Conecte-se agora

Rede Globo irá transmitir final do Big Brother Brasil 18 por causa de Gleici Damasceno, favorita ao prêmio

Publicado

em

O Acre vai parar para assistir a grande final do Big Brother Brasil. A Rede Globo de Televisão decidiu transmitir ao vivo a final para o Acre devido o fuso horário ser diferente, com duas a menos, em relação ao horário de Brasília. A notícia foi dada pelo apresentador do reality, Thiago Leifert, logo após a saída da sister Paula na noite desta terça-feira (17).

A notícia deixou Gleici muito emocionada e os acreanos estão mobilizados em vários pontos da cidade para acompanhar o reality. Uma turma de amigos e fãs estará reunida no Ginásio Álvaro Dantas localizado, no bairro Aeroporto Velho. Lá, eles irão liberar acesso a internet para que a torcida possa votar à vontade pela acreana.

O mesmo acontece em vários bares e restaurantes da cidade, que também prometem internet de alta velocidade, e até a distribuição limitada de bebidas, caso a acreana ganhe o prêmio. Até uma das maiores instituições de ensino superior, Uninorte, onde a sister cursa Psicologia, irá transmitir a grande final na praça de alimentação da faculdade.

Gleici é tida como favorita ao prêmio de R$ 1,5 milhão. Ela ganhou o apelido de “fada” pelos seus fãs. O ex-BBB Ilmar Renato elogiou a acreana e utilizou a hashtag #GleiciCampeã em um post que foi parar nos treding topics mundiais com mais de 150 mil twittes. A torcida pela acreana é grande e vários famosos estão na torcida por Gleici. A transmissão ao vivo acontece logo após a novela das 19h (Deus Salve o Rei).

Propaganda

Destaque 6

Setor produtivo declara apoio a Ney Amorim para o Senado e José Adriano para federal

Publicado

em

Lideranças do setor produtivo, que inclui a Federação das Indústrias, da Agricultura e a Associação Comercial do Acre, manifestaram apoio à pré-candidatura de Ney Amorim rumo ao Senado Federal e à José Adriano para deputado federal, junto com o empresário João Albuquerque para 1º suplente de Ney Amorim.

O grande ato desta quinta-feira, 24, consolida o projeto de eleger, nestas Eleições, nomes que devem engrandecer o setor privado no estado, a partir de 2019.

Mesmo o deputado Ney Amorim, presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Acre e pré-candidato ao Senado pela Frente Popular, ter que se ausentar por conta da legislação do Tribunal Superior Eleitoral, ele transmitiu, por telefone, a sua felicidade e gratidão pelo apoio irrestrito de todas as lideranças da indústria e do comércio.

“Quero externar a minha mais profunda gratidão pelo apoio de cada um de vocês e dizer que nossa pré-candidatura ao Senado segue firme, mesmo eu tendo de me ausentar por força da lei eleitoral”, disse Ney Amorim.

De acordo com a legislação eleitoral, em caso de ausência do estado do governador e do vice, o presidente da Assembleia assume o Executivo. Mas como Ney é pré-candidato, ele perderia a oportunidade de ser candidato se assumisse a cadeira de governador. Por isso, também teve de se ausentar do estado.

Para o pré-candidato, o lançamento do nome de José Adriano para a Câmara dos Deputados é uma forma de representar o novo que o Acre precisa, reforçando as políticas de incentivo ao setor produtivo e a geração de emprego e renda.

“Sei da competência do Adriano e não me canso de repetir que o João [Albuquerque] também nos possibilitou construir parte de nossas propostas focada na geração de novos postos de trabalho. São de pessoas como o João e o Adriano que o Acre precisa”, frisou Ney Amorim.
Um dos maiores incentivadores para o crescimento do estado, tendo como alavanca o setor privado, o empresário João Albuquerque fez questão de citar no encontro que a sua pré-candidatura junto a Ney Amorim é um marco para o desenvolvimento do estado com políticas sérias que estimulem o crescimento de empresas privadas.

“Não tenho dúvidas que esses jovens, o Ney e o Adriano, têm os mesmos ideais que perseguimos, que é o de ver um Acre mais próspero e com uma economia crescente que possibilita mais emprego e independência econômica para sua população”, ressaltou João Albuquerque, demonstrando a imensa satisfação de contribuir para o projeto vencedor dessas candidaturas.

Continuar lendo

Destaque 6

Áudio de membro do Conselho Tarifário revela que reajuste da passagem foi decidido por 5 dos 12 conselheiros

Publicado

em

O presidente da Comissão de Serviço Público da Aleac, o deputado Eber Machado (PDT) apresentou na manhã desta quinta-feira (24) um áudio de um dos membros do Conselho Tarifário revelando que o valor do reajuste da passagem de ônibus em Rio Branco foi decidido por 5 dos 12 conselheiros.

Segunda o membro do conselho que denunciou, a suposta manobra teria acontecido com a anuência da RBTrans e Sindcol. Os cinco conselheiros que teriam decidido o valor de R$ 4,03 foi denominado câmara técnica, que elaborou a proposta e encaminhou para a RBTrans anunciar oficialmente.

Após apresentar o áudio da conselheira que denunciou que apenas cinco conselheiros teriam analisados as planilhas e teriam formulado o relatório sobre o aumento da passagem, sem o conhecimento dos demais membros, o deputado Eber Machado (PDT) propôs uma CPI das empresas de transporte coletivo.

“Ficou evidente que há irregularidades. Portanto, eu estarei apresentando o requerimento para instalação de uma CPI na Assembleia Legislativa para investigar a situação das empresas de transporte coletivo para averiguar todos os pontos nebulosos nesta questão do aumento da passagem”, diz Machado.

Ouça a íntegra do áudio do membro do Conselho Tarifário:

 

Continuar lendo

Destaque 6

Médico vai entrar na Justiça para obrigar PSDB a pagar por cavalo penhorado para quitar calote em Feijó

Publicado

em

Um cavalo, um médico e um “tucano” são os personagens de uma bizarra história ocorrida em Feijó por causa de um calote no aluguel da sede municipal do PSDB. A dívida é de 2014. Como o espaço não foi pago, a proprietária entrou na Justiça, que resolveu leiloar o animal de estimação, um cavalo da raça paint horse, do ex-presidente do partido no município, o médico Rosaldo Firmo Aguiar, o Doutor Baba. O personagem tucano é o presidente do PSDB no Acre, Manoel Pedro Souza Gomes (Correinha), que, até então, não tinha nada a ver com a esquisita história que teve capítulos iniciais há dois anos.

Na época, o presidente da sigla era o então candidato a governador, hoje pré-candidato a senador pelo MDB, o ex-deputado Márcio Bittar. “O presidente na época era o Márcio Bittar. Mas a dívida é do diretório estadual do PSDB. Fui candidato a deputado estadual, o Márcio a governador. Ele perdeu e não atendeu mais a ligação. O que aconteceu foi que essa dívida eu tive que pagar porque eu era o presidente do partido.
Eu quero que eles, o PSDB, me paguem a dívida ou comprem o cavalo para me devolver. Minha intenção não é denegrir a imagem de ninguém, até porque nem em política eu estou mais”, desabafa Doutor Baba.

O curioso é que ninguém apareceu no leilão da Justiça para comprar o cavalo. A proprietária do imóvel, então, resolveu levar o animal para casa. O Doutor Baba promete levar o caso à Justiça para tentar obrigar o PSDB a pagar a dívida ou adquirir seu cavalo de volta.

O presidente do PSDB no Acre, Manoel Pedro, afirma que desconhece a dívida e estanha o porquê de o médico não ter procurado a direção regional partido antes. Ele também não descarta a possibilidade de acionar o médico na Justiça por qualquer eventual dano à imagem do PSDB.

“Dívida da municipal tenho certeza que ele não pagou. Que ele acione na Justiça. Eu acho improvável que o partido esteja metido nessa questão. O partido desconhece essa dívida de Feijó. Nunca chegou essa dívida ao PSDB. Por que ele nunca procurou o partido? Por que somente agora?”

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.