Conecte-se agora

“Por que, senhor, por quê! Por que mataram ela, meu Deus, por quê?”, grita mãe desesperada pela filha morta em tiroteio no Preventório

Publicado

em

Um vídeo mostra a mãe da pequena Cauane, a criança de 11 anos morta durante um tiroteio no bairro Preventório, na noite da última segunda-feira, 14, desesperada gritando pela filha, ao lado de uma ambulância do Samu. “Eu não acredito! Por que, senhor, por quê! Por que mataram ela, meu Deus, por quê?”, grita a mãe aos prantos.

O tiroteio que ceifou a vida da criança fez outras duas vítimas fatais. A polícia informou que o confronto que resultou nas mortes ocorreu entre facções rivais que disputam o domínio do bairro Preventório. Já em uma espécie de nota, um dia após o massacre, o Comando Vermelho afirmou que as pessoas, inclusive a criança, foram mortas pelo BOPE, que chegou “à comunidade atirando”.

“Tudo o que aconteceu foi que o BOPE chegou na comunidade atirando para todos os lados, enquanto houve o tiroteio do BOPE nenhum dos moradores entraram em confronto com eles para que essa chacina ocorresse (sic). O que houve na realidade foi que o BOPE fez uma chacina e criou toda uma farsa para que a população acreditasse”, relata o texto do CV.

Ainda segundo a nota atribuída a fação que estaria em guerra com o Bonde dos 13, “os moradores da comunidade estão perplexos com essa farsa que o BOPE criou para assassinarem de forma brutal moradores e uma criança”. Eles completam falando sobre a menina de 11 anos que era estudante e estava dentro de casa com a família quando foi atingida pelos tiros que tiraram a vida dela.

Em mensagem enviada a reportagem de ac24horas, a Polícia Militar destaca que “uma guarnição do Bope, que estava próximo, no momento do acionamento via 190, chegou rápido e foi recebida com disparos contra a guarnição, que revidou (…) uma facção veio do Segundo Distrito, atravessando o rio, e começou a efetuar disparos contra as residências”, diz a PM rebatendo os criminosos.

Propaganda

Destaque 2

Secretário de Sebastião leva murro na cara ao sair de boate em Rio Branco: “me chamaram de petralha”

Publicado

em

O controlador-geral do Estado, Giordano Simplicio Jordão, 39 anos, que desde segunda-feira, 22, responde também como Diretor-Presidente do Iteracre, após a Polícia Federal prender o então gestor da pasta Nil Figueiredo por compra de votos na última eleição, foi agredido na madrugada do último domingo, 21, ao sair de uma boate em Rio Branco. Uma foto de Simplício começou a circular nesta terça em vários grupos de whatsapp e causou uma alvoroço nas redes sociais por se tratar de um membro do primeiro escalão do governo Sebastião Viana.

Por telefone, Giordano esclareceu ao ac24horas que estava com amigos na Boate Xerife 68, localizada na Avenida Getúlio Vargas, e que ao deixar o recinto foi agredido por um homem com um murro no olho. “Eu nem sei quem é este rapaz. Do nada ele chegou em mim e deu um murro. Não sei o que motivou ele a fazer isso, mas só lembro que ele me chamou de petralha, mas acredito que isso não tenha nenhum envolvimento com política não”, explicou.

O chefe da CGE e Iteracre afirmou que foi ao Pronto-Socorro e apenas constatou-se um corte superficial no rosto, sem sequelas. “Foi tudo tranquilo. Eu apenas fui no Pronto Socorro para me certificar e nem ao mesmo registrei Boletim de Ocorrência. Eu não sei quem é a pessoa. Para mim é caso encerrado”.

Nas redes sociais, circulou uma história que horas antes da agressão, Giordano havia se desentendido com uma pessoa na Casa Noturna A Tardezinha, que fica na Avenida Ceará, próxima a FAAO, mas ele esclarece que foi apenas uma pequena discussão que não tem nada a ver com ocorrido na Xerife. “Foi um desentendimento bobo. Estávamos em amigos. Tanto que a pessoa ficou lá com a gente. Acredito que a agressão não tenha partido disso ai não”, disse.

BRIGA GENERALIZADA

Um video ganhou as redes sociais logo após a matéria de ac24horas ser publicada narrando o ocorrido com Giordano Jordão. Nas imagens, é possivel verificar que várias pessoas iniciam uma briga generalizada em frente a Boate Xerife 68, mais precisamente em frente a Fecomercio. No episódio, vários homens agridem o responsável por agredir o secretário, Na cena ainda é possivel constatar que o próprio Giordano agride o rapaz.

“De fato, sou eu no video mesmo. Eu agi pelo calor da emoção. Fui revidar, tirar satisfação das agressões, ai tinha muita gente lá que acabou vendo toda a situação e começou a agredir o rapaz também. Eu agi apenas no calor da emoção. Não é do meu perfil fazer isso”, explicou o secretário.

Continuar lendo

Destaque 2

Detran abre edital de leilão de veículos no município de Cruzeiro do Sul; saiba mais

Publicado

em

O Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Acre (Detran/Ac) publicou na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira, 23, edital de leilão público de 55 veículos, entre motocicletas e automóveis.

O leilão será realizado no dia 07 de Novembro de 2018, às 09h,nas dependências do Teatro do Náuas, situado na Rua Purus,479, Bairro João Alves, Cruzeiro do Sul – AC.

Os veículos estarão expostos para visitação no Depósito de Veículos Removidos da 1ª CIRETRAN – Cruzeiro do Sul, situado na Av. Copacabana, 658 – Floresta, CEP: 69.980-000, do dia 29/10 a 01/11 e de 05 a 06/11/2018, no horário de 08h às 12h e das 14h às 16h.

As visitas aos veículos, só serão possíveis após o cadastramento do visitante, mediante apresentação de documento de identificação oficial com foto.

O cadastro dos interessados em participar do leilão estará disponível no local de visitação ou via internet no site da Leiloeira Oficial www.saleiloes.com.br, no período de 24/10 a 06/11/2018.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Destaque 2

Considerado de linha dura, coronel Mário César é convidado para ser o comandante da PM do Acre

Publicado

em

O coronel Mário César, atualmente na reserva, foi convidado pelo Major Rocha (PSDB), vice-governador eleito, a quem Gladson Cameli deu total autonomia para comandar as indicações da segurança pública do Acre, para ser o comandante da Polícia Militar.

“Fiz o convite. Ele [Mário César] ficou de me dar a resposta. É claro que eu ainda preciso do aval do governador”, diz Major Rocha.

Mário César é considerado de linha dura. Por isso a escolha de Rocha. “Não vamos dar trégua para a bandidagem”, afirma.

O Coronel foi nomeado em 2014 pelo governador Sebastião Viana (PT) para ser subcomandante da Policia Militar, onde ocupou o cargo por dois anos.

Outro indicado de Rocha é o procurador João Pires, do Ministério Público Estadual, para a Secretaria de Segurança Pública do Acre.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.