Conecte-se agora

Família diz que jovem morreu no Hospital das Clínicas do Acre por ter sido injetado alimentação na veia

Publicado

em

A denúncia feita pelo deputado estadual Jesus Sérgio sobre o atendimento dados ao jovem Emerson Silva, que morreu após uma espera de quatro meses por atendimento no Hospital das Clínicas, não foi bem recebida pela enfermeira Juliana Quintero, superintendente da unidade hospitalar, que desmentiu o deputado.

Após reportagem do ac24horas, Quintero mandou publicar nota de esclarecimento afirmando que Jesus Sérgio não falou a verdade, tendo o atendimento de Emerson cumprido todos os critérios necessários. O jovem, internado desde janeiro, apenas teve o quadro piorado com o passar dos dias.

“É necessário esclarecer que as supostas declarações do parlamentar não condizem com a verdade. Durante internação (…) paciente estava sendo submetido a avaliações diárias (…) como tentativa de melhora do quadro nutricional, pois era um paciente muito debilitado chegando a pesar 35kg”, explica a gestora.

Jesus Sérgio relatou que um dos médicos que avaliariam Emerson só iria ao hospital numa quarta-feira, situação que o deixou revoltado. Ainda na tribuna, durante sessão da Assembleia Legislativa, o deputado perguntou: “Fica aqui minha pergunta: esse médico só trabalha uma vez por semana?”.

Denúncia que é rebatida pela enfermeira chefe do Hospital das Clínicas. “Portanto, fica-se comprovado que todos os procedimentos necessários foram adotados, realizados por uma equipe multidisciplinar, que se empenhou para garantir a vida do paciente (…) a infeliz declaração de que o mesmo esperou 4 meses por uma avaliação médica é completamente desprovida de verdade”, finaliza a nota.

 DENÚNCIA AINDA MAIS GRAVE

O problema parece ser ainda mais grave: a irmã de Emerson, Alana Silva, procurou o ac24horas para denunciar que o irmão teria sido vítima de um procedimento errado. Segundo conta, ao invés de conectar a alimentação de Emerson no acesso posto para isso, uma enfermeira do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), teria injetado a alimentação na veia do rapaz.

“Na hora de colocar a alimentação dele, porque o meu irmão não conseguia comer e eles não sabiam explicar o motivo, ela colocou a comida no acesso errado, colocou a comida no acesso da medicação. Minutos depois, o Emerson foi beber agua e passou muito mal, teve uma convulsão, foi quando levaram ele para a semi-intensiva”, relata.

Alana também rebate as alegações de Quintelo, e diz que no momento em que Emerson começou a passar mal [na segunda-feira], já na semi-intensiva do Hospital das Clínicas, não havia médico de prontidão para socorrer o rapaz. Horas depois, ele morreu. “Deixaram ele a noite todinha passando mal. A médica só apareceu na terça-feira de manhã”, conta emocionada.

Segundo a irmã, sem aparelho para realizar um exame Emerson sofreu ainda mais, perdendo peso por não conseguir comer. “Ainda na terça-feira, a minha mãe saiu e lá umas 17 horas, e por volta das 19 horas só ligaram para a gente ir lá, que ele havia morrido. Se tivessem tratado meu irmão, ele estaria bem hoje”, completa.

Anúncios

Destaque 6

TSE orienta mesário a fazer treinamento via aplicativo

Publicado

em

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) orienta os mesários que vão trabalhar nas Eleições Municipais de novembro a realizarem o treinamento preparatório pelo aplicativo da Justiça Eleitoral. Por meio do aplicativo Mesário, o colaborador terá todas as informações sobre o funcionamento da eleição, antes e durante a votação.

A ideia de utilizar um aplicativo exclusivamente para ministrar aulas aos mesários ocorreu como medida de segurança sanitária, em virtude da pandemia causada pelo novo coronavírus.

As aulas são organizadas em blocos de assuntos, como a preparação da seção eleitoral, os materiais disponibilizados para cada local de votação e os documentos exigidos aos eleitores para o pleito. Cada etapa concluída desbloqueia as fases seguintes do treinamento. Ao final de cada bloco de aulas, o aluno testa os conhecimentos por meio de um conjunto de perguntas e respostas.

