Conecte-se agora

Iapen desmente agente que afirmou ter sido liberado em Audiência de Custódia

Publicado

em

Após anunciar em rede social que teria sido liberado em audiência de custódia, o diretor do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Aberson Carvalho, nega que o agente penitenciário preso por suposta associação ao tráfico tenha se livrado da prisão.

O agente Adalicio de Almeida Silva, 40 anos, saiu da audiência de custódia com o flagrante proferido pelo juiz e foi direto para a sede do Iapen, onde recebeu uma tornozeleira eletrônica. Ele deverá aguardar a sentença definitiva em prisão domiciliar.

Aberson informou que o agente foi afastado de suas funções até que seja julgado e inocentado do crime.

Adalicio foi preso pela Polícia Civil na entrada do presídio Antônio Amaro na terça feira (10). Segundo o delegado responsável pela prisão, Pedro Resende, o agepen já vinha sendo investigado há algum tempo sobre a suspeita de fazer “correria” para presidiarios levando droga e informações a pessoas do lado de fora.

Em sua rede social, Adalicio escreveu que havia sido liberado após audiência de custódia por falta de provas.

Veja o que ele escreveu:

“Quero dizer que estou em casa com minha família graças à Deus.

Ontem fui para audiência de Custódia e de lá fui Liberado para casa, só hoje estou informando porque ontem foi um dia especial e ocupei meu tempo com a família que diga-se de passagem estiveram comigo o tempo todo muita gratidão a eles.

Por que fui liberado na audiência de Custódia?

1 – Eu não portava nenhum tipo de drogas ou similares;

2 – Eu não portava armas e nem munições irregulares;

3 – Eu não portava celular com procedências duvidosas, apenas o meu celular que foi periciado e nada encontrado;

4 – Também foi feito a quebra de sigilo bancário e escuta telefônica por meio de grampeamento da linha, não houve irregularidade.

Não havendo no inquérito motivos que justificasse a minha prisão diante da ausência de provas concretas, a autoridade o declarou-me livre.

Sobre o que a imprensa e algumas pessoas falaram:

“falamos o que queremos e respondemos pelo que falamos”O que vale é minha consciência, o apoio de familiares e amigos”.

Propaganda

Cidades

Comunidade rural se reúne para festa em comemoração do dia dos pais

Publicado

em

A comunidade do projeto de assentamento Caquetá, que fica no município de Porto Acre, resolveu mobilizar mais de 300 moradores para comemorar o dia pais. Além de um torneio de futebol, que reuniu dez equipes, os moradores e visitantes puderam desfrutar de lanches, sucos e até almoço, tudo produzido por eles.

A associação que já é conhecida pela diversidade na produção de alimentos e por estimular o empreendedorismo feminino, agora luta para ampliar a interação entre os moradores. Ao todo são quase 600 famílias que moram na região.

A presidente da associação, Bete Santos, não esconde a alegria. Ela disse que foi uma oportunidade importante para reconhecer o valor dos pais e mães chefes de família que tanto fazem para o desenvolvimento da comunidade e do Acre.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Cidades

Medo da violência em Cruzeiro do Sul não afasta fiéis do Novenário de Nossa Senhora da Glória

Publicado

em

O tradicional Novenário de Nossa Senhora da Glória de Cruzeiro do Sul está completando cem anos. As celebrações noturnas na Catedral têm atraído milhares de fiéis, apesar do clima de medo provocado pela violência. Devido a acontecimentos recentes, os organizadores do evento religioso achavam que as pessoas pudessem temer sair de casa para participarem da Novena e das Missas das nove noites da celebração à Nossa Senhora da Glória.

A coordenadora da organização Liziane Negreiros garante que quase dois mil fiéis têm participado dos ofícios espirituais na Catedral. Além de quatro mil que circulam todas as noites pelo arraial do Novenário.

“Muito nos alegra ver a participação dos fiéis. A Catedral todas as noites, desde a abertura do Novenário, está sempre lotada. O sentido real da festa que é a evangelização está acontecendo e temos tido uma imensa participação. Inclusive, superior ao que nós esperávamos. Não por ser o Novenário Centenário, mas por conta de todo esse contexto social de violência que nós vivemos. Era uma preocupação que isso afetasse a presença de fiéis nas noites do Novenário. A gente tinha o receio das pessoas não saírem de casa para virem, mas a fé soou mais forte. A cidade está cheia, a igreja também e a evangelização está chegando ao coração das pessoas,” afirmou Liziane.

