Conecte-se agora

Câmara de Rio Branco diz que boicote a Juruna na prefeitura foi “ato atentatório contra a dignidade do Parlamento”

Publicado

em

A relação política e institucional entre a Câmara de Vereadores e a prefeitura de Rio Branco ficou mesmo estremecida depois que José Carlos Juruna (PHS) foi impedido, anteontem, de assumir o cargo de prefeito na ausência da prefeita Socorro Neri.

Imaginava-se que após a reunião entre o presidente da Casa, Manuel Marcos (PRB), a prefeita e procuradores dos dois poderes, nesta quarta-feira, pela manhã, na sede da prefeitura, os representantes dos dois poderes chegariam a um entendimento em nome da relação institucional, que Socorro e o presidente do parlamento mirim diriam, na tentativa de diminuir a gravidade do ato, que tudo não passou de um equívoco e falta de comunicação, mas não foi o que ocorreu.

Os procuradores da prefeitura de Rio Branco chegaram a insinuar certa incompetência técnica da Câmara no tema jurídico sobre a linha sucessória, e, durante a discussão, teriam citado até, fora do contexto do tema, o Estatuto da Família aprovado pela Casa. O presidente Câmara de Rio Branco confirmou que a reunião “foi tensa”.

Para completar, logo após a reunião, a prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, em meio à polêmica, emitiu nota se eximindo e afirmando que “não houve obstáculo para que o vereador Juruna assumisse. Sou intransigente no cumprimento da legalidade, defensora do processo democrático e sem preconceito de qualquer ordem. O que houve foi uma surpresa na equipe diante de um entendimento da Procuradoria Jurídica da Câmara que difere da interpretação dada pelos procuradores municipais ao Art.54 da Lei Orgânica do Município, que trata da sucessão no executivo municipal”, disse a socialista.

A Câmara de Rio Branco resolveu emitir também uma nota dizendo, entre outras coisas, “que o fato nos causou estranheza, notadamente pela questão já vir informalmente sendo discutida pelos servidores de ambos os poderes desde o início do mês, quando se teve notícia da viagem da Prefeita”.

“Reiteramos que tal situação constitui ato atentatório contra a dignidade do Parlamento, em especial aos princípios republicano e democrático, uma vez que autoridade plenamente capaz e eleita pelo voto popular foi preterida do exercício de tão honroso mister pela falta de diálogo e boa vontade institucional, o que esperamos não voltar a se repetir em situações análogas”, completa a nota da Câmara Municipal de Rio Branco.

Propaganda

Destaque 6

Criminosos arrombam farmácia e tentam roubar caixas eletrônicos

Publicado

em

Na madrugada desta segunda-feira (15), criminosos tentaram arrombar dois caixas eletrônicos que ficam dentro de uma farmácia localizada na rotatória da Corrente, segundo Distrito de Rio Branco.

Para isso eles entraram pela auto escola ao lado e quebraram a parede de concreto que dava acesso direto aos fundos dos caixas eletrônicos.

A tentativa teria sido frustrada pelo alarme da loja que foi acionado e afugentou a quadrilha que segundo o proprietário da farmácia, foram bem equipados para a prática do delito, deixando a bolsa com equipamentos para trás.

Ainda segundo o proprietário, não chegaram a subtrair nenhuma quantia ou bem de valor, a não ser o HD das câmeras de segurança que foi arrancado para que não fossem descobertos pelas filmagens.

O escritório da auto escola também ficou completamente revirado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Destaque 6

Acre tem as piores rodovias de todo o país, aponta DNIT

Publicado

em

O Acre tem as piores rodovias do país, segundo dados divulgados pelo Departamento Nacional e Infraestrutura de Transportes (Dnit), que tem sob seu comando mais de 57,2 mil quilômetros de rodovias pavimentadas. Do total, 59% apresentam bom estado de conservação. O percentual divulgado pelo órgão representa o total de 33,7 mil quilômetros.

Segundo o Dnit, os dados mostram ainda que 18% das rodovias estão em estado regular; 10%, ruim; e 13%, péssimo. As rodovias em melhor estado de conservação estão no Distrito Federal, onde 87,1% da malha alcançou o percentual bom. Em seguida vem Roraima, com 84,7% das rodovias atingindo o percentual e a Paraíba com 79,1% das estradas sob supervisão do Dnit com o índice bom.

Os piores resultados foram identificados no Acre, onde apenas 25,8% das rodovias atingiram o percentual bom. Em seguida aparece o Espírito Santo com 41,1% e Sergipe, onde 44,5% das rodovias apresentaram bom estado de conservação.

