Conecte-se agora

A galinha, os ovos e o PT

Publicado

em

O clima político não é pacífico entre PCdoB e PT, por conta deste último querer ter chapa própria para deputado estadual, descartando um chapão proposto pelos comunistas. O deputado Jenilson Lopes (PCdoB) – ler declaração abaixo – adverte ao prefeito Marcus Alexandre de que este pode ficar sem soldados na batalha pelo governo, por conta da intransigência do PT. E o dirigente do PCdoB, Panthio, completa com uma nota enviada à coluna com uma advertência aos petistas: “ Marcus Alexandre vai ter que assumir logo o comando dessas articulações, se quiser evitar grandes desgastes. Tem arrogância para mais de metro em alguns setores do PT. A FPA e a esquerda passam pelo pior momento da política brasileira e aqui no Acre, fruto também de 20 anos no poder e alguns não enxergam. Veja bem, nunca tivemos uma chapa tão  hegemônica como agora e alguns petistas ainda querem determinar as regras do jogo? O PT acha que constrói uma vitória do tamanho que se avizinha sozinho. Podemos perder alguns ovos (PCdoB), já eles podem perder a galinha”. O desabafo mostra o quanto está acirrada a disputa interna na FPA entre comunistas e petistas. Um belo pepino para o candidato ao governo, Marcus Alexandre (foto) descascar de um aliado.

TOMA QUE O FILHO É TEU
O senador Jorge Petecão (PSD) criou uma polêmica ao levantar na semana passada o véu jurídico sobre estarem os 39 milhões reais de emendas destinadas ao sistema de segurança pública parados no Ministério da Justiça. O que estava se cobrando – setores do próprio governo comandaram as cobranças – era que, estes recursos não saiam pelo descaso dos deputados federais e senadores que apóiam o governo do presidente Michel Temer. Mas o senador Sérgio Petecão (PSD), após visita ao ministério ao qual cabe destinar os recursos, denunciou que a verba ainda não está nos cofres da Secretaria de Segurança devido ao governo estadual não ter elaborado os projetos técnicos e feito a licitação dos itens em que este dinheiro seria aplicado. “Está na mão do governo do Estado. Se não fizerem a licitação e não detalharem em que serão gastos estes 39 milhões de reais, não haverá a liberação”, assegura Petecão. O governo se encolheu e não deu uma resposta à revelação de Petecão,  se procede que as emendas da Segurança estão paradas por culpa única do Estado.

CONVERSA FINAL
O ex-prefeito Tião Bocalom deverá ser chamado para uma conversa final com o presidente nacional do DEM, senador Agripino Maia, para o próximo dia 8. Na oportunidade lhe será feito o convite para ser o candidato único do DEM a Federal pelo Acre, dentro de outro contexto.

OU TUDO OU NADA
A coluna tem a informação de que o DEM para jogar todo o seu peso e lhe apoiar a Federal, isso implicaria em Bocalom deixar a candidatura do Coronel Ulisses ao governo, e apoiar o deputado federal Alan Rick nas conversas para ser o vice do senador Gladson Cameli (PP).

PERMANÊNCIA SELADA
No caso do atual presidente do DEM, Tião Bocalom, não aceitar as regras do jogo da direção nacional, o deputado federal Alan Rick (DEM) será guindado à presidência e buscado outro nome para ser o candidato a Federal com as bênçãos do partido. Este é o retrato do jogo.

NÃO RECUA
Podem anotar: Tião Bocalom não recuará da decisão de apoiar o Coronel Ulisses Araújo.

AVENTURA PERIGOSA
Por mais que tente não consigo ver uma chapa competitiva para deputado federal que venha a apoiar a candidatura do Tião Bocalom, caso este venha a deixar o DEM. É uma aventura perigosa tentar conseguir legenda que lhe garanta só com os seus votos a sua eleição.

REDUTO FECHADO
O deputado federal Léo de Brito (PT) terá o apoio em Brasiléia da prefeita Fernanda Hassem e da deputada Leila Galvão (PT), o que lhe deverá garantir boa votação naquele município.

CAUSANDO DESGASTE
Com o carro na oficina, na semana que passou peguei corridas com quatro taxistas. E todos reclamando muito dos buracos na cidade e criticando o prefeito Marcus Alexandre. Até em vias como a “Amadeu Barbosa”, os buracos predominam. “O Marcus perdeu o pique”, comentou um deles. Falta pouco mais de um mês para o Marcus deixar a PMRB. Se neste tempo o governo não fizer um grande mutirão com a prefeitura, a vice-prefeita Socorro Nery vai ganhar um belo de um porco espinho esburacado no colo.

NÃO SE TAPA COM PENEIRA
E não adianta se tapar o sol com a peneira. O prefeito Marcus Alexandre aumentou os investimentos e o número de turmas em operações para tapar os buracos, mas a EMURB não está dando conta. E ter uma cidade sem buracos sempre foi um capital político do prefeito Marcus.

ANTONIA SALES
O ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, comunicou ao candidato ao Senado, Márcio Bittar (PMDB), que indica a mulher e ex-deputada Antonia Sales (PMDB), para ser a primeira suplente da chapa. E indicou, está indicado. Vagner é o principal suporte da candidatura Bittar.

FAMÍLIA NA CAMPANHA
Com isso teremos nesta eleição Vagner Sales (PMDB) candidato a deputado estadual, a filha Jéssica Sales (PMDB) para deputada federal e a mulher Antonia Sales (PMDB), a primeira suplente da candidatura Márcio Bittar (PMDB) ao Senado. Por enquanto…….

MUITO MAIS DO QUE ISSO
Mas, o candidato ao Senado, Márcio Bittar (PMDB), precisa muito mais do que o apoio do ex-prefeito Vagner Sales, que é localizado no Juruá. Por exemplo, precisaria quebrar as correntes divergentes dentro da oposição que já manifestaram que não lhe darão apoio na campanha.

AMARROU MAL
Márcio Bittar (PMDB) tem perdido eleições majoritárias porque amarrou mal as alianças.

PODE ESQUECER
O deputado Jenilson Lopes (PCdoB) pode esquecer a sua proposta de um chapão com todos os deputados da FPA e os secretários que serão candidatos. O PT não abre mão de ter chapa própria à ALEAC. E com esta posição a iniciativa do comunista perderia o sentido de existir.

RISCO DE DERROTA
Sobre a negativa do PT recebi o seguinte comentário do deputado Jenilson Lopes (PCdoB): “Conversei com o governador e com o Marcus sobre o chapão para deputado estadual, disseram que topam este modelo, se mudaram parece ser uma decisão de alto risco, pois, tem um ditado que diz: quem tudo quer, tudo perde. O PT já indicou toda a chapa majoritária e não querer ajudar os aliados na disputa proporcional, pode lhe custar não ter soldado na rua para pedir voto”. Jenilson Falou curto e grosso.

AMANTE ARGENTINA
Nas últimas eleições o PCdoB vem sendo uma espécie de amante argentina do PT. Encontro só escondido. Tinha a vice-prefeitura da Capital e perdeu. Indicou um nome para vice do Marcus Alexandre e não conseguiu. Se vetada esta nova proposta, ao PCdoB restará a chapa própria.

QUESTÃO MAIS DELICADA
A formação de uma chapa de candidatos a deputado estadual pelo PCdoB é complexa, pelo fato de ter dois nomes muito fortes para a Assembléia Legislativa: o ex-deputado Edvaldo Magalhães e o deputado Jenilson Lopes. E difícil conseguir candidatos para ir ao sacrifício.

PESQUISA NA PRAÇA
No decorrer da semana deverá começar uma nova pesquisa sobre candidaturas ao governo e para senador. Será feita pelo DELTA, um instituto que tem acertado nas últimas eleições.

SEGUNDA SUPLÊNCIA
Como reconhecimento a tudo que fez pelo PT, quando se evitava até falar no nome do partido, a tendência é de que o ex-deputado federal Nilson Mourão seja o segundo suplente na chapa do candidato Jorge Viana (PT). Mourão é um petista dos tempos difíceis, hoje é só bonança.

TODOS NO CHAPÃO
Acabará prevalecendo a vontade do PMDB de que todos os candidatos a Federal pela oposição estejam num chapão. Isso facilitaria a reeleição do deputado federal Flaviano Melo (PMDB), que não foi bem votado na última eleição, e se beneficiaria com o aumento da legenda.

SEMANA DE CONVERSAS
Com o retorno do senador Gladson Cameli (PP) ao Brasil, esta semana será de muita conversa em torno da indicação do candidato a vice-governador na sua chapa para o governo. Virou um parto difícil. Esta demora está causando um desgaste na imagem da campanha do Cameli.

NÃO TERÁ VIDA FÁCIL
O deputado Antonio Pedro (DEM) não terá vida fácil nesta eleição em Xapuri, seu principal reduto eleitoral. O prefeito Bira Vasconcelos apoiará a candidatura da deputada Leila Galvão (PT) que, já foi bem votada no município sem a máquina municipal; e o deputado Manoel Moraes (PSB), tem a mulher como vice-prefeita e ampliou muito o seu apoio naquele nicho.

EM TEMPO DE ANÁLISE
O primeiro suplente de deputado estadual, Dr. Jeferson, o Pururuca, me disse que já conversou com alguns partidos, inclusive, o PTB, mas não definiu onde se filiará. Jeferson seria hoje deputado se não estivesse escolhido mal, a coligação pela qual disputou vaga na ALEAC.

DOIS NOMES
Tudo caminha para que a chapa oficial de candidatos ao Senado da coligação do candidato ao governo, senador Gladson Cameli (PP), será Sérgio Petecão (PSD) e Márcio Bittar (PMDB).

SERIA UMA AVENTURA
A qualidade do nome do ex-Juiz Federal Pedro Paulo Castelo Branco não se discute. Mas seria uma aventura ser candidato ao Senado por um partido pequeno, que não tem estrutura nos municípios e nem tempo razoável no programa eleitoral de rádio e de televisão. Se queimaria.

FESTA DO INTERIOR
Seria uma surpresa isso não ocorrer. Não consigo vislumbrar um cenário nesta disputa eleitoral que não seja o do prefeito Marcus Alexandre (PT) vencer a eleição em Rio Branco e o senador Gladson Cameli (PP) no Juruá. Qualquer outro prognóstico agora é ilação, porque as duas principais máquinas do PT estão concentradas na Capital. E no Juruá o Gladson Cameli (PP) reina. As eleições deverão mesmo ser decididas em colégios eleitorais fora destes redutos. Como aconteceu na última disputa do governo, em que Feijó e Tarauacá foram preponderantes para a vitória do Tião Viana ao governo. O interior vai decidir de novo a eleição.

Propaganda

Blog do Crica

Vamos Jogar com a verdade

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Tudo para dar certo

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Sebastião Viana faz a acusação mais grave da eleição

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.