Mais de 325 mil downloads do aplicativo já foram feitos até o dia 22 de setembro. Os mesários têm até o dia 11 de novembro para concluir as aulas.

Continuar lendo

Destaque 6

Acre vai sediar novo programa itinerante de segurança em outubro

Publicado

em

O Acre sediará um encontro de gestores da segurança pública da Amazônia entre os dias 27 e 29 de outubro. A reunião se dará no âmbito do programa Senasp Itinerante (SI).

O SI será realizado em um estado de cada região do país, sendo que o Acre foi o escolhido nesta sexta-feira (25) para sediar o da região Norte.

“Entre os dias 27 e 29 de outubro, recepcionaremos 200 gestores de segurança da região. Na oportunidade, serão debatidas sete áreas temáticas e serão realizadas reuniões colegiadas dos gestores estaduais dos órgãos de segurança da região”, explicou o secretário de Segurança Pública do Acre, Paulo Cézar Santos, após encontro em Brasília.

Continuar lendo

Destaque 6

Gladson faz 25 mudanças na Sesacre com nomeações e exonerações de comissionados

Publicado

em

O governador Gladson Cameli amanheceu nesta sexta-feira, 25, com a ponta da caneta afiada. A edição do Diário Oficial do Estado (DOE) veio recheada de mudanças no governo. As principais envolvem nomeações e exonerações de cargos comissionados na Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre).

Ao todo, foram 15 nomeações de CECs que vão da 1 a 7 e mudanças importantes em unidades de saúde. O Centro de Atenção Psicossocial (CAPs 9– Rio Branco) tem agora como gerente administrativo, Simone da Silva Prado.

Ao mesmo tempo em que acontecem as 15 nomeações, Gladson exonera 10 cargos comissionados da Secretaria Estadual de Saúde.

Outras exonerações publicadas no DOE atingiram cargos comissionados da Secretaria de Fazenda, Controladoria Geral do Estado, Secretaria de Educação e IMAC.

 

Continuar lendo

Destaque 6

Certidão do TSE chega no TRE e desembargadora diz que “não dá para tomar qualquer medida”

Publicado

em

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) comunicou a Corte Eleitoral do Acre na tarde desta quinta-feira, 24, a sua decisão da última terça-feira, 22, que cassou os mandatos dos deputados Manuel Marcos e Juliana Rodrigues, ambos do Republicanos, e também determinou o afastamento dos cargos independente da publicação do acórdão.

A questão foi tratada na sessão desta quinta na Corte Eleitoral, onde o procurador da república Vítor Teodoro, do Ministério Público Eleitoral levantou questão de ordem sobre o que o TRE do Acre faria já que o comunicado havia chegado.

Em resposta, a presidente do TRE/AC, desembargadora Denise Bonfim, afirmou que a corte apenas recebeu a certidão de julgamento. “Estou aguardando e vou aguardar o cumprimento desse decisor a partir do momento que fomos intimados. Eles só mandaram a certidão de julgamento acho que é impossível a gente tomar qualquer medida. Eu não me sinto segura de dá cumprimento só com a certidão de julgamento”, ponderou.

Denise ressaltou que aguarda apenas a comunicação pois a corte eleitoral ainda não tem em suas mãos o acórdão do julgamento. “Eu preciso desse comunicado, independente da publicação do acórdão”. A expectativa é que acórdão seja disponibilizado até sexta-feira, 25.

O ac24horas apurou que assim que a corte tiver em mãos o acórdão, mesmo sem está publicado no Diário Eletrônico, iniciará os trâmites de recálculo dos votos já que as votações de Marcus e Juliana foram anuladas para assim notificar a Assembleia Legislativa do Acre e da Câmara dos deputados para afastamento da dupla republicana ligada a Igreja Universal do Reino de Deus.

Autoridades consultados pelo ac24horas acreditam que Manuel e Juliana deverão ser afastado de seus cargos no início da próxima semana.

video

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas