosa e policiais bolivianos no quartel da Polícia Nacional da Bolívia, na cidade de Porvenir, a 27 km da capital de Pando, Cobija, na noite do sábado (16).

Bandidos armados surpreenderam os policiais que estavam de plantão no quartel e tentaram roubar armas. Houve troca de tiros. Dois policiais feridos foram internados no hospital local.

“A omissão do Governo Federal já nos trouxe a um ambiente de Guerra Civil…
Grupos poderosos com muitas armas, milhares de jovens recrutados pelo poder financeiro da droga, enquanto ao nosso lado, comunidades de bem, defendidas quase exclusivamente por ações firmes de poucos governos estaduais com suas bravas polícias. O resultado será uma tragédia.
Polícias da União são parceiras, mas completamente insuficientes no controle das fronteiras livres”, lamentou o governador do Acre.

Após a troca de tiros, os bandidos, pelo menos sete, conforme a imprensa da região de fronteira, fugiram em motos para Cobija, cidade boliviana na fronteira com Epitaciolândia e Brasileia, no Acre.

Continuar lendo

Cidades

Prefeitura de Rio Branco informa expediente em dias de jogos do Brasil na Copa

Publicado

em

Os servidores municipais de Rio Branco terão horário de trabalho flexibilizado nos dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo de Futebol. Segundo decreto nº 589/2018 publicado nesta terça-feira, 12, em Diário Oficial do Estado do Acre.

No dia 22, sexta-feira, quando o Brasil joga com a Costa Rica, às 7 horas da manhã, horário local, o expediente será das 13h às 18 h. No dia 27, Brasil e Sérvia se enfretam às 13 horas. O horário de trabalho na Prefeitura de Rio Branco será das 8h às 12h.

Nas oitavas de final, no dia 2 ou 3 de julho, quando o Brasil vai enfrentar um adversário às 9 horas da manhã, o expediente será das 13h às 18h. Já nas quartas de final, dia 6 ou 7 de julho, o jogo será às 9h da manhã e o horário de trabalho das 13h às 18h.

Na semifinal, no dia 10 ou 11 de julho, o Brasil jogará às 13 horas. O expediente será pela manhã, das 8h ao meio dia.

O Decreto esclarece que depois do segundo jogo, no dia 27, o horário é válido em caso de classificação do Brasil e aplicável às quartas de final, no caso de classificação do Brasil em primeiro lugar, hipótese em que o jogo ocorrerá no dia 6, sexta-feira.

Continuar lendo

Cidades

Árbitro de vídeo ajuda, Suécia bate a Coreia do Sul e pressiona a Alemanha

Publicado

em

Por

A Suécia contou com o auxílio do árbitro de vídeo (VAR) para estrear com vitória na Copa do Mundo da Rússia. Nesta segunda-feira, depois de a tecnologia confirmar um pênalti, devidamente convertido pelo zagueiro Granqvist, a seleção europeia derrotou a Coreia do Sul por 1 a 0, em Nizhny Novgorod, e largou na frente com o México na disputa pelas duas vagas do grupo F às oitavas de final da competição.

O resultado positivo do time europeu, consequentemente, pressiona a Alemanha. Os atuais campeões do mundo, que perderam por 1 a 0 para os latinos no último domingo, encaram a Suécia com uma necessidade ainda maior de vitória, já que os suecos agora se colocam em uma posição confortável com o resultado positivo obtido diante dos asiáticos. Uma derrota pode até eliminar Ozil, Müller e companhia do torneio.

Agora com uma possível classificação na mira, a Suécia encara a Alemanha no próximo dia 23, às 15h (de Brasília), em Sochi, com a possibilidade até de assegurar a vaga antecipada às oitavas de final, em caso de vitória. Para este quadro se confirmar, basta o surpreendente México, no mesmo dia, a partir das 12h, derrotar a Coreia do Sul em Rostov.

Quem foi bem: Jo Hyeon-Woo
Apesar de derrotado nesta estreia na Rússia, o goleiro sul-coreano teve papel de destaque. Foram pelo menos duas excelentes defesas que impediam, até então, a derrota dos asiáticos. Jo Hyeon-Woo só não conseguiu parar o pênalti convertido por Granqvist, que decidiu a partida.

Quem foi mal: Berg

Principal referência ofensiva da Suécia, Marcos Berg conseguiu se sobressair em boa parte das disputas corpo a corpo com os defensores suecos. Entretanto, como um centroavante, não poderia desperdiçar tantas chances. O lance mais emblemático que demonstra a infeliz tarde do camisa 9 ocorreu aos 20min da primeira etapa, quando, completamente livre, parou em Jo Hyeon-Woo.

