Conecte-se agora
Fechar

Blog do Crica

Para Sebastião Viana é bola ou burica

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Tião Viana já enfrentou desafios quando se elegeu senador, chegou à presidência do Senado e ganhou duas vezes para governador. Mas o maior desafio seu vai acontecer neste restante de mandato, quando tentará fazer o prefeito Marcus Alexandre o seu sucessor, num momento econômico difícil do Estado. Ao vencedor, as batatas! Mas se perder a disputa na qual estará como o comandante maior da FPA, entrará na história como o governante que quebrou o ciclo de vitórias majoritárias sucessivas em duas décadas do PT no poder, no Acre. Será a mãe de todas as batalhas que até  aqui travou. É natural o desgaste de oito anos de governo, o PT perdeu a aura de partido defensor da honestidade e a oposição tem um candidato altamente competitivo. Por todos estes aspectos é que o Tião Viana (foto) enfrentará em 2018 a mais difícil das eleições nas quais se envolveu na sua carreira política. Para o Tião é bola ou burica.

UMA BOA CONQUISTA
O médico Carlos Beirute foi uma das boas conquistas do PMDB para a chapa de deputado federal. Quando se vê um nome como o do Carlos Beirute (PMDB), com toda a sua qualificação, entrando na disputa para a Câmara Federa, é para se comemorar, porque não estará na lista dos candidatos medíocres, despreparados, que querem ser Federal. Chega de mediocridade!

VITÓRIA NA JUSTIÇA
O vereador Joelso Pontes (PP- Brasiléia), que estava afastado do mandato por questões jurídicas, conseguiu na justiça reverter o impedimento e voltará a assumir. A mesa diretora da Câmara Municipal de Brasiléia já foi notificada e deverá marcar o seu retorno ao mandato.

GOLPE DE MESTRE
O presidente do DEM, Tião Bocalom, deu um golpe de mestre ao trazer o Coronel Ulisses Araújo para ser o candidato a governador pelo DEM. Com isso quebrou a articulação do PMDB,de espatifar o projeto do DEM, de colocar de vice de Gladson Cameli (PP), o deputado federal Alan Rick (DEM). A esperteza demais às vezes cresce e come o dono. Ocorreu com o PMDB.

NÃO CONSEGUE SERENIDADE
Sempre digo ser o deputado federal Alan Rick (DEM) um dos nossos parlamentares federais mais produtivos no mandato. Sem dúvida! Mas, politicamente, é um elefante numa loja de porcelana, não dá um passo sem espatifar. Foi assim no PRB, onde se virou contra quem coordenou sua campanha e lhe deu guarida e votos e está repetindo o mesmo comportamento agora no DEM. Não tenho dúvida que, com mandato poderá tomar a presidência do DEM do Tião Bocalom, em Brasília, o mandato federal é moeda de alta troca na capital federal. Mas vai reforçar a imagem de se voltar contra aliados e estará comprando uma briga de foice com esta sua ânsia de querer ser vice-governador a qualquer custo. O tempo é o senhor da razão na política.

NÃO CONSEGUIU NOTAR?
Não conseguiu ainda notar que está sendo usado politicamente para satisfazer os interesses do PMDB? Qualquer amador em política teria notado. Só o Alan Rick não consegue perceber. Mas é novo, com o tempo aprenderá, muita coisa da política.

NÃO TEM UNGIDO
Escancarou de vez na troca de acusações a briga entre os dois grupos da Assembléia de Deus, no Acre. É uma briga que passou do terreno espiritual para o mundano. É uma briga política, de interesses pessoais, e não tem ungido pelo Espírito Santo nesta historieta nada edificante.

REABERTURA QUENTE
A reabertura dos trabalhos legislativos será efervescente, no confronto aberto comandado pelo deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS) e o governador Tião Viana. Ninguém faz hoje mais oposição aberta na ALEAC ao Governo que o Raimundinho. Nem a oposição se iguala.

MIRANDO NA REELEIÇÃO
Raimundinho trabalha no sentido de sedimentar novamente o seu caminho entre os servidores da Saúde, para a reeleição, defendendo pautas da categoria como a volta do PRÓ-SAÚDE, o pagamento de horas extras e ser contrário à terceirização das ações do HUERB.

SIGNIFICADO ESPECIAL
A sua articulação para derrubar o veto do governador Tião Viana tem um significado especial, além de buscar assegurar os direitos dos servidores do PRÓ-SAÚDE, se conseguir, poderá impor a um governo petista a única derrota de um veto nos 20 anos à frente do poder. E chegou num ponto que o deputado Raimundinho não pode mais recuar neste confronto. Não me pergunte como será o fim deste confronto: imprevisível!

COM DOCUMENTOS
Este comentário que já tomou conta dos bastidores políticos sobre supostas peripécias de um candidato ao Senado e que estaria para ser divulgada, tenho uma posição: não dou uma linha em cima de boatos. Ou depoimento gravado e bem documentado pelo delator, ou nada!

NOVA TÁTICA
A deputada federal Jéssica Sales (PMDB) não terá a máquina da prefeitura de Cruzeiro do Sul trabalhando 24 horas, como na sua eleição. Foi lavada pelo prefeito Ilderlei Cordeiro, que apoiará um parente a Federal. A sua tática para compensar a perda é fazer altos acordos financeiros nos municípios com lideranças regionais fora do Juruá. Nesta eleição, tem de meter a mão no bolso.

NÃO FECHARÁ A CONTA
Ainda que o prefeito Marcus Alexandre projete gastar nos próximos 30 dias 3 mil toneladas de asfalto, ainda assim não fechará a conta dos buracos que se espalharam pela cidade e que não estão apenas nos corredores de ônibus, mas nas transversais. Por maior que seja o empenho.

