Conecte-se agora

Sem Fred, seleção brasileira faz treino para 4 mil pessoas com invasão e histeria por Neymar

Publicado

em

A seleção brasileira fez seu primeiro treino em solo russo. Para 4 mil pessoas nas arquibancadas por uma imposição da Fifa, o time de Tite trabalhou no CT em Sochi nesta terça-feira (12) pela manhã e viu uma histeria por Neymar e até mesmo uma invasão de um torcedor em busca de uma selfie.

Dentro de campo, os atletas fizeram uma rotina mais física do que técnica e coletiva. Se reapresentando depois de um dia de folga após a vitória contra a Áustria, o elenco não teve a presença de Fred. Afastado desde o dia 7 após uma entrada de Casemiro, o volante fez trabalho à parte com os fisioterapeutas. Sua volta ainda é incerta.

O Brasil volta a treinar nesta quarta-feira, desta vez, sem a presença de torcida e com pouca abertura para a imprensa. No domingo (17), o time estreia no Mundial, às 15h (de Brasília), contra a Suíça, em Rostov.

Durante toda atividade, Neymar foi o mais ovacionado pela torcida. Em alguns momentos, o público se revezava e gritava também os nomes de Marcelo, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus. Mas a estrela do PSG era o jogador mais visado, inclusive, pela imprensa estrangeira.

Em determinado momento, um torcedor pulou o alambrado e foi em direção dos jogadores. Contido pelos seguranças, ele foi retirado sob aplausos dos torcedores e não desistiu em momento algum de uma selfie ao lado dos atletas. No final, outros também tentaram a “sorte”.

Fagner e Philippe Coutinho receberam a tradicional “ovada” de seus companheiros por terem feito aniversário. O lateral comemorou na última segunda, enquanto o meia comemora nesta terça. Na brincadeira, sobrou para Neymar, que também foi atingido por um ovo vindo de Thiago Silva.

Os 4 mil ingressos foram distribuídos principalmente a crianças de escolas da região, mas também pararam na mão de brasileiros que moram no país. A forma com que eles conseguiram ainda é um mistério.

O certo é que eles deram o tom de brasilidade às atividades, com alguns gritos, bandeiras e uma “escola de samba” improvisada com tambores e pandeiros. No banco de reservas, Edu Gaspar, coordenador de seleções, e Rogério Caboclo, futuro presidente da CBF, acompanharam tudo.

Os que ficaram de fora deram um jeito de acompanhar de perto. Um viaduto que não conta nem com calçada, no entorno do estádio, ficou tomado por torcedores. Sob o sol que fazia os termômetros baterem quase 30ºC, eles não arredaram pé até o término das atividades. Os que ficaram até o fim e estavam nas arquibancadas foram presenteados com autógrafos e fotos dos ídolos. O mascote Canarinho Pistola, como já tem sido costume, também virou astro.

Propaganda

Destaque 2

Vanderlei Thomas deixa Secretaria de Segurança do Acre e delegado Carlos Flávio assume

Publicado

em

O delegado Vanderlei Thomas se despediu nesta segunda-feira, 15, do cargo de secretário de Segurança Pública. Em aviso dado via Facebook, ele alegou “motivos pessoais” e aproveitou para agradecer aos operadores da segurança pública, amigos e sua família.

“Penso que cumpri minha missão. Espero ter cumprido com a sociedade acreana. Volto para minha função de origem e sempre estarei à disposição com humildade, seriedade, respeito, dedicação e profissionalismo”, disse.

No lugar de Thomas vai assumir o atual secretário de Polícia Civil, Carlos Flávio Portela, que vai acumular as duas Pastas.

Vanderlei Thomas passou a comandar a Secretaria de Segurança Pública em abril deste ano no lugar do seu colega de trabalho, o também delegado Emylson Farias, que deixou o cargo para virar vice na chapa do candidato Marcus Viana (PT), derrotado nas eleições do primeiro turno.

Com Thomas na Segurança, o Estado comemorou uma redução significativa no número de homicídios nos últimos meses. Mas foi também ele, em julho deste ano, que deu a polêmica declaração em entrevista à Rádio CBN de que o acreano deveria se acostumar com o conflito entre as facções criminosas. “Essa guerra se instalou e precisamos nos acostumar a ela”, declarou o delegado em entrevista a emissora de rádio.

Continuar lendo

Destaque 2

Candidatos derrotados nas eleições retornam para o primeiro escalão no governo Sebastião

Publicado

em

Pelo menos três candidatos derrotados nas eleições 2018 voltam a compor o primeiro escalão do governo Sebastião Viana nestes pouco mais de dois meses para o fim da gestão petista no Acre. As informações constam na edição do Diário Oficial do Estado desta segunda-feira, 15.

O procurador do Estado Cristovam Moura, que disputou uma das oitos vagas para Câmara e obteve apenas 5.587 votos, sendo o quarto mais votado da chapa do PDT que elegeu Jesus Sérgio a deputado federal, volta a comandar o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem, Hidrovias e Infraestrutura do Acre (Deracre) no lugar de André Mansour, que deixa a pasta para para exercer o cargo de Diretor Executivo no Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa).

Outro que retorna para o cargo de diretor-presidente do Instituto Sócio-Educativo foi o candidato derrotado Rafael Almeida, também do PDT, que teve 3477 votos, e teve seu candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral. Se os votos de Almeida fossem validados, ele seria o mais votado na chapa pedetista para deputado estadual e conseguiria uma das 24 cadeiras na Assembleia. Ele briga, por meio de recursos, para que o TSE valide sua candidatura.

Sebastião José Araújo de Oliveira, que ocupava o cargo de direor-presidente do ISE, foi remanejado para a Secretaria do Meio Ambiente com salário de pouco mais de R$ 7 mil.

Amigo pessoal do governador Sebastião Viana, Glenilson Figueiredo, o Nil, volta a comandar o cargo de Diretor-Presidente do Instituto de Terras do Acre (Iteracre). Nil obteve 2.161 mil votos e não conseguiu se eleger na chamada chapa da morte formada pelo PT e PCdoB.

Continuar lendo

Destaque 2

Procissão do Círio de Nazaré levou milhares de fiéis às ruas e avenidas de Rio Branco neste domingo

Publicado

em

Milhares de fiéis caminharam pelas ruas e avenidas de Rio Branco neste domingo, 14, durante o Círio de Nazaré, padroeira da catedral católica da Capital.

O ato religioso começou na Gameleira com o encontro das imagens na beira do rio Acre. Os fiéis peregrinaram por parte das ruas 06 de Agosto, no 2º Distrito; Marechal Deodoro e avenida Brasil, no 1º Distrito, até a catedral Nossa Senhora de Nazaré, onde a procissão foi encerrada com uma missa.

A imagem de Nossa de Nazaré foi conduzida durante todo o trajeto em um veículo motorizado enquanto os fiéis com velas nas mãos cantavam louvores e rezavam.

Durante todo o Círio de Nazaré nas ruas centrais de Rio Branco, os fiéis mantiveram a tradição de segurar a corda do Círio, um forte símbolo de fé e devoção católica durante a peregrinação.

Na missa, no interior da catedral, as pessoas fizeram questão de ao menos tocar na corda , que simboliza a ligação umbilical entre Maria e seus filhos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.