Conecte-se agora

Federação de Atletismo emite nota após atropelamento de duas atletas

Publicado

em

A Federação Acreana de Atletismo (FACAt) emitiu Nota de Pesar diante da morte das jovens atletas Katrícia Kerolayne da Silva, de 26 anos, e Eliane Araújo, de 27 anos, que foram atropeladas na noite de terça-feira, dia 09, na Estrada da Sobral. Elas treinavam no momento em que foram atingidas por uma carro a mais de 110 km/h.

Em nota, a entidade Administradora do Atletismo no Acre questiona quantos mais “precisarão tornar-se vítimas” da imprudência no trânsito para que haja mais “respeito, atenção e prudência” no trânsito. A nota lembra que ambas as atletas encontraram no esporte um meio para a busca pela qualidade de vida.

Katrícia e Eliane “tiveram as vidas roubadas pela imprudência no trânsito. Duas garotas cheias de sonhos, amantes do Atletismo de Rua, e que buscavam, nas horas livres, mais qualidade de vida, com a prática do esporte. A notícia se espalha entre os amantes do Atletismo sob muita comoção e tristeza. Nessa hora, o sentimento de impotência banha o anseio pela Justiça”, publicou a FACAt.

Como contou o ac24horas, o motorista Otoniel Gonçalves Leite, de 48 anos, teria omitido a informação de que estava dirigindo em alta velocidade. Ele afirmou que estava a 70 km por hora, mas na estrada é permitido apenas 60 km por hora. Otoniel disse que não percebeu a presença das vítimas na estrada.

Como pagamento da fiança para a liberação na Delegacia de Flagrantes (Defla), o condutor teve que pagar o correspondente à três salários mínimos e deverá responder pelo crime em liberdade. O carro ainda está sendo periciado e o laudo com a causa do acidente deverá sair em um prazo de 30 dias.

Propaganda

Destaque 2

Familiares de detentos gritam com quem tenta ultrapassar bloqueio e soltam fogos na Avenida Ceará

Publicado

em

Dezenas de mulheres de presos interditaram nesta quarta-feira, 15, a avenida Ceará e a rua Marechal Deodoro, no Centro de Rio Branco. O trânsito está completamente parado em parte da região central. Há enormes filas de veículos. No trecho entre a antiga agência do Banco Real até a Galeria Cunha, na avenida Ceará, a cidade está completamente deserta, mais parece um centro em dia de feriado ou num domingo.

Até os ônibus foram proibidos de passar pelo cordão humano formado pelas manifestantes. O acesso do transporte coletivo que sai do Terminal Urbano no sentido bairro ocorre pela rua Manoel Cesário.

As mulheres pedem melhores condições para seus maridos presos no Complexo Penitenciário Francisco D’ Oliveira Conde, na capital. Reclamam que não há medicamentos e as celas estão superlotadas. Há também protesto por causa da má qualidade da alimentação. A polícia está no local.

As manifestantes fazem ainda as mesmas reivindicação dos detentos: querem que as visitas sejam abertas a amigos, além de familiares.

Aos gritos, as manifestantes impediram os motoristas de passarem pelo local do protesto. Elas chegaram a soltar fogos durante a manifestação.

Continuar lendo

Destaque 2

Em quatro anos, patrimônio de Gladson Cameli cresce e de Marcus Alexandre diminui

Publicado

em

O senador Gladson Cameli (Progressistas) é o mais rico entre os candidatos ao Palácio Rio Branco que já entregaram seus pedidos de registro de candidatura ao Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC). Ao todo, o parlamentar se diz ser dono de um patrimônio avaliado em R$ 2,9 milhões. Entre estes bens está uma aeronave cujo valor é estimado em R$ 450 mil.

Na comparação com a declaração de bens da eleição de 2014, quando disputou o Senado Federal, o patrimônio do progressista evoluiu 99,4%. Quatro anos atrás, Cameli afirmou ser dono de bens avaliados em R$ 514 mil.

Considerada a correção monetária do período, este valor estaria hoje em R$ 653 mil; o cálculo feito por ac24horas para avaliar a variação levou em conta o montante de 2014.

Na declaração disponível pela Justiça não consta o modelo do avião que o senador afirma ser proprietário. O maior patrimônio de Gladson Cameli declarado são de bens e capitais, que totalizam R$ 1,2 milhão.

Na declaração de bens entregue ao TRE, o senador não apresenta bens imóveis, como casas e apartamentos. Outros patrimônios declarados são veículos automotores.

Mais pobre

Já o petista Marcus Alexandre Viana parece ter ficado mais pobre, ao menos na posse de bens. Em valor de mercado, seus pertences evoluíram. Da primeira disputa eleitoral, em 2012 para a Prefeitura de Rio Branco, o ex-prefeito ficou mais “pobre”.

Seis anos atrás, ele declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio estimado em R$ 558 mil. Corrigida a inflação do período, ficaria hoje em R$ 785 mil. Em sua declaração para concorrer ao cargo de governador este ano, Marcus Alexandre disse ter sob sua propriedade bens orçados em R$ 653 mil.

O mais alto deles é uma casa de R$ 350 mil. Em seguida estão dois terrenos de R$ 150 mil. De 2012 pra cá o petista “perdeu” seus três veículos que dizia ser dono à época. Em 2016, quando foi para a reeleição, ele só estava com um carro e duas casas, num total declarado de R$ 485 mil.

A candidata da Rede, Janaína Furtado, declarou como seus bens duas casas e um veículo automotor, totalizando R$ 275 mil. Já David Hall, do Avante, deu como sua propriedade dois veículos, avaliados em R$ 19 mil. A declaração do coronel Ulysses Araújo (PSL) não está disponível no portal do Tribunal Superior Eleitoral.

 

Continuar lendo

Destaque 2

Detento posta mensagem no facebook de dentro Presídio de Rio Branco

Publicado

em

A direção do presídio Francisco D’Oliveira Conde identificou o presidiário Irlandrio D’avila, que no dia 30 de julho passado fez uma postagem em sua conta no Facebook de dentro presídio “se sentindo pensativo” e com as seguintes frases: “Só observando. O mundo gira. Quem hoje tá por baixo, amanhã tá lá em cima. Fé em Deus”.

“Ele foi identificado, isolado e responderá por sanções administrativas”, informou a direção do Iapen.

A atualização do perfil do preso intriga e coloca mais uma vez em xeque a eficácia dos bloqueadores de sinal de celular do complexo penitenciário.

O diretor-presidente do Iapen, Aberson Carvalho, afirma que o complexo Francisco de Oliveira Conde, possui bloqueadores de celulares e ativos.

Ele pontua, entretanto, que “em algumas situações atípicas o sistema tem inconsistências. Devido as oscilações de energia, a empresa disponibiliza um técnico à disposição do Iapen para correção do sistema. O Iapen está fazendo estudos para ampliação da cobertura dos bloqueadores em outras unidades”, completa.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.