Conecte-se agora

Diminuir o Espaço no Juruá

Publicado

em

O candidato ao governo, Marcus Alexandre (PT), que já está em Cruzeiro do Sul, onde cumpre agendas de contato com o povão e com lideranças políticas, montou uma estratégia calculada para a região. Todas as pesquisas até aqui realizadas mostram o candidato a governador, senador Gladson Cameli (PP), ganhando disparado em todos os redutos do Juruá. A meta do Marcus (foto) tudo indica é que, nos dois meses que ficará em Cruzeiro, ele tentará se tornar mais conhecido nos municípios da região para buscar reduzir a ampla vantagem de Cameli no Vale do Juruá. Foi cutucar a onça no seu território. Marcus sabe que é quase impossível vencer naquele colégio eleitoral, mas se conseguir encurtar a diferença do adversário já será um feito positivo de bom tamanho. Trabalha para perder de pouco no Juruá é ganhar bem em outros redutos, principalmente, na Capital e no Alto Acre, o que em tese, no mínimo, o jogaria num eventual segundo turno. É uma engenharia bem pensada.  Faz uma campanha de jogo de xadrez, onde as peças têm que ser mexidas com cuidado para não levar um xeque-mate. A campanha deste ano é para profissionais, quem optar pelo amadorismo já entrará perdendo.

ESPORTE DE LUTO
O esporte acreano está de luto com a morte do Dadão, o maior jogador de todos os tempos, no Acre. Um craque nos gramados e uma figura simples fora deles. Os pêsames à sua família.

UMA VANTAGEM
O deputado federal César Messias (PSB) terá todo seu partido trabalhando exclusivamente pela sua reeleição. E assim será a Perpétua Almeida, com todo o PCdoB, também, centrado só na sua campanha. Não deixa de ser dois bons trunfos para quem está numa chapa pesada.

ELEIÇÃO DE TELHADO DE VIDRO
Na eleição deste ano para governador do Acre, os candidatos ao governo não poderão usar como trunfo para pedir votos, as lideranças nacionais. Lula está preso, Temer responde a várias acusações de corrupções e o Aécio Neves virou réu. Acabou o mote de Lula lá e eu aqui.

DINHEIRO NÃO VAI FALTAR
PT e MDB serão os partidos, no Acre, que mais terão dinheiro para a campanha. São milhões de reais que virão do Fundo Partidário, que ganhou uma cota milionária. Os presidentes destes partidos não poderão nem alegar aos candidatos proporcionais, que o caixa está baixo.

QUAL O PROBLEMA?
Sendo as operações lícitas, qual o problema do pai do candidato ao governo, senador Gladson Cameli (PP), ter negócios com o governo do Amazonas? E o Coronel Ulisses Araújo (PSL) com o governo acreano e a PMRB? O debate não é este, mas o que poderão fazer pelo Acre. E ponto.

PAUTAS NEGATIVAS
A OCA funcionar em apenas um turno e essa agora de Delegacia de Polícia encerrar o expediente às 14 horas são pautas extremamente negativas para o governo, principalmente, num ano eleitoral. Isso deveria ser precedido por uma campanha de mídia dando as razões.

DEPOIS DO ARROMBAMENTO
Não se mexe em período de uma eleição, especialmente, no caso da disputa do governo, em pontos nevrálgicos do atendimento público, a não ser para melhorar, mas não para dificultar, como no caso da OCA e das Delegacias. O resultado é a avalanche de críticas da população.

NÃO VEJO OUTRA RAZÃO
Se é para reduzir os custos da máquina, politicamente, seria menos desgastante para o governo cortar cargos em comissão do que tomar medidas que impactam negativamente na opinião pública. A impressão que passa é que acham estar a oposição derrotada. É um erro!

MUITO PELO CONTRÁRIO
Ninguém ganhou a eleição. A cada medida de impacto popular negativa adotada pelo governo são mais descontentes que jogam no colo da oposição. Isso é um raciocínio primário lógico.

NINGUÉM ABAIXO DO TETO
Perguntei ontem a um vencedor de várias eleições e que conhece como poucos o cenário político do Acre, com quantos votos acha que um candidato pode se eleger na forte chapa de Federal da oposição. Resposta: “quem tiver menos de 15 mil votos é sério candidato á balsa”.

O VOTO É PESSOAL
Ninguém é mais importante numa eleição para governador do que o candidato. Numa eleição majoritária o eleitor vota pela empatia, pela simpatia, muito pouco pelo fato de pertencer a este ou àquele partido. Lula, Temer, Aécio, nada do que fizeram reflete no voto paroquial.

ISSO TEM PESO
O que o governo estadual fez ou deixou de fazer, isso sim tem algum peso porque estará na pauta central das discussões da campanha. O governo passará por uma espécie de plebiscito.

UMA VAGA
O MDB pode eleger dois deputados estaduais. Esta é a contabilidade do partido. Mas apenas uma vaga estará em disputa, porque a outra, dificilmente, não ficará com o ex-prefeito Vagner Sales. Eliane Sinhasique, Roberto Duarte e Meiri Serafim disputariam a segunda vaga do MDB.

AMIGA DO PEITO
A candidata a deputada estadual, Delegada Carla Brito (PSB), deverá ter uma mão amiga no ombro da prefeita Socorro Neri. Carla costuma, quando vem à capital, ser hóspede de Nery. O fato da Carla ter curso superior é bom, porque qualifica a política. A ALEAC ganharia com ela.

NADA MAIS NORMAL
A visita do candidato ao governo, Marcus Alexandre (PT), ao prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PP), é um fato comum e não muda a posição política de ambos. O candidato Gladson Cameli (PP) fez semana passada uma visita institucional à prefeita Socorro Nery (PSB).

NÃO É UMA GUERRA
Uma eleição não é uma guerra em que ganha quem furar o olho do outro. Numa disputa eleitoral existem adversários e não inimigos políticos. Fora deste contexto é porralouquice.

QUAL O PROBLEMA?
Pela primeira vez em décadas a chamada direita tem um candidato a Presidente da República competitivo, Jair Bolsonaro (PSL). Qual o problema? A esquerda e o centro não têm seus nomes? Vota no Bolsonaro quem quer, democracia se faz com todas as correntes políticas.

INSTITUIÇÕES FORTES
É tolice pensar que se o Jair Bolsonaro (PSL) se eleger para presidente pode fazer o que bem entender, nós temos instituições fortes, estamos numa democracia. A com a manutenção da atual legislação eleitoral nenhum presidente governa sem o compadrio com os deputados.

PRESSÃO FORTE
A apreciação do veto da prefeita Socorro Nery ao “Estatuto da Família” pelos vereadores está preocupando a mesa diretora. Vereadores da oposição querem proteção para não se repetir a cena do dia da aprovação do projeto, quando os vereadores receberam uma chuva de ovos.

NOME NOVO
É uma boa notícia. Quem estará disputando uma vaga de deputado estadual é o Despachante Tiago Machado, irmão do deputado Eber Machado (PDT), e pelo que conheço das suas relações não entrará no jogo só para fazer número. O irmão Eber sairá para deputado federal.

NÃO FOI OMISSO
O deputado federal Alan Rick (DEM) não entrará na disputa pela reeleição como um candidato omisso, basta pegar a sua agenda parlamentar cumprida até aqui, para se ter a visão de que não foi omisso. Inclusão dos médicos formados no exterior no “Mais Médico” do governo federal e a implantação de uma Faculdade de Medicina, em Cruzeiro do Sul, são conquistas suas.

VAGAS ABERTAS
Ney Amorim, Eber Machado, Chagas Romão (MDB), Jesus Sérgio (PDT) não disputarão a reeleição. Em tese são quatro vagas que estarão em aberto na ALEAC, na eleição deste ano.

RECLAMAÇÃO AMIGA
Candidatos do PT reclamam do esquema montado pelo governo na área de produção para alavancar a tentativa de reeleição do deputado Lourival Marques (PT). Reclamação amiga.

LEGISLAÇÃO EXCLUDENTE
A disputa eleitoral deste ano será desigual entre os candidatos a deputado estadual, deputado federal, senador e governador, por causa da legislação excludente do Fundo Partidário. Quem tiver um partido grande tem a garantia que não faltarão recursos para a campanha, sem falar no tempo de televisão. Os mais prejudicados serão os chamados “nanicos”, com pouco tempo na mídia e com pequena verba do Fundo Partidário. Falta com a verdade quem disser que será uma campanha franciscana, nunca os grandes partidos tiveram tanto dinheiro a dispor como agora para patrocinar os seus candidatos.

Propaganda

Blog do Crica

A verba da mídia e PM

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Rocha: “O governo vai passar por uma severa auditoria”

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Aberta a temporada de caça às bruxas no PT

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.