Conecte-se agora

Pau que bate na Marilete bate no Rodrigo

Publicado

em

Depois das denúncias de vereadores do PT e PCdoB e que levaram o seu secretário de Agricultura à prisão, a prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino (PSD), adotou o velho ditado de que o pau que bate na Marilete também bate no ex-prefeito Rodrigo Damasceno (PT). Abriu a “Caixa de Pandora” da gestão do ex-prefeito e está ajuizando uma série de ações por improbidade administrativa, por atos ilegais supostamente praticados por Rodrigo. A briga agora está aberta. No mínimo o ex-prefeito Rodrigo terá que contratar advogado para se defender da enxurrada de denúncias que a prefeita Marilete (foto) deverá encaminhar sobre su a passagem pela prefeitura. Acabou a trégua que vinha sendo mantida até aqui com o ex-prefeito petista. Quem muito atira pedra para cima, um dia uma lhe atinge a cabeça.

NÃO PEGA NA RODILHA
Minha Avó costumava dizer que: “quem não pode com o pote, não pega na rodilha”. Se o governo não tinha previsão financeira, estava no teto da Lei de Responsabilidade Fiscal, não devia ter feito concurso para a Polícia Civil, criando falsa expectativa de aproveitamento. Como é que ficam os aprovados que fizeram um concurso apostando no emprego? Frustrados.

NÃO RESOLVE
Cortar cargos de confiança e pagamentos não teria impacto grande para reduzir o teto da Lei de Responsabilidade Fiscal, e contratar os policiais civis concursados. O certo é que mais uma nova pauta negativa de um governo em fechamento de portas, não é boa em época eleitoral.

MUITO DIFICILMENTE
Estes 250 policiais concursados e que não serão aproveitados, vão para o colo da oposição.

NA GESTÃO HÁ PRIORIDADES
A segurança é prioridade? Nunca foi mais do que agora, neste vendaval de violência.  Mas há também um ponto positivo que não pode ser esquecido no governo, o de pagar em dias os servidores, numa braba crise econômica e financeira. Politicamente pode falhar com tudo até o fim do ano, quando este governo termina, só não pode atrasar os salários dos servidores. O pagamento em dias é uma das raras pautas positivas da atual administração.

SERIA UM DESASTRE
Os governos do PT sempre tiveram como bandeira pagar em dias, se atrasarem será o fim.

NADA MUDOU
Na nova pesquisa fechada da DATA-CONTROL nada mudou em relação à pesquisa anterior. Nem para governador e nem para senador. Como não foi registrada me impede de divulgar os resultados. Mas se pode dizer que no seu bojo não foi detectado nada atípico nos números.

NADA BEM
A aceitação do governo continua muito baixa, o que não aconteceu no primeiro mandato.

JOGO OS DADOS NA MESA
Não entro na análise fria de que pagar em dia é obrigação de um governador. Acontece é que está é uma situação atípica no Brasil e com reflexos no Acre, que vive de repasses constitucionais. Pagar em dias na crise econômica nacional é sim um mérito a ser registrado.

A “FLORESTANIA” FOI UMA FALÁCIA
A questão é que o modelo econômico da “florestania” foi uma falácia. A tão sonhada criação de uma classe rural média com base na economia florestal ficou no sonho. O atual governador ainda tentou mudar o foco com ações na indústria e agricultura, mas foram ações incipientes.

CASOS PONTUAIS
Não adianta pegar algum caso pontual de viver à custa da floresta que deu certo, mais pela pertinácia da pessoa do que pela ajuda do poder público, e mostrar como uma grande conquista, generalizando. Pode até encher o ego, mas não é a realidade ampla.

DEVE-SE MUITO
Se o Acre continua pagando seus aposentados, servidores ativos e inativos, é porque o governo tem uma boa equipe econômica que não deixou extrapolar as despesas, ou estaríamos aos moldes do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, com salários atrasados.

OBSERVAÇÃO POLÍTICA
Um velho amigo com passagem pelo parlamento e vários cargos importantes no governo me fez a seguinte observação: “Luis Carlos, com tanta briga do governo com categorias importantes do serviço público e entidades, se o Marcus Alexandre ganhar é um gigante”.

SORTE DO PT
A sorte do PT nesta eleição para o governo é ter um candidato como o Marcus Alexandre, com uma boa empatia com a população, dentro do contexto financeiro que estava foi um bom prefeito e mostrou densidade eleitora. Fosse outro candidato do PT, a vaca já tinha ido para o brejo muito antes das urnas serem abertas após a eleição deste ano.

ENFURNADO NO JURUÁ
Enquanto isso, Marcus Viana continua enfurnado no Juruá fazendo política. Tem feito uma campanha mais de contato do que grandes atos. Quem tem acompanhado o candidato em suas visitas se diz “entusiasmado” com a recepção que o Marcus recebe em suas visitas.

FALTA HABILIDADE
O que está faltando no governo é a habilidade do diálogo. Todas as medidas antipáticas que tomou e que lhe causaram desgaste poderiam ter sido antecedidas de uma campanha de esclarecimento, de um diálogo com as partes, adotaram estas medidas por cima da tronqueira, e só depois das reações negativas é que vieram as explicações. Fizeram tudo ao inverso.

MINHAS DÚVIDAS
As associações de moradores tinham prometido para hoje uma manifestação na OCA contra a adoção do turno único de atendimento, que gerou várias reclamações. Depois da conversa de alguns dirigentes com membros do governo vamos saber hoje se houve ou não uma amaciada.

SAÚDE, PANELADA!
Não se pode deixar de falar em movimentos de moradores sem falar no ícone Panelada. Ao meu amigo, Panelada, que Deus seja o seu médico no tratamento a que se submete.

PS DESCOBERTO
O Pronto Socorro de Rio Branco está descoberto para atender casos de ouvido, nariz e garganta. O médico Otorrino Carlos Beirute deixou de prestar atendimentos no setor após mais de seis meses sem ver a cor do pagamento previsto no seu contrato. Perrengue puro!

A MÍNIMA SATISFAÇÃO
O mais grave é que não dão nem o prazo para pagar ao profissional pelo serviço prestado.

COMO É QUE ISSO ACONTECE?
Como é que isso acontece numa área onde existem poucos profissionais médicos?

OFERTA DE EMPREGO
Para o ex-deputado e Delegado Walter Prado o único emprego que hoje ainda é ofertado ao jovem da periferia é o de vender drogas. Prado fala com autoridade de quem conhece o setor. Nesta eleição, Prado faz uma campanha à ALEAC batendo duro contra a falta de segurança.

POR CIMA DA CARNE SECA
O deputado federal César Messias (PSB) está por cima da carne seca nesta eleição. Tem base forte no Juruá, todo o PSB trabalhando sua reeleição, a prefeitura do maior colégio eleitoral estará na sua campanha, fatos que o situam como um nome forte na disputa de Federal.

HIPOCRISIA POLÍTICA
A Comissão de Direitos humanos do Senado é uma graça. Só se soube que existia quando seus membros protocolarem uma visita ao Lula. Mas passam longe das cadeias infectas do Brasil.

SEGUNDO TURNO
Na visão de analistas nacionais a permanecer a pulverização de várias candidaturas ao governo, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) estará no segundo turno. Seria bom ver num segundo turno um debate entre Bolsonaro e um Joaquim Barbosa, a direita contra o centro.

QUESTÃO DE HIGIENE & ABOBRINHAS
Divulgaram nas redes sociais – numa bela patuscada baixo nível – uma foto do candidato ao governo, Gladson Cameli (PROGRESSISTAS), cortando o cabelo, querendo mostrar com isso que troca o trabalho pela vaidade de um salão de beleza. Quanta asneira! Tomar banho, escovar os dentes, cortar as unhas e cotar o cabelo fazem parte da higiene pessoal de cada um. Há quem opte pelo contrário de não seguir nenhuma desta regras e ser desleixado. O Marcos Afonso (PT) estava vários pontos na frente do Mauri Sérgio (PMDB) na disputa da PMRB. Soltaram uma notícia falsa de que o Mauri era um “pederasta arrependido”. Todos sabiam ser mentira. As urnas abriram e o Mauri ganhou. Na campanha do Senado passaram o tempo mostrando o Gladson Cameli como menino mimado, playboy, riquinho, deslumbrado, que se ganhasse seria senador à disposição do Amazonas, as urnas abriram e deu uma surra de votos na Perpétua Almeida. As baixarias, a criação de notícias rasteiras, fake news, para atingir a moral dos candidatos não tem mais guarida no eleitorado. Isso vale para o Gladson Cameli, Coronel Ulisses Araújo, Marcus Alexandre e Lyra Xapury. Quem quiser perder a eleição entre pelo caminho da baixaria e das abobrinhas. E se entrar pode preparar a trouxa para a balsa.

Propaganda

Blog do Crica

Ney Amorim não deve se filiar ao partido de Gladson Cameli

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Após ser indicado para ser secretário de Educação, Minoru é tratado na oposição como “Cavalo de Tróia”

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Procurador de Justiça João Marques é convidado para ocupar o posto de secretário de Segurança Pública

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.