PARCERIA IMPRESCINDÍVEL
Caso o governo não entre com o dorminhoco DERACRE numa parceria para criar novas frentes de serviço, este abacaxi dos buracos vai pousar no colo da vice-prefeita Socorro Nery, que assumirá em abril e terá que ajudar a descascar em plena época eleitoral.

REFAZENDO PONTES
Quem será candidato a deputado federal na eleição deste ano é o secretário municipal Chicão Brígido (PDT), num terreno livre. Nichos eleitorais como Estação Experimental, Esperança, Calafate e outros, onde transita bem, não terão nomes da região para a Câmara Federal.

ANALISAR OS NOMES
O PDT está anunciando que terá chapa própria para deputado federal. Não se conhece todos os nomes dos candidatos. A legenda dará para eleger alguém? Isso é que o secretário Chicão Brígido terá que analisar. A sua candidatura será estratégica porque deixará a PMRB, em abril.

POR QUAL RAZÃO CHICÃO DEIXARÁ A PMRB?
Para se chegar aos motivos tem que se voltar ao passado, quando Chicão Brígido ainda era deputado federal. Na ocasião teve uma briga dura com a suplente Adelaide Nery pelo mandato, com uma série de acusações e troca de denúncias. Adelaide é mãe da futura prefeita Socorro Nery. Que dificilmente manteria o Chicão no cargo de secretário. Explicado?

APOSTANDO NO IMPROVÁVEL
Chicão Brígido é do tempo em que, se conquistava os votos na exposição da idéia, e foi assim que, praticamente, elegeu-se deputado federal. Nesta eleição está apostando no imponderável, de que não haverá, com os novos tempos jurídicos, tanta compra de votos.

NÃO APOSTO UM CENTAVO
Eu não aposto um centavo que teremos uma eleição limpa e sem compra de votos. O comércio de compra e venda de votos vai funcionar a todo vapor, também, na eleição deste ano.

É DEMOCRACIA OU NÃO?
Não entendo democracia pela metade. A candidatura do Jair Bolsonaro à presidência da República se insere neste contexto que numa democracia há a pluralidade de idéias. Cada candidato tem a sua plataforma, de direita, esquerda ou centro. Vota no candidato quem quer.

SITUAÇÕES DIFERENTES
É uma situação diferente, juridicamente, do ex-presidente Lula, que foi condenado numa ação penal e com todo direito de defesa, mesmo com os seus defensores dizendo que faltaram provas. Se for impedido de disputar a eleição será pela justiça e não por um golpe. Seria bom que o Lula disputasse, mas quem vai dizer isso é a justiça, estamos num Estado de Direito, onde há uma legislação penal e eleitoral a ser cumprida. É uma questão política e não jurídica.

XERIFE DE VOLTA
O ex-deputado Walter Prado estará na briga para volta à Assembléia Legislativa, como candidato a deputado estadual pelo SOLIDARIEDADE. Experiente, sabe o caminho das pedras.

SEXTO SENTIDO
Na política você não pode decidir pela emoção. Um exemplo: os deputados do PEN sabiam que seriam tratorados nos seus redutos pelo PT na campanha e ainda assim entraram no chapão. Perderam todos. Escaparam o Valter Prado e o Helder Paiva, que souberam fazer a leitura correta e não saíram para a reeleição. Na política tem que se avaliar os prós e contra. A lição vale para os atuais deputados da base do governo que não são do PT, na eleição deste ano.

ALIANÇA ESTADUAL
O presidente do PMDB, deputado federal Flaviano Melo, defende que na oposição haja apenas um chapão para Federal e duas chapas para deputado estadual, uma com os partidos maiores e outra formada pelos partidos menores. Acho difícil resolver a equação para a ALEAC.

CHAPAS PRÓPRIAS
OPSD do senador Sérgio Petecão tem chapa própria para deputado estadual. Da mesma forma o PSDB do deputado federal Major Rocha. O que tende a acontecer é que, dos grandes apenas o PP e o PMDB estejam numa coligação. A outra será do PPS-PTB e SOLIDARIEDADE.

FALTA PRUDÊNCIA
Basta os que comandam a oposição terem um pouco de serenidade nesta questão com o DEM. O senador Gladson Cameli (PP) somente por uma eventual zebra não estará num segundo turno. E lá estando é natural que o DEM e o seu grupo lhe apoiarão. Para o PT é que não iriam.

AÇÃO QUE DEVE CONTINUAR
A ação do secretário de Segurança, Emylson Farias, tirando de circulação dez acusados de roubos, mortes, tráfico de drogas, que atuavam na Cidade do Povo, é o caminho correto e deveria ocorrer nos demais bairros. Para se ter uma idéia da Cidade do Povo, todos motoristas se recusam a fazer corridas na parte noturna para o bairro, por correr risco de sofrer assalto.

RONDA MAIS ATIVA
Um dos pontos que se espera do novo comandante da PM, Coronel Kinpara, é que torne a presença da ronda com motos mais presentes nos bairros, como havia anos atrás. No Tropical e adjacências, por exemplo, há muito não se vê o roncar de uma moto da PM e, raramente, viaturas. O governo já investiu muito e está prometendo mais estrutura para a PM, uma nova leva de soldados está prestes a ser incorporada. Portanto, não haverá anteparo para que o trabalho de prevenção e combate à violência não melhore. As famílias reclusas em casa querem paz para sair à noite para uma diversão e retornar sem problemas. Ninguém é a favor do quanto pior melhor. Que venham novos tempos no restante de mandato do atual governo.

Blog do Crica

O blefe do Truco do MDB

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Rocha quer intervenção federal na segurança

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Gladson anuncia Mara Rocha e MDB não aceita

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.