Conecte-se agora

INSS reduzirá agendamento presencial a partir de segunda-feira, 21

Publicado

em

A partir de segunda-feira (21), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deixará de agendar o atendimento presencial para salário-maternidade e aposentadoria por idade urbanos. Agora, o segurado deverá acessar o Meu INSS ou ligar para o 135 e, em vez de agendar uma data para ser atendido, receberá direto o número do protocolo de requerimento, eliminando a etapa do agendamento.

Atualmente, o segurado precisa agendar uma ida ao INSS para levar documentos e formalizar o pedido. Com o novo modelo, ao fazer o pedido, o cidadão acompanha o andamento pelo Meu INSS ou pelo telefone 135 e, somente se necessário, será chamado à agência.

Nos casos em que as informações previdenciárias necessárias para o reconhecimento do direito já constarem nos sistemas do INSS, será possível então a concessão automática do benefício, isto é, a distância.

Segundo o INSS, com a mudança, não haverá mais falta de vaga e, caso precise ir a uma agência para apresentar algum documento, o cidadão terá a garantia de ser atendido perto da residência. O instituto diz ainda que a mudança representa o fim do tempo de espera para ser atendido.

Atualmente, o Meu INSS tem mais de 7 milhões de usuários cadastrados e é acessível pelo computador ou celular. O sistema, que está sendo aprimorado, conta com um canal que permite ao cidadão acompanhar o andamento do seu pedido sem sair de casa, consultar extratos e ter acesso a outros serviços do INSS.

O instituto vai ampliar cada vez mais a lista de serviços agendáveis. A partir do dia 24, serviços que antes eram prestados somente no atendimento espontâneo serão realizados com dia e horário marcados, bastando fazer seu agendamento pelo Meu INSS ou o telefone 135.

Veja a lista dos serviços que passarão a ser agendáveis:

Alterar meio de pagamento

Atualizar dados cadastrais do beneficiário

Atualizar dados do Imposto de Renda – Atualização de dependentes

Atualizar dados do Imposto de Renda – Declaração de Saída Definitiva do País

Atualizar dados do Imposto de Renda – Retificação de Dirf

Cadastrar Declaração de Cárcere

Cadastrar ou atualizar dependentes para salário-família

Cadastrar ou renovar procuração

Cadastrar ou renovar representante legal

Desbloqueio do benefício para empréstimo

Desistir de aposentadoria

Emitir Certidão de Inexistência de Dependentes Habilitados

Pensão por morte

Emitir Certidão para Saque de PIS/Pasep/FGTS

Reativar benefício

Reativar benefício assistencial à pessoa com deficiência, suspenso por inclusão no mercado de trabalho

Renunciar a cota de Pensão por Morte ou Auxílio-Reclusão

Solicitar Pagamento de Benefício não Recebido

Solicitar valor não recebido até a data do óbito do beneficiário

Suspender benefício assistencial à pessoa com deficiência para inclusão no mercado de trabalho

Transferir benefício para outra agência

Propaganda

Cidades

Acreano de 73 anos está hospitalizado em Manaus e procura família no Acre

Publicado

em

Há mais de 15 anos, desde que foi morar em Manaus, no Amazonas, que o idoso Alcir Moraes de Holanda, conhecido como “Acreano”, de 73 anos, perdeu o contato com sua família que reside em Rio Branco. Há várias semanas, ele está internado no hospital Francisca Mendes, na capital do estado vizinho, onde está submetido a um tratamento cardíaco.

Seu Alcir foi para Manaus solteiro, lá conheceu sua esposa e durante todo esse tempo vive acompanhado apenas da mulher e de duas filhas. Nem ele, nem a esposa possuem telefone celular, por isso, Luciana Vidal, amiga do casal, que também reside em Manaus, decidiu procurar o ac24horas na tentativa de encontrar os familiares de ‘Seu Alcir’ no Acre.

Luciana diz que o acreano é aposentado e está numa situação difícil. “Estou numa busca constante há vários dias porque ele não tem nenhum familiar aqui, eu e meus pais somos os únicos parceiros dele aqui em Manaus”.

Ajuda

A mulher explicou que já entrou em contato com a assistência social de Rio Branco, com representantes da secretaria de Direitos Humanos no Estado e, mesmo assim, ainda nenhum sinal de ajuda por parte do poder público.

O idoso informou que possui duas irmãs que moram em Rio Branco, chamadas: Alcianira Moraes de Holanda e Alcinir Moraes de Holanda – esta tinha uma loja chamada ‘Ceará’, localizada no Bairro Quinze. Ele ainda fala de uma prima, camada Cleide Pereira Cavalcante, mas não lembra o bairro onde a mesma morava.

Luciana pede para quem conhecer uma das irmãs de Seu Alcir, que entre em contato pelos números (92) 98443 – 8437 ou (92) 99305 – 2048.

Continuar lendo

Cidades

Placas colocadas na BR-317 tem data vencida

Publicado

em

Às placas com detalhes das obras de recuperação e restauração da BR-317 colocadas pelo Dnit ao longo da estrada estão com a data de início vencida, ou seja, em 11 de dezembro de 2018.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.