Conecte-se agora

Amigos e familiares se despendem de Mário Yonekura em velório na sede da Fieac em Rio Branco

Publicado

em

O corpo do empresário Mário Tadashi Yonekura é velado na sede da Federação das Indústrias do Acre, na avenida Ceará, em Rio Branco, na manhã desta terça-feira, 15, e será sepultado por volta das 11h, no cemitério São João Batista.

Mário Japonês, como era conhecido entre amigos, morreu aos 63 anos na madrugada desta segunda-feira, 14, em um hospital em São Paulo onde permaneceu 40 dias se recuperando após um transplante de fígado.

O engenheiro e empresário deixa esposa e três filhos. Mário Yonekura era natural da cidade de Dourados, no Mato Grosso, e no Acre com outros quatro irmãos atuava no setores madeireiro e da construção civil.

O presidente da FIEAC, José Adriano, lembra que Mário Yonekura era um exemplo de persistência. “Conviver com ele foi uma imensa honra e satisfação, pois sempre foi exemplo de persistência e determinação. Por meio de sua dedicação, deixa sua marca registrada para sempre na classe empresarial. Solidarizo-me com sua família, amigos e colegas, e rogamos a Deus para que tenham o conforto merecido em seus corações, neste momento difícil, bem como forças para transformar toda a dor desta perda em fé e esperança”.


Em nota, o ex-prefeito de Rio Branco, também engenheiro Marcus Alexandre, lamentou e disse que Mário foi um importante nome da construção civil local.

“Mário foi um importante empresário da construção civil. Muito dedicado ao trabalho, sempre buscou colaborar para o desenvolvimento do nosso Estado, seja com as obras que edificou ou atuando como um dos líderes do setor industrial.”

“Fui ao Rio visitá-lo dois dias depois da operação. Falei com ele, beijei e abracei meu amigo. Ele se emocionou e falou da nossa amizade verdadeira. Estava quase sem forças, mas queria viver. Passado poucas semanas, sua situação piorou e ele nos deixou. Estou aqui em São Paulo, iria visitá-lo, mas infelizmente não deu tempo”, relata o senador Jorge Viana, amigo do empresário.

Destaque 2

Vídeo mostra bandido se passando por manobrista do Deck para roubar carro de juiz

Publicado

em

Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra todo o episódio em que um homem se passando por funcionário do Deck Trattoria, o mais novo restaurante italiano de Rio Branco, pega as chaves do carro modelo Honda Civic Touring, de cor branco e placa QLW 8711, de propriedade de um juiz que jantaria no estabelecimento para logo em seguida furtá-lo. O caso ocorreu na noite do último sábado, 19, e foi registrado na Delegacia de Flagrantes (Defla).

LEIA TAMBÉM
Carro de juiz é furtado de dentro de estacionamento por falso funcionário do Deck Trattoria

O magistrado chega acompanhado de sua esposa às 21h33 no estacionamento do restaurante e demora cerca de 1 minuto para sair do veículo, mas é possível observar que o falso manobrista já cerca o veiculo. Ao sair do carro, o homem ainda não identificado se aproxima do prorietário e pede a chave alegando a necessidade de manobrar o veiculo de uma vaga para outra. Sem exitar, o magistrado entrega a chave e entra na parte interna do restaurante. No Boletim de Ocorrência, a vítima alegou que o homem se passou por um funcionário do restaurante e por isso ele teria entregue as chaves.

Com as chaves em mão, o homem se afasta do veículo. Minutos mais tarde, precisamente às 21h48, durante a forte chuva que atingiu Rio Branco, o homem se aproxima rapidamente e entra no interior do veiculo e o liga. Como o movimento de carros é intenso, ele espera alguns minutos até ter acesso livre para sair com o Honda Civic sem despertar nenhuma suspeita. Às 22h08, ele manobra o carro lentamente para fora do estacionamento e foge até então sem deixar nenhuma pista.

Por meio de comunicado, o Grupo Deck, que gerencia o restaurante, lamentou o fato afirmando que o carro foi furtado por um “bandido que se passava por flanelinha”. “Nos colocamos a inteira disposição do cliente e de sua família para colaborar e ajudar da melhor maneira possível”, informou a empresa.

O Deck infomrou ainda nenhum de seus restaurantes possui serviço de valet (manobrista) nas áreas de estacionamento e que todos os  funcionários são devidamente uniformizados e não são autorizados a fornecer tal serviço.

A reportagem apurou que as saídas de Rio Branco estão sendo monitoradas e que a fronteira do Acre com a Bolívia e o Peru está em alerta. As autoridades suspeitam que o carro ainda esteja em Rio Branco. Até a publicação desta matéria, o carro não foi encontrado.

Continuar lendo

Destaque 2

Carro de juiz é furtado de dentro de estacionamento por falso funcionário do Deck Trattoria

Publicado

em

Um carro modelo Honda Civic Touring, de cor branco e placa QLW 8711, de propriedade de um juiz foi furtado na noite deste sábado, 19, nas dependências do estacionamento do Deck Trattoria, o mais novo restaurante italiano de Rio Branco.

O caso foi registrado na Delegacia de Flagrantes (Defla) e de acordo com o Boletim de Ocorrência, um homem teria se passado por funcionário do estabelecimento e teria pedido a chave do carro ao magistrado alegando que caso precisasse manobrar o veiculo de uma vaga para outra, precisaria da chave.

Histórico do Boletim de Ocorrência registrado da Delegacia de Flagrantes

Enquanto o magistrado jantava com sua família e amigos, o carro desapareceu do estacionamento. Ao termino do encontro, o juiz procurou o seu carro e não o encontrou, nem mesmo no lado de fora do estabelecimento.

O ac24horas tentou contato com os proprietários do estabelecimento, mas até o fechamento desta matéria, não obteve nenhuma resposta. O espaço fica fica aberto caso a empresa queira se manifestar.

A reportagem apurou que as saídas de Rio Branco estão sendo monitoradas e que a fronteira do Acre com a Bolívia e o Peru está em alerta. As autoridades suspeitam que o carro ainda esteja em Rio Branco.

Continuar lendo

Destaque 2

Divididos, “Minoristas” polarizam disputa por reitoria da Ufac

Publicado

em

A eleição para a escolha do novo reitor da Universidade Federal do Acre (Ufac) a ser realizada na próxima terça-feira (22) ocorrerá à sombra do ex-reitor Minoru Kimpara. Apesar de ter deixado o cargo há quase dois meses para concorrer ao Senado pela Rede, Minoru tem exercido – ainda que de forma indireta – influência na escolha de seu sucessor, naquela que é apontada como uma das disputas mais acirradas dos últimos tempos.

As duas únicas candidaturas são de professoras que tiveram participação direta nas duas eleições e mandatos de Minoru à frente da Ufac. Não são dois mandatos completos, já que este segundo iria até 2020. Suas pretensões políticas maiores o levaram a abandonar o cargo. A eleição fora de tempo foi convocada justamente para preencher a vacância na reitoria.

Então vice-reitora, a professora Margarida de Aquino Cunha assumiu o posto deixado por seu aliado. No exercício da reitoria de forma interina, tenta se legitimar passando pelo crivo da comunidade acadêmica. Por ter a máquina na mão e apontada como herdeira da gestão Minoru, é vista como a grande favorita nas urnas.

Ela tem como adversária a ex-reitora de Graduação Aline Nicole. Apesar de tentar se apresentar como candidata de oposição, sua participação na reitoria até meses atrás a descredencia do rótulo, dizem docentes ouvidos. O cargo de pró-reitor de Graduação é visto como o número dois na hierarquia de comando da universidade, ante o acúmulo de atribuições que tem.

A cadeira só é ocupada por pessoas de extrema confiança do reitor, que o tem como seu braço direito. Tentar se descolar da imagem de Minoru Kimpara, agora, pode não surtir efeito. Por sinal, esse desligamento tende a não ser a melhor das estratégias, já que o ex-reitor saiu como um dos mais bem avaliados da Ufac.

Para professores ouvidos pela reportagem, as duas candidatas são criaturas do ex-reitor. O rompimento de Aline Nicole com Minoru ocorreu dias antes dele renunciar ao cargo para cumprir o calendário eleitoral.

Para tentar se desvencilhar da imagem de “Morinista”, ela convidou para seu vice na chapa o professor economista Carlos Garção. Ele integra o grupo mais à esquerda da universidade e que historicamente está abrigado na Associação dos Docentes da Ufac, a Adufac. A entidade, por sinal, decidiu ficar numa posição neutra na atual eleição.

A eleição acontece na terça-feira (22) das 8h às 21h. Ao contrário de outros anos não vai ocorrer em urnas eletrônicas. Por ser um ano eleitoral, o Tribunal Regional Eleitoral não teve condições de fornecer o equipamento.

A votação e apuração serão manuais. Segundo a Comissão Eleitoral, entre 12 e 14 mil pessoas estão aptas a votar. Têm poder de voto o corpo docente, servidores técnicos e alunos. As urnas estarão disponíveis em todos os polos e campus da Ufac

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.