Conecte-se agora

Com 105 kg, farmacêutica é eleita Miss Acre Plus Size 2018 e vai disputar titulo nacional em São Paulo

Publicado

em

Para ser uma Miss Plus Size não basta ser bonita é preciso ser uma mulher forte, decidida e ousada e essas qualidades resumem bem a Miss Acre Plus Size, Pollyana de Aguiar. Ela foi selecionada para representar o Acre na etapa nacional que irá eleger a mais bela Plus Size Brasil 2018, previsto para ocorrer dia 8 de março, em São Paulo.

Pollyana Aguiar, 28 anos, é farmacêutica e conta que recebeu com surpresa a notícia de sua escolha para representar o Acre. “Em dezembro recebi a ligação dizendo que eu havia sido selecionada para representar meu Estado na etapa nacional. Naquele momento passou um filme na minha cabeça de todo preconceito que já sofri e vivi. Foi quando percebi que sou capaz de vencer todos obstáculos”, relembra.

Dona de uma beleza inquestionável, Pollyana afirma que após sofrer muito com seu peso decidiu se libertar de qualquer estereótipo padrão imposto pela sociedade. Atualmente, ela garante: “Sou bem feliz e resolvida comigo mesma e pode ter a certeza que darei o melhor de mim e farei de tudo para trazer a coroa e a faixa para o Estado”.

Em entrevista especial a reportagem do ac24horas, Pollyana Aguiar relata como superou o preconceito e deu um basta aos padrões imposto pela sociedade, sem se descuidar do corpo, da alimentação, dos cuidados de beleza e, acima de tudo, da autoestima. “Para ser uma Plus Size de verdade é preciso se amar o suficiente, cuidar do seu corpo, sua saúde e sua estética”.

Pollyana Aguiar afirma que não é adepta de dietas, porém não abre mão de uma alimentação saudável. “Como sem neuras. Não é porque sou gordinha que tenho que me descuidar. Uma de minhas preocupações é sempre manter uma alimentação saudável e geralmente não comer coisas que contenham muito sal. Sem tempo para praticar esportes devido a intensa carga de trabalho, Pollyana diz que, nas horas vagas, não abre mão de estar com amigos e dá boas risadas. “Como tenho uma rotina bem corrida de trabalho, nos momentos vagos gosto sempre de está reunida com os amigos batendo um bom papo e se divertindo, em casa ou barzinhos”.

Em um relacionamento sério, a Miss Acre destaca que o que mais a atrai em um homem é a humildade, simplicidade, honestidade, sinceridade e caráter e tem verdadeira aversão a homens prepotentes e arrogantes. Como toda mulher, Pollyana não esconde que é vaidosa e conta alguns dos cuidados específicos com o corpo e beleza.

“Com relação ao corpo, como estou sem tempo para praticar esporte, gosto sempre de estar fazendo massagens modeladoras, faço drenagem duas vezes por semana. Com o rosto, costumo fazer limpeza de pele, utilizo protetor solar diariamente, além da limpeza diária com sabonete líquido específico, água micelar, tônico adstringente e na bolsa sempre ando com lenço de limpeza facial. Não abro mão de ter sempre produtos de beleza ao meu alcance”.

Ficha Técnica

Nome completo: Pollyana das Neves de Aguiar
Idade: 28 anos
Profissão: Farmacêutica
Estado Civil: Namorando
Peso: 105 kg
Medidas: 96 cm de cintura, 110 cm de busto e 130 cm de quadril
Altura: 1,68 mt

Confira a entrevista com Pollyana Aguiar, a Miss Acre Plus Size 2018

ac24horas – Pollyana, como surgiu a oportunidade de concorrer e representar o Acre no concurso de beleza Plus Size?

Pollyana Aguiar _ Fiquei sabendo do concurso e resolvi me inscrever, tentar a sorte. Não imaginava ser selecionada, por não ser conhecida, não ter experiência na área e nunca ter trabalhado como modelo. Quando menos espero, em dezembro, recebo a ligação dizendo que eu havia sido selecionada e eleita a Miss Acre Plus Size e que iria ser a representante estadual na etapa nacional. Naquele momento passou um filme na minha cabeça de todo preconceito que já sofri e vivi, foi onde percebi que eu sou capaz de vencer todos obstáculos.

ac24horas – O que podemos esperar da Pollyana Aguiar nesta disputa?

Pollyana Aguiar _ Pode ter a certeza que darei o melhor de mim e farei de tudo para trazer a coroa e a faixa para estado.

ac24horas – Além de um manequim a partir do tamanho 44, o que é preciso para ser uma Plus Size?

Pollyana Aguiar _ Tecnicamente o Plus Size começaria no tamanho 46, porém, na prática, a mulher que usa 44 já é considerada Plus Size, até pela dificuldade de encontrar roupas bacanas de grifes tradicionais. Não temos um padrão, mas o corpo tem que ser proporcional, tronco grande, pernas grossas. O meio termo não é uma ‘falsa magra’, mas também não se trata de uma gordinha muito grande, que suscite a apologia à obesidade.

A Plus Size é harmônica, é grande inteira, é apenas fora dos padrões. Para ser uma Plus Size de verdade, precisa se amar o suficiente para cuidar do seu corpo, sua saúde e sua estética. Ser muito bem resolvida consigo mesma e principalmente ser liberta de qualquer estereótipo padrão imposto pela sociedade.

ac24horas – Os padrões estabelecidos pelo mundo da moda e da aparência foram um problema para você?

Pollyana Aguiar _ Sim, constantemente! Geralmente as grifes de roupas costumam produzir somente até o 42, onde deixa a mulher a partir de 44 numa espécie de ‘‘Limbo Fashion”, principalmente pela falta de padronização de tamanho das fábricas. A indústria da moda despreza as mulheres com curvas e volumes.

Eu acredito que essa seja a grande dificuldade da indústria da moda, atender a muitos perfis diferentes de mulheres que usam a partir do tamanho “G”. Há quem tenha mais busto, mais ombros, mais culote. Cada Plus Size tem suas próprias características

ac24horas – Ser magra, em algum momento de sua vida, foi prioridade?

Pollyana Aguiar _ Já sim, eu não me conhecia, sempre que me olhava no espelho me sentia mal, apagava aquela imagem e sobrepunha uma imagem de corpo “perfeito” e ficava muito triste por não ser a minha realidade. Não conseguia ver a beleza das minhas curvas, das minhas coxas grossas, dos meus quadris largos e nem da minha pele. Até que decidi: ‘isso vai parar aqui!’ Não quero passar isso pra frente e esse é meu maior objetivo.

ac24horas – Pollyana, você sofreu preconceito por não estar dentro dos padrões de magreza estabelecido pela sociedade?

Pollyana Aguiar _ Com certeza, quem é “GG” mesmo se amando sempre se depara com comentários maldosos, mas hoje sou bem resolvida, me sinto feliz e isso é o que importa. Quanto ao preconceito das pessoas, isso é problema delas e não meu.

ac24horas – Ser uma Miss Plus Size é assumir uma missão de mudar concepções e opiniões sobre “padrões” de beleza e peso?

Pollyana Aguiar _ Com o título de Miss, me sinto muito mais responsável pelo movimento Plus Size e reconheço que tenho a missão de esclarecer que estar acima do peso não significa não ser saudável, mas sim, que você se aceita e se sente bem, mesmo não fazendo parte de um padrão imposto pela sociedade.

Eu acredito que se for comparar aos tempos passados, houve uma evolução, pois muitas pessoas começaram a aderir ao movimento. O próprio concurso de Miss Plus Size é um dos motivos para isso ter acontecido. Ainda assim acho que precisa haver uma evolução maior. Afinal, o preconceito permanece.

ac24horas – Qual conselho você daria para mulheres que sofrem com esses tais “padrões”?

Pollyana Aguiar _ Eu vou estar sempre tentando empoderar as pessoas acima do peso, tentar ajudar na autoestima e no aumento do amor próprio, eu não sou de ferro e também convivo com preconceitos, de pessoas que no fundo só querem ser cruéis a qualquer custo. Eu escuto piadas aqui ou acolá e muitas vezes elas vêm de pessoas que amamos que nos magoam, é triste perceber que todo mundo tem preconceito.

Mas eu vou seguir na luta e aconselho a quem se sente feliz que continue também, nada como um dia após o outro, uma dose de amor, amizade, carinho e principalmente autoestima e assim vamos desconstruindo essa imagem que ser gordo é ruim, que todo gordo é preguiçoso e doente, nos livrando do peso das amizades que nos colocam pra baixo.

ac24horas – Mais que respeitar seu corpo, a mulher moderna deve … ? complete a frase e deixe sua mensagem pessoal àquelas mulheres consideradas acima do peso.

Pollyana Aguiar _ A mulher deve compreender que não somos divididas em duas partes, rosto e corpo, mas que somos belas no geral da nossa essência e independente do nosso peso. Beleza é um conjunto de coisas: maturidade, autoconhecimento, confiança, personalidade e caráter.

Como mensagem pessoal deixo a seguinte reflexão: É difícil se olhar no espelho e se achar bonita? _Não! O difícil é olhar para o espelho e reconhecer que aquilo que vemos é bonito, mesmo sendo diferente do que vemos em capas de revistas e televisão. Os padrões são feitos para formatar, nos forçar a seguir o mesmo caminho, todos juntos em direção à infelicidade.

A aceitação é o primeiro passo para a mudança, seja grande ou pequena e tem que vir de dentro, de você. Não faço apologia à obesidade, acredito que as mulheres possam querer (ou não) perder peso por infinitos motivos, mas que nesse caminho sejam felizes, independente do manequim que usem.

Propaganda

Destaque 6

Após reportagem, secretaria realiza intervenção no Parque da Maternidade, em Rio Branco

Publicado

em

Após o portal de notícias ac24horas publicar nesta sexta-feira (18) reportagem mostrando o estado de abandono do Parque da Maternidade, com o esgoto invadindo a calçada e a ciclovia no trecho da avenida Getúlio Vargas, a Secretaria de Infraestrutura realizou ação emergencial de intervenção no local ainda na tarde de ontem, continuando neste sábado (19).

