Conecte-se agora

Aplicativo nível do Rio Acre ainda em fase de testes, está disponível para smartphones

Publicado

em

A Prefeitura de Rio Branco, através da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC) e Instituto de Tecnologia da Informação e Inovação de Rio Branco (ITEC), em parceria com o curso de Sistemas de Informação da UNINORTE criou a plataforma “Nível do Rio”, um app para smartphones que mostra em tempo real a situação do Rio Acre nos municípios ao longo de sua bacia hidrográfica.

Ainda em fase de testes, o aplicativo emite alerta quando o rio alcança as cotas mais críticas: na manhã desta segunda-feira, 19, por exemplo, o Rio Acre marcou 14,05 metros, cinco centímetros acima da cota de transbordamento e o alarme do app foi acionado, informando ao usuário sobre a ocorrência. “É a base de uma ferramenta de gestão de alerta da Defesa Civil que está sendo testada”, informou Mafran Oliveira, diretor-presidente do ITEC. “Está desenvolvida neste momento para dispositivos Android. A versão IOS, para iPad e iPhone será disponibilizada em algumas semanas”, completou Mafran. O app “Nível do Rio” já pode ser baixado pelo Google Play através do link https://play.google.com/store/apps/details?id=riobranco.ac.gov.br.nivel_rio

Mafran explica que o projeto “Nível do Rio” faz parte da política de incentivo da economia criativa digital desenvolvida pelo ITEC visando a criação de novas startups, que são empresas em fase inicial que desenvolvem produtos ou serviços inovadores, com potencial de rápido de crescimento.

Por conta dos testes, os desenvolvedores criaram um sistema de feedback para receber informações acerca de falhas e problemas técnicos que o aplicativo possa apresentar ao baixar ou a ser manuseado. Erros e sugestões podem ser reportados ao endereço de email criado exclusivamente para isso durante esta fase de experiência: itec.app@riobranco.ac.gov.br.

A Defesa Civil comemorou a chegada de mais uma ferramenta para ajudar a população na questão das enchentes ou vazantes dos rios. “É a tecnologia sendo usada para informar a população. Uma boa iniciativa do ITEC, Defesa Civil e UNINORTE”, disse o coronel George Santos, chefe da Defesa Civil de Rio Branco. O usuário também tem a possibilidade de escolher acessar informações sobre o nível do Rio Madeira, em Rondônia.

Anúncios

Destaque 3

Desemprego no Brasil bate recorde e taxa chega a 13,8% em 2020, informa o IBGE

Publicado

em

Por

A taxa de desemprego no Brasil foi de 13,8% no trimestre de maio a julho de 2020, a maior da série histórica, iniciada em 2012, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgados nesta quarta-feira, 30, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mesmo período de 2019 a taxa ficou em 11,8% e no trimestre de fevereiro a abril deste ano, em 12,6%.

A população desocupada chegou a 13,1 milhões de pessoas, aumento de 4,5% (561 mil pessoas) em relação ao mesmo período de 2019.

O total de brasileiros ocupados recuou para 82 milhões, o menor resultado da série, com queda de de 8,1% (menos 7,2 milhões pessoas) em relação ao trimestre anterior, e de 12,3% (menos 11,6 milhões) ante o mesmo período de 2019.

Segundo a analista da pesquisa, Adriana Beringuy, as quedas no período da pandemia de covid-19 foram determinantes para os recordes negativos deste trimestre encerrado em julho. “Os resultados das últimas cinco divulgações mostram uma retração muito grande na população ocupada. É um acúmulo de perdas que leva a esses patamares negativos”.

Outro indicador que está no menor patamar na série histórica é a força de trabalho (pessoas ocupadas e desocupadas), que chegou a 95,2 milhões de pessoas, com queda de 6,8% (ou 6,9 milhões) frente ao trimestre anterior, e de 10,4% (ou 11 milhões de pessoas) em relação ao mesmo trimestre de 2019.

A taxa de informalidade foi de 37,4% da população ocupada (o equivalente a 30,7 milhões de trabalhadores informais), ante 38,8% no trimestre anterior e 41,3% no mesmo período de 2019.

Fonte: UOL

Continuar lendo

Destaque 3

Servidores públicos estaduais recebem salário do mês de setembro nesta quarta-feira

Publicado

em

Servidores ativos e inativos da administração pública estadual recebem o salário de setembro nesta quarta-feira, 30. Nesta operação o governo do Acre investe mais de R$ 267,5 milhões e cumpre com o compromisso assumido pelo governador Gladson Cameli de pagar o funcionalismo em dia, no último dia útil do mês.

Atualmente, a folha de pagamento do pessoal do Estado do Acre possui aproximadamente 32 mil servidores ativos e cerca de 13.500 mil inativos, distribuídos entre os órgãos e entidades que compõem sua estrutura administrativa, além dos quase quatro mil pensionistas. O pagamento referente a despesas com pessoal é uma das partes mais significativas no orçamento do Estado.

Em setembro, o governo iniciou o processo de auditoria da folha de pagamento. O ato irá permitir a verificação, análise e testes de conformidade na folha de pagamento, eliminar procedimentos desnecessários, avaliar a eficácia dos controles contábeis e administrativos, observar seus procedimentos na identificação, além de ser uma forma de prevenção de falhas e irregularidades. A previsão de término é em maio de 2021.

Além do pagamento mensal, os servidores da saúde e da segurança recebem o adicional referente ao trabalho que vem sendo executado durante a pandemia do novo coronavírus. No início deste mês, Cameli anunciou a prorrogação do benefício por mais 30 dias.

Continuar lendo

Destaque 3

Governo federal reconhece situação de emergência no Acre devido a incêndios florestais

Publicado

em

O Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil do Governo Federal, Alexandre Lucas Alves, publicou no Diário Oficial da União portaria que reconhece situação de emergência nos 22 municípios acreanos.

A portaria leva em consideração o decreto do governo acreano nº 698, de 31 de agosto de 2020, quando o governador Gladson Cameli decretou situação de emergência ambiental por causa das queimadas.

Somente durante o mês de setembro, até esta sexta-feira, 27, o Acre apresentou 2.820 focos de queimadas. Entre 1º de janeiro e 27 de setembro o estado registrou 7.319 focos ativos de incêndios no estado. O número é maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando foi de 6.246 focos de queimadas.

Continuar lendo

Cotidiano

3º repasse do FPM é de R$13,1 milhões e cai nesta quarta (30) na conta das prefeituras

Publicado

em

O mês de setembro fechará com uma queda de 21,51% no terceiro decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), em comparação ao mesmo período de 2019.

O valor, que será creditado na quarta-feira, 30 de setembro, na conta das 22 prefeituras do Acre, será de R$13.104.081,74. No ano passado, o 3º repasse do FPM de setembro foi de R$ 13.423.752,57.

A soma das prefeituras brasileiras receberá R$ 1,9 bilhões, com o desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Quando somado o Fundo, o montante será de R$ 2.4 bi.

O 3º decêndio representa a base de cálculo dos dias 11 a 20 do mês corrente. Esse decêndio geralmente representa em torno de 30% do valor esperado para o mês inteiro.

Segundo os dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o 3º decêndio de setembro de 2020, comparado com mesmo decêndio do ano anterior, apresentou queda de 2,72% em termos nominais, ou seja, sem considerar os efeitos da inflação. E quando o valor do repasse é deflacionado, levando-se em conta a inflação, comparado ao mesmo período do ano anterior, a queda é de 4,84%.

Diante de todos os compromissos assumidos pelos gestores, o fraco crescimento da economia tem trazido cada vez mais angústias. Os municípios têm em sua frente um grande desafio, a pandemia do Covid-19.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas