Conecte-se agora

Em operações, Polícia Civil apreendeu 80 kg de drogas em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

As polícias civil e militar em Cruzeiro do Sul, já apreenderam pelo menos 80 quilos de material entorpecente, em menos de cinco meses, as apreensões são frutos dos trabalhos da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE).

“Um trabalho muito bom que vem sendo feito pelas forças policiais. Muitas operações, muitas abordagens e uma gama de operações que estamos fazendo com o objetivo de tirar de circulação”, explica ao site Juruá Online.

Apreensões foram realizadas pela Polícia Militar e Civil da cidade em operações e abordagens. Desde o ano passado os policiais receberam o reforço do cão farejador Narco que já ajudou em diversas operações.

“Tivemos a grande satisfação de receber o Narco que só veio para somar forças com nossos policiais e ele nos ajuda a encontrar essas drogas, inclusive em ônibus que é o meio que esses traficantes utilizam”, afirmou.

Além das apreensões, 12 pessoas já foram presas por tráfico de drogas esse ano. “Um número elevado. São traficantes, não são boqueiros, são traficantes que estão presos e subordinados a Justiça”, finaliza.

Propaganda

Cotidiano

Alíquota zero no diesel pode resultar em queda de 14% no preço

Publicado

em

Em uma votação acelerada, a Câmara dos Deputados concluiu nessa quarta-feira (23) a votação do projeto que acaba com a desoneração de 28 dos 56 setores da economia atualmente desonerados para reduzir tributos cobrados sobre o óleo diesel. Após aprovarem o texto principal, os parlamentares rejeitaram em menos de uma hora todas as sugestões de alteração no parecer de Orlando Silva (PCdoB-SP). Segundo o relator, a alíquota zero na contribuição vai permitir uma queda de cerca de 14% no preço final do óleo diesel.

Ao longo do dia, diferentes medidas foram anunciadas, pelos parlamentares e pelo governo, com o objetivo de acabar com a greve dos caminhoneiros, que dura três dias e tem causado desabastecimento em algumas cidades brasileiras. Após um acordo entre as principais lideranças da Câmara, os deputados concordaram em isentar, pelos próximos meses, o PIS e o Cofins cobrados sobre o óleo diesel. Em troca, foi aprovado no mesmo projeto o fim de benefícios concedidos pelo governo.

Três meses para entrar em vigor

Como se trata do fim de uma renúncia fiscal, a medida precisa esperar três meses, caso também seja aprovada pelo Senado, para que entre em vigor. Devido a um acordo negociado nessa terça-feira (22) entre o Palácio do Planalto e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), o presidente Michel Temer deve editar um decreto se comprometendo também com o fim da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) cobrada sobre o diesel.

Ontem, a expectativa de Maia era de que o projeto da reoneração fosse aprovado na semana que vem. Mas no fim da tarde o relator da matéria, deputado Orlando Silva , disse à Agência Brasil, após participar de seguidas reuniões, que a oposição havia concordado em votar a matéria. Apenas depois das 20h, o texto-substitutivo do parlamentar contendo as alterações ficou pronto.

Arrecadação

A previsão é que o governo consiga arrecadar R$ 3 bilhões com a reoneração de empresas que, desde 2011, repassavam ao governo a contribuição previdenciária baseada em sua receita bruta e não sobre a folha de pagamento dos funcionários. Na época, a estratégia havia sido pensada com o objetivo de segurar empregos e manter o mercado aquecido.

Orlando Silva estimou que o mesmo valor precisará ser utilizado pelo governo para zerar os tributos que incidem sobre o diesel. Já o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, que esteve na Câmara para negociar com os parlamentares sobre a mudança, a renúncia fiscal pode gerar uma perda de mais de R$ 10 bilhões até o fim do ano. Ele defendeu cautela e “responsabilidade” durante o próximo passo da tramitação da matéria, no Senado.

Setores

De acordo com o projeto, os 28 setores que continuarão sendo beneficiados vão contar com a desoneração até 2020, o que foi considerado uma vitória pelo relator. Orlando Silva considerou que, desse modo, a cobrança ficará “mais justa” para todas as empresas, sem diferenciações.

Ao apresentar o parecer, o deputado criticou a forma “aleatória e sem fundamentos” que a reoneração foi proposta pelo governo no início das discussões. Ele defendeu a manutenção do benefício a setores que fazem uso intensivo de mão de obra e, portanto, empregam mais.

Dessa forma, incluiu no relatório a continuidade do programa para 22 ramos da economia, como empresas de maquinário, telemarketing, calçados e tecnologia da informação, além dos seis setores sugeridos inicialmente: transporte rodoviário, ferroviário e metroviário, construção civil, obras de infraestrutura e a área de jornalismo e radiodifusão.

Medidas provisórias

Para que o projeto fosse apreciado, os parlamentares precisaram aprovar uma série de medidas provisórias que trancavam a pauta. É o caso do projeto que reduz para 60 anos a idade mínima para o saque das cotas do PIS/Pasep e da MP que cria cargos em comissão, vinculados ao Ministério da Fazenda, para os conselhos de supervisão dos regimes de recuperação fiscal dos estados e do Distrito Federal.

