Conecte-se agora

A oito meses da eleição, pesquisa aponta empate técnico para o governo e disputa acirrada para o Senado

Publicado

em

Faltando pouco mais de oito meses para as eleições e com o quadro de candidatos ainda indefinido no bloco de oposição, a primeira pesquisa eleitoral de 2018 para o governo do Acre e Senado da República realizada pelo Instituto Haverroth (IHPEC) e divulgada com exclusividade por ac24horas aponta empate técnico entre os principais candidatos a cadeira do executivo estadual e uma acirrada disputa pelas duas vagas de senador nas eleições deste ano.

O levantamento do Instituto Haverroth (IHPEC), que se limitou a divulgar somente os dados da capital, Rio Branco, onde entrevistou 500 eleitores, mostra que Marcus Viana (PT) teria 39,6%% dos votos válidos, contra 38,1% Gladson Cameli. Segundo o Haverroth, que disponibilizou apenas os números aferidos na capital, a pesquisa foi realizada nos nove principais municípios do Acre que, somados, representam cerca de 80% da população do Estado.

om cerca de 10,9%, Coronel Ulysses Araújo aparece como terceiro colocado. Atrás dele, está Lira Xapuri, do PRTB, que teria 1,8%. Indecisos e os que não souberam responder somam 9,7%. As duas principais forças políticas de oposição e situação iniciam o ano com duas candidaturas fortes e polarizadas, numa clara demonstração que a campanha eleitoral vai ser equilibrada e a definição do novo chefe do executivo estadual acontecerá nos detalhes.

O embate promete ser mais acirrado pelas duas cadeiras de senador. Na pesquisa estimulada quando é colocado o nome de Marcio Bittar (MDB), os três primeiros estão empatados tecnicamente. Sérgio Petecão, do PSD, teria 23,7%; Jorge Viana, do PT, aparece com 21,1%; enquanto Márcio Bittar vem logo atrás com 20,2%. O deputado estadual Ney Amorim é o quatro com 13%. Minoro Kimpara ocupa a quinta colocação com 8,9%. Não souberam responder 13%.

Quando o nome da jornalista Mara Rocha (PSDB) é colocado no lugar de Marcio Bittar, o quadro sofre uma ligeira alteração. O senador Sérgio Petecão, que disputa a reeleição permanece na ponta com 22,8% e Jorge Viana mantém a segunda colocação com 21,3%. A surpresa fica por conta de Mara Rocha, com 20,1% dos votos válidos. Ney Amorim vem logo atrás com 14,4%. O reitor da Ufac, Minoro Kimpara tem 9,4%. Não souberam responder 12,1%.

Os números da rejeição para governo do Acre também foram divulgados Instituto Haverroth. Se as eleições fossem hoje, segundo o levantamento, Marcus Viana teria 20,8% de rejeição; Lira Xapuri apareceria com 10,9%; Coronel Ulisses Araújo estaria com 9,7%; o progressista Gladson Cameli contabilizaria 8,8% de rejeição. Não soube responder 49,8%. O instituto disponibilizou ainda os números da rejeição do pré-candidatos ano Senado da República.

Segunda a tabela de rejeição dos nomes que foram colocados até o momento no tabuleiro político, Jorge Viana teria a maior rejeição com 24,8%; O companheiro de chapa de Viana, o deputado Ney Amorim estaria com 10,3%; o emedebista Marcio Bittar 9,7%; o senador Sérgio Petecão aparece com 9,7; o reitor da Ufac Minoro Kimpara 4,2%; a jornalista Mara Rocha 3,3%; o empresário Fernando Lage 1,2%; Sanderson Moura 0,6%. Não soube responder 36,3%.

Dados técnicos da pesquisa

Pesquisa registrada sob o número AC-02237/2018, no dia 15/02/2018, com autorização para divulgação dia 21/02/2018 (cinco dias). A pesquisa teve início no dia 09/02/2018 e se estendeu até o dia 20/02/2018, para os cargos de Governador e Senador. Foram entrevistados 1960 eleitores e o intervalo de confiança 95% e margem de erro 2,5%. Foi realizado pelo Instituto Haverroth (IHPEC), uma empresa do Grupo Comunicare (Conre1 044), por conta própria, ou seja, não houve contratante.

Propaganda

Destaque 2

“Eu quero que o Acre deixe de ser o rabo para ser a cabeça do cavalo”, diz Gladson no lançamento da ExpoAcre 2019

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Na manhã desta segunda-feira, 15, o governador Gladson Cameli lançou oficialmente a Expoacre 2019, em solenidade realizada na Sede do Sebrae, na Avenida Ceará, em Rio Branco. Focada no agronegócio, indústria, comércio e entretenimento, a feira ocorrerá entre os dias 27 de julho a 5 de agosto.

Responsável pela aberta da solenidade, a secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique destacou que a feira terá movimento durante o dia. “Teremos uma novidade que é o Galpão Institucional, onde o gabinete do governador e toda a sua estrutura estará despachando durante os nove dias de feira. Ou seja, a partir das 9h da manhã às instituições e secretarias estarão funcionando também no parque”, destacou a gestora.

