Conecte-se agora

Coronel Ulysses acredita que quebrou a polarização entre Gladson e Marcus

Publicado

em

Embora nenhuma pesquisa tenha apontado até agora nesta direção, o candidato ao governo, Coronel Ulisses Araújo (PSL), crê piamente que tenha quebrado a polarização entre os candidatos Marcus Alexandre (PT e Gladson Cameli (PROGRESSISTAS). Foi pelo menos o que disse no último programa “Tribuna Livre” da TV-RIO BRANCO. Argumenta que isso dá para ser sentido nos seus contatos com a população. Ulisses (foto) acha que está no segundo turno. Garante que tem sessenta postulantes a integrar a chapa de deputado estadual, o que prevê que pode ter mais de quarenta candidatos a deputado estadual e dezesseis para Federal. Tem dois nomes para o Senado, Fernando Lage e Paulo Pedrazza. Agronegócio, segurança e emprego e renda parecem ser os nortes do seu Plano de Governo. Se conseguir na campanha comprovar que quebrou a polarização das candidaturas tradicionais estará quebrando um tabu político, no Acre. A roleta está girando. Aguardemos as próximas pesquisas.

UMA CURIOSIDADE
O governador diz que desde o impeachment da Dilma não assiste a TV-GLOBO. Acho que joga para a platéia. Mas se levarmos em conta que é verdade, fica a curiosidade se durante os jogos da Copa do Mundo, ele ficará de costa para televisão em protesto e acompanhará pelo rádio.

NÃO FALA PARA AMADORES
O senador Jorge Viana (PT) diz que o PT dará uma surra nos adversários, em Porto Valter. O JV tem de entender que não fala para leigos. Na eleição de prefeito o PT levou sim uma surra em Porto Valter. Em todas as pesquisas feitas até a aqui a oposição está disparada no reduto.

GRANDE CABO-ELEITORAL
A oposição tem um forte cabo-eleitoral em Porto Valter, a ausência do governo no município. Passou o tempo JV, dessa euforia que você quer passar nas suas entrevistas. Dê uma olhada na avaliação do atual governo nas pesquisas, mal avaliado em todas elas. Diferente do que falas.

O SIBÁ ME DIVERTE
O deputado federal Sibá Machado (PT) é o político que mais me diverte. Essa sua fixação de que a queda da Dilma e a prisão do Lula fazem parte de um complô do Moro com a CIA; se risível era, ficou mais ainda, quando compara Lula a Mandela e Gandhi. Conseguiu se superar.

PARTE MAIS CÔMICA
A parte mais cômica é que defende as suas miragens com convicção, como se reais fossem.

ABAIXO A DITADURA E DIRETAS, JÁ!
A plenária do PT, em Cruzeiro do Sul, foi repleta dos velhos chavões. Foi do “povo unido, jamais será vencido” ao “Lula, guerreiro, do povo brasileiro”´, prova que não procuraram se reinventar. Faltou gritarem: “Abaixo a ditadura”, “Diretas, Já!” e “Abaixo o Muro de Berlim!”

O VELHO NÃOÉMUDANÇA
Ou o candidato ao governo pelo PT, Marcus Alexandre, afasta estes os velhos e cansados chavões petistas, se pauta numa plataforma moderna que fuja dessa política econômica de seringal nativo, pense grande, no agronegócio, na industrialização, ou não terá como sustentar na campanha e debates o discurso que será um governo novo se vier a ganhar a eleição.

POR MAIS QUE INSISTA
Por mais que eu insista com a turma que cerca o candidato ao governo, Gladson Cameli (PROGRESSISTAS) e que, por bajulação acha que ele já ganhou a eleição no primeiro turno com um pé no saco, eles se negam a dar os números da MEGA. Se sabem o futuro, seria fácil.

COISAS DISTINTAS
Na política são fatos distintos a manifestação de simpatia e a concretização do voto. O fato de uma pessoa abordada por um candidato se mostrar simpática não deve ser contado como voto certo. Talvez seja esta a confusão dos camelistas que acham que já ganharam estão fazendo na previsão.

BAD BOY
Pelo que se tem visto das suas manifestações recentes o candidato a vice-governador, Major Rocha (PSDB), será o bad boy da campanha do Cameli no enfrentamento direto com o PT. Os petistas se preparem para ataques ferozes do Rocha ao governo do PT, sem qualquer recuo.

NÃO FICA NAS CORDAS
É primário pensarem que partindo para a desqualificação do Rocha conseguirão lhe calar.

FALA PARA MILITANTES
Bem faz o candidato que não perde tempo em acompanhar as caravanas do candidato ao governo, senador Gladson Cameli (PROGRESSISTAS), porque se limitará a falar para militantes. A platéia presente é sempre formada pelos cabos-eleitorais dos candidatos e algum curioso.

NÃO DIFEREM EM NADA
As “plenárias” do PT com as “caravanas do Cameli” não diferem em nada. Os presentes nas “plenárias” são secretários, cargos de confiança e funcionários empurrados. Nas “caravanas” os presentes são militantes e cabos eleitorais. Botando no mesmo saco é seis e meia dúzia.