De acordo com o Dnit, a pesquisa serve para que a instituição possa utilizar as informações apuradas na tomada de decisões sobre investimentos como obras de implantação, pavimentação, duplicação e manutenção da malha.

“A queda coincide com a diminuição dos recursos destinados à infraestrutura rodoviária. Nos últimos quatro anos, a média do orçamento do Ministério dos Transportes para o setor rodoviário caiu 28%, passando de R$ 9,66 bilhões, entre 2011 e 2014, para R$ 6,97 bilhões, de 2015 a 2018”, informou a assessoria do Dnit.

Segundo a pesquisa, a redução no orçamento provocou uma variação negativa de 22% nos recursos para manutenção e conservação das rodovias no comparativo entre esses dois períodos citados. Ainda de acordo com o Dnit, no entanto, nos últimos quatro anos, o ministério tem direcionado mais da metade do seu orçamento, 54%, em média, para a manutenção da malha federal.

Continuar lendo

Destaque 6

Dor de cabeça pode ser causada por abuso de analgésico

Publicado

em

Um tipo de cefaleia desconhecida pela população, mas cada vez mais frequente nos consultórios médicos, é a dor de cabeça provocada por uso excessivo de analgésicos. O caso foi apresentado nesta semana no Congresso Brasileiro e Panamericano de Neurologia, na capital paulista.

Segundo Márcio Nattan Portes Souza, neurologista do Hospital das Clínicas de São Paulo, o paciente que sofre constantemente com dores de cabeça e passa a abusar da medicação pode desenvolver ainda mais cefaleia. “A gente observa que o paciente sabe disso, que começa a diminuir o efeito do analgésico. Então, antes [a dor de cabeça] melhorava completamente, agora não melhora tanto. Antes, ele [o paciente] ficava três dias sem dor depois que tomava um analgésico, agora ele fica meio dia e a dor volta”, disse o médico.

O especialista lembra que, por ser um desconforto comum entre a população, poucas pessoas procuram ajuda médica, o que só piora o problema. “A Sociedade Brasileira de Neurologia recomenda que em casos de mais de três dias com dor de cabeça por mês ou de mais de três meses de dores de cabeça frequentes, é preciso procurar a ajuda de um neurologista”.

Tratamento

Além da conscientização do paciente para eliminar os abusos, existe o tratamento contínuo que evita o surgimento das dores. “Quando você está fazendo o tratamento profilático, você toma uma medicação todos os dias. Em quatro semanas, começa a diminuir a frequência da dor de cabeça. Sem esse tratamento, principalmente para quem tem dor muito frequente, não há como melhorar”, esclarece o médico.

Ele recomenda também uma reflexão sobre os hábitos. Nattan sugere que o paciente invista em atividade física, na redução do peso (para obesos), melhora do sono, no combate ao estresse e tratamento dos sintomas de depressão e ansiedade. A meditação também pode ser uma boa aliada.

Enxaqueca

O especialista explica que a enxaqueca tem influência genética e que o gatilho nem sempre é a causa do problema. Gatilhos são fatores desencadeadores das dores, sendo os mais comuns a ingestão de chocolate, alimentos embutidos, enlatados e bebidas alcóolicas, especialmente o vinho tinto com alto teor de tanino. A cafeina (presente no café, refrigerante de cola e energético) é contraditória, pois pode tanto auxiliar no tratamento, quanto servir como gatilho na piora da dor.

Quando a cefaelia dura mais de 15 dias (com oito dias de características típicas da doença), em um mês já pode ser considerada crônica. Essa forma mais grave de cefaleia afeta 15% da população mundial e é responsável por 20% dos dias perdidos no trabalho nos Estados Unidos. Entre os que sofrem de enxaqueca, o abuso de analgésicos também é presente – de 25% a 50% dos pacientes fazem uso excessivo desses medicamentos.

Sinais de perigo

Dor de cabeça pode ser sintoma de uma doença mais grave. “A dor de cabeça ser forte, em si, não significa sinal de alarme. Mas quando a dor de cabeça começa subitamente e, em poucos segundo já está extremamente intensa, é chamada de trovoada. Parece que está explodindo a cabeça. A pessoa não deve marcar consulta e sim ir para o Pronto-Socorro”, alerta o médico.

Ouros sinais citados por Nattan são desmaio, dor de cabeça diferente do habitual e associada a febre. Além disso, pessoas com mais de 50 anos, sem histórico de dores, devem se preocupar se apresentar os sintomas. Pacientes transplantados ou com doenças imunodepressoras também devem ficar atentos.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.