Outro ponto é o retorno da cavalgada clássica onde os animais estarão novamente na pista que ocorrerá no dia 27. A Cavalgada ocorrerá da Gameleira até o estacionamento do Estádio Arena da Floresta.

Os principais shows da feira ficarão por conta da dupla sertaneja Jorge e Mateus, que se apresentará no dia 28 e no dia 31 a festa fica por conta da cantora Marília Mendonça. Para os amantes da música eletrônica, o palco será comandado pelo DJ Religare que junto com DJs acreanos comandará a Ecofest, que segunda a secretária Eliane Sinhasique será uma espécie de Tomorrowland, maior de música eletrônica do mundo.

FOTO: SÉRGIO VALE

De acordo com a organização, a expectativa é movimentar cerca de R$ 50 milhões fora os investimentos das instituições bancárias com operações de crédito. Além dos stands que os visitantes já estão acostumados a visitar, a novidade desse ano ficará por conta do Stand das Confecções que reunirá 12 expositores.

O superintendente do Sebrae, Marcos Lameira, um dos principais parceiros para realização do evento, disse que na edição deste ano, a instituição está fazendo mais com menos recursos. ” Estamos superando os desafios fazendo mais com menos. Em relação ao ano passado, serão 9 dias gastando o mesmos recursos do ano passado e reaproveitando boa parte da estrutura que será utilizada também na Expojuruá”, sugerindo ainda que a estrutura do Parque de Exposições seja usada durante todo ano com variados eventos. “É um desafio que lanço ao governo”, frisou.

O presidente da Fieac e do Conselho Deliberativo do Sebrae, José Adriano, enfatizou o uso de pessoas certas e nos lugares certos. ” Ressalto o trabalho em curto prazo e apesar da dificuldade precisamos ter a motivação para trabalharmos nessa feia que gera emprego e renda no Estado. Nós mudamos um pouco a forma patriarcal de como a feira era realizada. É importante usarmos o espaço mais vezes para o investimento feito por empresários possa valer a pena”, destacou.

O governador Gladson Cameli destacou a parceria do Sebrae, por meio do Sistema S, enfatizando que o Estado está com “o queijo e a faca na mão”. “Eu quero tocar a feira deste ano como vi no Rondônia Rural Show. É importante o movimento durante o dia. O tempo é o senhor da razão. Não podemos perder tempo. Peço que os secretários desburocratizem suas pastas durante o evento”, disse.

Gladson enfatizou ainda que os secretários do Meio Ambiente, da Fundação de Tecnologia e Agricultura e Pecuária estão trabalhando para elaboração da lei ambiental que deverá ser analisada no segundo semestre deste ano.

“Eu vi que me chamaram de Rei da Soja. Eu fiquei todo importante. Espero que dê certo no futuro. Eu quero que o Acre deixe de ser o rabo para ser a cabeça do cavalo”, brincou Cameli sobre a matéria do Intercept Brasil que o classificou como “Barão da Soja”, em extensa reportagem neste final de semana que foi reproduzida pelo ac24horas.

Continuar lendo

Destaque 2

Justiça eleitoral cassa mandato de Ilderlei Cordeiro

Publicado

em

O juiz da 4º Vara Eleitoral, Erik da Fonseca, cassou o mandato do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (Progressistas) e de seu vice, Zequinha Lima. O magistrado acatou o pedido do Ministério Público Eleitoral. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (11) no Diário Eletrônico da Justiça Eleitoral, porém, o gestor poderá recorrer no cargo.

O magistrado acatou os argumentos da investigação do MPE que apontou que o então chefe do gabinete do executivo do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Mário Neto, e o presidente do diretório do PSDB na cidade, Edson de Paula, foram presos pela Polícia Federal, em agosto de 2016, sob suspeita de corrupção ativa. De acordo com a denúncia, Neto estaria pagando candidatos a vereador para desistirem da candidatura com o intuito de apoiarem a chapa “Juntos por Cruzeiro”, do candidato Ilderlei Cordeiro, apoiada pelo então prefeito Vagner Sales (PMDB).

A coligação “Juntos por Cruzeiro” foi apoiada pelo PMDB e por Vagner Sales.

As prisões ocorreram após o candidato a vereador Clebisson Freire denunciar que tentaram comprar sua candidatura fazendo com que ele desistisse em troca de R$ 5 mil, quantia que teria sido oferecida pelo prefeito do município. Freire disse ainda que teria recebido proposta de trabalho do dirigente do PSDB. Para confirmar sua denúncia, o candidato reproduziu um áudio, que teria sido gravado com mais de uma hora e meia de duração, em que é possível ouvir a articulação.

A chefe de gabinete e irmã do prefeito Ilderlei Cordeiro, Idelcleide Cordeiro, confirmou a cassação do mandato dele em primeira instância e disse Ilderlei continua no mandato.

Na próxima quarta-feira, ele vai entrar com recurso no Tribunal Regional Eleitoral.

Idelcleide disse que o “prefeito está tranquilo e nós já esperávamos por isso por isso fizemos tanta questão de eleger o Clodoaldo Rodrigues como presidente da Câmara Municipal”.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.