NOTÍCIA SURPRESA
Recebi surpreso, a notícia de que o ex-deputado federal João Correia (MDB), ex-deputado Adalberto Ferreira (MDB) e ex-prefeito Aldemir Lopes (MDB) não estão apoiando o Gladson Cameli, mas ao Coronel Ulisses Araújo (PSL). A confirmação me veio pelo Tião Bocalon (PATRIOTAS).

UM FATO RELEVANTE
É um fato relevante porque representa uma fissura na posição do MDB de apoiar a candidatura do Gladson Cameli (PROGRESSISTAS), o trio integra a executiva regional. O descontentamento seria pelo episódio do MDB de não apoiar Cameli por quebra de palavra.

FICOU DESGASTANTE
Aquele jogo de cena do MDB de apoiar a candidatura ao governo do Coronel Ulisses Araújo (PPSL) apenas para causar um ciúme no candidato Gladson Cameli (PATRIOTAS) e depois voltar atrás foi muito desgastante para o partido. Revelou um perfil de apoiar Cameli por interesse.

SE MOVENDO BEM
A publicitária Charlene Lima (PTB) vem se movendo bem na sua candidatura para deputada federal, conseguiu reunir um bom público em Sena Madureira, no fim de semana, no lançamento de candidatura do Enoc Pereira (PTB) á ALEAC, ato que contou com as participações do deputado federal Major Rocha (PSDB) e do senador Petecão (PSD).

SAIRÁ MAIOR
Na avaliação de uma figura expressiva da FPA, o candidato ao governo do PT, Marcus Alexandre, pode não ter quebrado o favoritismo do candidato da região ao governo, Gladson Cameli (PROGRESSISTAS), com a sua estadia, mas sairá do Juruá maior do que chegou.

PODEM ANOTAR
A JORNALISTA Mara Rocha será a candidata a deputada federal do PSDB. O lançamento da sua candidatura é questão de tempo, mas antes que isso venha a ocorrer ela já está em plena campanha nos municípios. No último sábado estava pedindo votos em Porto Acre.

DESTAQUE NA OPOSIÇÃO
Em qualquer avaliação sobre o posicionamento de parlamentares federais da oposição que atuam em favor da geração de emprego e renda e setor produtivo, o do atual do deputado federal Alan Rick (DEM) é destaque. Voltou contra a volta da CPMF, contra o aumento da alíquota do Imposto de Renda da Pessoa Física de 27% para 35%, contra a reoneração tributária para empresa de vários setores da indústria, foi a favor da modernização trabalhista, a favor do REFIS das pequenas empresas e a favor do REFIS do agronegócio, entre outros.

CANDIDATURA CONFIRMADA
Fui checar se o ex-prefeito de Tarauacá, Rodrigo Damasceno (PT) será candidato a deputado estadual como deixou no ar em recente postagem. Tive a confirmação oficial do dirigente petista Cesário Braga que sim. Isso vai causar uma confusão danada com o PCdoB.

UM DOS MAIS ENTUSIASMADOS
É natural que o PCdoB fique descontente com a quebra de um pacto de unidade entre ambos e que aconteceu nas disputas políticas do município. O deputado Jenilson Lopes (PCdoB), por exemplo, foi na campanha de Rodrigo a prefeito um  ardoroso cabo-eleitoral .

GRANDE PREJUDICADO
Não sei qual a capacidade de arregimentar votos para deputado estadual do ex-prefeito Rodrigo Damasceno (PT), em Tarauacá, mas sei que a sua candidatura prejudica a reeleição do deputado Jenilson Lopes (PCdoB), na sua principal base eleitoral. Isso será inevitável.

AMBOS SE SUPORTAM
O PCdoB e o PT sempre mantiveram uma relação de amor e ódio, na verdade se suportam por uma mera conveniência política. Esta mexida no tabuleiro de Tarauacá irritou os comunistas.

TENDÊNCIA DE SEGUNDO TURNO
Com as candidaturas de Lira Xapuri (PRTB), Marcus Alexandre (PT), Gladson Cameli (PROGRESSISTAS), Janaína Furtado (REDE), Coronel Ulisses Araújo (PSL) e Davi Hall (AVANTE), tudo aponta na direção de acontecer um segundo turno para o governo.

OS PINTINHOS DO LUIZ PEREIRA
Conta o bom José Ferreira, o Ferreirinha, o guru político de Plácido de Castro, uma figura querida, que na eleição do Edmundo Pinto para o governo, o ex-prefeito Luiz Pereira, preocupado em criar um fato novo no dia do pleito, por volta de 8 horas, quando começou a votação mandou estacionar uma camionete na Praça “Plácido de Castro”, na Capital, lotada de pintinhos amarelinhos estilizados, que se moviam por corda, e que eram a marca da candidatura do Edmundo, e começou a distribuir os pintinhos. Logo lotou de pessoas para ganhar o mimo, os petistas chamaram a polícia, mas esta não conseguiu mover a multidão que gritava “eu quero Pinto, eu quero Pinto”, criando um marketing favorável ao candidato. Se teve influência ou não na eleição, o certo é que o Edmundo Pinto deu uma surra de votos no Jorge Viana e se elegeu governador do Acre. A política de antigamente era mais lúdica.

Propaganda

Blog do Crica

FPA dá hoje a largada para o governo

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Fim do clube do bolinha

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Chapinha cobra posição de Gladson Cameli

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.