Conecte-se agora

Gladson e Marcus têm agendas no interior do Acre no final de semana

Publicado

em

Os dois candidatos mais bem colocados, por enquanto, nas pesquisas de intenção de votos para o Governo vão colocar o pé na estrada neste final de semana. Marcus Alexandre (PT), depois de deixar a prefeitura da Capital, inicia as suas reuniões políticas como pré-candidato no interior, em Assis Brasil, no sábado, 14. Depois segue por outros municípios do Alto Acre com agendas em Brasiléia, Epitaciolândia e Xapuri. O senador Gladson Cameli (PP) viaja ao outro extremo do Estado no final de semana onde terá agendas em Cruzeiro do Sul, Feijó, Tarauacá, Manoel Urbano e Sena Madureira. Definitivamente o interior será o foco dos dois pré-candidatos. Como a campanha começa oficialmente em agosto terá apenas 45 dias, a pré-campanha, se tornou essencial para quem quer chegar com chances nas eleições.

Concentrado
O Coronel Ulysses (PSL) está preparando a estratégia da sua pré-campanha em abril e me disse que vai começar a se movimentar mais pelo Estado apenas em maio. Também conta com a vinda do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) ao Acre para depois acelerar as visitas.

Polêmica inútil
Considero estéril esse debate sobre o Estatuto da Família aprovado pela Câmara de Vereadores de Rio Branco. Num primeiro momento entendi que era discriminatório. Mas logo me foi explicado que o conceito de família utilizado é o
mesmo da Constituição Federal. Então não há motivo de tanta gritaria. E para ser mais claro, seja qual for o conceito oficial de família, o que vale nessa questão, é o amor entre as pessoas. O resto é preconceito e estupidez.

Questão de foco
Também acho que existem muitas demandas importantes sobre a infraestrutura do município de Rio Branco para se perder tempo com esse assunto. Os vereadores deveriam estar preocupados com as vias da cidade, o lixo, os postos
de saúde e o funcionamento das creches.

Polêmica à vista
Alguns partidos da FPA estão defendendo um chapão para a disputa das vagas a deputado estadual. PT, PSB, PC do B e PROS estariam coligados. Seria realmente uma chapa muito forte. Mas no momento, o PT e o PSB têm chapas próprias e o PROS está com o PRB e o Podemos. Não acredito que conseguirão juntar todos.

Adesão importante
O irmão do prefeito Kiefer (PP), Marcos Cavalcanti se filiou ao PTB para disputar uma cadeira de deputado estadual. Mesmo com o apoio do irmão prefeito só os votos de Feijó, muito divididos com a FPA, não serão suficientes para elegê-lo. Vai precisar buscar apoios em outros municípios.

Ainda em Feijó
O ex-prefeito do município, Merla Albuquerque, saiu do PT e se filiou ao PSOL. Deverá se lançar candidato a deputado federal. Ainda com o apoio do patriarca, o ex-prefeito Francimar Fernandes (PT), o atual vereador Mauro Defeson (PT) busca uma vaga para deputado estadual. É um grupo político único apesar da mudança de partido do Merla.

Tente outra vez
O Chico Carlos que foi candidato a deputado federal, em 2014, e teve mais de 10 mil votos na região de Feijó vai de novo para a disputa. Deixou a oposição e se filiou ao PRP. Ele e Merla estarão numa coligação interessante do PV, PSOL, PRP e PROS. Os ex-deputados federais Henrique Afonso (PV) e Fernando Melo (PROS) estarão na briga. Podem conseguir eleger ao menos um.

Disputa “quase” majoritária
Não é fácil a disputa para deputado federal no Acre. São apenas oito vagas e os candidatos precisam ter votos nos 22 municípios se quiserem sonhar com a cadeira na Câmara Federal. É uma eleição onde quem pode mais chora menos.

Chapa interessante
Além de Bocalom (PSL) que disputará uma vaga de deputado federal o PSL terá ainda o modelo Marcelo Bimbi. Estão otimistas para conseguir eleger pelo menos dois numa chapa que terá vários outros nomes. A questão é que Bocalom vai estranhar a disputa proporcional. Os apoios muitas vezes dependem de “fatores externos”. É assim que a banda toca no Acre.

Para concluir…
Pouca notícia interessante e gripe forte. Então vida que segue…

Propaganda

Coluna do Nelson

Após Ibope, o foco do PT é levar a eleição do Governo ao segundo turno

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Fator Bolsonaro beneficiará a oposição no Acre caso haja segundo turno

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Pesquisas mostram que Gladson poderá vencer no primeiro turno

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.