Conecte-se agora

Walter Prado elogia proposta de Bolsonaro: “O cidadão tem direito de se defender”

Publicado

em

Seguindo o exemplo do pré-candidato ao governo do Acre, Coronel Ulysses, o ex-deputado e delegado aposentado Walter Prado resolveu aderir a movimento que defende a eleição do pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, político que propõe a revogação do Estatuto do Desarmamento para que o cidadão posse ter o direito de possuir uma armar para se defender.

“O cidadão tem o direito de se defender”, diz Prado. Ele acredita que a explosão de violência tem como um dos fatores o desarmamento do cidadão que não pode possuir uma arma em casa. Prado elogia a proposta do deputado federal Jair Bolsonaro, dando como exemplo a possibilidade de um produtor rural voltar a possuir um arma para se defender dos ladrões de gado.

Segundo Walter Prado, O Estatuto do Desarmamento dificultou a compra e o porte de armas no Brasil e “teve como resultado uma vitória do crime. Os bandidos se sentem à vontade para invadir e saquear casas e propriedades rurais. A atual conjuntura política brasileira, especialmente no que diz respeito à segurança pública do Brasil e do Acre demonstra que Bolsonaro tem razão”.

Citando os números da violência no Acre, Prado afirma que “não há ambiente de negócio em um Estado que apenas no ano de 2017, ocorreram 480 homicídios, sem se falar em outros graves crimes contra a pessoa. Dou ênfase aqui apenas aos homicídios. No Brasil, relativamente ao ano de 2017, foram mais de 60 mil homicídios. A situação é tão grave como se vivêssemos em uma guerra”.

Para o delegado aposentado, “fomos enganados quando se advogou a tese que se a população civil, especialmente os homens de bem, como os produtores rurais, fossem desarmados, se aumentaria a segurança do país. A medida não passou de um grande engodo. Uma grande mentira. A delinquência e as organizações criminosas agradeceram. Ficaram livres para agirem sem resistência”.

Prado criticou a proposta de legalização das drogas defendida por políticos de esquerda como meio de reduzir a violência. Para a esquerda festiva, legalizar as drogas reduz violência. Legalizar o aborto, reduz o número de abortos. Agora, para essa mesma esquerda, regularizar o uso de arma pelos homens de bem, aumenta os homicídios. Acharam que os brasileiros são trouxas”.

Ele acredita que as propostas da esquerda brasileira estão equivocadas e justifica o apoio às propostas do presidenciável Jair Bolsonaro. “É melhor mesmo Jair se acostumando. Por isso apoio Bolsonaro. Como ele, acho que o produtor e o cidadão de bem tem o direito liquido e certo de tem em sua propriedade um fuzil, uma pistola ou qualquer outra arma com a qual possa se defender dos bandidos e dos ladrões”, finaliza Walter Prado.

Propaganda

Destaque 2

Fiscalização volante da Sefaz apreende mercadoria ilegal

Publicado

em

Além dos postos fixos, a Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) conta com a fiscalização volante para coibir a velha prática de quem não quer pagar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

E foi esse trabalho itinerante que proporcionou a apreensão de 38 fardos de confecções sem o devido imposto.

A estratégia não é nova e acontece com certa frequência. Os motoristas dos caminhões recebem para esconder a mercadoria ilegal entre produtos que estão com o imposto em dia. Nesse golpe, os volumes estavam escondidos entre gêneros alimentícios para tentar burlar a fiscalização.

As mercadorias foram apreendidas e levadas para autuação no Posto Fiscal da Corrente.

A estimativa é que o auto de infração ultrapasse os 50 mil reais, entre imposto e multa.

Continuar lendo

Destaque 2

Imagens mostram Emurb colocando asfalto onde não tem buraco

Publicado

em

Bem verdade que as condições de algumas ruas de Rio Branco começam a melhorar desde o início da Operação Verão, desencadeada pela prefeitura com o objetivo de recuperar as vias da capital acreana. Bem verdade também que o que foi feito agora está longe de ser suficiente para acabar com os buracos da cidade e acabar com o martírio dos motoristas que precisam de muita atenção, principalmente no período noturno.

Por isso, o espanto de internautas que flagraram equipes da Emurb colocando asfalto em um trecho da Avenida Ceará em frente ao José de Melo, onde aparentemente não há buracos “Eu não consigo entender. Com tantas ruas esburacadas em quase todos os bairros da nossa cidade, a prefeitura tá concentrando esforços onde não tem buraco. Na rua Manaus, onde moro no bairro Parque das Palmeiras, todas as ruas tem buracos”, disse um internauta que encaminhou as fotos ao ac24horas.

Em nota, a prefeitura de Rio Branco explicou se tratar de uma determinação da prefeita Socorro Néri para a recuperação preventiva das vias onde há grande circulação de veículos. Segundo a Emurb, ao longo dos anos, as muitas operações tapa-buracos criaram desníveis na capa asfáltica da cidade. Nesses mesmos pontos de tráfego intenso, a orientação é que uma fina camada de asfalto seja aplicada para melhorar e deixar mais uniformes as pistas.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.