Conecte-se agora

Concursos abertos: 30 órgãos abrem inscrições para 2.600 vagas durante esta semana

Publicado

em

A segunda-feira chega com a abertura de inscrições em 30 novos concursos pelo país. As oportunidades são para todos os níveis de escolaridade em órgãos dos estados de Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Bahia, Piauí, Mato Grosso, Pará e Paraíba. São 2.600 vagas com salários que chegam a R$ 16.391,11.

Em destaque, os grandes certames da Polícia Civil do estado de Minas Gerais (PC-MG), da Polícia Civil do estado de São Paulo (PC-SP), da Prefeitura Municipal de Maringá-PR, da Secretaria de Educação do estado da Bahia (SEC-BA), da Polícia Civil do estado do Piauí (PC-PI) e da Universidade Federal de Lavras-MG (Ufla). Veja:

Polícia Civil-MG
São 76 vagas na função de Delegado de Polícia Substituto, cargo que tem salário inicial de R$ 11.475,57. Os candidatos devem ter bacharelado em Direito e idade mínima de 18 anos.

As inscrições vão até 15 de maio, pelo site da Fumarc – www.fumarc.com.br/concursos – com taxa de R$ 212,00. Os candidatos passarão por prova objetiva prevista para 17 de junho, com questões de Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direitos Humanos, Medicina Legal e Noções de Criminologia. Haverá ainda avaliações por meio de prova dissertativa, prova oral, avaliação psicológica, exames biomédicos e biofísicos, provas de títulos e investigação social.

Polícia Civil-SP
A oferta é de 1.400 vagas para Escrivão de Polícia e Investigador de Polícia. Os cargos exigem escolaridade superior em qualquer área de conhecimento, carteira de habilitação de categoria mínima ‘B’ e idade mínima de 18 anos, com remunerações de R$ 3.743,98 para ambos os cargos.

As inscrições abrem nesta segunda e vão até o dia 15 de maio, no site da Vunesp – www.vunesp.com.br – com taxa de R$ 84,81. A prova preambular está prevista para 10 de junho, com questões de Língua Portuguesa, Noções de Direito, Noções de Informática, Noções de Criminologia, Noções de Lógica e Atualidades e será aplicadas nas cidades de Araçatuba, Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo (Capital e Grande São Paulo), Piracicaba e Sorocaba. Serão aplicadas ainda prova escrita, investigação social, prova oral e prova de títulos – Saiba mais.

Prefeitura de Maringá-PR
Dois editais somam 152 vagas para candidatos de todos os níveis de formação, com salários entre R$ 1.207,21 e R$ 12.575,59. As vagas estão nas funções de Agente Administrativo, Analista Programador, Assistente Social, Atendente de Odontologia, Contador, Engenheiro Civil, Auditor de Controle Interno, Auditor em Saúde – Odontologia, Auxiliar de Farmácia, Auxiliar de Laboratório em Análise Clínicas, Auxiliar Operacional, Bibliotecário, Biólogo, Cuidador de Idosos, Cuidador de Saúde, Cuidador Infantil, Economista, Educador Infantil, Eletricista de Manutenção, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Ambiental, Farmacêutico, Farmacêutico Bioquímico, Fisioterapeuta, Geólogo, Instrutor de Artes, Médico Auditor, Médico Clínico Geral, Médico Ginecologista/ Obstetra, Médico do Trabalho, Médico Pediatra, Médico Veterinário, Motorista, Odontólogo, Professor, Professor de Artes, Professor de Educação Física, Professor de Língua Inglesa, Professor de Educação Especial – Apoio em Contraturno Escolar, Professor de Educação Especial – Apoio em sala de aula, Psicólogo, Técnico de Enfermagem, Técnico de Higiene Bucal, Técnico de Laboratório em Análises Clínicas, Técnico de Meio Ambiente, Técnico de Desenho da Construção Civil, Técnico de Geomensura, Terapeuta Ocupacional, Agente Ambiental, Agente Comunitário de Saúde, Assistente Social, Atendente de Consultório Dentário, Enfermeiro, Fisioterapeuta, Médico ESF, Odontólogo, Professor de Educação Física, Psicólogo, Técnico de Higiene Dental e Terapeuta Ocupacional.

As inscrições acontecem até 11 de maio, pelo site da Fauel – www.fauel.org.br – com taxas que variam entre R$ 25,00 e R$ 160,00. As provas objetivas acontecem em 10 de junho, com questões de Língua Portuguesa, Matemática, Informática e Conhecimentos Específicos. Outras fases de seleção envolvem prova prática para Eletricista de Manutenção e Motorista; prova de aptidão física para Auxiliar Operacional, Cuidador de Idosos, Cuidador de Saúde e Cuidador Infantil; e prova de títulos para os cargos de nível superior. Saiba mais.

SEC-BA
São 130 novas vagas para Professores da Educação Profissional pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). As contratações terão o prazo de 24 meses, com possibilidade de prorrogação, e as remunerações serão de R$ 3.209,53. As vagas estão nos cursos de Técnico em Artes Visuais, Técnico em Dança, Técnico em Produção de Áudio e Vídeo, Técnico em Instrumento Musical, Técnico em Teatro, Técnico em Multimídia, Técnico em Paisagismo, Técnico em Figurino Cênico, Técnico em Processos Fotográfico e outras áreas, nos municípios de Irecê, Bom Jesus da Lapa, Seabra, Ilhéus, Itabuna, Gandu, Teixeira de Freitas, Juazeiro, Brumado, Guanambi, Ruy Barbosa, Itaberaba, Euclides da Cunha, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Ipiaú, Jequié, Santa Maria da Vitória, Senhor do Bonfim, Candeias, Lauro de Freitas, Salvador, itaitê, Conceição do Coité, Wagner, Itaberaba, Barra do Choça e Conceição do Almeida.

As inscrições encerram em 23 de abril, sem cobrança de taxa, pelo site do governo – selecao.ba.gov.br. Os candidatos serão avaliados por meio de análise curricular, que terá resultado divulgado em 32 de abril – Saiba mais.

Polícia Civil-PI
Três editais têm abertura de 350 vagas para candidatos de nível superior, com salários entre R$ 5.736,88 e R$ 16.391,11. As vagas são para as funções de Delegado de Polícia de 3ª Classe, Agente Policial, Perito Médico Legista, Patologia, Psiquiatria e Perito Criminal nas áreas de Biologia, Contabilidade, Engenharia Agronômica, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Florestal, Engenharia Mecânica, Farmácia, Física, Informática, Medicina Veterinária e Química.

Pelo site da Nucepe Uespi – nucepe.uespi.br – as inscrições vão até 15 de maio, com taxas entre R$ 150,00 e R$ 200,00. A prova objetiva acontece em 10 de junho para Delegado e Agente e em 1º de julho para Perito, com questões de Língua Portuguesa, Noções de Informática, Noções de Lógica, Conhecimentos Gerais, Conhecimentos Específicos, Noções de Direito, Noções de Legislação Especial, Legislação Estadual, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil e Empresarial, Direito Tributário, Legislação Especial e suas alterações, Legislação Estadual, Direitos Humanos, Criminologia e Medicina Legal, variando de acordo com o cargo. Estão previstos ainda prova escrita dissertativa, para todos; exame de saúde, para todos; teste de aptidão física, para Delegado e Agente; exame psicológico, para Delegado e Agente; investigação social, para todos; e avaliação de títulos, para Delegado. Veja os editais.

