Conecte-se agora

Educação bilíngue: Aprender um segundo idioma ainda criança é a melhor opção

Em uma escola bilíngue a criança cresce fluente no inglês

Publicado

em

Educação bilíngue Aprender um segundo idioma ainda criança é a melhor opção

Qual a melhor idade para aprender uma língua estrangeira? Aprender dois idiomas ao mesmo tempo é ruim? Indagações como essas sempre estão presentes quando a pauta é o ensino bilíngue. Com o mercado de trabalho mais competitivo e a globalização, é comum que os pais queiram preparar seus filhos desde cedo para o futuro. Matriculá-los em um colégio de ensino bilíngue pode ser uma das alternativas.

O bilinguismo infantil ainda é pouco compreendido e visto com enorme cautela. Devido à falta de familiaridade e de conhecimento sobre essa forma de ensino, pais e educadores muitas vezes temem consequências negativas da exposição das crianças a duas línguas desde cedo. Porém, estudar um segundo idioma na infância estimula as funções cognitivas das crianças, o que é extremamente positivo para o aproveitamento das outras disciplinas na escola.

É importante lembrar que o ensino de inglês infantil deve deixar de lado as pressões do uso do idioma e investir em atividades divertidas que estimulem o interesse da criança. Um aprendizado prazeroso possibilita um maior e mais rápido desenvolvimento no inglês, principalmente quando a escola trabalha o novo idioma a partir de um ano de idade, como é o caso da Creche Escola Bilíngue Baruque, parceira do Educa Mais Brasil.

“A partir de um ano, a criança já começa a ser inserida em um novo idioma. Elas não conseguem entender muita coisa, mas a professora começa a mostrar figuras e falar com eles apenas em inglês para que eles passem a assimilar aos poucos a nova língua. A gente trabalha tudo de uma forma muito lúdica, através da culinária, da recreação, do artesanato e da música. Mas eles também têm cinquenta minutos de aula, todos os dias, onde eles aprendem em inglês todas as matérias do currículo escolar”, explica a coordenadora Cassia Conceição.

Quando uma pessoa começa a estudar inglês na infância é bem provável que chegue fluente à vida adulta. Ter o inglês fluente não só abre diversas portas no mercado de trabalho, como possibilita a interação com pessoas de diferentes culturas. Um criança que aprende inglês de forma dinâmica e adequada tem tudo para ser um adulto bem sucedido profissionalmente.

Todas as crianças são capazes de aprender duas línguas ou mais na infância, desde que contem com suficiente exposição a elas em contextos linguísticos variados. “Crianças de um a três anos aprendem o inglês através das cores e do teatro aqui na escola. A partir dos 6 anos, através da escrita, com oito, através da leitura e com dez anos elas são alfabetizadas”, conta a diretora da Escola Bilíngue New Generation, instituição parceira do Educa Mais Brasil.

“É grande a diferença de quem aprende o inglês na infância e na vida adulta. Aqui na escola eu já percebo a diferença da criança que tem o convívio com inglês desde um ano, para a que começa a aprender a partir dos dez anos. Nem sempre o aluno se interessa pelo inglês e enxerga isso como uma coisa prazerosa. E quando se aprende desde pequeno, o aprendizado acontece de uma forma totalmente natural”, finaliza Solange.

Cuidados

É preciso observar alguns aspectos na hora de trabalhar dois idiomas nas escolas. Primeiro, para matricular uma criança em uma escola bilíngue, a instituição precisa ter valores e filosofias com quais os pais se identifiquem. Depois é preciso checar a proficiência dos professores e o número de horas que a criança ficará exposta a outra língua e, por fim, observar se o aluno está realmente adquirindo proficiência na língua.

Quer matricular o seu filho em um escola bilíngue?

Se você também acredita que a fluência em outro idioma é de extrema importância e deseja matricular o seu filho em uma escola bilíngue, saiba que isso é possível! O Educa Mais Brasil tem mais de 18 mil instituições parceiras, algumas delas bilíngues. Você pode encontrar a escola ideal para seu filho bem perto de você. E o melhor: contar com uma bolsa de estudo de até 50% para Educação Básica.  São vagas para educação infantil, ensino fundamental e ensino médio. Entre no site e faça sua inscrição. É gratuita!

Propaganda

Cotidiano

Agentes encontram detento morto em cela do Francisco D’Oliveira Conde, na capital

Publicado

em

Um detento do presídio Dr. Francisco D’Oliveira Conde (FOC), foi encontrado morto por agentes penitenciários na madrugada deste domingo (14), no pavilhão “D”, da unidade Penitenciária.

Em contato com o diretor do Instituto de Administração Penitenciária, Aberson Carvalho, o preso foi identificado como Thailon Rocha Borges e e seu corpo está no Instituto Médico Legal (IML), aguardando o reconhecimento de parentes. Em seu registro não havia endereço e estão a procura dos familiares.

Ainda segundo o diretor, a causa da morte ainda é incerta. Ele aguarda um posicionamento do IML para dar prosseguimento as informações que serão incluídas no inquérito que vai investigar a morte. Enquanto isso, os doze presos que estavam com ele na cela foram encaminhados à Delegacia de Flagrantes (Defla), para serem interrogados.

Caso alguém conheça a família da vítima, repassar os informes sobre o ocorrido para a retirada do cadáver no IML.

Continuar lendo

Cotidiano

Casos de malária apresentam redução de 27% na cidade de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Os casos de malária apresentaram uma redução significativa em Cruzeiro do Sul (AC) em comparação ao mês de setembro do ano passado. Em setembro foram registrados 10.263 (2018) contra 14.083 (2017), no mesmo período, uma redução de 27%.

Apesar da redução, a média é de que 800 casos da doença são registrados mensalmente na cidade.

“Temos vários motivos para o aumento e diminuição dos casos, é importante que as pessoas recebam a burrificação e os remédios sejam tomados de forma correta”, salientou a coordenadora de imunização Muana Araújo.

Continuar lendo

Cotidiano

Mulheres são detidas com maconha escondida em urso de pelúcia, na BR-317

Publicado

em

Uma operação comandada pelo delegado Alex Danny, coordenada pelo Inspetor Investigador Eurico Feitosa, conseguiram prender em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, duas jovens de 18 anos no entroncamento de acesso à cidade de Xapuri (AC), ainda na BR-317.

Francisca Araújo da Silva e Márcia Regina dos Santos Araújo, ambas maiores de idade e residentes na região central de Xapuri, foram presas quando transportavam dentro de urso de pelúcia, uma grande quantidade de maconha.

As jovens estavam em um veículo táxi lotação, sentido Rio Branco/Xapuri, com aproximadamente 800 gramas de maconha que provavelmente seria comercializada em pontos de venda de entorpecentes pela cidade.

De acordo com o Inspetor Eurico Feitosa, as duas jovens já vinham sendo investigadas suspeitas detráfico de drogas.

A dupla foi conduzida para a delegacia da cidade, onde seriam ouvidas pelo delegado titular e disponibilizadas ao juizado da comarca para os procedimentos de praxe. Com informações do Oaltoacre.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.