Conecte-se agora

Em crise, Segurança é a pauta central da comunicação de Sebastião que tenta convencer o telespectador e o leitor de que tudo está normal

Publicado

em

A crise da Segurança que tem levado os acreanos a viver confinados em suas casas e a conviver com o medo, tem levado a equipe de comunicação do governador Sebastião Viana (PT) a focar a produção de seu conteúdo jornalístico e publicitário para as ações do setor.

Em meio a propagandas que tentam convencer o telespectador de que tudo está normal e de que a culpa da violência é do presidente Michel Temer (MDB), o governo não consegue abafar o noticiário ruim sobre o aumento da criminalidade. A sensação de insegurança, aliás, não fica restrita às manchetes, mas é perceptível nas ruas.

Para mostrar que realiza algo, o governo todos os dias bombardeia as redações de seus jornais e emissoras aliados com releases (textos de assessoria de imprensa) mostrando os trabalhos desenvolvidos pelos órgãos de segurança, e apresentando dados elaborados por sua própria equipe com possíveis reduções de homicídios.

No site de divulgação dos feitos de Sebastião Viana, a Agência de Notícias do Acre, reportagens com conteúdo sobre a Segurança Pública são a pauta principal e estão sempre em destaque. Apresentando somente o lado oficial da questão, as matérias chegam a ter produção especial, com direito a vídeos.

Até bem pouco tempo, a equipe de Comunicação de Sebastião deixava o tema da segurança em segundo plano, classificando-o como de interesse apenas das páginas policiais dos jornais e de veículos sensacionalistas.

Na campanha publicitária elaborada pela Companhia de Selva, a agência que há duas décadas detém os contratos milionários da mídia petista, a estratégia é tirar a culpa da crise do governo e empurrar para o colo de Temer e das facções criminosas.

A estratégia é tentar convencer o público de que a não fiscalização das áreas de fronteira é a grande responsável pelo aumento da violência. Nos 13 anos em que os presidentes do PT ocuparam o Palácio do Planalto, os petistas acreanos não se lembravam de que o Acre fazia fronteira com a Bolívia e o Peru, e de que a fronteira estava escancarada.

A veiculação das peças publicitárias levou o deputado Wherles Rocha (PSDB) a acionar o Ministério Público para que retire do ar os comerciais por, de acordo com ele, conterem informações mentirosas e serem uma “propaganda enganosa”.

Propaganda

Destaque 2

Familiares de detentos gritam com quem tenta ultrapassar bloqueio e soltam fogos na Avenida Ceará

Publicado

em

Dezenas de mulheres de presos interditaram nesta quarta-feira, 15, a avenida Ceará e a rua Marechal Deodoro, no Centro de Rio Branco. O trânsito está completamente parado em parte da região central. Há enormes filas de veículos. No trecho entre a antiga agência do Banco Real até a Galeria Cunha, na avenida Ceará, a cidade está completamente deserta, mais parece um centro em dia de feriado ou num domingo.

Até os ônibus foram proibidos de passar pelo cordão humano formado pelas manifestantes. O acesso do transporte coletivo que sai do Terminal Urbano no sentido bairro ocorre pela rua Manoel Cesário.

As mulheres pedem melhores condições para seus maridos presos no Complexo Penitenciário Francisco D’ Oliveira Conde, na capital. Reclamam que não há medicamentos e as celas estão superlotadas. Há também protesto por causa da má qualidade da alimentação. A polícia está no local.

As manifestantes fazem ainda as mesmas reivindicação dos detentos: querem que as visitas sejam abertas a amigos, além de familiares.

Aos gritos, as manifestantes impediram os motoristas de passarem pelo local do protesto. Elas chegaram a soltar fogos durante a manifestação.

Continuar lendo

Destaque 2

Em quatro anos, patrimônio de Gladson Cameli cresce e de Marcus Alexandre diminui

Publicado

em

O senador Gladson Cameli (Progressistas) é o mais rico entre os candidatos ao Palácio Rio Branco que já entregaram seus pedidos de registro de candidatura ao Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC). Ao todo, o parlamentar se diz ser dono de um patrimônio avaliado em R$ 2,9 milhões. Entre estes bens está uma aeronave cujo valor é estimado em R$ 450 mil.

Na comparação com a declaração de bens da eleição de 2014, quando disputou o Senado Federal, o patrimônio do progressista evoluiu 99,4%. Quatro anos atrás, Cameli afirmou ser dono de bens avaliados em R$ 514 mil.

Considerada a correção monetária do período, este valor estaria hoje em R$ 653 mil; o cálculo feito por ac24horas para avaliar a variação levou em conta o montante de 2014.

Na declaração disponível pela Justiça não consta o modelo do avião que o senador afirma ser proprietário. O maior patrimônio de Gladson Cameli declarado são de bens e capitais, que totalizam R$ 1,2 milhão.

Na declaração de bens entregue ao TRE, o senador não apresenta bens imóveis, como casas e apartamentos. Outros patrimônios declarados são veículos automotores.

Mais pobre

Já o petista Marcus Alexandre Viana parece ter ficado mais pobre, ao menos na posse de bens. Em valor de mercado, seus pertences evoluíram. Da primeira disputa eleitoral, em 2012 para a Prefeitura de Rio Branco, o ex-prefeito ficou mais “pobre”.

Seis anos atrás, ele declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio estimado em R$ 558 mil. Corrigida a inflação do período, ficaria hoje em R$ 785 mil. Em sua declaração para concorrer ao cargo de governador este ano, Marcus Alexandre disse ter sob sua propriedade bens orçados em R$ 653 mil.

O mais alto deles é uma casa de R$ 350 mil. Em seguida estão dois terrenos de R$ 150 mil. De 2012 pra cá o petista “perdeu” seus três veículos que dizia ser dono à época. Em 2016, quando foi para a reeleição, ele só estava com um carro e duas casas, num total declarado de R$ 485 mil.

A candidata da Rede, Janaína Furtado, declarou como seus bens duas casas e um veículo automotor, totalizando R$ 275 mil. Já David Hall, do Avante, deu como sua propriedade dois veículos, avaliados em R$ 19 mil. A declaração do coronel Ulysses Araújo (PSL) não está disponível no portal do Tribunal Superior Eleitoral.

 

Continuar lendo

Destaque 2

Detento posta mensagem no facebook de dentro Presídio de Rio Branco

Publicado

em

A direção do presídio Francisco D’Oliveira Conde identificou o presidiário Irlandrio D’avila, que no dia 30 de julho passado fez uma postagem em sua conta no Facebook de dentro presídio “se sentindo pensativo” e com as seguintes frases: “Só observando. O mundo gira. Quem hoje tá por baixo, amanhã tá lá em cima. Fé em Deus”.

“Ele foi identificado, isolado e responderá por sanções administrativas”, informou a direção do Iapen.

A atualização do perfil do preso intriga e coloca mais uma vez em xeque a eficácia dos bloqueadores de sinal de celular do complexo penitenciário.

O diretor-presidente do Iapen, Aberson Carvalho, afirma que o complexo Francisco de Oliveira Conde, possui bloqueadores de celulares e ativos.

Ele pontua, entretanto, que “em algumas situações atípicas o sistema tem inconsistências. Devido as oscilações de energia, a empresa disponibiliza um técnico à disposição do Iapen para correção do sistema. O Iapen está fazendo estudos para ampliação da cobertura dos bloqueadores em outras unidades”, completa.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.