Conecte-se agora

PMs protestam por falta de farda no Acre e Sebastião viaja para apoiar Lula em SP

Publicado

em

Bom dia! Boa tarde! Boa noite!

Enquanto os policiais militares do Acre realizavam a Operação Cumprindo a Lei para cobrar o governo petista os direitos previstos em lei para categoria e protestar por não receberem fardamento há cinco anos, pelos coletes vencidos e a falta de viaturas em condições para realizarem o patrulhamento, segundo a revista IstoÉ, o governador Sebastião Viana, do PT, viajou para o Estado de São Paulo onde acompanhou o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

Viana deixou os problemas do Estado de lado e foi hipotecar solidariedade ao amigo condenado em primeira e segunda instância, que tenta garantir o direito de não ser preso enquanto recorre aos tribunais superiores contra a condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá. Sebastião deve ter sido informado por mensagens de WhatsApp que os policiais militares do Acre estariam trabalhando à paisana, mas apoiar um amigo que estaria sendo injustiçado pode ser mais importante para o chefe do executivo.

De acordo com a revista IstoÉ, “Instalado no segundo andar do sindicato, Lula estava acompanhado da ex-presidenta Dilma Rousseff; do ex-prefeito Fernando Haddad; do presidente estadual do PT de São Paulo, Luiz Marinho; dos governadores Fernando Pimentel (Minas Gerais), Tião Viana (Acre) e Wellington Dias (Piauí); e dos ex-ministros Miguel Rosseto e Paulo Vanucchi”. Como os policiais militares acreanos gostariam de ter um amigo tão comprometido com suas demandas como o ex-presidente Lula tem com suas causas jurídicas.

Mais uma noite violenta em Rio Branco
Enquanto a cúpula do governo petista estava preocupada com a possibilidade de o ex-presidente Lula ser preso pela condenação de corrupção passiva e lavagem de dinheiro e acompanhavam apreensivos os votos dos ministros do STF, Rio Branco vivia mais uma noite de violência. No conjunto Aroeira, na periferia de Rio Branco, uma jovem de 16 anos foi assassinada a tiros e seu acompanhante ficou ferido. Na baixada da Sobral, no bairro João Paulo, um homem sofreu uma tentativa de homicídio e outros dois foram alvejados a bala no Calafate.

Minoru Kinpara é um senhor candidato


O professor Minoru Kinpara provou que é bom de voto quando entrou em duas disputas pela reitoria da Universidade Federal do Acre (Ufac). Em sua reeleição, ele foi o candidato mais votado com 85,96 % dos votos, e ficaria à frente da instituição até 2020, se não tivesse aceitado o convite para se candidatar ao Senado pelo Acre. Minoru Kinpara fez uma administração revolucionária na Ufac. Pode-se dizer que ele foi o Juscelino Kubitschek da instituição de ensino. Portanto, além de qualificado, ele poderá surpreender nas urnas em 2018.

A faculdade popular do Raimundinho
A baixada da Sobral ganhou uma faculdade. O anuncio da nova instituição de ensino foi feito pelo deputado Raimundinho da Saúde (Podemos). O parlamentar destaca que essa é uma forma de atender pessoas de baixa renda que desejam cursar nível superior. O projeto também será levado municípios do interior. A implantação dos cursos de ensino superior à distância é fruto de uma parceria com a Faculdade Futura. Inicialmente serão oferecidos os cursos de Pedagogia e Ciências Contábeis. As mensalidades custam R$ 100. As inscrições para o vestibular podem ser feitas na rua Rádio Farol, entre os dias 2 e 20 de abril, com as provas a serem realizadas no dia 22 de abril.

Cadê o frigorífico do Peixes do Juruá?


O governador Sebastião Viana continua lançando pedras de construção de novos prédios em Rio Branco, mas muitas obras de suas administração estão paradas há vários anos no interior do Acre. Um exemplo é o Frigorífico do Peixes do Vale Juruá, que teve as obras iniciadas em 2012, com previsão de conclusão em 18 meses, mas no último ano da atual administração a execução dos serviços estaria paralisada. A obra já consumiu cerca de R$ 10 milhões e mais uma vez foi alvo de denúncia na tribuna da Aleac. A emedebista Eliane Sinhasique disse que se trata de mais uma das obras faraônicas que Sebastião vem empurra com a barriga”.

O “irmão” Ilderlei deixou o MDB e assumiu o PP
O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, que ganhou a fama de se estranhar com as pessoas com quem se alia, deixou o MDB após rusgas com seu padrinho político — o ex-prefeito Vagner Sales — e deve assumir o Progressistas de Gladson Cameli, em substituição a Bestene. Alguns filiados progressistas esperam que ele não se estranhe com os demais dirigentes como fez quando foi vice da ex-prefeita Zila Bezerra e no caso mais recentemente como vice-presidente da Amac, resolveu questionar os atos da presidente Marilete Vitorino. Nos bastidores, os próprios aliados ironizam: “O irmão Ilderlei é difícil de lidar”.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas