Conecte-se agora

PRF e COE de Rondônia retiram manifestantes e liberam tráfego de veículos na BR-364

Publicado

em

O Núcleo de Operações Especiais da Polícia Rodoviária Federal e a Companhia de Operações Especais da Polícia Militar de Rondônia, iniciaram na tarde desta quinta-feira (17) uma operação para remover os bloqueios na 364 entre Porto Velho e Rio Branco, por ordem da Justiça Federal.

A rodovia estava bloqueada em quatro trechos, Extrema, Vista Alegre do Abunã, entroncamento de Guajará e Nova Mutum.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres, ANTT, conseguiu uma liminar na justiça que determinou o imediato desbloqueio da rodovia e delegou essa responsabilidade a PRF em Rondônia.

As tropas seguiram em comboio de Porto Velho até o primeiro ponto a rodovia estava fechada para o tráfego e não encontraram resistência por parte dos manifestantes no local.

De lá, os policiais seguiram em direção a Ponta do Abunã. onde os protestos acontecem com mais intensidade.

Segundo uma fonte da PRF, em Vista Alegre, onde o manifesto é realizado por madeireiros insatisfeitos com uma operação do IBAMA que fechou várias madeireiras que funcionavam clandestinamente, o grupo promete resistir e há risco de confronto.

A BR-364 está bloqueada desde a manhã da última terça-feira (15), e novos pontos de interdição surgiram nas últimas 48 horas.

O Acre, que ficou isolado por 72 horas, corria o risco de sofrer desabastecimento por conta dos manifestos.

Empresas voltaram a vender passagens

No início da tarde desta quinta feira, depois que receberam a confirmação da ordem judicial para liberar o tráfego na rodovia, as empresas de ônibus voltaram a vender passagens para o trecho entre Rio branco e Porto Velho.

Pela manhã, haviam anunciado a suspensão da venda de bilhetes por causa dos bloqueios.

Propaganda

Acre

Decreto de Rocha sepulta mais três secretarias da era petista

Publicado

em

Assinado pelo vice-governador Major Rocha, o decreto 236, de 23 de janeiro de 2019, extinguiu mais três órgãos criados pelas gestões do PT no Governo do Acre: as secretarias de Desenvolvimento Social (SEDS), Políticas para Mulheres e Assessoria da Juventude. A SEDS surgiu no mandato do ex-governador Binho Marques (PT) e sua primeira mandante foi Laura Okamura, que trabalhava no Paraná. Os demais órgãos eram marcas das gestões do PT e em geral eram chefiadas por militantes petistas, à exceção de Tiago Higino, do PSB, que comandou a Pasta da Juventude durante o governo de Sebastião Viana.

Continuar lendo

Acre

Acre tem 13 psicólogos, 5 professores de tiro e 2 armeiros

Publicado

em

Há 13 psicólogos, dois armeiros e 5 instrutores de tiro autorizados pela Polícia Federal a preparar o cidadão para possuir uma arma no Acre, que está entre os Estados onde ter armamento mais cresceu no País nos últimos anos quando se leva em conta a população de cada Unidade da Federação.

Esse fenômeno deve ser potencializado pelo principal item do decreto do presidente Jair Bolsonaro, que leva em conta a taxa de homicídio por 100 mil habitantes. O Acre é o 2º no ranking de enquadramento à lei Bolsonaro, perdendo apenas para o Rio de Janeiro.

Um levantamento realizado pelo jornal O Globo aponta que o gasto pode variar entre R$ 4 mil e R$ 10 mil, considerando três capitais brasileiras. O valor é bem mais do que a renda média da população, estimada atualmente em R$ 754.

Etapas – passo a passo para obter uma arma

1. Pedido na Polícia Federal

Em primeiro lugar, é preciso obter uma autorização da PF para possuir uma arma. Para isso, o cidadão deverá apresentar seus antecedentes criminais

2. Avaliação psicológica

Somente um profissional credenciado pela PF poderá emitir um laudo atestando a capacidade psicológica do cidadão. O documento tem validade de um ano

3. Capacidade técnica

Caso possua capacidade de manusear armas, o cidadão deve realizar um teste, feito por um instrutor credenciado. Caso não possua, deverá realizar um curso básico de tiro. Esse atestado também tem validade de um ano

4. Compra

Ao adquirir o item, o comprador deve levar a nota fiscal à PF para registrar a arma. Esse documento tem validade de cinco anos. Depois disso, o cidadão deve voltar à loja para retirar a arma. Ele receberá uma autorização para o transporte até o local onde ficará.

5. Tempo

O processo todo leva entre três e quatro meses.

Continuar lendo

Acre

Vanderson é expulso do BBB19 após ser intimado pela polícia

Publicado

em

A delegada Rita Salim, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá (DEAM), no Rio de Janeiro, esteve na manhã desta quarta-feira, dia 23, nos Estúdios da Globo, e intimou o biólogo e coordenador educacional indígena, Vanderson, de 35 anos, a prestar depoimento em inquérito instaurado após denúncias feitas contra o participante.

Vanderson é acusado de agredir ex-namoradas e foi denunciado à polícia. O pedido de depoimento foi feito por Juliana de Angelis, delegada titular da Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher de Rio Branco – AC), onde foram registrados três boletins de ocorrência contra Vanderson na semana passada.

A saída de um candidato da casa resulta na sua desclassificação do BBB19. Vanderson não será substituído e o programa seguirá com 15 participantes. O apresentador Tiago Leifert anunciará a decisão na edição desta noite. Ele já comunicou o ocorrido aos jogadores no início desta tarde.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.