Conecte-se agora

Caso Telexfree: Brasileiro que levou autoridades dos EUA a US$17 milhões escondidos em colchão é condenado a prisão

Publicado

em

Por Reuters

Um brasileiro cuja detenção levou autoridades dos Estados Unidos a descobrirem US$ 17 milhões escondidos em um colchão foi condenado nesta quinta-feira (8) a quase três anos de prisão por tentar lavar dinheiro ligado ao esquema de pirâmide financeira conhecido como TelexFree.

Promotores federais em Boston disseram que Cleber Rene Rizerio Rocha, 28, viajou aos Estados Unidos em várias ocasiões para ajudar a recuperar dinheiro que um co-fundador da TelexFree deixou para trás quando fugiu do país.

Raymond Sayeg, advogado que representa o brasileiro, argumentou que Rocha não deveria cumprir mais do que os 13 meses que ele já cumpriu desde sua prisão em janeiro de 2017.

Mas o promotor Andrew Lelling disse que Rocha, que se declarou culpado em outubro de conspiração e lavagem de dinheiro, desempenhou papel-chave em atividade ilícita ao atuar como mensageiro e custodiante de dinheiro de um esquema de pirâmide que o co-fundador da TelexFree Carlos Wanzeler escondeu.

“O senhor Rocha não é um cordeiro inocente”, disse Lelling.

O juiz Leo Sorokin, ao impor uma sentença de 33 meses de prisão, deu crédito a Rocha por ter colaborado com as autoridades ao menos inicialmente, ao ajudá-las a localizar o apartamento em Westborough, no Estado de Massachusetts, onde os US$ 17 milhões foram encontrados.

“É essencialmente uma cooperação imperfeita, pode-se dizer, e essa cooperação revelou um montante gigantesco de dinheiro”, disse.

Esquema de pirâmide

Promotores disseram que a TelexFree vendia um telefone via internet, mas na verdade se tratava de um esquema de pirâmide, cujo dinheiro vinha não do produto, mas de pessoas que pagavam para se inscrever para serem “promotoras” e divulgavam anúncios online para isso.

Sediada em Massachusetts, a TelexFree faliu em 2014, provocando US$ 3 bilhões em perdas para quase 1,89 milhão de pessoas em todo o mundo, disseram promotores.

James Merrill, outro co-fundador da TelexFree, foi preso em maio de 2014 e sentenciado a 6 anos de prisão em março de 2017 depois de se declarar culpado das acusações de fraude e conspiração.

Wanzeler, que é cidadão brasileiro, fugiu para o Brasil em 2014 e não pode ser extraditado. Ele deixou para trás dezenas de milhões de dólares que lavou de contas da TelexFree, disseram os promotores.

Propaganda

Destaque 5

Atendimento da ação de saúde solidária Dr. Baba começou neste sábado no município de Jordão

Publicado

em

Depois de cinco dias de viagem, o barco Raimundo Ferreira ancorou no porto de Jordão,. Cidade aonde inicia os primeiros atendimentos da ação de saúde solidária em homenagem ao médico Dr. Baba ( Rosaldo Firmino), que teve sua vida ceifada no mês de outubro de 2018, na cidade de Feijó. O barco saiu de Tarauacá-AC, no último dia 13 com chegada prevista para esta sexta-feira, dia 18.

Tarauacá no dia 13, com chegada prevista para sexta-feira.

A equipe de saúde é composta por 23 pessoas, sendo que na cidade de Jordão outros se unem à equipe para a execução das atividades na descida do barco e, também no atendimento que será realizado no sábado (19) contando com a presença do médico e deputado estadual Jenilson Leite, que coordena a ação de saúde.

A ação de saúde solidária à população ribeirinha às margens do rio Tarauacá, no percurso entre as duas cidades, foi planejada pelo Dr. Baba e Dr. Jenilson Leite, mas com sua partida para o plano celestial, coube ao deputado e à prefeitura de Jordão, com o apoio de amigos e profissionais da área de saúde dar seguimento ao desejo do amigo de atender as comunidades ribeirinhas.

Na ação de saúde serão oferecidos atendimentos nas áreas de psicologia, odontologia, biomédica (exames), infectologia. Além disso, à equipe realizará cortes de cabelos, distribuição de roupas e torneios esportivos.

