Conecte-se agora
Fechar

Supermercado Pague Pouco conclui maior estacionamento solar da região norte

Publicado

em

Com um planejamento totalmente sustentável, o supermercado Pague Pouco da avenida Getúlio Vargas acaba de finalizar a construção do maior estacionamento solar da região norte. A conclusão do projeto se deu nesta sexta-feira, 13, e tem a finalidade de garantir a redução de 8 toneladas ao ano de emissão de gás carbônico (CO2). A empresa espera o retorno do investimento em 7 anos.

Com um investimento de 600 mil reais, ao todo foram instalados 1300 metros de placas, suficientes para a geração de 160KW de energia. O sistema de grande porte implementando no estacionamento do Pague Pouco, numa simulação, possui uma média de consumo em 500kwh/m, potência capaz de gerar energia para 33 casas.

Para o gerente de Recursos Humanos do Grupo Recol Rafael Giupponi, a responsabilidade socioambiental está intrinsecamente ligada a todo planejamento de atividades das empresas que compõem a organização.

“Dentro da nossa missão está a responsabilidade socioambiental e a excelência. Por isso, a cada dia trabalhamos com transformações e pretendemos nos tornar referência em todas as áreas no qual atuamos. Dentro deste contexto de desenvolvimento constante, estamos iniciando este projeto de geração de energia limpa, que já nasce grande, um alto investimento em tecnologia que passará a ser referência para todo o Brasil. O projeto demostra o compromisso do Grupo Recol, com a sustentabilidade e com o desenvolvimento de nossa região”, destacou o gestor.

O CEO da SLS Consultoria, Silvio Lourenço, empresa responsável pela criação e projeção do estacionamento do supermercado, falou que o grupo é movido por desafios e inovação de alta performance, e que a conclusão do estacionamento do supermercado Pague Pouco foi a certificação de que a empresa está saindo na frente, acreditando na inovação e nos benefícios de geração da própria energia.

Entenda os benefícios da cobertura sustentável para estacionamentos

Além da diminuir despesas fixas com energia elétrica no final do mês, utilizar os painéis solares em estacionamentos acarreta em diversos outros benefícios, dentre eles estão o oferecimento de novos serviços:

A energia solar captada pelas placas pode ser utilizada em outros serviços prestados pelo estabelecimento, como exemplo o carregamento da bateria de automóveis elétricos; os custos do serviço diminuem ainda mais, o que, como resultado, aumenta seu lucro e reduz o tempo de retorno sobre o investimento.

Propaganda

Destaque 2

Com direito a parabéns para Petecão, turma do ac24horas diz que Gleici vai ser usada pelo PT

Publicado

em

Continuar lendo

Destaque 2

No dia do índio, Gleici é a vencedora do BBB18 e fatura R$ 1,5 milhão

Publicado

em

A estudante Gleici recebeu 57,28% dos votos na final do “BBB18, realizada nesta quinta-feira (19) e se tornou a grande campeã do programa. A acreana superou Kaysar, que recebeu 39,33% dos votos, e a família Lima que teve apenas 3,39% da preferência popular.

“Gleici, é muito marrentinha. Toda doce, nossa fada, mas tem uma onça aí. Brinca com as coisas dela pra vocês verem. Acho que só o Wagner conversou com você sobre o ela passou. Tudo você conquistou foi no grito, na raça. E ela não quer que ninguém tenha pena dela. Devia ter mais gente como você, Gleici”, elogiou Tiago Leifert.

Com a vitória, Gleici ganhou o prêmio máximo do reality no valor de R$ 1,5 milhão e um carro Fiat Cronos. Pelo segundo lugar, Kaysar ganhou R$150 mil, enquanto o terceiro colocado, a família Lima, ficou com R$50 mil reais. Um pouco antes de anunciar o resultado da final, Tiago Leifert informou que a votação já tinha ultrapassado os 130 milhões de votos.

Fada acreana

Gleiciane Damasceno, de 23 anos, foi a primeira da família a concluir o Ensino Médio e entrar em uma faculdade. Nas redes sociais, a sister se definia como “militante dos direitos humanos”, além de atuar em comitês da Juventude do PT (Partido dos Trabalhadores) no Acre.

Dentro da casa, Gleici sempre se manteve tímida e sem grandes conflitos. Seus primeiros momentos de destaque aconteceram ao contar parte de sua história de vida. Ela se emocionou ao relembrar as dificuldades enfrentadas fora da casa e contou sobre a morte do pai: “Um homem atirou nele dentro de casa”.

