Conecte-se agora

Concursos abertos: 30 órgãos abrem inscrições para 2.600 vagas durante esta semana

Publicado

em

A segunda-feira chega com a abertura de inscrições em 30 novos concursos pelo país. As oportunidades são para todos os níveis de escolaridade em órgãos dos estados de Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Bahia, Piauí, Mato Grosso, Pará e Paraíba. São 2.600 vagas com salários que chegam a R$ 16.391,11.

Em destaque, os grandes certames da Polícia Civil do estado de Minas Gerais (PC-MG), da Polícia Civil do estado de São Paulo (PC-SP), da Prefeitura Municipal de Maringá-PR, da Secretaria de Educação do estado da Bahia (SEC-BA), da Polícia Civil do estado do Piauí (PC-PI) e da Universidade Federal de Lavras-MG (Ufla). Veja:

Polícia Civil-MG
São 76 vagas na função de Delegado de Polícia Substituto, cargo que tem salário inicial de R$ 11.475,57. Os candidatos devem ter bacharelado em Direito e idade mínima de 18 anos.

As inscrições vão até 15 de maio, pelo site da Fumarc – www.fumarc.com.br/concursos – com taxa de R$ 212,00. Os candidatos passarão por prova objetiva prevista para 17 de junho, com questões de Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direitos Humanos, Medicina Legal e Noções de Criminologia. Haverá ainda avaliações por meio de prova dissertativa, prova oral, avaliação psicológica, exames biomédicos e biofísicos, provas de títulos e investigação social.

Polícia Civil-SP
A oferta é de 1.400 vagas para Escrivão de Polícia e Investigador de Polícia. Os cargos exigem escolaridade superior em qualquer área de conhecimento, carteira de habilitação de categoria mínima ‘B’ e idade mínima de 18 anos, com remunerações de R$ 3.743,98 para ambos os cargos.

As inscrições abrem nesta segunda e vão até o dia 15 de maio, no site da Vunesp – www.vunesp.com.br – com taxa de R$ 84,81. A prova preambular está prevista para 10 de junho, com questões de Língua Portuguesa, Noções de Direito, Noções de Informática, Noções de Criminologia, Noções de Lógica e Atualidades e será aplicadas nas cidades de Araçatuba, Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo (Capital e Grande São Paulo), Piracicaba e Sorocaba. Serão aplicadas ainda prova escrita, investigação social, prova oral e prova de títulos – Saiba mais.

Prefeitura de Maringá-PR
Dois editais somam 152 vagas para candidatos de todos os níveis de formação, com salários entre R$ 1.207,21 e R$ 12.575,59. As vagas estão nas funções de Agente Administrativo, Analista Programador, Assistente Social, Atendente de Odontologia, Contador, Engenheiro Civil, Auditor de Controle Interno, Auditor em Saúde – Odontologia, Auxiliar de Farmácia, Auxiliar de Laboratório em Análise Clínicas, Auxiliar Operacional, Bibliotecário, Biólogo, Cuidador de Idosos, Cuidador de Saúde, Cuidador Infantil, Economista, Educador Infantil, Eletricista de Manutenção, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Ambiental, Farmacêutico, Farmacêutico Bioquímico, Fisioterapeuta, Geólogo, Instrutor de Artes, Médico Auditor, Médico Clínico Geral, Médico Ginecologista/ Obstetra, Médico do Trabalho, Médico Pediatra, Médico Veterinário, Motorista, Odontólogo, Professor, Professor de Artes, Professor de Educação Física, Professor de Língua Inglesa, Professor de Educação Especial – Apoio em Contraturno Escolar, Professor de Educação Especial – Apoio em sala de aula, Psicólogo, Técnico de Enfermagem, Técnico de Higiene Bucal, Técnico de Laboratório em Análises Clínicas, Técnico de Meio Ambiente, Técnico de Desenho da Construção Civil, Técnico de Geomensura, Terapeuta Ocupacional, Agente Ambiental, Agente Comunitário de Saúde, Assistente Social, Atendente de Consultório Dentário, Enfermeiro, Fisioterapeuta, Médico ESF, Odontólogo, Professor de Educação Física, Psicólogo, Técnico de Higiene Dental e Terapeuta Ocupacional.

As inscrições acontecem até 11 de maio, pelo site da Fauel – www.fauel.org.br – com taxas que variam entre R$ 25,00 e R$ 160,00. As provas objetivas acontecem em 10 de junho, com questões de Língua Portuguesa, Matemática, Informática e Conhecimentos Específicos. Outras fases de seleção envolvem prova prática para Eletricista de Manutenção e Motorista; prova de aptidão física para Auxiliar Operacional, Cuidador de Idosos, Cuidador de Saúde e Cuidador Infantil; e prova de títulos para os cargos de nível superior. Saiba mais.

SEC-BA
São 130 novas vagas para Professores da Educação Profissional pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). As contratações terão o prazo de 24 meses, com possibilidade de prorrogação, e as remunerações serão de R$ 3.209,53. As vagas estão nos cursos de Técnico em Artes Visuais, Técnico em Dança, Técnico em Produção de Áudio e Vídeo, Técnico em Instrumento Musical, Técnico em Teatro, Técnico em Multimídia, Técnico em Paisagismo, Técnico em Figurino Cênico, Técnico em Processos Fotográfico e outras áreas, nos municípios de Irecê, Bom Jesus da Lapa, Seabra, Ilhéus, Itabuna, Gandu, Teixeira de Freitas, Juazeiro, Brumado, Guanambi, Ruy Barbosa, Itaberaba, Euclides da Cunha, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Ipiaú, Jequié, Santa Maria da Vitória, Senhor do Bonfim, Candeias, Lauro de Freitas, Salvador, itaitê, Conceição do Coité, Wagner, Itaberaba, Barra do Choça e Conceição do Almeida.

As inscrições encerram em 23 de abril, sem cobrança de taxa, pelo site do governo – selecao.ba.gov.br. Os candidatos serão avaliados por meio de análise curricular, que terá resultado divulgado em 32 de abril – Saiba mais.

Polícia Civil-PI
Três editais têm abertura de 350 vagas para candidatos de nível superior, com salários entre R$ 5.736,88 e R$ 16.391,11. As vagas são para as funções de Delegado de Polícia de 3ª Classe, Agente Policial, Perito Médico Legista, Patologia, Psiquiatria e Perito Criminal nas áreas de Biologia, Contabilidade, Engenharia Agronômica, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Florestal, Engenharia Mecânica, Farmácia, Física, Informática, Medicina Veterinária e Química.

Pelo site da Nucepe Uespi – nucepe.uespi.br – as inscrições vão até 15 de maio, com taxas entre R$ 150,00 e R$ 200,00. A prova objetiva acontece em 10 de junho para Delegado e Agente e em 1º de julho para Perito, com questões de Língua Portuguesa, Noções de Informática, Noções de Lógica, Conhecimentos Gerais, Conhecimentos Específicos, Noções de Direito, Noções de Legislação Especial, Legislação Estadual, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil e Empresarial, Direito Tributário, Legislação Especial e suas alterações, Legislação Estadual, Direitos Humanos, Criminologia e Medicina Legal, variando de acordo com o cargo. Estão previstos ainda prova escrita dissertativa, para todos; exame de saúde, para todos; teste de aptidão física, para Delegado e Agente; exame psicológico, para Delegado e Agente; investigação social, para todos; e avaliação de títulos, para Delegado. Veja os editais.

Ufla-MG
Candidatos de escolaridades média, técnica e superior podem se inscrever para disputar cargos de Técnico de Laboratório/ Análises Clínicas, Técnico de Laboratório/ Anatomia Humana, Administrador, Analista de Tecnologia da Informação, Bibliotecário/ Documentalista, Enfermeiro, Farmacêutico Bioquímico, Médico/ Cirurgia Geral, Médico/ Urologia, Nutricionista e Técnico em Assuntos Educacionais. Os salários variam entre R$ 2.446,96 e R$ 4.180,66, mais vale-alimentação de R$ 458,00 e outros benefícios.

Com taxas entre R$ 70,00 e R$ 115,00, as inscrições acontecem até 3 de maio, no site www.prgdp.ufla.br. As provas objetivas estão previstas para 10 de junho, com questões de Língua Portuguesa, Matemática, Legislação e Conhecimentos Específicos – Saiba mais.

Outros
Começam ainda a inscrever nesta segunda os concursos e seleções da Secretaria de Cidades de Mato Grosso, da Câmara de Santarém Novo-PA, da Prefeitura de General Carneiro-PR, da Prefeitura de Tijucas do Sul-PR, da Diretoria de Ensino da Região de Sertãozinho-SP, da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), da Prefeitura de Juara-MT, da Prefeitura de Nova Serrana-MG, da Prefeitura de Santa Lúcia-PR, da Prefeitura de Armazém-SC, do Conselho Regional de Farmácia de Santa Catarina (CRF SC), do IAMSPE de São Paulo, da Prefeitura de Curiúva-PR, da Prefeitura de Cachoeira da Prata-MG, da Prefeitura de Senador Modestino Gonçalves-MG, da Prefeitura de Juara-MT, do Instituto de Previdência de Cariacica-ES e do Hospital de Clínicas de Ribeirão Preto-SP.

Veja a lista completa:

Fonte: Ache Concursos.

Propaganda

Destaque 2

Juíza decide que provas apresentadas por Bruno Borges não são válidas em processo

Publicado

em

A juíza Thaís Khalil, da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco, movimentou mais uma vez o polêmico processo em que o ex-amigo do estudante Bruno Borges, Marcio Gaiote, tenta na justiça obter porcentagem das vendas dos 14 livros batizados de “Projeto Enzo”, iniciativa que provocou comoção nacional após o sumiço por 4 meses em 2017 e reaparecimento misterioso de Bruno, batizado pela grande mídia de “O Menino do Acre”.

Ao analisar o caso, a magistrada decidiu que os comprovantes apresentados pela Defesa de Bruno Borges não são válidos como provas. “Em verdade, a verificação e constatação se as contas apresentadas preenchem os requisitos legais, poderá ser analisada por expert, caso o Juízo entenda necessário, como, aliás, o autor postulou, pois as contas devem ser apresentadas com lançamentos em ordem cronológica, créditos e débitos, acompanhada da respectiva individuação e clareza, com seus respectivos históricos e comprovantes. Todavia, já é possível constatar que as planilhas apresentadas não estão adequadas à previsão legal, não se fazendo necessário a perícia requerida pela parte”, pontua Khalil.

A juíza argumenta que Bruno, no prazo legal, não prestou as contas devidas de forma satisfatória, pois como determinado em decisão anterior, deveria ter demonstrado a regularidade da prestação das contas, na forma mercantil. Além disso, não demonstrou, por documentos claros, a comprovação das receitas e despesas relativas ao período. Ela ainda dá prazo de 15 dias para que as partes, tanto Bruno quanto o Márcio, se manifestem no processo.

O “menino do Acre”, Bruno Borges, foi processado pelo então amigo por não ter dividido o dinheiro que supostamente teria recebido com a venda dos livros por ele assinados. Márcio Gaiote é um dos beneficiários das vendas dos livros, de acordo com um contrato assinado antes do sumiço de Bruno. Pelas normas do contrato assinado por ambos, Gaiote receberia 4% do lucro bruto das vendas, tudo depositado em conta bancária, após prestação de contas mensal. Mas isso nunca aconteceu, e, claro, Márcio não perdeu tempo e foi à Justiça. Bruno alega que o livro não teve lucro, pois todos os custos foram bancadas por sua família.

Os advogados de Márcio pediram à 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco, que as contas das editoras Saraiva e Arte e Vida tenham os valores devidos bloqueados pelo Banco Central, garantindo assim que o cúmplice de Bruno Borges possa receber o que lhe é de direito. Apenas no primeiro mês de vendas, o “menino do Acre” pode ter lucrado mais de R$ 420 mil. O processo ainda não tem sentença definitiva e decisão deve ser proferida nos próximos meses.

Continuar lendo

Destaque 2

Em Reunião com Onyx Lorenzoni, Alan Rick destaca importância de médicos brasileiros formados no exterior serem incluídos no Mais Médicos

Publicado

em

O deputado federal reeleito Alan Rick (DEM), esteve reunido nesta quarta-feira, 12, com o Ministro Extraordinário e futuro Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, na sede do Governo de Transição em Brasília, para tratar da inclusão dos médicos brasileiros formados no exterior no Programa Mais Médicos. Alan Rick estava acompanhado de médicos intercambistas que buscam inclusão no programa do Governo Federal. Mesmo com agenda lotada, Lorenzoni arrumou tempo para ouvir um pouco do que esses médicos têm a dizer.

“Sabemos que a solução para a crise gerada pela saída dos médicos cubanos pode ser resolvida aqui mesmo, com os próprios brasileiros, com todo o dinheiro sendo mantido dentro do nosso país! Com esses médicos não há tempo ruim. Os brasileiros formados no exterior estão ansiosos para trabalhar e topam trabalhar nos rincões mais distantes e carentes do país. Nesse sentido, é importante que eles também tenham voz ativa com o governo que está por vir”, disse o deputado acreano.

Alan Rick ressalta que uma das prioridades de sua ação parlamentar é garantir que todos os brasileiros formados no exterior tenham oportunidade de trabalhar e seguir seus sonhos.

“Sei que os diplomas de muitos destes profissionais foram conquistados à duras penas.A saúde pede socorro e eles são a solução, por isso, conversar com o ministro Lorenzoni, de quem sou amigo, tem sido importante para que busquemos soluções legais para sua inclusão no Mais Médicos”, disse.

Conhecido nacionalmente por sua defesa dos médicos brasileiros formados no exterior, Alan Rick foi o autor da emenda que possibilitou a participação deles no Mais Médicos. Com isso, cerca de 4 mil médicos brasileiros oriundos de vários países trabalham no programa atualmente e destes, cerca de 400 são acreanos.

Continuar lendo

Destaque 2

Copom mantém Selic em 6,5% ao ano pela sexta vez seguida

Publicado

em

Pela sexta vez seguida, o Banco Central (BC) não alterou os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) manteve a taxa Selic em 6,5% ao ano, na última reunião do órgão do ano. A decisão era esperada pelos analistas financeiros.

Com a decisão de hoje, a Selic continua no menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, em 1986. De outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi mantida em 7,25% ao ano e passou a ser reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015. Em outubro de 2016, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia até que a taxa chegasse a 6,5% ao ano em março de 2018.

Em comunicado, o Copom informou que aumentou o risco de a ociosidade da economia brasileira manter a inflação em níveis baixos e que diminuiu o risco da não aprovação de reformas estruturais. Segundo a nota, o cenário internacional continua desafiador para os países emergentes, com a possibilidade de alta de juros em países avançados e de agravamento de tensões comerciais.

Em maio, o BC interrompeu a sequência de quedas da Selic e manteve a taxa em 6,5% ao ano, numa decisão que surpreendeu o mercado financeiro. Na ocasião, o BC alegou que a instabilidade internacional, que se manifestou na valorização do dólar nos últimos meses, influenciou a decisão.

A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA acumula 4,05% nos 12 meses terminados em novembro, abaixo do centro da meta de inflação, que é de 4,5%. Apenas em novembro, o índice ficou negativo em 0,21%, a menor taxa para o mês desde 1994.

Até 2016, o Conselho Monetário Nacional (CMN) estabelecia meta de inflação de 4,5%, com margem de tolerância de 2 pontos, podendo chegar a 6,5%. Para 2017 e 2018, o CMN reduziu a margem de tolerância para 1,5 ponto percentual. A inflação, portanto, não poderá superar 6% neste ano nem ficar abaixo de 3%.

Inflação
No Relatório de Inflação divulgado no fim de setembro pelo Banco Central, a autoridade monetária estima que o IPCA encerrará 2018 em 4,4%. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo BC, a inflação oficial deverá fechar o ano em 3,71%.

Do fim de 2016 ao final de 2017, a inflação começou a diminuir por causa da recessão econômica, da queda do dólar e da supersafra de alimentos. Os índices haviam voltado a cair no início deste ano, afetados pela demora na recuperação da economia, mas voltaram a subir depois da greve dos caminhoneiros, que durou 11 dias e provocou desabastecimento de alguns produtos no mercado, e por causa da alta do dólar nos últimos meses.

Crédito mais barato
A redução da taxa Selic estimula a economia porque juros menores barateiam o crédito e incentivam a produção e o consumo em um cenário de baixa atividade econômica. No último Relatório de Inflação, o BC projetava expansão da economia de 1,4% para 2018, estimativa revista para baixo ao longo do ano. Segundo o boletim Focus, os analistas econômicos projetam crescimento de 1,3% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos pelo país) em 2018.

A taxa básica de juros é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve de referência para as demais taxas de juros da economia. Ao reajustá-la para cima, o Banco Central segura o excesso de demanda que pressiona os preços, porque juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Ao reduzir os juros básicos, o Copom barateia o crédito e incentiva a produção e o consumo, mas enfraquece o controle da inflação. Para cortar a Selic, a autoridade monetária precisa estar segura de que os preços estão sob controle e não correm risco de subir.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.