LEIA MAIS: Esgoto invade espaço usado por pedestres e ciclistas no Parque da Maternidade

A primeira medida foi drenar o esgoto que estava acumulado, usando caminhão específico para este tipo de serviço. Segundo o secretário Thiago Caetano, o problema foi resolvido de forma parcial, já que a sua origem está na parte interna da Maternidade Bárbara Heliodora, onde o caminhão não conseguiu chegar.

Durante este sábado, os funcionários vão trabalhar fazendo a roçagem do mato no entorno.

Continuar lendo

Destaque 6

Empresários do Acre dialogam com gestores da Sefaz e Acisa

Publicado

em

Empresários ligados à Associação Comercial do Acre (Acisa), apresentaram demandas e exigências à equipe financeira do Governo do Acre. A convite do presidente da instituição, Celestino Oliveira, os diretores da Acisa receberam a secretária da Fazenda, Semíramis Oliveira e equipe.

Durante a reunião, muitas pautas foram discutidas, dentre elas o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Os empresários, de vários segmentos, apresentaram números do Estado, demandas, dificuldades encontradas no cotidiano e na gestão anterior, deixando claro que a Acisa está de portas abertas para um bom relacionamento nos próximos anos.

“Este é um momento importante para nós, para rever o que deu errado no passado. A parceria entre empresários do setor público e privado é de suma importância, porque não tem como pensar somente em um setor sem integrar o outro. Desta forma, sucessivamente todos melhoram”, disse Celestino.

Empresários de vários segmentos apresentaram números do Estado, demandas e dificuldades encontradas no cotidiano – Foto: Assessoria

Em seu discurso, a secretária Semíramis se deixou a disposição e falou da da importância da parceria com empresários. “Deixo as portas da Sefaz abertas e reitero nosso compromisso para que possamos tentar resolver as mais diversas situações. Entendemos que quando o empresário está bem, a Sefaz está bem e o Estado automaticamente fica bem. O ICMS representa 30% da arrecadação do Estado”, explicou.

Além da secretária, a equipe técnica da Sefaz também esteve presente, Breno Caetano, coordenador do Departamento de Assessoramento Tributário, Nabil Ibrahin Cham Choum, diretor de Administração Tributária e Vanessa Brandão, diretora da Receita Estadual.

No desfecho da reunião, o presidente Celestino passou a presidência para que Siglia Abraão assuma interinamente, enquanto ele goza de férias. Síglia entra para a história como a primeira mulher a estar presidente da entidade.

Continuar lendo

Destaque 6

Mazinho denuncia Gerlen no MP por prática de nepotismo

Publicado

em

O prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), que na semana rompeu com o governador Gladson Cameli (Progressistas) ao não ter seus pedidos de indicação de cargos do governo no município atendidos, e declarou que seria oposição, resolveu abrir mais um impasse, envolvendo o seu rival político, o deputado Gerlen Diniz.

De acordo com o Mazinho, um ofício foi enviado ao Ministério Público cobrando providências responsabilizando o deputado Gerlen, pelo ato “nepotismo cruzado”. Segundo ele, o parlamentar teria utilizado de sua influência política para nomear seu irmão e sua cunhada como membros da guarda militar do governador, “retirando do pequeno efetivo de Sena Madureira dois policiais militares”, salientou o prefeito, que enfatizou que o teor da situação se encontra publicado na edição diário oficial do Estado do dia 10 de janeiro de 2019.

“Tendo uma de suas metas como gestor o apoio à Segurança Pública e aos serviços desempenhados pelo Comando do 8º BPM, afirmo que a retirada teve fins Politiqueiro de dois membros da corporação, parentes do deputado e afetou o trabalho voltado à população, reduzindo ainda mais o efetivo e abrindo espaço para o aumento da marginalidade”, explica o prefeito em uma publicação em sua página no facebook.

Segundo o prefeito, com muito esforço e apoio da Prefeitura Municipal, foi conquistado e pactuado um Convêncio para incentivar a Polícia Militar no desenvolvimento de suas atividades, reflexo disso é a redução da criminalidade e ocorrências de homicídios.

“É dever de todo político, escolhido pelo voto, velar pela legalidade de seus atos, o que não foi observado pelo então deputado que de forma escusa intermediou a retirada de seus parentes para atender interesses próprios junto ao Governo do Estado”, acusou Mazinho.

O ac24horas procurou o deputado Gerlen Diniz para comentar a situação, mas até o fechamento desta matéria, ele não atendeu nenhuma de nossas ligações.

O governo do Acre, por meio do porta-voz, Rogério Wenceslau, informou que o efetivo da PM tem milhares de homens, “é simples substituir dois militares, seja onde for, aí o prefeito Mazinho deu uma forçada de barra”, comentou.

Questionado se os militares citados serão substituídos, Wenceslau disse que não podia garantir tal ato. “Tenho que checar com a PM, mas o rodízio de militares em todas as unidades é rotina”.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Leia Também

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.