Conecte-se agora

Pesquisa relaciona o uso excessivo de antibióticos na infância à obesidade no futuro

Publicado

em

Nos últimos tempos, muito tem se falado dos riscos de tomar antibióticos a torto e a direito. Uma das grandes preocupações da ciência são as bactérias que, de tanto terem contato com o medicamento, criam resistência a ele, de modo que a droga deixa de agir como deveria. Outro possível efeito maléfico do uso indiscriminado desses remédios – principalmente na infância – é o excesso de peso. Isso mesmo! Estudos demonstram que os pequenos que recorrem com frequência a esse tratamento tendem a ser obesos quando mais velhos. E essa relação acaba de ganhar fortes evidências graças a uma pesquisa da Escola de Saúde Pública Bloomberg da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos.

No trabalho – divulgado no dia 21 de outubro de 2015, no periódico International Journal of Obesity -, cientistas americanos notaram que os antibióticos administrados na infância podem ter um efeito cumulativo no índice de massa corporal (IMC) – utilizado para avaliar se um indivíduo está dentro do peso considerado saudável. “Nossos dados sugerem que a cada vez que as crianças recebem um antibiótico, elas ganham peso mais rápido ao longo do tempo”, comenta o professor Brian S. Schwartz, líder da investigação.

Para chegar a essa conclusão, o time de Schwartz analisou nada menos do que 163 820 crianças e adolescentes com idades entre 3 e 18 anos. Os pesquisadores analisaram o IMC e a altura dos voluntários e também o uso que eles fizeram de antibióticos ao longo de suas vidas. De acordo com os resultados, aos 15 anos, os participantes que tomaram esse tipo de medicação sete ou mais vezes durante a infância pesavam, em média, 1,4 quilos a mais do que aqueles que não tiveram contato com o remédio. “Embora o aumento de peso atribuído aos antibióticos seja modesto na adolescência, a conclusão de que esse efeito é cumulativo aumenta a probabilidade de que essa ação continue na fase adulta”, alerta Brian Schwartz.

Qual a relação entre antibióticos e excesso de peso?

A ciência ainda está investigando as causas dessa ligação. A principal suspeita é que esses medicamentos contribuam para os quilos extras devido à sua ação na microbiota, que é a população de bactérias que habita o corpo humano. Boa parte desses micro-organismos se encontra no trato gastrointestinal e tem a função de ajudar o organismo a digerir os alimentos e absorver seus nutrientes. Acontece que, quando um antibiótico age, ele não mata apenas as bactérias que estão fazendo mal, mas também essas que são benéficas. E se isso ocorre várias vezes, existe o risco de alterar a forma como a microbiota aproveita os alimentos, aumentando o número de calorias absorvidas. O resultado são quilos a mais.

Cautela na prescrição

Brian Schwartz, docente da Universidade Johns Hopkins, alerta para a necessidade de que tanto os pediatras quanto os pais evitem o uso indiscriminado desses remédios. “A administração sistemática de antibióticos só deve acontecer quando houver forte indicação. Pelo que estamos vendo, é mais importante do que nunca que os médicos mantenham seus jovens pacientes longe de drogas que, além de não ajudá-los, podem prejudicá-los no longo prazo”, adverte o especialista.

No Brasil

Desde 2010, a venda de antibióticos sem receita médica é proibida por lei em território brasileiro. Para adquirir o medicamento na farmácia, é obrigatório que o pedido esteja em letra legível e sem rasuras, que contenha o nome do remédio ou da substância prescrita, a dosagem ou concentração, a forma farmacêutica, quantidade e posologia. Além disso, a receita é válida por apenas dez dias.

Fonte: Bebe.com

Anúncios

Destaque 3

População vai poder agendar online atendimento na OCA para expedição de identidade

Publicado

em

O Governo do Acre, por meio da Polícia Civil, irá disponibilizar a partir da próxima segunda-feira, 21, o agendamento eletrônico online para expedição de carteira de identidade em Rio Branco. O objetivo é diminuir as filas e aglomerações, e evitar que as pessoas compareçam à Central de Serviço Público (OCA) e que não consigam senha para atendimento no mesmo dia.

Disponibilizado inicialmente na capital, o cidadão terá à disposição, com data e hora marcadas, sem tumulto e sem fila, o agendamento do serviço por meio do site da Polícia Civil na internet: http://idpol.ac.gov.br/services.

Após o acesso, o usuário deve escolher o posto de atendimento, a data, preencher o formulário e confirmar o agendamento. Na página, o cidadão será informado em relação aos documentos necessários para obtenção da carteira de identidade e será gerado um protocolo da confirmação do agendamento, com data e hora marcadas.

