Conecte-se agora

Conselhos aprovam intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro

Publicado

em

A maioria dos integrantes dos conselhos da República e de Defesa Nacional, reunidos hoje (19) no Palácio do Planalto, aprovou a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro, informou o ministro da Defesa, Raul Jungmann. Apenas os líderes da oposição na Câmara e no Senado, que integram o Conselho da República, se abstiveram de votar.

Apesar de os conselhos não terem poder de veto, o presidente Michel Temer decidiu convocá-los para consultar a posição dos integrantes dos dois órgãos. A reunião teve a participação de ministros, parlamentares, militares e integrantes da sociedade civil.

Jungmann relatou que durante a reunião o governo fez uma exposição dos motivos que levaram à intervenção. Entre eles, o ministro citou fatos como a interrupção de aulas nas escolas por causa da violência, o fato de comunidades no estado viverem sob o controle do crime organizado e de milícias e a necessidade de escolta armada para a entrega de encomendas dos Correios em localidades do Rio de Janeiro.

O ministro disse que não se trata de uma intervenção militar, mas federal e civil e que os recursos necessários para a medida estarão disponíveis assim que o general Braga Netto, nomeado interventor, apresentar o planejamento.

Mandado de busca e apreensão

Jungmann explicou que durante a reunião, o Comando do Exército observou que devem ser necessárias medidas complementares para a atuação das Forças Armadas no Rio de Janeiro.

Uma ação citada foi a possibilidade de usar o mandado de busca e apreensão de captura coletiva. Ele explicou que se trata de um tipo de mandado mais abrangente que não restringe a busca a uma área específica, prevendo assim os deslocamentos de criminosos.

“Isso é uma ordem judicial que já foi empregada outras vezes no Rio de Janeiro e estamos peticionando que volte a ser utilizada em alguns lugares. Em lugar de você colocar rua tal, quadra tal [no mandado], você vai dizer uma rua inteira, uma área ou um bairro. Em lugar de ser uma casa pode ser uma comunidade, um bairro. Isso tudo com a máxima transparência, com a participação do Ministério Público e obviamente que só podemos fazê-lo se tivermos uma ordem judicial para tanto”, explicou o ministro.

Oposição

Os representantes dos partidos de oposição argumentaram que se abstiveram de votar devido à falta de informações suficientes que justifiquem a intervenção. Segundo o senador Humberto Costa (PT-PE), durante a reunião dos conselhos, não foi apresentado nenhum dado consistente sobre o aumento da criminalidade no Rio e nem um planejamento detalhado de como os recursos serão alocados para executar a intervenção.

“Na ausência disso e no fato desse conselho [da República] estar sendo ouvido, inclusive, depois do decreto assinado e publicado, nós consideramos que não seria adequado que votássemos favoravelmente e nós da minoria nos abstivemos. Mais tarde, discutiremos com todos os partidos da oposição o posicionamento final, mas em princípio não há informações que permitam quem quer quer seja fazer uma boa avaliação se essa medida extrema era realmente necessária”, declarou o senador.

O senador considera que a decisão foi baseada em notícias de jornais e “foi tomada muito mais no calor do debate provocado por cenas do carnaval do que efetivamente de uma decisão devidamente balizada”.

O líder da minoria na Câmara, José Guimarães (PT-CE), também se absteve durante a consulta e avaliou que o decreto “foi um tiro no escuro” que poderá resultar em consequência para a sociedade e para as Forças Armadas.

Anúncios

Acre 01

Entregadores de aplicativo realizam buzinaço em frente ao restaurante e pizzaria a Princesinha  

Publicado

em

Um grupo de entregadores promoveu um buzinaço neste sábado, 19, em frente ao Restaurante e Pizzaria A Princesinha, onde um entregador de aplicativo foi chamado de “golpista”, pelo gerente do estabelecimento, Ramon Oliveira, nesta sexta-feira, 18, em rede social.   O ato ocorreu por volta das 19 horas e contou com a participação de entregadores e apoiadores. Diversos vídeos do ato foram veiculados nas redes sociais.

O protesto ocorreu, após o gerente do estabelecimento, Ramon Oliver,  publicar um post no grupo “Gastronomia Acre” acusando o entregador de aplicativo Raimundo Eliandro Garcia do Carmo, mais conhecido como Leandro, de retirar um pedido no estabelecimento que não foi entregue em seu destino final.

No post, o gerente pede para que o motoboy não faça esse tipo de “sacanagem”. “Trabalhamos dia e noite aqui os boys sabe da nossa luta, aí um cara desse vem aqui e aplica esse tipo de golpe”, afirmou o gerente. A publicação do representante do restaurante viralizou nas redes sociais.

Ao tomar ciência da acusação, o motoboy que soube que foi chamado de golpista pelo gerente relatou nas redes sociais que, após retirar o pedido do estabelecimento para a entrega, recebeu ligação da esposa contando que o filho menor de idade sofreu um acidente dentro de casa.

Neste momento, o entregador de aplicativos relatou que largou as entregas que tinham pendentes e correu para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do 2º Distrito para socorrer o filho.

Ao ac24horas, o motoboy enviou fotos e vídeos comprovando que passou a noite de sexta-feira, 18, para sábado, 18, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Em um vídeo nas redes sociais, o motoboy, na manhã deste sábado, 18, foi à Princesinha pagar a pizza que ele supostamente desviou.

“Esse cidadão não teve nem coragem de se desculpar. E eu quero que todos saibam que eu sou um homem e não um golpista que nem esse Ramon disse”, afirmou.

Após o caso viralizar no grupo da Gastronomia, o motoboy registrou Boletim de Ocorrência (B.O) contra o gerente Ramon Oliver na Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões.

ASSISTA O VÍDEO!

Continuar lendo

Cotidiano

Criminosos em motocicleta executam mulher com tiro na cabeça na Cidade Nova

Publicado

em

Uma mulher identificada como Luciana foi executada com um tiro na cabeça em via pública na tarde deste sábado, 19. O crime aconteceu na rua Uirapuru, no Cidade Nova, no Segundo Distrito de Rio Branco.

De acordo com informações da Polícia, Bruna é moradora do bairro e estava pedalando em sua bicicleta quando, inesperadamente, dois homens não identificados, se aproximaram em uma motocicleta e o  da garupa, em posse de uma arma de fogo, efetuou um tiro que atingiu a cabeça da vítima.

Após a ação, os criminosos fugiram do local. O caso já está sendo investigado pelos agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Populares que passavam pelo local acionaram a ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas quando os paramédicos chegaram Bruna já se encontrava sem vida.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos dos peritos em criminalística, em seguida, os policiais colheram as características dos criminosos e fizeram patrulhamento na região em busca de prendê-los, mas ninguém foi encontrado.

O corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavérico e identificação. A Polícia não soube informar a motivação do crime.

Continuar lendo

Acre 01

Gerente da Princesinha chama motoboy de golpista, que rebate e caso vai parar na delegacia

Publicado

em

O gerente do Restaurante e Pizzaria A Princesinha, Ramon Oliver, usou as redes sociais nesta sexta-feira, 18, para publicar um post no grupo “Gastronomia Acre” acusando o entregador de aplicativo Raimundo Eliandro Garcia do Carmo, mais conhecido como “Leandro”, de retirar um pedido no estabelecimento que não foi entregue em seu destino final.

No post, o gerente pede para que o motoboy não faça esse tipo de “sacanagem”. “Trabalhamos dia e noite aqui os boys sabe da nossa luta, aí um cara desse vem aqui e aplica esse tipo de golpe”, afirmou o gerente. A publicação do representante do restaurante viralizou nas redes sociais.

Ao tomar ciência da acusação, o motoboy que soube que foi chamado de golpista pelo gerente relatou nas redes sociais que, após retirar o pedido do estabelecimento para a entrega, recebeu ligação da esposa contando que o filho menor de idade sofreu um acidente dentro de casa.

Neste momento, o entregador de aplicativos relatou que largou as entregas que tinham pendentes e correu para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do 2º Distrito para socorrer o filho.

Ao ac24horas, o motoboy enviou fotos e vídeos comprovando que passou a noite de sexta-feira, 18, para sábado, 18, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Em um vídeo nas redes sociais, o motoboy, na manhã deste sábado, 18, foi à Princesinha pagar a pizza que ele supostamente desviou.

“Esse cidadão não teve nem coragem de se desculpar. E eu quero que todos saibam que eu sou um homem e não um golpista que nem esse Ramon disse”, afirmou.

Após o caso viralizar no grupo da Gastronomia, o motoboy registrou Boletim de Ocorrência (B.O) contra o gerente Ramon Oliver na Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões.

A Princesinha ainda não se manifestou oficialmente, mas os motoristas de aplicativos prometem às 18 horas deste sábado, 19, em frente ao estabelecimento, um protesto pedindo a saída do funcionário da empresa e uma Nota de Retratação.

Continuar lendo

Acre 01

Gladson Cameli confere obras que vai inaugurar no aniversário de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

O governador Gladson Cameli conferiu neste sábado, 19, em Cruzeiro do Sul, as obras dos equipamentos de cultura e esportes que compõem a Avenida Cultural que ele vai inaugurar no dia 28 de setembro, aniversário da cidade. Trata-se do Teatro dos Nauas, Centro Cultural Corbélia Lima e Ginásio Alailton Negreiros. Na entrada da Avenida está sendo erguido um portal.

Outro compromisso de Cameli foi com o prefeito de Cruzeiro do Sul, Clodoaldo Rodrigues. Este é o primeiro encontro institucional do governador com o recém-empossado gestor do município . Eles firmaram parceria para melhorar a infraestrutura de Cruzeiro com ênfase nas melhoria de ruas. Segundo Cameli, a união entre Estado e prefeitura otimiza recursos, compartilhamento de projetos e definição de obras estratégicas para o município.

“Quando o governo e a prefeitura trabalham juntos, só quem ganha é a população. Desde o início da nossa gestão, firmamos parcerias com todas as prefeituras e aqui em Cruzeiro do Sul não foi diferente. Temos muitos projetos que queremos executar aqui e o apoio do prefeito Clodoaldo é muito importante para que possamos melhorar a vida das pessoas. Sabemos que o desafio é grande, mas com muito trabalho e seriedade, nossos objetivos de melhorar a vida da população, gerar mais emprego e renda serão alcançados”, declarou.

Clodoaldo Rodrigues destacou que só com a parceria do governo prosseguirá com os investimentos que Cruzeiro do Sul necessita para melhorar a área de infraestrutura.

“Saio muito satisfeito dessa reunião e com a garantia do governador de novas parcerias com a Prefeitura de Cruzeiro do Sul para que possamos dar continuidade aos serviços de melhoria de infraestrutura em nosso município. O governo é o nosso principal parceiro e o governador Gladson Cameli só reafirmou seu compromisso de ajudar a nossa gestão”, disse.

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas