Conecte-se agora

Jéssica é eleita vice-presidente de uma das comissões mais importantes da Câmara

Publicado

em

A deputada federal Jéssica Sales (MDB) foi eleita na manhã desta quarta-feira (18), em Brasília, como a 2ª Vice-Presidente da Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA), comissão temática, permanente da Câmara dos Deputados que tem como principal objetivo debater proposições que os parlamentares federais consideram importantes para o desenvolvimento das regiões brasileiras e integração do país.

“É uma comissão estratégica, colegiado importante para todos os estados, sobretudo para o Acre, região Norte e Amazônia por uma atuação de defesa dos interesses regionais principalmente na redução das desigualdades. Por ela, tramitam os projetos de interesses regionais relacionados ao desenvolvimento econômico e social. É mais uma oportunidade de ampliar os debates sobre projetos de interesse do nosso Estado”, destaca Jéssica Sales.

Segundo a parlamentar acreana, além da apreciação e votação de projetos, a Cindra é responsável pela realização de audiências públicas, seminários e visitas externas para debater e acompanhar ocorrências e situações de conflito, prestação de serviços por empresas públicas e privadas, demarcação e disputa de terras, exploração mineral, ocupações ilegais, assuntos indígenas e extrativistas, serviços de empresas de telefonia, empresas aéreas entre outros.

“O Acre marca presença no colegiado responsável pela formulação de políticas de desenvolvimento econômico e social, visando a integração de todos os estados da nação respeitando as diferenças regionais e proporcionando uma melhor qualidade de vida aos cidadãos, através de políticas públicas principalmente aos menos favorecidos, os quilombolas, os ribeirinhos os pescadores , os seringueiros pequenos produtores, os indígenas, os artesãos”, destaca Jéssica.

Atribuições da Cindra

Compete à Comissão a apreciação de matérias referentes aos seguintes campos temáticos ou áreas de atividade: integração regional e limites legais; valorização econômica; assuntos indígenas; caça, pesca, fauna e flora e sua regulamentação; exploração dos recursos minerais, vegetais e hídricos; turismo; desenvolvimento sustentável; desenvolvimento e integração da região amazônica; planos regionais de desenvolvimento econômico e social; incentivo regional da Amazônia; desenvolvimento e integração de regiões; planos regionais de desenvolvimento econômico e social; incentivos regionais; planos nacionais e regionais de ordenação do território e de organização político-administrativa; assuntos de interesse federal nos municípios, estados, Territórios e no Distrito Federal; sistema nacional de defesa civil; política de combate às calamidades; migrações internas.

 

 

Propaganda

Acre

Com farra de gols começa a XVI edição do campeonato da Imprensa

Publicado

em

A XVI edição do campeonato de futebol a Imprensa começou no domingo (21) no campi da AABB com seis equipes.

A competição, promovida e organizada pelo Sindicato dos Jornalistas, mobilizou mais uma vez os profissionais da comunicação tendo o futebol como justificativa.

Na abertura, a TV Gazeta goleou o Sistema Publico de Comunicação por 7 x 3. Os atuais campeões começaram impondo a única goleada rodada.


Na segunda partida aconteceu o jogo mais equilibrado. TV Acre x ATribuna/Pagina 20 fizeram o jogo mais acirrado. A TV Acre chegou a abrir 3 x1 no placar, mas o adversário teve forças para reagir e arrancar o empate, 3 x 3.

Fechando a rodada o Jornal Opinião venceu no sufoco a TV Rio Branco com um gol isolado do veterano atacante Palmiro.

A próxima rodada acontece no dia 4 de novembro devido a eleição presidencial que acontece no próximo dia 28/10.

Continuar lendo

Acre

Petecão reage com contrariedade à provável indicação de Minoru

Publicado

em

“Gostaria que um dos nossos guerreiros tivesse essa oportunidade”

O provável convite de Gladson Cameli, governador eleito do Acre, ao professor Minoru Kinpara, da Ufac, para o cargo de secretário de Educação, conforme noticia o ac24horas neste sábado, 20, gerou sinais de mal-estar em parte da frente política que apoiou o progressista ao governo nas eleições.

O senador reeleito Sérgio Petecão (PSD), umas das principais lideranças do grupo que passa a se tornar governista a partir de 2019, considera a escolha um equívoco e uma falta de sensibilidade com o projeto do grupo que ajudou Cameli a chegar ao governo.

Em uma publicação no Facebook e que repercute em grupos de WhatsApp, Petecão diz: “Vi agora pela imprensa a notícia de que o professor Minoru teria sido convidado a assumir a pasta da Educação, uma das Pastas mais importantes de um governo. Nada contra, confesso que gostaria mesmo era que um dos nossos guerreiros tivesse essa oportunidade, pois tenho certeza que temos pessoas tão competentes quanto ele. Só para uma reflexão”.

Minoru foi candidato ao Senado pela Rede Sustentabilidade e obteve 112.989 votos. Não conseguiu se eleger, mas conquistou simpatia de parte do eleitorado. Tanto é que a especulação em torno de seu nome para a Educação do Estado é bastante elogiada nas redes sociais.

Continuar lendo

Acre

PF no Acre deflagra operação no combate a atuação de facções

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou neste sábado, 20, a Operação Dolos, destinada a desarticular organizações criminosas que atuavam em doze estados da federação.

Ao total, estão sendo cumpridas 146 ordens judiciais expedidas pela Justiça Federal do Acre, dentre as quais, 53 mandados de prisões temporárias, 22 mandados de prisões preventivas e 71 mandados de busca e apreensões, algumas delas realizadas no interior de presídios acreanos.

A investigação foi conduzida pelo grupo de investigações sensíveis da PF no Acre, especializado no combate a organizações criminosas e ao tráfico de entorpecentes, e contou com apoio do BOPE/RJ e do BOPE/AC.


Em um período aproximado de dois anos, a Polícia Federal conseguiu identificar membros ligados a três organizações criminosas, dentre as quais o Comando Vermelho, de abrangência nacional e com forte poder de atuação nos presídios de todo o país.

Estima-se que a movimentação financeira realizada por essas organizações criminosas, somente no período da investigação, tenha sido superior a 9 milhões de reais, entre depósitos e retiradas de valores, oriundos principalmente do tráfico internacional de drogas.

O nome da Operação é inspirado no Deus Dolos e representa o engano, a fraude e a malícia. O nome buscou simbolizar o complexo sistema de lavagem de dinheiro operado pelas organizações criminosas investigadas, que possui uma rede de integrantes espalhada por todas as regiões do país.

Comunicação Social da Polícia Federal no Acre

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.