Conecte-se agora

Jéssica Sales intercede pelo projeto de criação de novos municípios

Publicado

em

A Deputada Jéssica Sales apresentou requerimento à mesa diretora da Câmara dos Deputados, pedindo a inclusão na ordem dia para votação, o PLP 137 de 2015, que dispõe sobre o procedimento para criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de municípios, na ordem do dia para votação.

Jéssica Sales sempre foi uma grande defensora da criação de novos municípios, compromisso assumido diante dos moradores da Vila Santa Luzia em Cruzeiro do Sul, tão logo assumiu o mandato parlamentar em 2015.

Caso o projeto seja aprovado, três vilas acreanas poderão se transformar em municípios: Santa Luzia, na BR 364, próxima a Cruzeiro do Sul; Vila do V e Campina, próximas à capital Rio Branco.

As três vilas acreanas estão preparadas para a emancipação e assim, terem a chance de crescimento, de desenvolvimento com independência, propiciando a integração viável de integração e acesso às políticas públicas, afirma…..

A matéria já foi aprovada no Senado e nas comissões temáticas e especial da Câmara, aguardando a votação em plenário.

Entre os novos critérios exigidos, está a necessidade da população do novo município e do que foi desmembrado ser de pelo menos 6 mil habitantes, nas regiões Norte e Centro-Oeste. A população municipal mínima sobe para 12 mil habitantes no Nordeste; e para 20 mil, no Sul e Sudeste.

A proposta em análise na Câmara prevê que o processo de emancipação deve ser iniciado com requerimento à Assembleia Legislativa do respectivo estado. O documento deve ser subscrito por 20% dos eleitores da área, em caso de criação ou desmembramento de Município; ou de 3% dos eleitores de cada um dos Municípios envolvidos, em caso de fusão ou incorporação.

Propaganda

Cidades

Sine oferta 15 vagas de emprego

Publicado

em

O Sistema Nacional de Emprego do Acre (Sine) disponibiliza 15 vagas para diversas áreas nesta terça-feira (11) na capital acreana. Os candidatos interessados devem comparecer pessoalmente à instituição, localizada na Avenida Getúlio Vargas, n°1.670, em Rio Branco.

O candidato à vaga deve atualizar o seu cadastro no Sine. Aqueles que não tiverem cadastro na instituição, devem levar os seguintes documentos: Carteira de Trabalho, Identidade/CPF, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade e de endereço.

As vagas são rotativas, ou seja, são disponibilizadas para o dia, podendo não estar mais disponíveis para o dia seguinte. O Sine se responsabiliza por encaminhar cinco pessoas, no perfil solicitado pelo empregador, para que ele possa escolher qual vai preencher a vaga. O cidadão pode verificar se a vaga ainda está disponível através do telefone 0800 647 8182.

Continuar lendo

Cidades

Contratos de aluguel acumula taxa de 7,45%

Publicado

em

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou deflação (queda de preços) de 1,16% na primeira prévia de dezembro deste ano. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IGP-M já havia registrado deflação de 0,11% na prévia de novembro.

Apesar do resultado da primeira prévia de dezembro, o IGP-M continua acumulando inflação no acumulado de 12 meses: 7,45%.

A queda da taxa, de novembro para dezembro, foi provocada pelos preços no atacado, no varejo e na construção. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, registrou deflação de 1,7% na prévia de dezembro, uma queda de preços mais acentuada do que a registrada na prévia de novembro (-0,31%).

O Índice de Preços ao Consumidor, que analisa o varejo, teve deflação de 0,16% na primeira prévia de dezembro. Em novembro, havia sido registrada inflação de 0,3%, de acordo com a FGV.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção continuou registrando inflação na prévia de dezembro (0,06%), embora com taxa mais moderada do que em novembro (0,29%).

Continuar lendo

Cidades

Safra de grãos tem queda de 5,5%

Publicado

em

A safra de cereais, leguminosas e oleaginosas do país deve fechar 2018 com queda de 5,5% na comparação com as 240,6 milhões de toneladas do ano passado – número recorde.

Segundo previsão de novembro feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção deste ano deverá ficar em 227,3 milhões de toneladas.

A previsão é 0,1% superior a feita pela pesquisa de outubro do IBGE. A queda da produção de 2017 para 2018 deverá ser puxada principalmente pelo milho (-17,8%), arroz (-5,6%), feijão (-9,8%) e sorgo (-5,4%). A soja, com uma alta de 2,6%, deve evitar uma queda mais acentuada, assim como o algodão herbáceo (28,6%) e o trigo (34%).

Outros produtos
Além dos grãos, o IBGE também analisa produtos importantes para a agricultura brasileira, como cana-de-açúcar, café e laranja.

A maior lavoura brasileira, a cana-de-açúcar, deve fechar o ano com 675 milhões de toneladas, uma queda de 1,8%.

Também deverão ter recuo a laranja (-8,3%), mandioca (-3,5%), banana (-5,2%), batata-inglesa (-8,4%) e uva (-13,6%). Ao mesmo tempo, são esperadas altas para o café (28,7%) e o tomate (1,2%).

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.