Demanda dos parlamentares de estados como Rondônia, Roraima e Amapá, a MP que trata da carreira dos servidores dos ex-territórios da União também foi aprovada pelos deputados. Todas as medidas provisórias aprovadas precisam ser analisadas a tempo pelos senadores para que continuem tendo força de lei. Outras matérias foram retiradas de pauta durante as três sessões deliberativas feitas ontem, como a que libera ajuda financeira de R$ 2 bilhões para os municípios.

Na tentativa de conseguir uma trégua na paralisação de caminhoneiros, a Petrobras anunciou ontem que vai reduzir 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias. Já os senadores querem colocar em votação na semana que vem um projeto que estabelece limite máximo para a cobrança de ICMS sobre os combustíveis.

Continuar lendo

Cotidiano

Mulheres são presas tentando entrar no FOC com drogas nas partes íntimas

Publicado

em

Quatro mulheres foram presas na manhã desta quarta-feira (23), ao tentar entrar no presidio Francisco d’Oliveira Conde (FOC), com produto entorpecente no horário de visita íntima.

Ivana Mirele Silva Gonçalves, Alessandra Silva Soares, Elissandra de Freitas Xavier, Caroline da Silva Santiago, caíram na revista realizada pelos agentes através do Scanner Corporal. Todas tinham a intenção de visitarem os maridos que estão reclusos entre os pavilhões “D” e “J”.

O material segundo conta no relatório dos agentes foi encontrado escondido dentro das partes íntimas das mulheres que receberam voz de prisão e foram encaminhadas à Delegacia de Flagrantes (Defla).

Continuar lendo

Cotidiano

Para 55% dos empresários, as vendas do Dia das Mães foram positivas

Publicado

em

Ao menos 55% dos empresários do comércio em Rio Branco avaliaram as vendas do Dia das Mães, comemorada no domingo, 13, como positivas; 15% viram como negativo e; 30%, iguais às do ano passado. A pesquisa, feita pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio/AC), por meio do Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Acre (Ifepac), entre os últimos dias 14 e 18 de maio, abordou 104 empresas.

O Dia das Mães é considerado, pelo comércio, uma data de extrema relevância para o mercado do varejo, de modo que, no primeiro semestre, é representa a maior movimentação de compra e venda no varejo doméstico.

Ainda segundo o estudo, 42% creditaram o resultado favorável à própria vontade do consumidor a gastos específicos para a celebração; seguidos de 28%, que admitiram tratar-se de “uma resposta positiva decorrente de investimentos em promoção comercial”. Já dentre os insatisfeitos, 10% afirmaram que o resultado deficitário seria “a falta de dinheiro na praça”. A pesquisa destacou 15% dos empresários que debitaram resultado abaixo do esperado ao endividamento da população e o desemprego na economia.

Quanto ao resultado operacional das vendas do Dia das Mães deste ano, comparado ao resultado das comercializações em 2017, 47% dos empresários viram uma melhora; seguidos por outros 38%, que se posicionaram com resultado igual; e 15%, que alegaram piora.

Melhor resultado em cinco anos

Segundo levantamento feito pela Serasa Experian de Atividade do Comércio, as vendas do último Dia das Mães obtiveram o melhor resultado nos últimos cinco anos em todo o País e, além disso, o indicador aponta que, entre os dias 7 e 13 de maio, o comércio foi 5,7% mais forte quando comparado com o mesmo período do ano anterior.

No Acre, para 93% dos empresários, as vendas isoladas alcançaram um valor médio unitário equivalente a até R$ 100 e, destes, 33% informaram que o valor unitário por vendas foram de até R$ 50; 60%, de valores aproximados a R$ 100 e; 3%, vendas acima de R$ 300. Além disso, 23% dos empresários reiteraram maior valor unitário das vendas neste ano, enquanto outros 40% manifestaram-se afirmando valor idêntico. Apenas 13% admitiram haver se defrontado com clientes com gastos em valor unitário menor e, de acordo com estudo do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas, divulgado na antevéspera do Dia das Mães, os consumidores pretendiam gastar 11% a mais na compra dos presentes, em média R$ 108, frente a R$ 98.

A pesquisa destacou que, para 60% dos empresários do comércio de Rio Branco, a opção da população para o pagamento dos gastos do Dia das Mães foi na modalidade de “à vista”. Outros 40% informaram que houve aceitação de recebimentos na forma parcelada.

Quanto à estratégia para um comércio competitivo naquilo que os empresários consideram como “mercado inseguro”, 27% afirmaram que utilizaram a “criatividade” para a manutenção da competitividade; 22% disseram que “preços” se fazem substanciais para a situação. Dentre outros, 18% apostaram no crédito facilitado para clientes, como estratégia para competitividade num mercado inseguro; seguidos de mais 18%, que creditaram a “promoção”; e mais 15%, que destacaram “níveis de descontos” como estratégia de competitividade

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.