Conecte-se agora

INSS reduzirá agendamento presencial a partir de segunda-feira, 21

Publicado

em

A partir de segunda-feira (21), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deixará de agendar o atendimento presencial para salário-maternidade e aposentadoria por idade urbanos. Agora, o segurado deverá acessar o Meu INSS ou ligar para o 135 e, em vez de agendar uma data para ser atendido, receberá direto o número do protocolo de requerimento, eliminando a etapa do agendamento.

Atualmente, o segurado precisa agendar uma ida ao INSS para levar documentos e formalizar o pedido. Com o novo modelo, ao fazer o pedido, o cidadão acompanha o andamento pelo Meu INSS ou pelo telefone 135 e, somente se necessário, será chamado à agência.

Nos casos em que as informações previdenciárias necessárias para o reconhecimento do direito já constarem nos sistemas do INSS, será possível então a concessão automática do benefício, isto é, a distância.

Segundo o INSS, com a mudança, não haverá mais falta de vaga e, caso precise ir a uma agência para apresentar algum documento, o cidadão terá a garantia de ser atendido perto da residência. O instituto diz ainda que a mudança representa o fim do tempo de espera para ser atendido.

Atualmente, o Meu INSS tem mais de 7 milhões de usuários cadastrados e é acessível pelo computador ou celular. O sistema, que está sendo aprimorado, conta com um canal que permite ao cidadão acompanhar o andamento do seu pedido sem sair de casa, consultar extratos e ter acesso a outros serviços do INSS.

O instituto vai ampliar cada vez mais a lista de serviços agendáveis. A partir do dia 24, serviços que antes eram prestados somente no atendimento espontâneo serão realizados com dia e horário marcados, bastando fazer seu agendamento pelo Meu INSS ou o telefone 135.

Veja a lista dos serviços que passarão a ser agendáveis:

Alterar meio de pagamento

Atualizar dados cadastrais do beneficiário

Atualizar dados do Imposto de Renda – Atualização de dependentes

Atualizar dados do Imposto de Renda – Declaração de Saída Definitiva do País

Atualizar dados do Imposto de Renda – Retificação de Dirf

Cadastrar Declaração de Cárcere

Cadastrar ou atualizar dependentes para salário-família

Cadastrar ou renovar procuração

Cadastrar ou renovar representante legal

Desbloqueio do benefício para empréstimo

Desistir de aposentadoria

Emitir Certidão de Inexistência de Dependentes Habilitados

Pensão por morte

Emitir Certidão para Saque de PIS/Pasep/FGTS

Reativar benefício

Reativar benefício assistencial à pessoa com deficiência, suspenso por inclusão no mercado de trabalho

Renunciar a cota de Pensão por Morte ou Auxílio-Reclusão

Solicitar Pagamento de Benefício não Recebido

Solicitar valor não recebido até a data do óbito do beneficiário

Suspender benefício assistencial à pessoa com deficiência para inclusão no mercado de trabalho

Transferir benefício para outra agência

Propaganda

Cidades

Homem executado na Cidade do Povo era responsável por um homicídio

Publicado

em

Victor Vasques, de 20 anos, encontrado morto a tiros na manhã desta quarta-feira (18), em uma residência localizada na Quadra 06 da Cidade do Povo, tinha um mandado em aberto também pelo crime de homicídio, informou o delegado, Rêmulo Diniz.

O delegado conseguiu essa informação durante os procedimentos investigativo iniciados assim que foram acionados para a ocorrência. Na casa onde ele e a companheira, Maria Valdirene, foram encontrados mortos, a polícia também achou produto entorpecente o que pode associá-los ao tráfico de drogas. A motivação ainda está sendo apurada.

Durante o processo de investigação no local, a polícia ainda conseguiu prender em diligências na Cidade do Povo três pessoas, sendo um com mandado de prisão em aberto, um maior e um menor com uma pistola nove milímetros mesmo calibre encontrado na cena do crime. Eles foram encaminhados até a delegacia para serem ouvidos pelo delegado plantonista.

Continuar lendo

Cidades

Transporte público funcionará até às 3h da madrugada nos dias da Expoacre

Publicado

em

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Rio Branco (RBTRANS) informou ma manhã desta quarta-feira, 18, que já definiu as estratégias e ações de trânsito para a Expoacre 2018, que acontece de 01 a 5 de agosto. Entre as mudanças, destaca-se os locais de parada de ônibus, rondas e interdições, afim de reforçar a segurança no trânsito e garantir um acesso mais seguro ao Parque de Exposições.

Nos dias do evento, barreiras de circulação e proteção para os pedestres serão instaladas para garantir que a travessia da via seja feita exclusivamente pela faixa de pedestres. Além disso será intensificado as fiscalizações em conjunto feito pela RBTRANS, BPTRANS e DETRAN, a fim de coibir a condução de veículos por motoristas alcoolizados.

O transporte público coletivo funcionará até às 3h da manhã. Veja as opções de transporte para Expoacre

Ônibus – Para facilitar o acesso ao parque de Exposições a frota do transporte público estará funcionando normalmente, as linhas que vão para o Parque funcionarão até as 3h da madrugada;

Mototáxi – O Sindicato dos Mototaxistas garante que estarão circulando aproximadamente 400 profissionais até o fechamento dos portões do Parque;

Táxi – O Sindicato dos Taxistas estima que mais de 500 taxis estarão à disposição da população durante as cinco noites de festividade.

Continuar lendo

Cidades

Conta de energia elétrica pode subir até 3,86%, aprova Agência Nacional

Publicado

em

Foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), na última terça-feira, dia 17, um novo aumento na receita anual de 69 geradores de energia. Isso deve te rum impacto de até 3,86% na conta do consumidor final. Na média, o número ficará em 1,54%, podendo variar.

O impacto na conta de luz depende da data do reajuste aprovado pela Aneel e da quantidade de cotas (volume de energia) que cada distribuidora compra das hidrelétricas. O volume de cotas de cada distribuidora representa, em média, 22,64% dos contratos de energia das concessões.

A remuneração total recebida pelas usinas, de julho de 2018 a junho de 2019, será de R$ 7,944 bilhões. O regime de cotas foi implantado por meio da Medida Provisória nº 579, de 2012, com renovação automática das concessões de usinas hidrelétricas.

Para isso, as hidrelétricas tiveram que vender energia às distribuidoras por um preço fixo, determinado pela Aneel, ao contrário de firmarem preços conforme o mercado e as realidades das instituições.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.