Ufla-MG
Candidatos de escolaridades média, técnica e superior podem se inscrever para disputar cargos de Técnico de Laboratório/ Análises Clínicas, Técnico de Laboratório/ Anatomia Humana, Administrador, Analista de Tecnologia da Informação, Bibliotecário/ Documentalista, Enfermeiro, Farmacêutico Bioquímico, Médico/ Cirurgia Geral, Médico/ Urologia, Nutricionista e Técnico em Assuntos Educacionais. Os salários variam entre R$ 2.446,96 e R$ 4.180,66, mais vale-alimentação de R$ 458,00 e outros benefícios.

Com taxas entre R$ 70,00 e R$ 115,00, as inscrições acontecem até 3 de maio, no site www.prgdp.ufla.br. As provas objetivas estão previstas para 10 de junho, com questões de Língua Portuguesa, Matemática, Legislação e Conhecimentos Específicos – Saiba mais.

Outros
Começam ainda a inscrever nesta segunda os concursos e seleções da Secretaria de Cidades de Mato Grosso, da Câmara de Santarém Novo-PA, da Prefeitura de General Carneiro-PR, da Prefeitura de Tijucas do Sul-PR, da Diretoria de Ensino da Região de Sertãozinho-SP, da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), da Prefeitura de Juara-MT, da Prefeitura de Nova Serrana-MG, da Prefeitura de Santa Lúcia-PR, da Prefeitura de Armazém-SC, do Conselho Regional de Farmácia de Santa Catarina (CRF SC), do IAMSPE de São Paulo, da Prefeitura de Curiúva-PR, da Prefeitura de Cachoeira da Prata-MG, da Prefeitura de Senador Modestino Gonçalves-MG, da Prefeitura de Juara-MT, do Instituto de Previdência de Cariacica-ES e do Hospital de Clínicas de Ribeirão Preto-SP.

Veja a lista completa:

Fonte: Ache Concursos.

Propaganda

Destaque 2

Após ser exonerado, Rogério Wenceslau diz que foi enganado e que governo de Gladson “é fraco, confuso e sem rumo”

Publicado

em

O jornalista Rogério Wenceslau, que neste final de semana deixou de ser o Porta-Voz do governo de Gladson Cameli, usou as suas redes sociais para justificar sua saída do primeiro escalão do Estado. O comunicador afirmou que entrou no governo por mérito próprio e sem indicação de partido político. “Eu entrei nesse governo por mérito próprio, não por indicação de partido nem de político algum, (eu nem estou filiado a partido). O que me levou para o governo foi o meu sucesso profissional como jornalista, não devo nada a ninguém, a não ser satisfações ao contribuinte”, disse.

Ainda em seu texto, Wenceslau revelou que nunca foi “porta-voz” do governo. “Esse cargo não existe na estrutura do governo. Me prometeram esse cargo, me enganaram. Depois me prometeram uma assessoria especial, me enganaram de novo. Depois me ofereceram uma diretoria, aí eu aceitei porque senão eu ia terminar sem nada”, lamentou o jornalista, afirmando ainda que se submeteu a “humilhação” porque já tinha pedido demissão do emprego na Tv Gazeta. “Tenho família para sustentar, e também porque o governador me garantiu que ia corrigir isso, o que não fez, é claro”, disse.

Rogério afirmou que trabalhou quase um mês sem receber nada, e no mês que já estava nomeado, o salário que recebido foi como “diretor”, metade do valor que prometeram quando foi convidado para compor o governo como “porta-voz”. “Da parte do governo para comigo foi uma fraude em todos os sentidos. Mesmo assim, de minha parte, cumpri com minha obrigação, e o fiz com zelo e dedicação, como tudo que faço. Quem quiser confirmar pergunte aos repórteres com quem eu conversava todos os dias”, revelou.

“Apesar de estar no alto escalão do governo, não concordava com os erros e trapalhadas que a sociedade está assistindo, atônita, desde o início. Bati de frente com aqueles de dentro do governo que tem interesses particulares e tentam manobrar as coisas em benefício próprio. Também bati de frente com os de fora, que também tem interesses escusos, e tentam barganhar através de chantagem. Isso fez de mim uma ameaça ambulante para muitos, e desagradou o governador, por isso ele me exonerou”, disse o jornalista.

