Conecte-se agora

Sebastião Viana agiu para blindar Palocci na CPI dos Bingos, diz colunista

Publicado

em

A coluna do jornalista José Nêumanne, no Estadão, nesta quarta-feira, dia 03, faz pelo menos duas citações dos irmãos Vianas, do Acre, que estão no poder há duas décadas, tentando manter o projeto da Frente Popular do Acre em curso. O colunista falou da “ficha corrida” do ex-ministro e agora delator Antonio Palocci.

Com o título “O xodó de Lula e os quindins de ioiô”, Nêumanne lembra que o governador do Acre, na época em que era senador da República, conseguiu junto ao Supremo Tribunal Federal uma liminar para que impedir que uma testemunha da CPI dos Bingos, que corria no Congresso, falasse sobre as propinas que Palocci teria recebido.

O jornalista também lembra que agora, sem puder se recandidatar, Sebastião Viana só está preocupado em manter o irmão, Jorge Viana, no poder, ou seja, reeleito senador por mais oito anos. E em tom bastante crítico, o colunista diz que mesmo incriminado isso em nada mudou a visão do Partido dos Trabalahdores sobre o Palocci.

“No auge da república da farsa socialista do PT, Palocci logo deixou claro que sua verdadeira vocação era a extraordinária capacidade de transformar proximidade do poder em moeda sonante, não a medicina social, a militância política ou a gestão pública”, publicou a coluna ao lembrar:

“A reação dos petistas à folha corrida de Palocci foi, como de hábito, asquerosa: o senador Tião Viana (PT-AC) obteve do então ministro do STF César Peluso liminar para barrar o depoimento do caseiro na CPI dos Bingos (…) [Sebas]Tião Viana governa o Acre e não disputará a reeleição: preferiu apoiar a permanência do irmão Jorge no Senado. Nildo [o caseiro], o único cidadão honrado do caso, sobrevive em empregos mal remunerados.

Propaganda

Destaque 2

Debaixo de chuva, candidatos ao governo e Senado saem em procissão do Novenário à Nossa Senhora da Glória

Publicado

em

O Novenário de Nossa Senhora da Glória atraiu milhares de pessoas todas as noites na Catedral de Cruzeiro do Sul. Mas o ápice da celebração centenária, a procissão que percorre as ruas da cidade, aconteceu debaixo de muita chuva, na noite desta quarta, 15. Mesmo assim cerca de 15 mil fiéis mostraram a sua devoção e participaram da caminhada. Alguns com capas, outros com guarda-chuvas e sombrinhas e muitos sem nenhuma proteção se molhando nas águas dos céus.

Antecedendo a procissão a missa na Catedral estava lotada. Celebrada pelo Bispo Dom Mosé Pontelo, o evento trouxe muita emoção aos presentes com cantos devocionais e o coroamento da imagem de Nossa Senhora da Glória. Dom Mosé incentivou os participantes a refletirem sobre o significado da Mãe Divina. “Essa é uma festa que transforma a morte em vida porque o Senhor da nossa existência é Jesus Cristo. A nossa referência é a sua Mãe Maria que protege e abençoa os seus fiéis. Muitas coisas acontecem contra a vida, mas Maria é quem nos protege sempre com o seu amor divino,” pregou o Bispo.

Durante toda a procissão os celebrantes exortavam os peregrinos a entenderem a chuva como bênçãos enviadas para limparem os sofrimentos pessoais e as mazelas que a nossa sociedade enfrenta. O tempo todo falavam em purificação e libertação pela presença das “águas divinas”. O Novenário que, em 2018, completou cem anos teve na procissão uma presença menor de fiéis devido a chuva que caiu o tempo todo e, só diminuiu quando os peregrinos chegavam na Catedral. Ao final da caminhada a festa foi coroada com a queima de fogos de artifício e o show gospel do Padre Devair Cuevas.

Um olho na vela e outro no voto

Tradicionalmente os Novenários que acontecem em anos eleitorais recebem grande afluência de candidatos. O governador Sebastião Viana (PT) participou da missa e da procissão no seu último ano de mandato. Também o senador e pré-candidato ao Governo Gladson Cameli (Progressistas) esteve na celebração. Gladson se disse emocionado com a lembrança do seu tio, o falecido ex-governador Orleir Cameli, que sempre participava da procissão à Nossa Senhora da Glória.

