Conecte-se agora

Com candidatura de Joaquim Barbosa, PSB no Acre terá que acender vela para Deus e para o diabo

Publicado

em

Apesar de estar vivendo um dos melhores momentos de sua existência, o PSB no Acre terá em 2018, novamente, uma eleição complicada. No plano local é certo que vão de corpo e alma para a campanha de Marcus Alexandre (PT), mas no nacional a situação é bem diferente.

A divulgação da pesquisa Datafolha que mostra o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa com 10% das intenções de voto para o Planalto deixou animados os socialistas.

Com o resultado, é mais do que certo a consolidação da candidatura do ministro que julgou e condenou os principais envolvidos no primeiro escândalo de corrupção envolvendo o governo Lula, o mensalão. Condenado e preso, por denúncias da lava Jato que apontaram o recebimento de propina de empreiteiras, Lula é tido como carta fora do baralho na eleição deste ano.

Por sua condenação por um colegiado (TRF-4), o petista está inelegível, enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Mesmo com todos estes cenários ruins, o PT afirma não desistir da candidatura de Lula, que continua líder nas pesquisas, apesar da queda na comparação com o levantamento anterior. De 37% caiu para 31%.

Toda essa incerteza afeta os petistas acreanos, acostumados a sempre ter palanques presidenciais pomposos, seja com Lula ou Dilma. Agora há a chance de não ter nome algum para o Planalto.

Enquanto isso, o PSB ficará na delicada situação de puxar voto para Joaquim Barbosa e não desagradar aos companheiros petistas, enfraquecidos sem um candidato presidencial ou com sua principal estrela às voltas com a Justiça, ou, quem sabe, ainda cumprindo a pena em Curitiba. No Acre, contudo, os petistas têm a caneta capaz colocar na rua aliados incômodos.

Situação semelhante o PSB enfrentou em 2014. Os pesebistas tinham o palanque de Eduardo Campo para erguer no Acre, sendo substituído por Marina Silva, após a morte do ex-governador de Pernambuco numa acidente aéreo.

Como se diz no ditado popular, precisou acender uma vela para Deus e outra para o diabo; ou seja, não desagradar nem a um nem a outro. Para muitos, nessa disputa, o PSB local acabou fingindo fazer a campanha de Marina para prestar contas ao comitê nacional e não deixar os petistas acreanos enfurecidos.

Sem Lula, as chances de o PT no Acre pedir voto para o candidato do PSB são remotas, já que ele condenou muitos companheiros por crimes de corrupção. Já os socialistas não terão escolha e vão ter que ir às ruas pedir voto a Joaquim Barbosa – pelo menos, outra vez, fingir.

Propaganda

Destaque 7

Prefeitura de Brasiléia realiza manutenção em ramais para garantir programas governamentais

Publicado

em

Aproveitando a estiagem da chuva, a Prefeitura de Brasiléia através da Secretaria Municipal de Obras tem dado continuidade aos trabalhos de recuperação e manutenção dos ramais, limpeza de bueiros e manutenção de pontes do quilometro 13, 18 e 19.

Os trabalhos estão sendo aplicados principalmente nos pontos mais críticos, próximo aos rios, canais e pontes. A ação é realizada também como prevenção ao período chuvoso que se aproxima.

O Secretário de Obras, Carlinhos do Pelado, falou a respeito dos trabalhos realizados.

“Nós estamos com três equipes, uma em cada ramal, realizando os trabalhos necessários para beneficiar a comunidade. Entre ela a limpeza das laterais dos ramais que irão beneficiar os moradores com o programa Luz para Todos, limpeza de bueiros, manutenção de pontes entre outros. Dessa forma o trabalho continua tanto na área urbana quanto na rural”, explicou Carlinhos.

Esses ramais são importantes pela posição estratégica e para o escoamento da produção sendo a principal ligação com as comunidades da região.

Continuar lendo

Destaque 7

Videomaker do ac24horas mostra as pessoas que sobrevivem do trânsito de Rio Branco

Publicado

em

Limpador de parabrisa, malabarista, vendedor e locutor. O videomaker do ac24horas, Kennedy Santos, passou dias afinco em busca de retratar o trabalho informal de dezenas de pessoas que vivem do movimento do trânsito na capital do Acre. A maioria sobrevive com menos de um salário minimo e mesmo correndo atrás do sustento ainda são vitimas dos mais variados tipos de preconceito. Confira a reportagem sob um olhar diferenciado e humano.

Continuar lendo

Destaque 7

Reações em adolescentes pós-vacinação contra o HPV serão investigadas no Acre

Publicado

em

Nas ultimas semanas, várias adolescentes relataram aos pais reações anormais pós-vacinação contra o vírus HPV. A vacina é distribuída pelo poder público às garotas com idades entre 11 e 13 anos, como forma de prevenção. No Acre, uma garota chegou a ser internada após desmaios e perda dos controles motores do corpo.

O caso chamou a atenção as autoridades do setor de saúde, que já iniciaram a investigação das reações. Uma equipe do Comitê de Famacovigilância em Vacinas, de Manaus (AM), está no Acre para iniciar pesquisas sobre os problemas relatados pelas menores. Ao todo, 10 garotas tiveram problemas no Acre.

O coordenador de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), Maiséis Viana, confirma que há indícios de mais de 10 casos, mas oficialmente apenas 10 estão sendo investigados. Há inclusive casos de mortes pós-vacinação, mas a pasta alerta que não houve relação com a vacina.

“O que temos a dizer é que estamos iniciando uma investigação, e ela ainda leva um tempo, até porque são casos complexos que merecem ser estudados. É interesse nossos que fechemos esses casos e tenhamos um resultado. Na próxima semana o Ministério da Saúde vai estar enviando o relatório dessa visita”, explica.

O que pode acontecer com quem toma a vacina?

Segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), os eventos adversos mais comuns relacionados à vacina de HPV são dor, inchaço e vermelhidão no local da aplicação. Febre, mal estar e dor de cabeça também são reações relatadas por parte dos vacinados.

Podem ocorrer ainda desmaios nos primeiros 15 minutos após a vacinação. Segundo os especialistas, essas reações são benignas, sem gravidade e não deixam sequelas. Os desmaios não são reações específicas à vacina de HPV e que estão relacionados a fatores emocionais.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.