Demonstrando mágoa, Wenceslau acusou o governo de Gladson Cameli de ser “fraco, confuso e sem rumo que ainda não mostrou a que veio, e se continuar assim vai ser um fracasso completo”.

“Este governo está cheio de incoerência, deslealdade entre os que o compõe, e principalmente, está cheio de gente despreparada para os cargos que ocupam. O resultado é que as coisas no Acre, no que depende do governo, atualmente estão piorando ao invés de melhorar, alguém duvida?”, questionou o jornalista.

“Tudo que diz respeito ao governo é do interesse público, e qualquer um de seus servidores tem a obrigação legal e o dever moral de defender as práticas republicanas. Falando em nome do governo jamais iria compactuar com qualquer coisa que minha consciência desaprovasse. Sempre agi pensando no interesse coletivo, paguei o preço. Saio limpo e de cabeça erguida, como em todos os desafios que enfrentei até hoje. Lamento que este governo tenha começado no rastro do que o antecedeu, fingindo, enganando e maltratando a população. Eu sou prova viva disso! Não falo só por mim, observem tudo o que está acontecendo e vão me dar razão. Uma coisa que começa errada não tem como terminar certa, e isso nada tem a ver com “ainda está no começo”, só um tolo não enxerga!”, explanou.

O ex-apresentador da TV Gazeta diz ainda que “vão dizer que eu só falo isso agora porque fui exonerado. Mais é o contrário, eu só fui exonerado porque essa sempre foi minha opinião, e não vai mudar por causa de salário, cargo, ou para agradar o governador ou quem quer que seja”.

“Por último, antes de decidirem por me exonerar, me ofereceram uma SEC 7, para eu deixar de ser o “porta-voz” e ficar quieto, parar de incomoda-los, ou constrange- los. Eu fiquei com vergonha alheia nessa ocasião. Eles realmente não me conhecem… Graças a Deus fui exonerado, para mim a benção, nesse caso, foi ter saído, ao invés te ter ficado. Se tiver mais algum destemido como eu, que zela pelo nome e a reputação que tem, vai pedir para sair ou dar um jeito de ser exonerado, porque o ambiente é caótico e moralmente insalubre. Eu não preciso disso para viver! Enquanto lá estive fui muito boicotado, e ajudado também por alguns, poucos, a quem sou grato. No governo incomodei muita gente sem escrúpulos, aqui fora, como jornalista, vou incomodar muito mais”, finalizou.

Continuar lendo

Destaque 2

Gladson luta por dinheiro do Fundo de Exportação para o Acre

Publicado

em

O governador Gladson Cameli participou  na manhã desta quarta-feira (13), em Brasília, de uma reunião no Tribunal de Contas da União com o ministro Aroldo Cedraz, para discutir a liberação do Auxílio Financeiro de Fomento das Exportações (FEX). Na pauta também estava a Lei Kandir.

Além de Cameli  também participaram do encontro os governadores do Pará (Helder Barbalho), Piauí (Wellington Dias), Mauro Mendes (MT) e Amapá (Waldez Goes). O grupo dos cinco governadores representa todos os estados que recebem o FEX.

Em fevereiro deste ano, o TCU se posicionou que o Governo Federal não teria mais nenhum tipo de obrigação em repassar o auxílio financeiro, via FEX, aos Estados e Municípios.

O FEX é a compensação aos estados em decorrência do que se deixar de arrecadar de ICMS, por causa da exportação, via Lei Kandir. A lei prevê que não incidirá imposto sobre operações que destinem ao exterior mercadorias, inclusive produtos primários, como é o caso do agronegócio, e produtos industrializados semielaborados, bem como sobre prestações de serviços para o exterior.

 

 

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.