Luz para vencer o medo
Liziane explica que o momento do Novenário é um alento espiritual para as pessoas sitiadas pelo medo da violência.

“Esse espírito de insegurança instala-se na gente inevitavelmente. Não que todo mundo tenha vivido uma circunstância de violência. Mas a mídia nos informa do que está acontecendo e o medo acaba invadindo os nossos corações. Assim precisamos despertar a esperança das pessoas, tocá-las com a fé e esse momento é adequado para isso,” argumentou a organizadora.

O padre Francisco, um dos sacerdotes que tem celebrado as missas, também sugere a força da fé espiritual como uma forma infalível para vencer o medo da violência.

“Nesse contexto de violência é a fé que vai mover as famílias. Porque se a gente ficar só em casa não vai resolver muita coisa. Então, através desse fortalecimento da nossa fé, mesmo em meio a tanta violência, a palavra de Deus vai nos orientando e nos fortalecendo pra gente conseguir conviver com essa situação que atualmente faz parte da realidade da nossa cidade. Sem a intimidade com Deus e uma espiritualidade firmada as pessoas vão ter mais medo ainda de saírem de casa. A partir do momento que gente se envolve com o Espírito Santo e a Eucaristia, encontramos forças para enfrentar esses obstáculos,” apregoou o padre.

Conscientização dos políticos
Uma das tradições do Novenário, considerado a segunda maior festa religiosa da Região Norte, é a presença de políticos. Sobretudo, em ano eleitoral, os candidatos peregrinam para o Juruá nas últimas noites do evento em busca de fortalecimento espiritual, mas também de conseguirem notoriedade entre os fiéis que possa ser transformada em votos. O padre Francisco comenta essa revoada de candidatos no Novenário.

“A vinda dos políticos ao Novenário é o direito de cada um.  Mas eu os aconselho a virem não só como políticos, mas como cristãos. Agora, a gente espera que os candidatos que vão estar aqui no período do Novenário fortaleçam a fé e, aqueles que forem eleitos, possam assumir o verdadeiro papel de um político de estar ao lado dos pobres, da sociedade e não virarem às costas depois de eleitos. Eles devem aproveitar a visita ao Novenário para se fortalecerem espiritualmente e eleitos exercerem com dignidade aquilo que vão prometer durante a campanha,” aconselha o sacerdote.

Uma procissão de milagres
O ápice do Novenário será no próximo dia 15, quarta-feira, quando acontece a procissão em honra à Nossa Senhora da Glória. São incontáveis os casos de fiéis que alcançaram graças com promessas à Padroeira do Juruá. A peregrinação pelas ruas de Cruzeiro do Sul costuma atrair mais de 30 mil pessoas de diversas partes do país. A procissão se inicia depois da Santa Missa na Catedral, às 17 hs, por volta das 18h30. Os fiéis caminham pela cidade com suas velas iluminando a fé da renovação e devoção à Santa Maria, Mãe de Jesus, até chegarem novamente à Catedral. Ao final da procissão haverá um show do Padre Devair Cueva, com músicas gospel.

Continuar lendo

Cidades

Polícia Civil cumpre mandados na Baixada e prende dois foragidos

Publicado

em

Durante ações deflagradas no último final de semana à Polícia Civil cumpriu mandados de busca, apreensão e de prisão na região da Baixada da Sobral que terminou na prisão de dois foragidos da justiça e apreensão de mais de 7 mil reais em dinheiro.

Entre os presos estão, Evaldo Santos da Silva, de 30 anos, com dois mandado de prisão em aberto pelo crime de furto, sendo um deles com condenação de dois anos e quatro meses e o outro com sentença condenatória de cinco anos e três meses e o outro é Wostison Ferreira dos Santos, de 41 anos, também procurado pelo crime de furto qualificado. Este é suspeito pela prática de vários crimes na região da Baixada à comércios e residências.

Além das prisões o delegado Pedro Paulo Buzolin também cumpriu dois mandados de buscas que resultaram na apreensão de mais de 7 mil reais em dinheiro.

“Nós tínhamos uma investigação sobre duas residências tidas como ponto de tráfico e no final de semanas fomos cumprir. Lá apreendemos essa quantia em dinheiro e vamos analisar de onde é oriundo. Nos locais haviam pessoas, mas como não havia nenhum objeto ilícito não foi possível realizar prisões, disse o delegado.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.