Ao fim do atendimento presencial, o solicitante receberá um protocolo do atendimento com a previsão de entrega. A informação se a carteira de identidade está pronta, dentro do prazo previsto, poderá ser obtida pelo telefone 3215-2417, das 8 às 13h.

O Instituto de Identificação da Polícia Civil emite desde 2019 o novo formato para emissão da carteira de identidade, seguindo o decreto nº 9.278, de 5 de fevereiro de 2018, no qual é facultativo incluir os documentos abaixo relacionados, lembrando que permanece imprescindível somente a certidão de nascimento, se solteiro, ou de casamento original, se casado:

• Título de eleitor;

• Carteira de trabalho e previdência social;

• Certificado militar;

• Carteira nacional de habilitação,

• Documento de identidade profissional;

• Carteira nacional de saúde;

• Números de NIS/PIS/Pasep;

• Também poderá ser incluído o nome social, sem a necessidade de alteração no registro civil.

Outra novidade é que poderão constar indicativos para pessoas com necessidades especiais e códigos referentes ao Código Internacional de Doenças (CID).

O solicitante deve ser o próprio cidadão. Menores de idade devem estar acompanhados por um dos pais ou por responsável legal. A primeira via da cédula de identidade é isenta de pagamento, já a segunda via tem uma taxa de R$ 57,52.

A Polícia Civil estuda a possibilidade da implantação do serviço online no interior do estado. Atualmente há mais de seis mil carteiras esperando para serem entregues aos proprietários, sendo 2051, de 2017 a 2019; e mais de 4000, de janeiro a agosto de 2020. Para mais informações, entrar em contato pelos telefones 3215-2417 3215-2484, 3215-2449 e 3215-2451 ou por e-mail: [email protected]

Continuar lendo

Acre 01

Edvaldo diz que história vai cobrar Socorro e Perpétua detona: “que ela não adquira síndrome de estocolmo”

Publicado

em

Foto: ac24horas/Sérgio Vale

Membros do PT, PSOL e PCdoB oficializaram na manhã desta sexta-feira, 18, a aliança que apoiará os nomes de Daniel Zen, como candidato a prefeito de Rio Branco, e Claudio Ezequiel, como candidato a vice. A união ocorre após PCdoB ser rifado 30 minutos antes da convenção que chancelaria a candidatura de Socorro Neri (PSB) na última segunda-feira, 14, após o governador Gladson Cameli demonstrar insatisfação com os comunistas no palanque. Aliás, o desligamento do PCdoB da aliança com PSB, PV, Podemos, PV, PROS e Democratas foi o assunto que norteou a entrevista coletiva realizada na Sede do PCdoB, no bairro da Capoeira.

Para o presidente municipal do PCdoB, Márcio Batista, a sigla adere de “corpo e alma” a coligação PT/PSOL destacou que aliança não é um projeto de poder. “É uma adesão de corpo e alma a coligação PT/PSOL. Essa posição prevaleceu com muita naturalidade. Se é verdade que num primeiro momento não era o arco de aliança que não fazíamos parte, era por questões pequenas. Divergências que foram tratadas pela porta da frente. Tanto que nas primeiras conversas o PT e PSOL entenderam a nossa decisão, mas sempre deixaram as portas abertas. Nós fazemos oposição ao governo Gladson e ao governo Bolsonaro e isso não teria nenhum problema em realinhamos.É uma aliança programática, não é um projeto de poder. Não existe nada da velha política, das rasteiras”, disse o dirigente.

Uma das principais lideranças comunistas no Estado, o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) revelou que o PCdoB foi rifado da aliança com Socorro 30 minutos antes das eleições e afirmou que a candidatura do PSB “foi pintada de azul”.

Foto: ac24horas/Sérgio Vale

“Nunca integramos uma aliança que escondemos bandeiras. O governador Gladson Cameli cruzou o rio para apoiar Socorro Neri, mas nas últimas duas semanas ele veio impor uma agenda conservadora, o método da truculência política , O marketing que manda no núcleo tinha que pintar a candidatura da prefeita de azul. E o PCdoB estava no caminho. Houve resistência por parte da prefeita, por parte de Jenilson e César Messias, mas eles [governo] e eles foram apertando a porca. Querem transformar essa eleição de quem é mais conservador. Essa é a disputa que querem construir”, disse Magalhães.

O parlamentar revelou que assessores do governador foram escalados para dar recado. “Quero prestar a solidariedade para quem cumpriu esse papel. E na última hora, meia hora antes, antes da convenção, veio o método, se os comunistas aparecem na convenção, nós estamos fora. E nós ali aguardando pra ver até onde ia a resistência ia. A prefeita capitou e o PSB se encontrou constrangido. Estamos aqui pra dizer que causa não se negocia, princípios a gente não negocia. Na primeira curva, a história cobrará como sempre faz”, pontuou Edvaldo reforçando que PCdoB vai apoiar Daniel Zen “sem recuar, sem cair e sem temer”.

O presidente do PT no Acre, Cesário Campelo Braga, afirmou que o Projeto que Jorge Viana, Raimundo Angelim e Marcus Alexandre iniciaram não tiveram continuação por parte de Socorro.

“Nós começamos a construção em divergências, mas com o objetivo era o mesmo. Nós tínhamos um programa para apresentar para Rio Branco que rendeu frutos na história através do Jorge, do Angelim e do Marcus. O nosso programa foi abandonado assim que o Marcus saiu candidato ao governo. Somente PT, PSOL e PCdoB tinham condições de manter esse programa, essa história positiva. Sempre mantivemos o diálogo com o PCdoB e quero ressaltar para vocês, Edvaldo, a casa de vocês é aqui”, bradou o petista.

Foto: ac24horas/Sérgio Vale

A deputada federal Perpétua Almeida foi a mais ácida em seu comentário com relação ao constrangimento que envolveu PCdoB, o PSB de Socorro Neri e o governador Gladson Cameli. “Eu acredito que Deus escreve certo por linhas tortas. Nada acontece por acaso. Era necessário esse desencontro. Alguns chamam de punhalada, outros de sequestro. Eu só não quero que a candidata adquira a síndrome de estocolmo, que se alie ao sequestrador”, disse a parlamentar se referindo a uma doença psicológica aleatória onde a vítima tenta se identificar com o seu raptor ou até mesmo de conquistar simpatia.

Abraçado por comunistas e psolistas, o candidato da aliança, Daniel Zen, afirmou está muito feliz com adesão comunista. “Vocês são nossos irmãos e vamos lutar para vencer essa eleição contra o que está imposto aí”, disse.

Continuar lendo

Destaque 3

Governo anuncia hoje nova bandeira da classificação de risco da Covid-19 no Acre

Publicado

em

O Comitê do Pacto Acre sem Covid fará na tarde desta sexta-feira, 18, mais um anúncio de atualização da classificação de risco da pandemia do novo coronavírus no Estado. A última coletiva ocorreu no dia 2 de setembro, quando todas as regiões do Acre permaneceram na Bandeira Amarela. No momento, o Acre se encontra com 26.716 contaminados e 646 óbitos.

A classificação define quais estabelecimentos e setores comerciais estão autorizados a funcionar durante a pandemia. De acordo com a coordenadora do grupo, a farmacêutica Karolina Sabino, o cenário não mudou muito de lá para cá.

O Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 já reiterou inúmeras vezes que, conforme o aumento no número de novos casos da doença e o índice de internações, o Acre pode regredir para a faixa laranja ou progredir para a bandeira Verde, onde todos os setores são liberados para reabertura.

São estabelecidos quatro níveis de risco: Emergência (vermelha), Alerta (laranja), Atenção (amarela) e Cuidado (verde). Para determinar em qual o Estado se encontra, são avaliados ao menos 8 indicadores: isolamento social; notificações por síndrome gripal; novas internações por síndrome respiratória aguda grave; novos casos confirmados de covid-19; novos óbitos por covid-19; ocupação de leitos clínicos por pacientes com coronavírus e ocupação de leitos de UTI por pessoas acometidas pela covid-19.

Continuar lendo

Acre 01

Ex-marqueteiro do PT brinca sobre qual camisa Minoru vai utilizar na campanha e meme viraliza

Publicado

em

A campanha mal começou, mas, ao que tudo indica, não será uma disputa para amadores. Considerado um dos principais gurus das campanhas vitoriosas da Frente Popular no Estado, principalmente nas eleições de Jorge Viana, Binho Marques e Sebastião Viana nos últimos 20 anos, o marqueteiro David Sento-Sé, sócio-proprietário da Cia de Selva, usou as suas redes sociais para questionar o candidato do PSDB à Prefeitura de Rio Branco, professor Minoru Kinpara, sobre qual camisa irá vestir nas eleições de 2020.

O marqueteiro publicou uma montagem onde Minoru aparece vestindo três camisas: A vermelha do PT, a amarelo do PSDB e a de Bolsonaro.

Ainda não se sabe qual a camisa que o ex-reitor irá utilizar, mas, no lançamento da candidatura à Prefeitura, Minoru afirmou que a única camisa que iria vestir é a da população.

A montagem foi feita para questionar o visual que Minoru foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores no Acre, e que desembarcou na Rede para disputar as eleições em 2018, e que agora se encontra no PSDB irá tentar mostrar a população.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas