Conecte-se agora

Em resposta ao Fantástico da Rede Globo, governo diz ter controle de presídios e fala em queda de homicídios no Acre

Publicado

em

Há exatos 20 anos a população acreana vive o dilema entre a realidade vivida no cotidiano e o Acre vendido nas propagandas dos governos petistas, financiadas com recursos do cidadão. A mais recente batalha da publicidade oficial se dá no tema da segurança pública, reforçada após a série de reportagens do programa Fantástico, da rede Globo, mostrando um Estado refém da violência imposta pelas facções criminosas.

Após o “show da vida” do último domingo (9) mostrar que em muitos pavilhões do Complexo Penitenciário Francisco D’Oliveira Conde os agentes já não têm acesso ao seu interior por estarem sob o domínio das facções PCC e Comando Vermelho, o governo Sebastião Viana (PT) produziu reportagem mostrando que o Estado tem o controle total dos presídios.

São exibidas fotos que se opõem às imagens feitas pelo Fantástico com celas superlotadas e onde presos são controlados por um líder da facção. As imagens do governo mostram um pavilhão que faz inveja a qualquer hotel de duas estrelas.

Em resposta aos dados apresentados pelo Fantástico que apontam o Acre e a capital Rio Branco como líderes nacionais nas taxas de homicídios, a agência estatal de notícias produziu matéria afirmando que, há 120 dias, 20% dos municípios acreanos não registram mortes violentas.

Um dos principais problemas nestas estatísticas feitas nos gabinetes do governo é que elas deixam de fora os assassinatos frutos do confronto entre as facções, o que, teoricamente, passa a sensação de que os crimes contra a vida estão sob controle.

Em 2017 o Acre registrou 60 mortes por 100 mil habitantes; em Rio Branco esse índice foi de 80 para cada 100 mil pessoas. A proporção nacional é de 26 por 100 mil habitantes.

Propaganda

Destaque 5

Equoterapia: vídeomaker mostra método terapêutico realizado de forma voluntária em Rio Branco

Publicado

em

O vídeomaker do ac24horas, Kennedy Santos, foi até o Centro de Equoterapia, um dos poucos que existem na capital acreana, que atende crianças especiais de forma voluntária. Em um pequeno espaço, a idealizadora do projeto recebe pouco mais de 25 pessoas ao mês.

Equoterapia é um método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem multidisciplinar e interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais.

Veja os relatos emocionante de quem busca essa ajuda; assista:

Continuar lendo

Destaque 5

PF apreende 83 quilos de drogas em operação no Rio Juruá

Publicado

em

Durante uma fiscalização de rotina no Rio Juruá, a Polícia Federal avistou um barco tripulado por dois homens, navegando com carga suspeita. A equipe policial decidiu abordar a embarcação, mas no momento em que viram os policiais se aproximarem, seus tripulantes jogaram o barco para a margem do rio e fugiram para a mata.

Dentro do barco foi encontrada grande quantidade de drogas: 55,2 quilos de cocaína; 5,8 quilos de “crack” e 22,5 quilos de maconha. A apreensão ocorreu na manhã desta quinta-feira, 18.

Foram deslocadas equipes para o porto de Cruzeiro do Sul e de Rodrigues Alves. Os suspeitos foram encontrados logo após, à beira do Rio Juruá, nas proximidades da balsa para Rodrigues Alves. Um deles estava armado com uma pistola calibre .380 de fabricação turca com numeração raspada. Ao serem abordados pelos policiais federais, os dois homens não ofereceram resistência.

Os policiais conduziram os presos para a Delegacia de Polícia Federal de Cruzeiro do Sul e ao término dos procedimentos policiais eles serão encaminhados para a Unidade Prisional Manoel Nery.

Continuar lendo

Destaque 5

Governo cancela Jogos Escolares e frustra sonhos de jovens atletas

Publicado

em

A derrota da Frente Popular ultrapassou o cenário político para frustrar o sonho de jovens atletas que estão inscritos nos Jogos Escolares. A “rasteira” dada pelo Governo do Acre foi confirmada nesta quarta-feira, dia 17, através de um ofício endereçado a professores e gestores das unidades escolares da rede pública.

O documento, assinado pela secretária adjunta de Esportes, Shirley Santos, pelo assessor dela, Petronilo Filho [o Pelézinho] e pelo coordenador dos Jogos Escolares, Alan Ferreira, caiu como uma “bomba” entre os profissionais da educação que estavam preparando e incentivando os alunos rumo à vitória nas etapas Regional e Estadual do evento.

Luiz Eduardo, um dos alunos frustrados com a notícia, diz que tem vontade de desistir do esporte e partir apenas para o mercado de trabalho. “Meu professor me disse que eu tenho potencial, mas eu não vou mais ter essa oportunidade, e eu acho melhor deixar para lá e procurar um estágio, que eu ganho mais. O governo aí só brinca com o sonho da gente”, comenta o jovem de 16 anos.

A alegação, ainda sem compreensão por parte dos alunos, atletas e professores, seria o início da transição de governo, que, segundo os gestores do estado, já começou, sendo necessário fazer prestações de contas dos gastos da pasta. Além de informar a suspensão “em caráter definitivo”, os gestores se despedem “com o sentimento de dever cumprido”.

“É o atestado de incompetência, só isso. Esperaram a eleição passar para jogar essa bomba no nosso colo. Já não basta a falta de apoio ao esporte, e ainda temos que conviver com esse cancelamento. Isso vai deixar os nossos alunos, que se preparam o ano todo para as fases dos Jogos, completamente frustrados. É vergonhoso, é ridículo”, avalia um dos professores.

Em junho, durante o lançamento dos Jogos Escolares 2018, o coordenador Alan Ferreira já havia dado sinais de que o estado ficaria de fora da etapa regional que ocorreria em Manaus. Em entrevista à Rede Amazônia, ele citou que um dos motivos seria a “dificuldade logística”, ou, em outras palavras, a falta de dinheiro para levar de ônibus ou avião os quase 200 alunos.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.