O grande astro do futebol sueco pediu, mas apenas assiste ao Mundial da Rússia. Zlatan Ibrahimovic acabou preterido pela comissão técnica sueca e viu Forsberg usar a “sua” camisa 10 nesta estreia em Nizhny Novgorod. O meia-atacante do Red Bull Salzburg, no entanto, não honrou a fama deixada pelo polêmico centroavante – atuação discreta diante dos sul-coreanos neste primeiro jogo pelo grupo F.

A Suécia retornou melhor para o segundo tempo e dominava a partida, mas pecava sempre diante do goleiro Jo Syeon-Woo. Para sorte dos suecos, o árbitro de vídeo existe na Rússia. Claesson foi derrubado dentro da área por Kim Min-Woo, mas a arbitragem só confirmou a penalidade segundos depois, quando a bola estava já na área comandada por Olsen. A marcação com o auxílio do VAR foi bem aproveitada por Granqvist, que converteu a penalidade e abriu o marcador aos 20min.

Zagueiro quebra jejum sueco
O gol de estreia da Suécia na Copa do Mundo da Rússia serviu para quebrar um longo jejum da equipe vice-campeã em 1958. A cobrança convertida por Granqvist representou a primeira bola na rede a favor do time europeu desde 2006, quando Henrik Larsson deixou a sua marca no empate por 2 a 2 contra a Inglaterra, no Mundial da Alemanha. Lembrando que o país ficou fora das edições de 2010 (África do Sul) e 2014 (Brasil).

Coreia do Sul perde peça importante

Os sul-coreanos jogavam na base da velocidade e exploravam bastante o lado esquerdo com Son Heung-Min e Park Jo-Hoo. A sustentação do setor, no entanto, se perdeu com a saída de Jo-Hoo, que sentiu lesão muscular e deixou o jogo ainda no primeiro tempo. Kim Min-Woo, o substituto, cometeu o pênalti que colocou o time asiático em desvantagem, e precisou se consolado pelos companheiros depois da confirmação do VAR.

Suecos se impõem fisicamente
A Suécia se impôs fisicamente durante a partida desta segunda-feira. O jogo se concentrava na dupla de atacantes Berg e Toivonen, que ganharam constantes disputas com a defesa adversária. Berg, o camisa 9, perdeu chance incrível de abrir o placar ainda no primeiro tempo. A vantagem neste quesito fez a diferença para a equipe da Escandinava.

Velocidade coreana leva perigo
Embora a Suécia tenha controlado mais o jogo e impondo o seu ritmo, a Coreia do Sul levou perigo com o jogo de velocidade pelas pontas, local por onde os asiáticos tentaram explorar o ataque. Entretanto, dependendo muito da ligação direta, os sul-coreanos pouco ameaçaram o gol de Olsen; mesmo com Son Heung-Min, destaque na Inglaterra com Tottenham, o time finalizou apenas uma vez contra a meta sueca.

FICHA TÉCNICA
SUÉCIA 1 x 0 COREIA DO SUL
Local: Nizhny Novgorod Stadium, em Nizhny Novgorod (Rússia)
Data: 18 de junho de 2018 (segunda-feira)
Horário: 9h (de Brasília)
Árbitro: Joel Aguilar (El Salvador)
Assistentes: Juan Zumba (El Salvador) e Juan Carlos Mora Araya (Costa Rica)
Cartões Amarelos: Claesson (Suécia); Kim Shin-Wook, Hwang Hee-Chan (Coreia do Sul)

Gols:
SUÉCIA: Granqvist, aos 20min do 2º tempo

SUÉCIA: Olsen; Augustinsson, Granqvist, Jansson e Lustig; Claesson, Larsson (Svensson), Ekdal (Hiljemark) e Forsberg; Berg e Toivonen (Thelin).
Técnico: Janne Andersson.

COREIA DO SUL: Jo Hyeon-Woo; Lee Yong, Jang Hyun-Soo, Kim Young-Gwon e Park Joo-Ho (Kim Min-Woo); Lee Jae-Sung, Ki Sung-Yueng e Koo Ja-Cheol (Lee Seung-Woo); Hwang Hee-Chan, Kim Shin-Wook (Jung Woo-Young) e Son Heung-Min.
Técnico: Shin Tae-Yong.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.