Conecte-se agora

MPF determina que MPE investigue vereador Jakson Ramos por possível crime eleitoral

Publicado

em

O Procurador Regional Eleitoral do Ministério Público Federal, Fernando José Piazenski, analisou o ofício expedido pela promotora eleitoral perante a 1ª Zona, Alessandra Marques, relatando a possível prática de campanha eleitoral antecipada e possível compra de votos que envolve o vereador de Rio Branco, Jakson Ramos, e o deputado federal Sibá Machado, em áudio divulgado em reportagem de ac24horas e determino a remessa dos autos de Ramos ao Procurador-Geral de Justiça do Acre para que sejam distribuídos a um dos Promotores Eleitorais com atribuição para atuar no feito.

Segundo a promotora eleitoral do MPAC, “os fatos, conforme se pode extrair do áudio em comento, demonstram a realização de campanha eleitoral fora de época por ambos os envolvidos, com especial gravidade para o médico Jakson Ramos (que é quem realmente fala no áudio), e que, mais grave do que isso, o médico e vereador Jakson Ramos realiza cirurgia em pessoas na rede pública, onde ele exerce o cargo de médico, em troca de votos na próxima eleição”. O vereador da capital faz um desabafo através de um áudio sobre a cooptação de seus apoiadores por um assessor do deputado Sibá Machado.

A promotora de Justiça, Alessandra Marques destaca que “é evidente que o áudio traz a confissão do vereador Jakson Ramos de que está desafiando a legislação eleitoral, isso sem mencionar que a prática descrita ali configura improbidade administrativa, porquanto o médico estaria usando cargo público de médico para fins ilícitos, ao arrepio da legislação em vigor.” Pelo fato de o vereador não possui foro por prerrogativa de função perante o Tribunal Regional Eleitoral, o Procurador Regional Eleitoral do MPF, Fernando José Piazenski, determinou que a investigação de Ramos ocorra no âmbito da promotoria eleitoral do MPAC.

Já o deputado federal Sibá Machado, apesar de ser apenas citado pelo vereador Jakson Ramos, poderá ser investigado pela Procuradoria Regional Eleitoral do Ministério Público Federal, no caso do áudio que vazou das diretoras da fábrica de preservativos Natex, durante uma reunião com trabalhadores faz um tipo de coação para que eles votem no parlamentar petista, “notadamente em relação ao apoio político. O que não impede, s.m.j, que no decorrer da investigação seja descortinada sua participação no ilícitos mencionado”, destaca o despacho do Procurador Regional Eleitoral do MPF, Fernando José Piazenski.

ENTENDA O CASO

No áudio vazado, Ramos não esconde o desconforto com possíveis rasteiras políticas quando foi derrotado na disputa por uma das 24 cadeiras na Assembleia Legislativa em 2016. Ele atribui a derrota que sofreu nas urnas a suposta ação de lideranças políticas do grupo de Sibá Machado, ao citar uma visita recente que fez a uma liderança do município de Acrelândia, que fechou antecipadamente que o apoiaria nas eleições desse ano, mas mudou de ideia. Sem demonstrar que o apoio faria falta, Jakson dispara: “Ele fez um fechamento de apoio e mudou de opinião, beleza. Beleza porque eu ampliei meus apoiadores lá. Não vai fazer falta. Respeito ele pela história dele do PT”, decreta o petista.

Apesar de afirmar que não estaria se importando com a perda da liderança do interior, Jakson Ramos declara apoio a Léo de Brito, além de revelar a mágoa com membros do grupo de Sibá Machado. “Todo mundo sabe que meu candidato agora é o Léo de Brito. Meu candidato preferencial a deputado federal. Não estarei tirando voto de nenhum deputado federal em que pese o que tenham feito comigo em 2016, que eu sei. Agora, eu não vou tolerar que estejam fazendo caça às bruxas, como o seu Michel fez em 2014, tirando apoiadores meus de Porto Acre e Plácido de Castro e levando pro Jonas Lima. Onde ele não tinha votação, ele praticamente multiplicou por 200 as votações”, ressalta.

O petista afirma que respeita o trabalho de Sibá Machado, “mas alguns membros da equipe dele, principalmente o Michel tem adotado uma postura escrota de estar detonando com minhas lideranças, que são associadas ao Sibá. As pessoas que trabalham com o Sibá e estão trabalhando comigo, todo trabalho que estou fazendo está se convertendo para o Sibá”. Jakson revela que tem usado a profissão para garantir votos. “Pacientes que eu opero, que eu consulto, que eu faço exames, que não são poucos não. Tem liderança minha com ele em Capixaba, Plácido de Castro e todo trabalho que estou fazendo que não é pouco para essas lideranças, eu tenho reafirmado que essas pessoas devem estar votando no Sibá”.

Uma das ferramentas políticas do vereador petista para chegar a Aleac seria o voto de gratidão. Jakson Ramos considera que os votos das pessoas que precisam de tratamento de saúde “é um voto muito útil e gigantesco”. Ele revela ainda que o trabalho foi ampliado com a conquista do mandato de vereador de Rio Branco, “porque agora eu tenho equipe e eu tenho mandato de vereador. O que fazia anteriormente, agora está sendo muito maior. Eu vou ser eleito independente da ajuda ou não. Agora, eu peço respeito às pessoas que já estão comigo e são também Sibá, porque da mesma forma eu respeito. Eu não vou tolerar esse tipo de atitude de ninguém. Estão que isso fique claro para toda equipe”.

No final do áudio, Ramos afirma que poderá usar a tribuna da Câmara de vereadores para denunciar seus companheiros de partido. “Cada pessoa que será tirada de mim, eu agora tenho plenário para poder falar a respeito disso e colocar um posicionamento nesse sentido. Sei que isso não é postura do Sibá. Sei que vem de parte de membros da equipe dele. Eu gostaria que isso fosse corrigido a partir de hoje”. Em tom arrogante, o vereador afirma que “não é tirar 100 votos de mim que vai deixar de ganhar minha eleição não, porque eu estou trabalhando para muito voto, não pouco não e agora com certeza em que pese 2016 foi da mesma forma, nós vamos estar repetindo esse trabalho e multiplicando por 10”, finaliza.

Propaganda

Destaque 2

Delegado mantém mistério sobre linha de investigação de estudante que continua desaparecida

Publicado

em

O Delegado da Delegacia de Homicídios, Rêmulo Diniz, informou nesta segunda-feira, 13, que as diligências que possam levar ao paradeiro da estudante Amanda Gomes, desaparecida desde a noite de domingo do último dia 5, continuam.Questionado sobre o andamento das investigações, ele informou que já tem uma linha traçada a seguir, mas não poderá dar maiores detalhes para não atrapalhar os rumos do processo.

“Por enquanto não poderemos divulgar maiores informações sobre o que já temos para não atrapalhar no andar das investigações. Quanto às buscas, nós fizemos diligências durante a semana em três pontos onde foram realizadas denúncias e nesta semana seguiremos procurando. Pedimos até o apoio da população para que nos ajude caso tenha informações relevantes que possam levar ao seu paradeiro viva ou morta”, disse o delegado.

Entenda o caso

Amanda Gomes, de 13 anos, desapareceu na noite de domingo (05) quando do saiu de casa na companhia dos amigos Isabelle Lima, 14 anos, e Vitor Hugo, de 18 anos, todos moradores do bairro Taquari, dizendo que iriam para a Expoacre. Na terça-feira (7), após denúncia anônima o corpo de Vitor Hugo foi encontrado, no Taquari com as mãos e os pés amarrados, morto a golpes de arma branca, jogado dentro de um poço. Já na quarta-feira (08), Isabelle Lima também foi encontrada morta por arma branca, jogada no meio de um matagal também no mesmo bairro.

Buscas foram realizadas pelas forças de segurança ainda na região por Amanda, mas a jovem não foi localizada. A família, observando a falta de comprometimento da polícia também passou a fazer buscas por conta, mas até a manhã desta segunda-feira (13), nenhuma novidade veio à tona.

Continuar lendo

Destaque 2

O Festival do Açaí de Feijó e a dança “proibida” para menores; assista o vídeo

Publicado

em

Durante três dias, Feijó realizou seu mais famoso evento, o Festival do Açaí. Durante a festa foi escolhida a Garota Açaí e várias bandas e cantores se apresentaram.

Uma imagem que circula nas redes sociais e no WhatsApp, entretanto, mostra um pouco da animação no palco. Enquanto o forró toca e o cantor anima as pessoas presentes, no palco um casal se apresenta ao público com uma dança pouco convencional, “proibida” para menores de 18 anos. Assista:

Continuar lendo

Destaque 2

Quinze presidiários fazem buraco na parede e fogem de presídio improvisado em Feijó

Publicado

em

A fuga de 15 presidiários foi registrada pelas autoridades de segurança neste domingo. Eles fizeram um buraco na parede do presídio que funciona de forma improvisada e fugiram da unidade prisional por volta de 01h30m. Dois foram capturados pela polícia e 13 permanecem foragidos. Há informação que seis dos 13 presos que não foram capturamos são de alta periculosidade.

Segundo informações de servidores do sistema prisional que não quiseram se identificar, o presídio há muito tempo vem sendo alvo de denúncias e criticado pela população, já que fica no centro da cidade e ocupou parte do quartel da Polícia Militar. O local não oferece segurança e estrutura adequada para funcionar como presídio.

Os servidores destacam que em caso de fuga, se o presidiário conseguir sair da cela, já sai do prédio que não tem nenhuma proteção ou vigilância. O único obstáculo que separa os presos da rua é um muro. O fato de o presídio funcionar junto com o quartel da PM estaria atrapalhando os trabalhos dos policiais e causando constrangimento aos militares.

Além de prender os criminosos, os policiais militares estariam sendo obrigados a conviver com a presença dos infratores. Recentemente, um caso de expulsão de um PM foi registrado por suposto envolvimento com presos que integram facções criminosas que protagonizam uma guerra pelo controle dos pontos de vendas de drogas nos 22 municípios acreanos.

Segue abaixo a relação dos que se encontram foragidos:

Jonas de Oliveira Ferreira – “Jonas do Pascoal”

Alexandre Tavares Leone

Antonio Araújo Firmino

José Francisco Lima da Silva

Elieuson Melo de Sousa

Junior Pereira da Silva

Rangel Ranny Ferreira de Souza

Salomão Santos de Albuquerque

Juan Lima Cordeiro

Ailton Aguiar do Nascimento

André Moura da Silva

Fábio Sousa e Sousa

Castro Sousa e Sousa

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.