Conecte-se agora

CV responsabiliza policiais por mortes no Preventório; Bope nega e afirma que foi recebido a bala em disputa de facções por território

Publicado

em

O crime parece mesmo estar a cada dia mais organizado no Estado. Uma nota de esclarecimento, supostamente emitida por membros do Comando Vermelho, circulou na manhã desta terça-feira (15) em grupos de mensagem fazendo duras críticas à forma com a qual os policiais como Batalhão de Operações Especiais (Bope) teriam entrado na última segunda-feira, dia 14, no bairro Preventório.

Procurada pela reportagem para falar sobre as acusações dos criminosos da forma de atuação na ocorrência da noite de segunda, a Polícia Militar negou que tenha iniciado disparos e explicou também que a criança já estava ferido quando as guarnições chegaram à comunidade. A informação é ainda de que os militares já estavam na região durante o dia e que saíram de lá no fim da tarde.

Durante a ação que teria sido um confronto de facções rivais, uma menina de 11 anos morreu, e dois outros homens ficaram feridos. Além deles, um policial militar teria sido atingido na região do tórax, e só não ficou ferido porque estava de colete à prova de bala. Nesta terça-feira, dia 15, após divulgação da ocorrência pela imprensa, os criminosos se manifestaram, jogando a culpa sobre a polícia.

Em nota, os membros do CV destacam: “Tudo o que aconteceu foi que o BOPE chegou na comunidade atirando para todos os lados, enquanto houve o tiroteio do BOPE nenhum dos moradores entraram em confronto com eles para que essa chacina ocorresse (sic). O que houve na realidade foi que o BOPE fez uma chacina e criou toda uma farsa para que a população acreditasse”, relata o texto.

Ainda segundo a nota atribuída a fação que estaria em guerra com o Bonde dos 13, “os moradores da comunidade estão perplexos com essa farsa que o BOPE criou para assassinarem de forma brutal moradores e uma criança”. Eles completam falando sobre a menina de 11 anos que era estudante e estava dentro de casa com a família quando foi atingida pelos tiros que tiraram a vida dela.

Em mensagem enviada a reportagem de ac24horas, a Polícia Militar destaca que “uma guarnição do Bope, que estava próximo, no momento do acionamento via 190, chegou rápido e foi recebida com disparos contra a guarnição, que revidou (…) uma facção veio do Segundo Distrito, atravessando o rio, e começou a efetuar disparos contra as residências”, diz a PM rebatendo os criminosos.

Segunda: uma noite de terror

Um tiroteio que aconteceu na noite desta segunda-feira (14), na rua Rio Grande do Sul, no bairro Preventório, deixou três mortos. De acordo com informações de populares, o tiroteio começou por volta das 17h30m. Segundo o que foi repassado aos policiais, na localidade havia uma disputa por território entre duas facções rivais que disputam o domínio do tráfico na região.

Os membros de uma das fações teriam chegado ao local e barco e subiram o morro da Rua Rio Grande do Sul, já efetuando disparos em direção a duas residências no Bairro Preventório. Ainda de acordo com a polícia, eles passaram o dia patrulhando o bairro após receber em um vídeo em que jovens criminosos aparecem segurando armas de grosso calibre a beira do barranco.

Pouco depois que a polícia saiu o tiroteio começou e os policiais retornaram para fazer a intervenção. No total, dois homens ainda não identificados e uma criança de 11 anos morreram. Outras duas pessoas ficaram feridas, sendo eles: Francisco Vitor Junior, de 21 anos – e Raimundo Lacerda, de 26 anos.

Propaganda

Destaque 2

Acre e China iniciam rodada de conversas para investimentos em setores de madeira, peixes e grãos

Publicado

em

Representantes do governo do Acre estiveram presentes na manhã desta terça-feira, 26, em uma reunião na Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), em Rondônia, para tratar de novas possibilidades de investimento, principalmente da China, nas potencialidades do estado.

Estiveram presentes no encontro o diretor para a Amazônia da Câmara de Comércio e Indústria Brasil China, Sérgio Araújo, a gerente de assuntos internacionais da Sedi, Elisângela Lima, a diretora da Secretaria de Fazenda do Acre, Wanessa Brandão, e o secretário de Produção e Agronegócio do Acre, Paulo Wadt.

Segundo Paulo Wadt, um dos principais assuntos de interesse do Acre em relação ao comércio chinês foi o aproveitamento de algumas madeireiras do estado cujas instalações estão desativadas ou operando em baixa capacidade, principalmente devido ao interesse do país asiático nesse mercado.

A logística de armazenamento de grãos também esteve em pauta, devido a construção de uma unidade de armazenamento de grãos em Rondônia por investidores chineses, com a produção do Acre impulsionada pelas novas políticas de agronegócio também entrando na linha de interesse. Também entraram na conversa do setor produtivo o complexo de piscicultura Peixes da Amazônia, a comercialização de carne de pequenos animais como porcos e aves, e a disponibilidade do setor frutífero do estado para a iniciativa privada.

A agenda seguiu com a apresentação de projetos chineses voltados ao setor de iluminação e segurança pública, com novos e modernos equipamentos com baixo consumo de energia.

O secretário Paulo Wadt explica que essa é uma conversa prévia da Câmara e novos passos serão dados a partir de então. “Agora, será realizada uma prospecção de possíveis interesses na realização de parcerias com os setores, entraremos em contato com investidores da China para uma aproximação com empresários acreanos além do governo e faremos encaminhamentos necessários para possibilidades de investimentos”, conta.

A reunião terminou com o convite ao diretor para a Amazônia da Câmara de Comércio e Indústria Brasil China, Sérgio Araújo, para uma visita ao Acre e assim dar encaminhamento a uma nova linha de parcerias.

 

 

Continuar lendo

Destaque 2

Homens armados fazem arrastão, invadem residência e ferem jovem com 3 tiros

Publicado

em

O jovem Ricardo Júnior Nascimento, de 25 anos, foi ferido a tiros dentro de sua residência na noite desta quinta-feira (21), na rua Dr. Sérgio Bruno, no Conjunto Jequitibá, no bairro Calafate, em Rio Branco.

Segundo informações policiais, a vítima foi ferida após seis homens armados chegarem no conjunto e fazerem um arrastão e roubarem os pertences de várias pessoas que estavam em via pública. Os criminosos se deslocaram até a casa de Ricardo e a invadiram efetuando vários tiros, sendo que três dos projeteis o atingiu, um no rosto e dois no peito, e como se não bastasse os ferimentos, um dos bandidos ainda desferiu uma facada no braço do jovem.

Segundo moradores, os acusados,após a tentativa de homicídio, fugiram do local e durante a fuga pela rua eles efetuaram vários disparos em via pública.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.