Desde o começo do programa ela manteve um affair com Wagner. O clima entre os dois começou a esquentar após o curitibano disparar: “Como não gostar de você?”. Durante a festa “Samba”, ela tomou a iniciativa e roubou um selinho do brother. Na comemoração, a acreana bebeu demais e chegou a vomitar três vezes. Na semana seguinte, ela comemorou aniversário e recebeu uma festa surpresa da produção.

Ao ser indicada para o paredão pela segunda vez, a sister desabafou: “Eu não fiz nada pra ninguém”. Em sua terceira berlinda, Gleici recebeu um voto de Kaysar, após Patrícia pedir um favor para o sírio, e tirou satisfações com ele. Enquanto o garçom pedia desculpas, ela afirmou: “Você foi tonto, foi influenciado”.

Apesar de ser eliminada por Tiago Leifert, a sister na verdade participava de um paredão falso e foi enviada para o quarto farol. No cômodo, localizado no segundo andar da casa, ela pôde assistir tudo o que aconteceu na casa e retornou ao convívio comum depois de três dias.

Depois de ficar muito emocionada, a sister fez um retorno triunfal e mandou Patrícia para a berlinda. Antes de fazer sua indicação, a acreana disse: “Quem cava uma cova pro outro, cai nela”. A cearense perdeu o controle após as palavras de Gleici e começou uma briga. Enquanto os brothers tentavam acalmar a situação, Patrícia disparou: “Tu é falsa, mentirosa”.

Após a eliminação da rival, a estudante voltou a ter uma vida mais calma dentro da casa. Ela começou a ser vista como uma adversária forte e retomou seu romance com Wagner. Ela também deixou claro que tomou a iniciativa para o casal ficar junto. Nos dias seguintes, os dois esquentaram o edredom e até receberam um aviso da produção.

Já na reta final do reality, Gleici voltou a se emocionar com as dificuldades financeiras fora da casa e se posicionou ao afirmar que “a maioria dos homens são machistas”. Ela também afirmou que Wagner muito mulherengo fora do programa, mas o curitibano chegou a prometer uma tatuagem em homenagem a sister. Ele também garantiu que gostaria de namorar a sister futuramente.

Nas últimas semanas, Gleici não desgrudou de Ana Clara e as duas formaram um dupla inseparável. Em um dos poucos momentos de irritação da acreana, ela discutiu com o pai de Ana Clara, e chegou a dizer: “Não aponta o dedo pra mim”. Ayrton sempre considerou a estudante de psicologia como uma forte candidata e colocou ela como favorita, ao lado de Kaysar.

Avaliando sua participação no reality, a acreana se disse orgulhosa e afirmou: “Não votei em ninguém que fosse aliado meu”. No dia da grande final, os brothers receberam mensagens dos familiares. Gleici ouviu algumas palavras da mãe: “Filha, você é nossa inspiração, estamos na torcida por você. Você trouxe muita felicidade e muita esperança para toda a nossa família. Você é nossa fada querida, beijo muito grande no coração. Muito obrigado por tudo o que você fez por nós até aqui”.

Continuar lendo

Destaque 2

Desembargador nega habeas corpus e secretário de Marilete continuará preso

Publicado

em

O secretário de Agricultura de Tarauacá, Gleicioney Fernandes, teve seu pedido de liberdade negado em decisão monocrática do desembargador Elcio Sabo Mendes Júnior. O auxiliar da prefeita Marilete Vitorino (PSD) foi preso em flagrante na última terça-feira (17) acusado de peculato, ao usar um trator da prefeitura para fins privados numa propriedade rural da mãe.

Junto com ele também foi preso o tratorista Urbano Paiva dos Santos, servidor municipal. Em sua decisão, o magistrado diz que a defesa não apresentou provas que negassem a acusação contra o secretário ou qualquer problema no processo de decretação da prisão que viesse a anular a mesma.

LEIA MAIS
Em Tarauacá, Polícia prende em flagrante secretário de Marilete Vitorino por peculato

Os advogados centralizaram apenas no argumento de que os acusados não têm a renda suficiente para pagar a fiança imposta pelo juízo de Tarauacá. No caso de Fernandes seriam 25 salários mínimos, aumentado em duas vezes, e de 10 salários para o tratorista.

“Conquanto, o deferimento de liminar, exige a demonstração inequívoca e concomitante do periculum in mora e do fumus boni iuris, o que não ocorreu na espécie. Portanto, a controvérsia, embora relevante, deve ser analisada quando do julgamento definitivo pelo colegiado”, escreveu o desembargador.

Com isso, o secretário e o tratorista continuarão a cumprir a prisão preventiva até o pagamento da fiança ou a concessão do pedido de liberdade pela turma da Câmara Criminal.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.