“Desde criança que participo dessa celebração. Essa data exalta a fé das pessoas e eu como filho de Cruzeiro do Sul sempre me emociono. É uma festa que une as famílias acreanas com o propósito de uma caminhada da esperança e da renovação. Essa devoção à Nossa Senhora também me traz à lembrança uma mensagem de que a população não perca as esperanças, mesmo com toda a violência que vivemos. Através das nossas orações vamos pedir que Deus ilumine a mente das pessoas que causam essa violência. E vamos trabalhar unidos, muito além dos partidos, para acabar com essa situação,” afirmou Cameli.

Quem também participa do Novenário mesmo antes de entrar na política é o senador Jorge Viana (PT). Presente na missa e na procissão, Jorge também fez um apelo à paz e à união das pessoas.

“Sempre que posso estou aqui. É o maior evento cristão do Acre. Nesse momento estamos precisando muito de fé, esperança e pedir por dias melhores. Aprendi com a minha mãe a ser devoto de Nossa Senhora. Que Ela com a sua bondade possa nos acolher a todos e fazer o nosso país se encontrar com um ambiente de harmonia. E todos possam se ver como irmãos. O Brasil precisa vencer esses tempos de dificuldades. Ninguém aguenta mais crises e essas brigas. Nós merecemos paz e temos que fazer por onde. Eu procuro dar a minha contribuição através da política e de muito trabalho,” afirmou.

O senador Sérgio Petecão que também esteve na procissão se vestiu com sacos de lixo para proteger-se da chuva. Mas fez todo o trajeto acompanhado da sua pré-candidata a primeira suplente, Maria das Vitórias e da viúva de Orleir Cameli, dona Beatriz Cameli.

“Uma procissão muito bonita. Apesar da chuva o povo do Juruá mostrou toda a sua fé e devoção. Essa é uma festa abençoada que já faz parte do nosso calendário religioso. Fiz questão de participar dos meus amigos e do meu Juruá. Aproveitei a oportunidade para pedir à Nossa Senhora da Glória que abençoe o nosso Estado nesse momento de muita violência. Fiquei muito emocionado em reencontrar muitos amigos e amigas em Cruzeiro do Sul exatamente nesse momento de fé e devoção,” salientou o senador.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Destaque 2

Familiares de detentos gritam com quem tenta ultrapassar bloqueio e soltam fogos na Avenida Ceará

Publicado

em

Dezenas de mulheres de presos interditaram nesta quarta-feira, 15, a avenida Ceará e a rua Marechal Deodoro, no Centro de Rio Branco. O trânsito está completamente parado em parte da região central. Há enormes filas de veículos. No trecho entre a antiga agência do Banco Real até a Galeria Cunha, na avenida Ceará, a cidade está completamente deserta, mais parece um centro em dia de feriado ou num domingo.

Até os ônibus foram proibidos de passar pelo cordão humano formado pelas manifestantes. O acesso do transporte coletivo que sai do Terminal Urbano no sentido bairro ocorre pela rua Manoel Cesário.

As mulheres pedem melhores condições para seus maridos presos no Complexo Penitenciário Francisco D’ Oliveira Conde, na capital. Reclamam que não há medicamentos e as celas estão superlotadas. Há também protesto por causa da má qualidade da alimentação. A polícia está no local.

As manifestantes fazem ainda as mesmas reivindicação dos detentos: querem que as visitas sejam abertas a amigos, além de familiares.

Aos gritos, as manifestantes impediram os motoristas de passarem pelo local do protesto. Elas chegaram a soltar fogos durante a manifestação.

Continuar lendo

Destaque 2

Temporal antecede frente fria no Acre nesta quarta-feira (15)

Publicado

em

A temperatura média em Rio Branco na manhã desta quarta-feira, 15, até as 8h, era de 24 graus, mas a tendência é de que haja um leve declínio com a chegada de um temporal e frente fria acentuada.

Conforme previsão do pesquisador meteorológico Davi Friale, um frio polar avança rapidamente na direção da Amazônia Ocidental, cuja frente fria chegará ao leste e ao sul do Acre e ao sul e oeste de Rondônia ainda na manhã desta quarta-feira, com ventos infensos da direção sudeste.

Em alguns pontos, as rajadas poderão atingir velocidade superior a 40km/h. Será a 13ª frente fria do ano, contabiliza Friale.

Devem ocorrer chuvas fortes e generalizadas, raios, ventanias e queda pontual de granizo, no Acre, em Rondônia, no Amazonas, no oeste e noroeste de Mato Grosso, nas planícies da Bolívia e na região de selva do Peru.

Em algumas áreas do Acre, principalmente nos vales dos rios Acre, Iaco e Juruá, o acumulado de chuvas, nas próximas 48 horas, poderá oscilar entre 30 e 60mm, prevê.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.