Para o deputado Jenilson Leite, a execução da ação de saúde significa cumprir o desejo de um amigo, que quando em vida sempre buscou auxiliar o próximo. “O doutor Baba planejou isso, era sonho, mas não pode executar, contudo, nós decidimos fazer está homenagem”.

Calendário de Atendimento:
Sábado: 19/01/2019

Atendimento no Jordão
Domingo: 20/01/2019

Saída de Jordão
Segunda: 21/01/2019

Atendimento seringal Alagoas
Terça: 22/ 01/2019

Saída de Alagoas
Quarta: 23/01/2019

Atendimento no seringal São Luiz
Quinta: 24/01/2019

Atendimento no seringal União
Sexta: 25/01/2019

Atendimento no seringal Santa Luzia
Sábado: 26/01/2019

A previsão é atender mais de duas mil pessoas.

Continuar lendo

Destaque 5

Socorro visita abrigos construídos no parque de exposições

Publicado

em

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), visitou na manhã desta sexta-feira (18) o Parque de Exposições Wildy Viana, que está sendo preparado para receber as famílias que eventualmente venham a ser afetadas por uma possível enchente do Rio Acre.

A preocupação da gestora é garantir que tudo esteja funcionando bem para que as famílias que precisarem deixar suas casas sejam bem cuidadas e minimamente impactadas pelo fenômeno natural.

A última medição do nível das águas do rio Acre realizada pela equipe da Defesa Civil municipal na tarde desta sexta-feira registrou a cota de 14,22cm, ultrapassando a cota de transbordamento, que de 14m. De acordo com a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC), ainda não foi necessário retirar nenhuma família das margens do manancial.

No início da semana, Socorro Neri visitou o parque juntamente com o chefe da Casa Civil do Governo do Estado, José Ribamar Trindade, e autorizou a construção de 100 abrigos no local, onde serão acolhidas as famílias que precisarem sair de suas casas por conta do transbordamento do rio.

“Toda a preparação para o socorro e assistência às possíveis vítimas de uma eventual enchente já está sendo feita. Equipe e gestão estão preparadas, o contato com o Governo do Estado já foi feito, de modo que estamos com o nosso Plano de Contingência em execução”, afirmou Socorro Neri.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Regiões preocupantes

O coordenador da Defesa Civil, George Santos, informou que nos bairros Santa Terezinha, Baixada da Habitasa e Ayrton Sena, alguns terrenos já foram atingidos pelas águas do rio. No entanto, segundo ele, não existe a previsão momentânea de a situação se agravar, uma vez que não há registro de mais chuvas nas nascentes do Rio Acre.

“Em Assis Brasil, Xapuri e Brasileia o nível do rio baixou bastante. Em Capixaba subiu um pouco, mas nas próximas 12h deve estabilizar”, explicou Santos, recomendando às famílias que tenham cuidado com o contato com a rede de energia elétrica, animais peçonhentos e, principalmente, não joguem lixo em seus quintais e nas ruas, para evitar o entupimento de bueiros e rede de drenagem das águas pluviais.

 

Continuar lendo

Destaque 5

Corrupção é causa de punição expulsiva de 36 servidores no AC

Publicado

em

Dos 3.884 funcionários federais atuando no Acre, 36 tiveram a aposentadoria cassada, foram destituídos do cargo ou demitidos do serviço público entre 2003 e 2018. São servidores que cometeram crimes no exercício do cargo e receberam a punição chamada “punição expulsiva”. Esse número é maior que as ocorrências registradas em outros seis Estados: Rio Grande do Norte, Paraíba, Amapá, Minas Gerais, Piauí e Rio Grande do Sul. Os dados são da Controladoria Geral da União (CGU).

Os órgãos e autarquias do Governo Federal expulsaram, somente ao longo de 2018, 566 servidores públicos por atividades contrárias à Lei nº 8.112/1990. Ao todo, foram 243 demissões de servidores efetivos; 45 cassações de aposentadorias; e 12 destituições de ocupantes de cargos em comissão. Os dados não incluem os empregados de empresas estatais, a exemplo da Caixa, Correios e Petrobras.

O principal motivo das expulsões foi a prática de atos relacionados à corrupção. Já o abandono de cargo, inassiduidade ou acumulação ilícita de cargos são fundamentos que vêm em seguida. As outras razões que mais afastaram servidores foram proceder de forma desidiosa (negligência) e a participação em gerência ou administração de sociedade privada.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Leia Também

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.